Anúncio

PUBLICIDADE

Encontre as melhores franquias para o seu perfil

Franquias infantis: quais os segmentos disponíveis para negócio

29 de dezembro de 2020

Compartilhe
Criança brincando com legos coloridos de franquias infantis

Para quem gosta de criança e pretende trabalhar com esse segmento, as franquias infantis oferecem diversas opções de negócio em diferentes segmentos. 

Mas antes de tomar qualquer decisão é preciso conhecer bem o mercado e as especificidades exigidas pela franqueadora. 

Não basta ter afinidade com o público infantil! Assim como em qualquer operação do franchising, é necessário seguir os padrões da rede e acompanhar diariamente todas as demandas da unidade.

Vantagens das franquias infantis 

O próprio público infantil é variado em termos de possíveis clientes. É possível atender desde recém-nascidos até crianças de até 13 anos. O leque de oportunidades é enorme!

Além disso, não é necessário ter um grande espaço para manter uma franquia infantil. 

Na maioria dos casos, 30m² é suficiente para ter uma loja espaçosa com balcão de atendimento e espaço para estoque. E se você optar por uma unidade no shopping ou algum outro centro comercial, não precisa se preocupar com espaço para banheiro.

Segmentos de destaque

Botinhas infantis nas cores marrom e caramelo

O segmento de vestuário está sempre em alta e é um dos mais atrativos do mercado de franquias infantis. Foto: Pixabay

 

Vale destacar alguns segmentos que fazem muito sucesso como franquias infantis: brinquedos e vestuário. 

Nessa faixa etária as crianças crescem constantemente, ou seja, precisam renovar o guarda-roupa com certa frequência, o que é ótimo para quem tem uma unidade de moda infantil, por exemplo. 

Outro segmento que não pode passar batido é o de brinquedos. 

Toda criança ama brinquedo! É brinquedo de aniversário, dia das crianças, Natal… a verdade é que não tem época para criança ganhar brinquedo, sempre é bem-vindo.

Segmentos de atuação das franquias infantis

Em uma simples pesquisa na internet é possível encontrar diversas possibilidades para quem quer atuar com franquias infantis. Aqui, listamos algumas:

– Buffet 

– Brinquedos 

– Decoração 

– Educação 

– Entretenimento

– Esportes 

– Moda

Investir em franquia infantil é uma boa escolha? 

Antes de escolher a franquia infantil do seu interesse, é necessário conhecer primeiro o mercado de franquias. Será que ele é a escolha certa para você?

Muitos empreendedores de primeira viagem optam pelo franchising por esse ser um mercado seguro e com retorno de capital garantido. 

É mais estável em relação à criação de negócios próprios porque a franqueadora está presente durante todo o processo, desde as negociações da franquia até a inauguração da unidade. 

Além disso, a franqueadora oferece suporte completo ao franqueado que passa a ter acesso ao know how da matriz e a serviços de marketing, assessoria de comunicação, entre outros. 

Quando falamos que o franchising tem retorno de capital garantido é porque, antes de adquirir a franquia, o franqueado tem acesso aos números da rede: investimento inicial, taxa de franquia, royalties, custo de instalação e capital de giro. 

Ou seja, o investidor já compra a franquia sabendo exatamente quanto ela custa e o porquê daqueles valores. 

“Isso significa que a unidade vai ser lucrativa independentemente do que eu faça?”.

Claro que não!

Achar que a unidade terá sucesso apenas por se tratar de uma franquia conhecida é um erro muito comum de quem não conhece o mercado de franquias. 

Mesmo se você for dono de uma franquia infantil nacionalmente conhecida você terá que trabalhar muito para alcançar seus objetivos, especialmente em termos financeiros. 

Tudo o que acontece na unidade, seja positivo ou negativo, é reflexo das atitudes do empreendedor. 

Por isso, é importante estar sempre presente e manter um bom relacionamento com funcionários, fornecedores e colaboradores; e, por último, mas não menos importante, ter ótimo jogo de cintura com os clientes – tanto com os pais quanto com as crianças, seu público-alvo.

Valores para ficar de olho

No caso das franquias infantis, já podemos supor que no custo de instalação entram cobranças como a reforma do ponto comercial e produtos como armários, assentos, balcão, araras, manequins, etc.

Não esqueça que o capital de giro, além de entrar na conta do investimento inicial, será um valor fixo por, pelo menos, seis meses. Essa quantidade, pré-definida pela franqueadora, é o valor necessário para manter a unidade funcionando até atingir o ponto de equilíbrio. 

Mesmo com toda a segurança do franchising e a possibilidade de trabalhar com uma marca conhecida, você vai precisar montar sua própria cartela de clientes, ou seja, a unidade pode demorar alguns meses até ter o lucro esperado. 

Então, não gaste o dinheiro do capital de giro em hipótese alguma,  pois isso pode colocar toda a operação em risco. 

Ah, outro fator para se preocupar é o aluguel do ponto comercial escolhido. O valor deverá ser desembolsado mensalmente e não entra na conta da franqueadora para definir o valor do investimento inicial. Fique atento!

Pode até parecer tudo muito difícil e complicado, mas calma! 

Todos esses valores são disponibilizados pela franqueadora na Circular de Oferta de Franquia (COF). Neste documento estão todas as informações que você precisa saber sobre a operação.

Números do setor

O mercado de franquias não é atrativo apenas por oferecer diversas condições de investimento aos franqueados. Na verdade, o faturamento do setor é um dos grandes diferenciais desse mercado que cresce cada vez mais no Brasil. 

Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o mercado de franquias faturou R$43.954 bilhões apenas durante o terceiro trimestre deste ano. 

Assim como boa parte das empresas brasileiras, as franquias também foram fortemente impactadas pela pandemia do novo coronavírus. Mesmo assim, o franchising segue em crescimento – as franquias faturaram R$16 milhões a mais do que no trimestre anterior. 

E o fim do ano traz consigo o espírito de renovação: o comércio espera registrar números positivos com as datas comemorativas de Natal e Ano Novo.

Fim de ano: época esperada pelas franquias infantis

Papai Noel deixando biscoito num prato vermelho

O Natal é uma das principais datas comemorativas do varejo, momento especial para as crianças que esperam ganhar presente do Papai Noel. Foto: Pixabay

 

O fim do ano é uma das principais épocas para o comércio de modo geral, especialmente para quem atua no varejo. 

No caso das franquias infantis os benefícios da época são ainda maiores: Natal é época de presentes, coisa que toda criança gosta!

Horários estendidos, condições especiais, promoções. Todas as atrações utilizadas para chamar mais a atenção dos clientes nessa data também podem ser uma estratégia para franqueados de franquias infantis. 

Ou você acha que os pequenos não opinam nos presentes que querem ganhar? 

Especialmente no Natal quando as crianças esperam muito tempo para ganhar aquele presente tão esperado pelo Papai Noel, antes de conquistar os pais não esqueça de ganhar as crianças primeiro!

A hora é agora 

Como você viu, o fim do ano é uma ótima época para investir, especialmente se seu interesse está nas franquias infantis. 

Para que esperar o ano acabar se você pode começar seu próprio negócio agora mesmo e iniciar 2021 registrando números positivos na sua unidade? 

Quer saber mais sobre o mercado de franquias? Clique aqui e não perca nenhuma novidade!