Encontre as melhores franquias para o seu perfil

Franquias de roupas são o negócio certo?

5 de dezembro de 2019

Compartilhe

Franquias roupas de apresentam uma evolução de 89% nos últimos 8 anos e estudo mostram ótimas razões para investir no setor.

 

Uma das principais atividades de lazer do brasileiro que mora em grandes cidades é passear no shopping center, olhar as vitrines, eventualmente experimentar roupas e, quando é possível, comprar aquela peça que gostou. Nos últimos anos, poucas dessas visitas se converteram realmente em vendas, o que fez com que o segmento de moda, o que inclui as franquias de roupas, tivessem uma queda em seu desempenho.

Mas, no entanto, algumas entidades afirmam que esse período terminou e que em breve o brasileiro retornará ao mercado para concluir o ciclo da visita e efetivamente comprar as roupas.

Essa é uma ótima notícia para quem deseja entrar no mundo do empreendedorismo por meio das franquias de roupas. Segundo o Instituto de Inteligência de Mercado (IEMI), para o ano de 2019 haverá um crescimento de 7,9%, o que faria o setor arrecadar mais quase de R$ 200 milhões. Os dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising) também afirmam que, das 50 maiores redes de franquias do País, em número de unidades, 14% são voltadas para o universo da moda e vestuário.

Ainda no estudo apresentado, no 2º trimestre de 2019, as franquias de moda tiveram um aumento no faturamento em relação ao mesmo período do ano passado, esse número foi de 3,9%.

Vale ressaltar também, que o Brasil detém a quinta maior indústria têxtil do mundo. Segundo dados da ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), esse mercado emprega, atualmente 1,7 milhão de pessoas de forma direta. Destas, 75% são mulheres, o equivalente a 1.275 milhão de trabalhadoras do mercado.

De fato, o mercado têxtil é muito promissor, e para aqueles que desejam ingressar no mercado do empreendedorismo e abrir uma franquia de roupas, o investimento inicial é uma boa opção, com aproximadamente R$ 100 mil já é possível ter seu próprio negócio.

Outra grande vantagem de ter uma franquia de roupas é que existem diversas opções para todos os bolsos. Outra característica do segmento é a variedade de focos dos produtos, voltados para o mercado de roupas masculino, feminino, infantil, moda íntima, popular etc.

 

Franquias seguem crescendo, mesmo com crise

Gráfico de crescimento

A ABF divulgou que o setor de franquias mantém o crescimento. No terceiro trimestre de 2018, o mercado de franquias brasileiro registrou um crescimento nominal de 6,1%, ante o mesmo período de 2018. O faturamento passou de R$ 44,479 bilhões para R$ 47,203 bilhões. Considerando-se os últimos 12 meses, a variação positiva foi de 6,8% (R$ 170,988 bilhões para R$ 182,657 bilhões).

Com uma taxa de crescimento semelhante a registrada no trimestre passado (5,9%) e no mesmo período de 2018 (6,3%), o terceiro trimestre mostra que o franchising está mantendo sua trajetória de crescimento gradual, mesmo em um cenário de inflação baixa e demanda oscilante por parte do consumidor.

O índice de abertura de lojas no terceiro trimestre foi de 4,3%, contra o fechamento de 1,4% das unidades, o que resultou num saldo de 2,9% no período. Com isso, o total de unidades de franquia em operação no País chegou a 160.553.

 

Segmentos

Todos os 11 segmentos que constam na lista da ABF cresceram no terceiro trimestre de 2019. A entidade acredita que os resultados positivos também possam ser influenciados por uma maior confiança do consumidor, passado um ano do período eleitoral. Casa e Construção, Moda, onde entram as franquias de roupas, e Informática e Eletrônicos foram os segmentos que mais se destacaram no período.

Com este desempenho, projeta-se que o crescimento do setor em 2019 deve ser de cerca de 7% em faturamento e de 5% em unidades franqueadas e empregos gerados. Já o volume de redes em operação no País deve ter um leve crescimento de cerca de 1%.

 

Franquias de roupas mantém crescimento

Shopping center

De acordo com a ABF, o segmento faturou R$ 22,9 bilhões em 2018, o que representa um crescimento de 4,9% Em abertura de unidades, o crescimento foi de 7,6%.  O aumento é atribuído, principalmente, pelo incremento das vendas online e redesign de produtos por parte de marcas tradicionais.

Franquias de roupas são minoria entre as microfranquias (redes de franquia com investimento inicial de até R$ 90 mil). De acordo com o estudo, 17 marcas operam só nesse formato, no entanto 12 têm, pelo menos, dois formatos diferentes de expansão. No último ano, neste quesito, apenas 4 marcas operavam.

 

Fique atento aos principais desafios para investir em franquias de roupas

Analisando investimento

Especialistas em franchising acreditam que franquias de roupas são ótimos investimentos para quem quer ganhar dinheiro, mas é preciso se atentar a muitos detalhes antes de investir, ou até mesmo durante a operação, pois existem algumas armadilhas ocultas na forma de tocar a sua franquia de roupas.

Um dos principais segredos é saber fazer a gestão do estoque da sua loja. É preciso ter o suficiente para que não encalhe, e vire dinheiro parado, sem giro, e outro ponto muito importante é fazer com que também não tenha uma ruptura, que significa não ter o produto procurado pelo cliente que visita as franquias de roupas.

Se você se preocupar em saber o que realmente seu cliente quer, entenderá que a quantidade de peças que precisará adquirir com fornecedores é sempre similar, variando de acordo com estações e demandas pontuais, além de identificar aquelas que estão encostadas e possuem ritmo menor de vendas.

Para roupas paradas, a melhor solução é não esperar até a Black Friday e queimar o estoque com liquidações. No entanto, no caso de franquias de roupas, é necessário muito cuidado com essa ação, pois tudo deve ser previamente combinado com o franqueador, que é quem determina a política de preços que deve ser seguida em uma rede de franquias de roupas.

A melhor medida a ser tomada quando houver estoque parado é procurar por suporte da franqueadora que orientará a melhor forma de dar giro àquelas peças encalhadas.

Uma outra tendência bem forte em franquias de roupas é a venda direta. Marcas que vendem em malas, ou em espaços itinerantes têm ganhado o franchising nos últimos anos e poderão mostrar aumento significativo na quantidade de microfranquias no próximo balanço da ABF.

 

Conheça as maiores franquias de roupas do Brasil:

Maiores franquias de moda

No início do ano, a ABF divulgou um ranking com as 50 maiores redes de franquia do Brasil. Diversas franquias do segmento de Moda estão no ranking e, dentro deste nicho, muitas são franquias de roupas. Confira:

  1. Hering Store: a marca centenária é uma das mais famosas franquias de roupas e é a maior do Brasil, com 589 unidades em funcionamento em todo o país. Dentro do segmento de Moda, ela é a segunda maior, perdendo apenas para a Chilli Beans.
  2. Havaianas: Os calçados brasileiros mais famosos do mundo também estão nessa lista e oferecem uma rede de franquias para quem queira vender os produtos exclusivos da indústria. São 440 unidades espalhadas por todo o Brasil.
  3. Arezzo: Loja de calçados também está dentro da seara de franquias de roupas, né? A marca tem 418 lojas espalhadas por todo o país!
  4. Piticas Moda Criativa: A rede de lojas que vende camisetas e outros produtos para fãs também é uma das maiores franquias de roupas do Brasil. Eles têm atualmente 311 lojas espalhadas por todo o país.

Além destas, o franchising conta com diversas opções, das mais variadas, e que ainda possuem um amplo mercado para expansão. Confira alguns exemplos:

 

Mr.Cat 

Franquia Mr.Cat

Fundada no Rio de Janeiro, em 1980, a Mr. Cat já tem mais de 190 unidades espalhadas pelo Brasil. Especializada em calçados, a rede atende todos os públicos e se posiciona como uma das maiores do gênero no país.

Taxa de franquia: R$ 55.000,00

Faturamento médio: R$ 120.000,00

Previsão de retorno: 24 meses

Conhecer a franquia

Gloria Coelho

Franquia Gloria Coelho

A marca leva o nome e a assinatura da famosa estilista mineira. Atualmente, a empresa possui lojas de rua com atendimento diferenciado e ajustes personalizados para as peças de seus clientes.

Taxa de franquia: R$ 65.000,00

Faturamento médio: R$ 260.000,00

Área mínima: a partir de 60m²

Conhecer a franquia

10 cuidados antes de abrir Franquias de roupas
  1. O candidato deve fazer uma autoanálise para entender se tem perfil de ser franqueado. Isso deve levar em conta a questão da possível subordinação a alguém que não será um chefe, mas um parceiro de negócios que detém a marca e o modelo franqueado. As regras e padrões desenvolvidos pela franqueadora precisam ser seguidos para que o negócio alcance o sucesso prometido.
  2. Independentemente de ser Franquias de roupas ou outra, o candidato deve buscar os nichos aos quais têm mais afinidade e interesse. No entanto, ele não pode se interessar apenas como consumidor, pois deverá gostar, também, do processo que envolve o negócio.
  3. Capacitação é essencial. Sempre busque cursos em entidades sérias e comprometidas como a consultoria Cherto, ABF e Sebrae, ou procure um de nossos consultores para ter mais informações sobre o que é ser um franqueado, quais as oportunidades do nicho de Franquias de roupas e se tem perfil para isso.
  4. Busque informações sobre a franqueadora que está propondo o negócio. Uma das formas de se certificar de que a franquia entrega o que promete é por meio da Circular de Oferta de Franquia (COF) que é entregue dez dias antes da assinatura de qualquer tipo de contrato. No documento, constam todas as informações referentes a franquia, bem como o contato de todos os franqueados e ex-franqueados que deixaram o negócio nos últimos doze meses. O ideal é entrar em contato com o máximo de empreendedores possível para se certificar de que a franquia de beleza e estética que você escolheu cumpre o que promete.
  5. Cheque no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) se a marca é devidamente registrada. Um dos maiores problemas jurídicos do franchising é investir em marca que não está registrada e pode ser facilmente adotada por outros empresários.
  6. A filiação à Associação Brasileira de Franchising (ABF) pode ser um diferencial, mas não um critério determinante. Quando a rede de franquia de beleza é associada, ela pode se submeter à análise do Selo de Excelência em Franchising, que busca por informações e levanta a satisfação dos franqueados em tudo que é oferecido pela franqueadora.
  7. Outra coisa importante, e que parte da análise do próprio franqueado, e o tipo de público que será atendido pela franquia. Antes de mirar em uma marca, verifique qual o público-alvo dela e qual é o consumidor médio que terá na sua região de interesse. Por exemplo, não adianta levar produtos e serviços de classe A para consumidores que costumem comprar ou consumir marcas classe C. Isso vale tanto para bairros, quanto para cidades com portes maiores ou menores.
  8. É importante que o candidato faça um estudo e análise criteriosos dos documentos e informações recebidas da empresa de Franquias de roupas, inclusive do plano de negócio apresentado.
  9. A franqueadora deve apresentar ao candidato a Circular de Oferta de Franquia (COF) com todas as informações sobre o modelo de negócios operado. Pela lei de franquias (8955/94) nenhum contrato pode ser assinado antes de dez dias da entrega deste documento. A COF não deve conter apenas informações de marketing da empresa, mas todos os aspectos que envolvem o negócio, inclusive jurídicos.
  10. É importante considerar a contratação de um profissional especializado, de preferência um advogado, para a análise da COF e do contrato de Franquia, e ainda, de outros aspectos que o candidato julgue importante para se tornar um franqueado de empresa de Franquias de roupas.

 

Brasil é um dos maiores do mundo

Brasil é um dos maiores mercados do mundo

O setor de franquias no Brasil é extremamente consolidado e a nossa lei inspira outros países a regulamentar a atividade empreendedora por meio do franchising. Em pouco tempo, o Brasil se tornou um dos maiores mercados do mundo, respeitado e recebido pela International Franchise Association (IFA), maior entidade de franquias do mundo, como uma autoridade mundial.

Franquias brasileiras mais representativas no exterior, por segmento

Moda, que incorpora as Franquias de roupas é um dos predominantes, mas o maior salto ocorreu em Outros e Casa e Construção.

Evolução dos segmentos

De acordo com o último balanço divulgado pelo Conselho Mundial de Franquias (WFC, da sigla em inglês) o Brasil é o quarto maior mercado de franquias do mundo. No entanto, em número de unidades, é o sexto maior. Veja na tabela a seguir:

Ranking de franquias