Ilustração - Blog Franchise Store

Sem enrolação

foto_14con-marcelo-b5

A pressa não é inimiga do prato leve. Se no restaurante Wraps montar um prato saudável já era uma opção rapidinha, na Go Fresh a salada com grelhado ganha em velocidade, simplicidade e em preço. A irmã mais nova da rede foi criada há um ano e estava em avaliação. “Chegamos a ter um Wraps Express mas ficamos receosos de confundir o conceito. Então criamos uma nova bandeira que é simples, envolve menos gente, menos manipulação e é mais acessível. Queremos conquistar um novo público”, explica Marcelo Ferraz, proprietário do grupo Wraps. A primeira unidade da Go Fresh foi aberta no shopping Center 3, em São Paulo, e a segunda no Eldorado.

Agora o grupo parte para a expansão da Go Fresh por meio de franquias. “Mas a ideia não é sair vendendo como louco. Vamos crescer controladamente.” Na avaliação de Ferraz caberiam 150 unidades no país num prazo de cinco anos. O faturamento de uma Go Fresh é de R$ 120 mil por mês. “E as nossas duas unidades são em lugares em que já haviam Wraps e não houve canibalização.” As lojas têm entre 30 e 50 m2 e, portanto, podem estar nas praças de alimentação, uma flexibilidade que o Wraps não têm por ser um restaurante com arquitetura definida. Enquanto no Wraps o tíquete médio está em R$ 35 no Go Fresh ele fica em torno de R$ 20. “É o movimento da comida saudável chegando ao público C e D.”