Ilustração - Blog Franchise Store

O que o empreendedor espera para 2015?

Final de ano sempre é uma época para novos projetos, listar o que é importante ser realizado no ano seguinte, assim como refletir sobre as mudanças que devemos encarar para nos tornarmos pessoas e profissionais melhores. É neste clima que muitos empreendedores já sabem o que esperam de 2015 e já começaram a preparar um ano mais promissor. Confira abaixo as dicas:

 

TRABALHO – Marcos Pertile, diretor do Mapa da Mina

“O ano de 2015 será de muito trabalho para a rede Mapa da Mina. Em 2014, já demos início ao projeto de abertura da primeira loja em um shopping Center e começamos a nos aproximar dos consumidores da classe B. Mas neste novo ano, queremos estreitar ainda mais nosso relacionamento com estes centros comerciais. Nossa meta é abrir 15 franquias em shoppings, o que será o nosso grande desafio. Também queremos reforçar ainda mais a marca nas principais feiras do segmento”.

INOVAR – Leiza Oliveira, fundadora da Minds English School

“Nosso desejo sempre é de um ano de mais mudanças e comprometimento. Acredito que vai ser um ano para reiventar, atualizar todos os dias, fazer diferente, inovar, modernizar e dinamizar para ter sucesso no mercado. Teremos mudanças na Minds e pretendemos mais 10 novas unidades no ano seguinte”.

 

CAUTELA – Ricardo Marcondes, gerente de expansão da TIP TOP

“Acredito que teremos um ano difícil economicamente em 2015, mas estamos trabalhando para não ficarmos a mercê de eventuais problemas. Estamos planejando 2015 com muita cautela mas não deixando que estimativas ruins influenciem demasiadamente nossos objetivos… Prevemos um crescimento de 20 lojas no ano que vem e estamos com foco muito grande em melhorar os resultados das lojas existente. Ou seja, criar ações e preparar cada vez mais os gestores das lojas para melhorarem seus resultados, capacitando-os ainda mais para a obtenção de seus objetivos em 2015”. 

CONSOLIDAÇÃO – Renato Ticoulat, franqueador da Limpeza com Zelo

“Com os contratos que já temos assinados e estão em inicio de implantação temos garantido um crescimento de 70% no mínimo em 2015, esperamos até que seja maior do que 100%. Como o problema de mão de obra só aumenta, pois as faxineiras preferem ou ser diaristas, ou receber os auxílios governamentais temos mais chances que nossos concorrentes de crescer, pois o sistema de franquia minora este problema. Hoje as donas de casa não conseguem mais mão de obra e não terão opção, ou fazem a própria limpeza ou contratam empresas especializadas. O Futuro da Franquia de Limpeza no Brasil será o mesmo do que acontece hoje nos Estados Unidos, onde o franqueado é o próprio faxineiro, no nosso caso nosso franqueado que põe a mão na massa, que trabalha 44 horas por semana sem assistente,  pode ganhar liquido R$ 5.000,00 mensais, mais do que 90% da população brasileira, com um desembolso de apenas R$ 7.500,00 iniciais”.

EXPECTATIVA – Vitor Pedrosa, diretor de franquias da Viva Eventos

“Em 2014 conseguimos dobrar o número de unidades de 6 para 12, as expectativas são que em 2015 consigamos crescer 100% novamente e chegar a 24 unidades. Para que isso seja possível, iremos colocar em operação novos módulos de nosso software que irá integrar todos os setores da empresa. Nosso principal foco de trabalho será no interior de São Paulo e nas principais capitais do país que ainda não atuamos”.

OPORTUNIDADE – Wilson Giustino, Fundador do CEBRAC

“O ano de 2015 será muito desafiador para o franchising brasileiro. O baixo crescimento da economia tem trazido desaceleração ao setor, tornando o cenário mais complexo para a expansão e o crescimento das redes. Por outro lado, mesmo com taxas de crescimento menores (projeta-se algo em torno de 7% para 2015), o setor de franquias ainda apresenta crescimento maior que outros setores da economia, trazendo, também oportunidades. O próximo ano será o ano das redes focarem em suas operações, reduzirem custos e expandirem seletivamente, com foco na rentabilidade”.

 

POSITIVISMO – Aluizio de Freitas, fundador da Sigbol

“Para 2015, a expectativa é a consolidação do c,rescimento das unidades franqueadas Sigbol, expansão acelerada no interior de São Paulo e Região Sudeste do Brasil, com abertura de 21 novas unidades em cidades do estado de São Paulo, por exemplo, não atendidas pela marca. As expectativas são positivas, já que nossos cursos proporcionam formação profissional para que o aluno ingresse no mercado de trabalho ou parta para atividade independente ao abrir seu próprio negócio. Estamos buscando maior visibilidade da marca nestes mercados para impulsionar o crescimento da rede”.