Encontre as melhores franquias para o seu perfil

Franquias: vantagens e desvantagens

8 de janeiro de 2020

Compartilhe
Conheça as vantagens e desvantagens de investir em uma franquia

Franquias  vantagens e desvantagens de investir neste mercado e se tornar um empreendedor de sucesso.

Ao andar pelos grandes centros de comércios e nos shoppings centers que nos deparamos com uma infinidade de franquias. A crescente demanda deste formato de negócio é o resultado dois fatores importantes: redes franqueadora que compartilham imagem e o know-how da marca com novos empreendedores e a vontade do brasileiros de ser dono do seu próprio negócio. Antes de falarmos sobre as vantagens e desvantagens de abrir franquias, é importante entender como funciona o mercado de franchising e ter um panorama desse segmento.

Qual o significado da palavra franquia?

A definição da palavra franquia é: um negócio cujo modelo de operação é replicado (copiado ou transferido) para outro ponto comercial com autorização de quem detém os direitos e criou aquele modelo inicial. Ou seja, tudo aquilo que envolve gestão, operação e divulgação da empresa é copiado e transferido para uma loja idêntica. Na prática é, se você tem uma franquia de comida, por exemplo, você terá um clone de um negócio em diversos pontos comerciais.

Como adquirir uma franquia?

Se você se identifica com o sistema de franchising e quer adquirir uma franquia e ter seu próprio negócio, o primeiro passo é analisar a oportunidade, vantagens e desvantagens.  Antes de mais nada é preciso fazer uma pesquisa profunda da empresa, dos empresários que estão atrás de cada negócio franqueado e principalmente, os resultados obtidos e ver quais as vantagens e as desvantagens que a franquia oferece para o franqueado.

Vantagens a serem consideradas: setor de franquias continua crescendo mesmo na crise Vantagens de investir em uma franquia

A ABF divulgou que o setor de franquias mantém o crescimento. No terceiro trimestre de 2018, o mercado de franquias brasileiro registrou um crescimento nominal de 6,1%, ante o mesmo período de 2018. O faturamento passou de R$ 44,479 bilhões para R$ 47,203 bilhões. Considerando-se os últimos 12 meses, a variação positiva foi de 6,8% (R$ 170,988 bilhões para R$ 182,657 bilhões).

Com uma taxa de crescimento semelhante a registrada no trimestre passado (5,9%) e no mesmo período de 2018 (6,3%), o terceiro trimestre mostra que o franchising está mantendo sua trajetória de crescimento gradual, mesmo em um cenário de inflação baixa e demanda oscilante por parte do consumidor.

O índice de abertura de lojas no terceiro trimestre foi de 4,3%, contra o fechamento de 1,4% das unidades, o que resultou num saldo de 2,9% no período. Com isso, o total de unidades de franquia em operação no País chegou a 160.553.

Outro fator que atrai nas franquias é a taxa de mortalidade. Enquanto no mercado comum, 23 a casa 100 empresas abertas acabam encerrando suas operações antes de completar dois anos de vida, entre as franquias o mesmo número é apenas de cinco.

Franquias vantagens e desvantagens de abrir

Compare os prós e contras de uma franquia

Se estiver considerando a ideia de abrir uma franquia, conheça algumas vantagens e desvantagens antes de ingressar no mercado.

  1. Franquias vantagens e desvantagens: Força da marca franqueadora: Ao começar o próprio negócio tendo o respaldo e a credibilidade de uma marca já conhecida, traz mais segurança ao empreendedor que está começando neste mercado. A franquia possibilita que os franqueados consigam ter condições especiais em alguns momentos;

 

  1. Franquias vantagens e desvantagens: Apoio do franqueador: Contar com um suporte pode fazer toda a diferença no início de um negócio. O manual de franquia, o auxílio na escolha do ponto comercial e treinamento para o empresário e seus empregados são algumas das vantagens de ingressar em uma rede de franquias.

 

  1. Franquias vantagens e desvantagens: Planejamento: Muitos negócios fracassam logo no início da operação por falta de planejamento. Ao investir em uma franquia, o empreendedor diminui as chances de ter problemas nesse sentido. A franqueada informa o tempo médio de retorno do investimento, portanto, o franqueado já pode se planejar antecipadamente.

 

  1. Franquias vantagens e desvantagens: Independência jurídica e financeira: O franqueado possuirá uma independência jurídica e financeira, apenas de não ser total, em relação ao franqueador. A empresa do futuro franqueado terá sua razão social, e todas as operações financeiras serão de responsabilidade individual da empresa.

 

  1. Franquias vantagens e desvantagens: Pouca Flexibilidade: O controle sobre as operações do franqueado são constantes e permanentes. O franqueado deve estar ciente de que a interdependência mútua no sistema de franquia é uma condição fundamental para o desenvolvimento da rede.

 

  1. Franquias vantagens e desvantagens: Falhas no sistema: Ao ingressar em uma marca que já apresenta um sistema problemático, o franqueado pode acarretar problemas operacionais mais para frente, como atraso na entrega de produtos e equipamentos, descumprimento de algumas cláusulas do contrato etc.

 

  1. Franquias vantagens e desvantagens: Localização Forçada: O franqueador tem a responsabilidade final pela localização do negócio, mesmo que o franqueado escolha o seu ponto de preferência, o franqueador que dá a palavra final. Mesmo que o franqueado possua um bom imóvel para a sua instalação, o estudo feito para localização da unidade franqueada pode indicar que o local não é apropriado para o negócio.
Franquias vantagens e desvantagens: 10 cuidados antes de abrir franquias:

10 cuidados para abrir uma franquia

  1. O candidato deve fazer uma autoanálise para entender se tem perfil de ser franqueado. Isso deve levar em conta a questão da possível subordinação a alguém que não será um chefe, mas um parceiro de negócios que detém a marca e o modelo franqueado.

 

  1. Independentemente do setor de franquias, o candidato deve buscar os nichos aos quais têm mais afinidade e interesse. No entanto, ele não pode se interessar apenas como consumidor, pois deverá gostar, também, do processo que envolve o negócio.

 

  1. Capacitação é essencial. Sempre busque em instituições e empresas renomadas como a Cherto, ABF e Sebrae, ou procure um de nossos consultores para ter mais informações sobre o que é ser um franqueado, quais as oportunidades do nicho de franquias e se tem perfil para isso.

 

  1. Busque informações sobre a franqueadora que está propondo o negócio. Uma das formas de se certificar de que a franquia entrega o que promete é por meio da Circular de Oferta de Franquia (COF) que é entregue dez dias antes da assinatura de qualquer tipo de contrato.

 

  1. Cheque no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) se a marca é devidamente registrada. Um dos maiores problemas jurídicos do franchising é investir em marca que não está registrada e pode ser facilmente adotada por outros empresários.

 

  1. A filiação à Associação Brasileira de Franchising (ABF) pode ser um diferencial, mas não um critério determinante. Quando a rede de franquia de beleza é associada, ela pode se submeter à análise do Selo de Excelência em Franchising, que busca por informações e levanta a satisfação dos franqueados em tudo que é oferecido pela franqueadora.

 

  1. Outra coisa importante, e que parte da análise do próprio franqueado, e o tipo de público que será atendido pela franquia. Antes de mirar em uma marca, verifique qual o público-alvo dela e qual é o consumidor médio que terá na sua região de interesse.

 

  1. É importante que o candidato faça um estudo e análise criteriosos dos documentos e informações recebidas da empresa de franquias, inclusive do plano de negócio apresentado.

 

  1. A franqueadora deve apresentar ao candidato a Circular de Oferta de Franquia (COF) com todas as informações sobre o modelo de negócios operado. Pela lei de franquias (8955/94) nenhum contrato pode ser assinado antes de dez dias da entrega deste documento.

 

  1. É importante considerar a contratação de um profissional especializado, de preferência um advogado, para a análise da COF e do contrato de Franquia, e ainda, de outros aspectos que o candidato julgue importante para se tornar um franqueado de empresa de franquias.