Ilustração - Blog Franchise Store

Tea Shop chega ao Rio Design Barra como a maior loja gourmet em um shopping do Brasil

A mais charmosa loja de chá da Europa, e a maior rede do Brasil, inaugura sua maior loja conceito em um shopping no país. A Tea Shop aterrissou no Rio Design Barra no dia 09 de fevereiro proporcionando ao público uma experiência única, com uma variedade de 120 chás e infusões a granel, acessórios para o preparo da bebida e complementos de alimentos artesanais, além de um espaço gourmet para que o cliente tome seu chá. A marca está há 27 anos no mercado e tem mais de 70 operações, sendo 20 delas no Brasil. A franquia foi aberta pelo empresário Anthony DeMello, que investiu no empreendimento por conta de sua paixão por chás, e por isso acompanha ainda mais de perto o negócio.

“Gosto de chá tanto quente, como gelado.  Me tornei um cliente assíduo de uma marca de chás que existe em todo o território americano e eu sempre me perguntava o motivo de não termos algo similar aqui no Brasil. A partir disso, iniciei algumas buscas, até encontrarmos algo que se enquadrasse na demanda dos bebedores de chá, e foi assim que encontramos a Tea Shop”, diz Anthony sobre a decisão de abrir o negócio.

Para ele, a marca representa qualidade aos apreciadores de chá, que só crescem no Brasil. “São mais de 25 anos de história, com isso a marca decidiu dar o passo de se estabelecer no Brasil. Os produtos são todos 100% naturais. A variedade de ‘blends’ chega a marca dos 120, se tornando a maior rede de lojas de chá gourmet da Espanha e do Brasil. Tudo que um amante de chá precisa nós oferecemos, desde o chá com alta qualidade, como os acessórios para apreciar a bebida da melhor maneira, entre eles, canecas, bules e infusores, etc”, completa o empresário.

Oportunidade e adequação ao mercado:

Formado pela Fundação Getúlio Vargas em administração de empresas, Anthony vê a crise econômica no Brasil como uma oportunidade para quem é criativo e empreendedor. Para ele, é necessário estar ‘100% antenado’ para buscar as oportunidades de negócio.

“A crise é apenas uma etapa do ciclo da economia. Saber aproveitar as oportunidades que se apresentam é crucial. Muitas vezes uma ideia boa se perde em detrimento do não aproveitamento de uma oportunidade que se apresenta, por isso também requer muita atenção. Crise também é oportunidade. No Brasil não é diferente. As portas sempre se abrem, mas só conseguimos enxergar se estivermos 100% antenados. Muitos não suportam uma crise muito prolongada, as vendas caem, os clientes somem, mas é neste momento que temos que ser diferentes. Só esses conseguem sobreviver à crise, os outros ficam pelo caminho. O fato é que temos que aumentar nossa sensibilidade, interpretar melhor e mercado, oscilar junto a ele e assim agarrar a oportunidade que se apresentar”, explica.

Chá gelado ou quente?

O fato de abrir uma loja em pleno verão é vista pelo empresário como uma oportunidade para que os apreciadores escolham a bebida quente ou gelada. “O chá é uma bebida que se toma quente ou gelada. Esse mito sai de cena quando citamos o café. Todos no Brasil tomam café nas quatro estações do ano e nos quatro cantos do país. É exclusivamente uma questão pessoal. Eu, por exemplo, gosto de tomar chá gelado junto às minhas refeições e um chá quente depois de comer. Tem chá para todos os momentos do dia: chá que te ajuda na digestão, outro que te ajuda a ter mais energia, outro que ajuda na não absorção de novas gorduras ingeridas, lembrando que isso são propriedades de cada chá. Vale ressaltar que chá não é remédio, mas como tudo que é natural, tem propriedades que podem ou não ter efeito no seu corpo”, lembra Anthony.

Para o empreendedor, o carioca é um consumidor em potencial da iguaria. “O carioca, assim como o brasileiro, é um tomador de chás. Podemos ver que o consumo de refrigerantes caiu bruscamente nos últimos anos, as pessoas têm mais necessidade e até a vontade de se cuidar. O cuidado com o corpo e a saúde é algo primordial hoje. O que falta é termos produtos de qualidade no mercado brasileiro. O que temos hoje não se compara ao que é tomar um chá de verdade, e isso a Tea Shop vai oferecer, o melhor do chá. O carioca é adepto das novidades, e quando ele toma gosto, ele abraça de uma forma muito legal”, ressalta.

 

      Tea Shop:

De acordo com dados da Euromonitor International, as vendas de chá não param de crescer no Brasil: 4 mil toneladas do produto foram comercializadas no varejo até o fim de 2017. Nos próximos anos, esse mercado deve ter um aumento de 6%, atingindo vendas no valor de R$ 1,1 bilhão (até 2021). “É preciso desmistificar essa ideia de que chá a gente bebe quando está doente ou que é bebida de pessoas com mais idade. O que mais vemos nas nossas lojas são jovens interessados no bem-estar que a bebida provoca. Até as crianças e os adolescentes são nossos clientes fiéis”, conta Michel Bitencourt, diretor geral da Tea Shop no Brasil.

A Tea Shop possui exclusividade de blends – uma mistura de diversos tipos de chá ou infusões – e de acessórios. “Nosso produto é o melhor do mercado. A Tea Shop não nasceu agora. São 27 anos de história. Conquistou a Europa e agora vem para o Brasil com fôlego total e muita energia para crescer mais e mais. Já são 20 lojas em território brasileiro, presentes em diversos estados. Para uma marca ter sucesso, não basta ter produto de alta qualidade, é preciso ter pessoas capacitadas para extrair o melhor desse produto e isso não é uma tarefa fácil, por isso o processo para a escolha dos franqueados é bem detalhado e cauteloso. O mesmo acontece para os funcionários das lojas. Todos que trabalham na Tea Shop tem a capacidade de te indicar o melhor chá para a sua necessidade”, garante Michel.

Mais informações sobre a franquia Tea Shop? Clique aqui.