Anúncio

PUBLICIDADE

Encontre as melhores franquias para o seu perfil

Lojas de rua: conheça as vantagens desse modelo de franquia

23 de setembro de 2021

Compartilhe
franquia alimentícia de loja de rua

Lojas de rua, shopping, quiosque ou home office. Escolher a modalidade de atuação da unidade é uma das principais etapas da negociação do mercado de franquias.

A modalidade de negócio ideal depende do segmento de atuação, dos objetivos do empreendedor e também do capital disponível para investir. De maneira geral, quanto maior a unidade, mais cara será a operação.

Mas o que muitos empreendedores não sabem é que a rentabilidade do franchising nem sempre tem ligação com o tamanho da unidade. É possível ter uma operação tão ou mais lucrativa com uma loja de rua do que com uma mega unidade no shopping, por exemplo.

Até hoje, as lojas de rua seguem como um dos melhores investimentos para quem pensa em começar um negócio no franchising, e neste texto você vai descobrir o motivo. Vamos lá?

Principais características das lojas de rua

Mais econômica

Entre as modalidades físicas de atuação, as lojas de rua são bem mais econômicas do que a unidade de shopping.

Enquanto o shopping requer pagamento de aluguel e condomínio pelo uso do ponto comercial, além das outras despesas que envolvem a loja física, a loja de rua necessita apenas do pagamento do aluguel, entre outros gastos fixos.

Além disso, é possível alugar uma loja de rua do mesmo tamanho da unidade do shopping pagando bem menos por isso. Dependendo da localização da unidade, a economia do aluguel pode ser ainda maior.

Horário comercial

Outra característica importante da loja de rua é o horário de funcionamento.

Diferentemente das unidades de shopping que operam em horários estendidos, podendo abrir até mesmo em feriados, a loja de rua trabalha em horário comercial. 

Em alguns casos, a unidade também pode funcionar aos finais de semana, mas tudo depende das determinações da franqueadora em relação ao horário de atendimento.

Clientes fiéis 

A loja de rua possui uma característica interessante: a fidelização dos clientes

É claro que a unidade pode ter consumidores esporádicos que compram apenas eventualmente ou por acaso, mas a loja de rua tem clientes fiéis. Geralmente, são eles os responsáveis por garantir o lucro da empresa. 

Além disso, com clientes fiéis o relacionamento passa a ser mais íntimo, permitindo mais flexibilidade no pagamento de produtos e serviços, gerando mais confiança e, consequentemente, aumento do ticket médio.

Lojas de rua: esse modelo é para mim?

Atendimento em loja física

Administração facilitada: com o suporte prestado pela franqueadora, a gestão da loja de rua passa a ser mais eficiente e intuitiva, adequada de acordo com os padrões estipulados pela marca. Foto: Unsplash

 

Antes de investir em uma franquia de loja de rua é preciso ter certeza de que esse modelo é para você.

Assim como toda loja física, a loja de rua requer certas responsabilidades que não existem em modelos flexíveis como o home office, por exemplo.

Na loja de rua, o franqueado terá de lidar com uma administração mais complexa que envolve funcionários, fornecedores, limpeza do espaço, entre outras despesas envolvidas em qualquer ponto comercial.

Dessa maneira, é importante que o franqueado tenha noções básicas de administração para conseguir comandar o negócio da melhor maneira possível. De qualquer forma, é garantido todo suporte e treinamento por parte da franqueadora, que acompanha os empreendedores ao longo de toda operação.

Outro ponto importante que deve ser levado em consideração antes de investir em loja de rua é o tamanho da unidade. 

Como falamos anteriormente, o custo da operação está diretamente envolvido com o tamanho da loja. Dessa forma, é interessante pensar se uma loja de rua muito grande é viável para o ponto comercial escolhido.

Nesse caso, a franqueadora disponibiliza pesquisas de mercado sobre o bairro, potencial de compra dos moradores, fluxo de pessoas, entre outros dados importantes para definir a escolha do local.

Taxas da unidade: fique por dentro

Mulher olhando roupas em loja de vestuário e acessórios

Conhecer as taxas do mercado de franquias é fundamental para fazer a gestão correta da loja de rua. Foto: Unsplash

 

Além das despesas fixas do negócio, a loja de rua, assim como qualquer outro investimento do mercado de franquias, requer o pagamento de cobranças que fazem parte da rotina da unidade, tais como:

Taxa de franquia

Essa é a cobrança mais tradicional do franchising. 

A taxa de franquia é a concessão de direitos de marca da franqueadora para o franqueado. Em outras palavras, a partir da taxa de franquia o franqueado passa a ter o direito de comercializar produtos e serviços desenvolvidos pela franqueadora. 

Essa cobrança é paga apenas uma vez, no momento da assinatura do contrato, e geralmente vale 5% do valor total da unidade.

Royalties

Diferentemente da taxa de franquia, os royalties são cobrados mensalmente, mas nem toda franqueadora exige seu pagamento. 

Os royalties são uma arrecadação feita para custear o trabalho da franqueadora em termos de pesquisa, desenvolvimento de novos produtos e serviços, treinamento, suporte, entre outras facilidades implementadas pela marca.

Capital de giro

Antes de chegar ao ponto de equilíbrio, a loja de rua vai precisar de um capital de giro para manter os negócios funcionando. 

Esse valor já é pré-determinado pela franqueadora e possui um tempo estipulado para terminar. Assim, o franqueado sabe exatamente quanto precisa poupar todo mês para manter a unidade de portas abertas. 

Mesmo sendo um fator crucial para a continuidade de qualquer empreendimento, muitos empreendedores acabam gastando o capital de giro e comprometendo o andamento da operação.

Por isso, antes de investir nas lojas de rua tenha em mente que você não pode gastar o capital de giro em hipótese alguma!

Fundo de propaganda

Assim como os royalties, nem toda franqueadora cobra pelo fundo de propaganda. 

Também conhecido como fundo de marketing, essa cobrança é destinada para a criação e desenvolvimento de ações de comunicação e divulgação da rede como um todo. Para saber mais sobre essa cobrança, clique aqui

Como você pode perceber, o mercado de franquias é uma alternativa completa para empreendedores que querem começar o próprio negócio com segurança e chances reais de lucro. 

Agora que você já conhece um pouco mais sobre esse mercado, está na hora de encontrar a loja de rua ideal para investir. Clique aqui e saiba mais.