Ilustração - Blog Franchise Store

Você sabe o que é uma startup?

O universo das startups tem sido muito falado e difundido entre o público mais jovem que pretende empreender, porém apostar em uma startup não é pré-requisito ser jovem. 

Com a evolução e o surgimento de novas tecnologias houve a necessidade de reinvenção nos modelos de negócios, abrindo espaço para o surgimento das startups.

A principal diferença entre as startups e as empresas tradicionais é o modelo de negócio escalável e repetível com foco em resolver problemas em um cenário de incerteza com tecnologia e inovação. 

Startups não se limitam apenas a empresas digitais, porém o fator inovação para a solução de dores latentes no mercado é o que a diferencia das empresas tradicionais.

O modelo de negócios de startups vem como tendência e inovação para quem quer empreender. Geralmente são empresas enxutas e que entram em ação logo para validar seus produtos e serviços no mercado.

Outra característica comum entre as startups é a promoção de um ambiente de trocas com metas claras,  muito investimento em capacitação profissional e objetivos bem definidos a curto, médio e longo prazo. Para quem quer investir em uma startup é um caminho não tão solitário.

O que é uma Startup?

Não há um consenso fechado sobre o que é uma startup. O que mais investidores e especialistas têm usado é a definição de que envolve um grupo de pessoas que cria um modelo de negócio que pode ser uma ideia simples ou algo que ninguém nunca havia pensado antes, mas com potencial de inovação para ser escalável e repetível, operando em cenários de incertezas.  

As startups atuam em um mercado de alto risco, mas quanto maiores os riscos,  maiores podem ser os resultados positivos. 

O perfil de um empreendedor que pensa em investir em uma startup é gostar de desafios, ser um bom gestor, entender de tecnologia e inovação. 

Além disso, como as startups vem para resolver dores do mercados, o perfil de quem quer ter uma  startup tem de ser mais agressivo. 

É um modelo de negócio que tem a meta de escalar, precisa de investidor e muito fôlego para mostrar todo seu potencial e fazer acontecer!

O que difere uma empresa tradicional de uma startup?

Pessoas discutindo projetos em torno de um laptop

O ambiente de startups é dinâmico, com metas claras e muitos testes de mercado para validação de produtos e serviços. Foto: FreePik

 

Startups não são como empresas tradicionais. Ao contrário, visam tornar a inovação o principal item de seus negócios, e o poder de replicar e escalar. 

Por exemplo, uma empresa pode começar um negócio de modo tradicional. Uma startup pensa no mesmo produto ou serviço, com o foco em resolver os problemas que existem em relação a esse produto ou serviço, e como construir um modelo de negócios que pode ser repetido. 

Uma startup prioriza a inovação com base na tecnologia e na resolução dos problemas. Convém destacar que uma startup pode usar  ferramentas tecnológicas mesmo se o  produto/serviço não for relacionado à tecnologia. 

Muitas startups são similares a pequenas empresas ou microempresas, que estão começando a ganhar território e mudando seu mindset para ser tecnológico e inovador  utilizam-se da tecnologia. 

Atualmente, a busca por startups cresceu mais do que o número de empresas: de 12 mil, em 2019, para mais de 14 mil em 2021. 

Os ramos destacados são: educação, saúde, bem – estar. Segundo a revista Exame, existem 47% dos modelos de startups com o formato B2B, ou seja, negócio para negócio.

Modelos de startups

Geralmente, startups estão ligadas à tecnologia e inovação e, para você ter uma noção, esses modelos de negócios não precisam estar necessariamente ligados a negócios digitais. Conheça os principais modelos.

Lean Startup

São startups que pretendem crescer apenas no espaço digital, e não se interessam em ter mais funcionários ou grandes escritórios. 

É uma startup de modelo enxuto, que tem como objetivo continuar assim, evitando desperdícios. Os empreendedores desse modelo de startups usam os recursos de forma inteligente para fazer o negócio crescer. 

Healthtech

São startups que atuam na área de saúde. Visam encontrar soluções para negócios que envolvem problemas referentes a planos de saúde, marcação de consultas, planos ambulatoriais e vendas de medicamentos, etc

Govtech

Startups que são moldadas  para negociar com o poder público. Procuram auxiliar nas demandas de esferas públicas e governamentais de uma cidade, estado ou país.

Lawtech/Legaltech 

Atuam no ramo jurídico, preparando clientes para advogados, por exemplo, ou auxiliando profissionais da área jurídica a ter mais facilidade de lidar com processos, reclamações e demais questões que estão presentes na área jurídica.

Agrotech

Startups que lidam com agricultura e outros temas relacionados. Podem atuar tanto no setor primário, nos espaços de cultivo, quanto no espaço terciário, auxiliando na compra e venda de produtos agropecuários.

EdTech

São empresas educacionais que possibilitam novas formas de aprender, como plataformas de cursos on-line, ensino híbrido, cursos sobre temas específicos, que vão além do que é ensinado na escola tradicional.

Transportech

Apostam em soluções de transportes, que variam desde de aplicativos para oferecer viagens menores, até empresas que oferecem serviços de viagens para negócios, passeios, aluguel de carros executivos e outras temáticas relacionadas.

A relação entre franquias e startups

Startups como o próprio nome diz estão iniciando e empresas aceleradoras e investidores impulsionam este crescimento para que seja escalável. 

Depois de estruturadas e aceleradas, as startups podem ser sim franquias e é também uma boa opção de baixo investimento para quem está pensando em investir em uma startup pois muitas surgem com o segmento de microfranquias.

Já que estamos falando de startups, você sabe o que é uma startup unicórnio?

Pessoas alegres segurando elementos distintos, entre eles, a cabeça de um unicórnio

Legenda: Startups unicórnio são raras no mercado e por isso são as mais valorizadas no mercado. Foto: FreePik

 

Startups unicórnio são mais valorizadas do mercado, já que são exemplos para diversas outras startups. São tão raras que este tipo de startup faz referência a um animal mitológico com chifres apontando para cima que passam pureza e força. 

As startup unicórnio podem valer milhões e são consideradas empresas revolucionárias que, através da tecnologia e de novas ideias, marcaram a sociedade contemporânea com os seus serviços. 

Muitas empresas que são destaques atualmente começaram como pequenas startups, que tiveram uma ideia diferenciada e pouco explorada. Atualmente, elas são as empresas mais valorizadas quando o assunto é negócios e tecnologia.

São exemplos de startups de sucesso as empresas:

  • Google
  • Paypal
  • Airbnb
  • Linkedin

Segmentos  de startups para investir

Em nosso site também oferecemos a opção de investir em startups. Conheça algumas:

A Eu S/A é um modelo de curso digital, capaz de incentivar a aprendizagem com foco nos negócios, e principalmente no empreendedorismo. 

É uma startup que possibilita que os seus investidores trabalhem em um formato totalmente online, além de oferecer um custo baixo para o investimento e manutenção.

 

No ramo alimentício, a Take and Go é mais uma inovação que pretende revolucionar o mercado de bebidas, através de um serviço simples e tecnológico. 

Ao pagar uma mensalidade no cartão de crédito, o cliente da cervejaria digital Take and Go pode consumir qualquer bebida disponível na geladeira da empresa

Quem investe neste negócio garante uma manutenção rápida, com a ajuda de um aplicativo que gerencia todo o processo. 

Acompanhe as oportunidades de empreender no mercado de franquias e conheça mais sobre negócios em nosso site