Ilustração - Blog Franchise Store

Franquias são opções de investimento em meio às incertezas na economia

É possível empreender no setor de franquias com a economia em crise?

A economia do Brasil anda mal das pernas isso é um fato. Com a pandemia muitos negócios fecharam as portas, os preços subiram e  estamos tentando nos adaptar ao “novo normal” e isso gera um cenário de muitas incertezas.

Com o aumento da população vacinada, o que nos leva a crer na estabilização da economia, muitas pessoas pensam em voltar a investir em negócios como franquias, mas parece que a recuperação da economia é um processo que vai demorar um pouco mais do que imaginamos, o que nos faz questionar se é ou não o momento certo de investir.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o cenário econômico mostra que a expectativa para o mercado de franquias vem na contramão do momento desafiador para a economia brasileira. 

Enquanto muitos negócios fecham e a inflação só aumenta, investir em franquias pode ser uma opção rentável para o investidor e para a  economia do país. É o que mostramos neste artigo.

Economia em crise? O mercado de franquias vai na contramão

Empreender sempre é arriscado. Por isso, as franquias têm sido uma opção para quem quer investir mesmo com a economia em crise e as incertezas que vivemos hoje.

Neste momento, o investidor deve ser prudente e investir em opções menos riscos. 

As franquias são uma opção de investimento mais seguras, pois o empreendedor tem suporte da franqueadora em toda a jornada do negócio, que garante mais estabilidade e menos chances de fechamento.

Treinamentos, metas financeiras bem estabelecidas, planejamento do negócio e o apoio da franqueadora fazem com que as chances de sucesso aumentem neste cenário onde a economia é instável.

Além disso, existem opções de franquias de baixo investimento, o que pode ser um fator relevante para o empreendedor que tem pouco recurso e precisa ter renda.

Que tipos de franquias investir?

Empresária satisfeita com os resultados do negócio

Investir em franquias é uma boa opção num momento em que a economia busca uma retomada para reverter os impactos provocados pela pandemia. Foto: FreePik

 

Existem vários tipos de franquia que o investidor pode escolher para apostar na retomada da economia. O importante neste momento é analisar o perfil investidor e onde é a melhor opção na hora de colocar a mão no bolso.

Uma microfranquia tem o investimento inicial mais baixo do que uma franquia de maior porte. Existem microfranquias que podem ter o investimento inicial de R$8 mil, ou seja, para todos os bolsos.

O quanto o investidor tem que se dedicar ao negócio?

Existem  algumas franquias que exigem dedicação exclusiva  do franqueado e outras nem tanto. 

Claro que todo início de negócio é um investimento de tempo maior para colocar tudo em funcionamento, mas tem alguns segmentos que não exigem 100% de dedicação de tempo do franqueado. 

Uma alternativa acessível e de fácil implementação são franquias do mercado fitness, ainda mais com a pandemia onde a preocupação com a saúde está mais frequente.

É possível ter toda uma estrutura de gestão com um negócio  para que a franquia seja quase que autogerenciável e, além disso, ter funcionários, o que neste momento gerar empregos nunca foi tão importante para a economia.

Já numa microfranquia existe uma dedicação maior do empreendedor. É preciso acompanhar a gestão do negócio bem de perto para ter resultados. É colocar a “mão na massa” para investir em meio à crise.

Bons motivos para investir em franquias com a economia instável

Pessoa segurando celular com tablet e papéis brancos ao fundo

O mercado de franquias cresce e oferece oportunidades variadas. Foto: FreePik

 

Se você ainda tem dúvidas se vale a pena ou não investir em uma franquia com a economia do país em crise, vamos te dar mais motivos para entrar neste mercado que vem na contramão e só cresce.

 

  • Investir em uma franquia é sinônimo de segurança, pois a franqueadora tem todo know-how para ajudar o franqueado a ter mais segurança;
  • A taxa de mortalidade entre franquias é baixa em relação aos negócios tradicionais que precisam ter visibilidade no mercado;
  • Suporte, baixo risco e baixo investimento motivam o empreendedor a investir em franquias. São mais seguras pois, no caso das microfranquias,  o investimento é muito mais acessível e o suporte da franqueadora encoraja o empreendedor a colocar a mão no bolso mesmo com as incertezas da economia para ter uma renda;
  • Outro ponto é a tradição e posicionamento chamam a atenção de investidores que almejam apostar em franquias mesmo com a economia incerta;
  • Investir em marcas conhecidas – e até internacionais que estejam adequadas com o perfil do consumidor brasileiro –  que sejam bem posicionadas no mercado faz a economia rodar e abre o leque de opções para o investidor.

Qual setor de franquia investir?

Neste momento o investidor deve olhar o cenário econômico, afinidade com a franquia e a tendência de crescimento do setor. 

Fazer uma varredura no segmento que se quer investir analisando as projeções e perspectivas do mercado e da economia,  além do faturamento do setor no último período. 

O investidor deve ter a motivação de investir, mas sem ver o  cenário de forma analítica pode entrar no mercado de incertezas.

No 3º trimestre de 2021 foram abertas +3,5% de franquias, enquanto +1,2% fecharam, gerando um saldo positivo de +2,3% que se mantiveram rodando mesmo com a crise na economia brasileira. Os dados são da ABF.

Opções de franquias para investir

Quer um investimento inicial baixo? 

 

A Procemax é uma facilitadora na compra e venda de veículos agregando valor e transparência nas negociações principalmente neste momento de crise.

 

Investimento inicial: a partir de R$18 mil 

Taxa de franquia: 25% dos royalties 

Retorno do investimento: de 18 a 24 meses

 

Investir no cuidado nunca foi tão fundamental. A ACuidar é especialista em cuidadores de pessoas, sejam adultos ou crianças a domicilio.

 

Investimento inicial: a partir de R$28 mil 

Taxa de franquia: a partir de R$25 mil 

Capital de giro: a partir de R$2 mil 

Faturamento médio: a partir de R$160 mil 

Retorno do investimento: a partir de 6 meses

 

Mesmo com a economia incerta é possível continuar investindo em sonhos, entre eles o de tocar o seu próprio negócio. Veja no nosso site mais oportunidades do mercado de franquias.