Anúncio

PUBLICIDADE

Encontre as melhores franquias para o seu perfil

Franquias de R$50 mil: por que investir nelas é um bom negócio?

21 de janeiro de 2021

Compartilhe
Franquia de roupa de até R$50 mil

Franquias de R$50 mil estão numa faixa de valor nem tão baratas para quem quer investir um pouquinho mais e nem tão caras para quem não tem tanto para investir.

E por essa quantia é possível encontrar diversas opções de investimento e modalidades de atuação mais flexíveis.

Isso é possível porque franquias de R$50 mil se enquadram nas microfranquias, tipo de negócio procurado por quem quer investir relativamente pouco e obter bons resultados de maneira mais rápida.

Microfranquia: o que é?

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), microfranquias são operações com investimento inicial de até R$90 mil.

São mais flexíveis porque, na maioria dos casos, as microfranquias oferecem aos franqueados a possibilidade de trabalhar em casa através da modalidade home office.

Em algumas franquias não existe nem a necessidade de manter espaço para estoque, por exemplo, já que a franqueadora cuida de tudo.

Aliás, essa é uma característica e um grande diferencial do franchising: a presença constante da franqueadora, coisa que quem investe em franquias de R$50 mil certamente irá perceber.

Benefícios de investir no mercado de franquias

Você já deve ter ouvido por aí que o franchising é um mercado muito seguro e de baixo risco, mas você já parou para pensar no porquê disso? O mercado de franquias replica o que dá certo. 

Ao comprar uma franquia você deverá seguir uma rota já traçada pela franqueadora: como atender os clientes, funcionários e fornecedores, como lidar com as finanças, quais campanhas divulgar, etc. 

Ao invés de começar o negócio do zero, o franchising oferece a possibilidade de atuar com uma marca conhecida e aprovada pelo mercado. 

Dessa forma, você já pula uma série de etapas como definir seu público-alvo, escolher o ponto comercial ideal, saber exatamente quanto de dinheiro investir, entre outros. 

A franqueadora disponibiliza essas e outras informações na Circular de Oferta de Franquia (COF). Tudo que você precisa saber sobre sua franquia de R$50 mil está nesse documento!

Valores para ficar de olho

Outras informações disponíveis na COF são fundamentais para definir o valor de investimento inicial da sua franquia de R$50 mil. 

Você vai se deparar com termos como “taxa de franquia” e “capital de giro”, por exemplo. 

São dois valores importantes que estão presentes em todo e qualquer investimento em franquias, independentemente de seu valor.

Taxa de franquia

Valor tabelado pela franqueadora e cobrado no momento da assinatura do contrato. 

A taxa de franquia é o que dá “licença” para o franqueado usar o nome da marca da franquia.

Capital de giro

É o valor estimado pela franqueadora necessário para manter o negócio funcionando por seis meses. 

Se o capital de giro da sua franquia de R$50 mil for de R$10 mil significa que durante seis meses essa quantia deve estar disponível no caixa para gastar exclusivamente com as despesas do negócio.

E quando falamos exclusivamente é exatamente isso que queremos dizer: não gaste o capital de giro com despesas pessoais em hipótese alguma!

Sem essa quantia toda sua operação pode estar em risco.

Por que investir em franquias de até R$50 mil?

Além de todas as vantagens oferecidas pelo franchising como um todo, as microfranquias também possuem suas especificidades que chamam a atenção do investidor. 

Geralmente, quem procura por microfranquias são investidores de primeira viagem e empreendedores jovens. 

Ambos buscam comodidade e segurança em seus investimentos, algo que as microfranquias oferecem – e as franquias de R$50 mil também. 

Por ser um investimento mais baixo, o custo operacional de franquias de R$50 mil acaba sendo bem menor, algo de extrema importância para quem não quer correr tantos riscos no investimento. 

Além disso, alguns investidores de primeira viagem temem deixar o emprego formal para arriscar no próprio negócio. Mas quem investe em microfranquia não precisa se preocupar com isso.

Microfranquia como segunda renda

Homem de camisa listrada olhando para parede estudando franquias de até 50 mil

É possível administrar uma microfranquia sem sair de casa e ainda conseguir uma renda extra no final do mês. Foto: Pixabay

 

Uma das grandes vantagens de investir em microfranquia é ter o negócio uma renda extra além do trabalho formal.

Se seu medo é perder a segurança oferecida pelo emprego fixo, optar por microfranquia é o ideal não só para se manter estável financeiramente, mas emocionalmente também. 

“Então quer dizer que eu vou trabalhar em dobro?”. 

De certa forma, ter dois empregos significa trabalhar em dobro, sim. Mas como dono do próprio negócio você terá certas “regalias” que como funcionário você dificilmente terá. 

Aqui vai um exemplo: é possível administrar uma microfranquia na sua casa mesmo!

Ser um empresário de sucesso sem nem precisar sair de casa parece até mentira, mas não é. 

As microfranquias são atrativas principalmente por oferecer ao franqueado a possibilidade de trabalhar em casa, o que é ainda mais positivo para quem tem a franquia como segunda renda.

Aqui estão outras vantagens:

– Fazer os próprios horários; 

– Ser o próprio chefe;

– Trabalhar sozinho (a maior parte das microfranquias não precisa de funcionários para operar, o que faz todo sentido já que é possível trabalhar em casa); 

– Não ter gastos com aluguel e outras despesas de ponto comercial já que a operação será na sua própria casa (e aqui podemos incluir o salário dos funcionários, pode riscar mais essa despesa da lista!

Números oficiais do setor

Homem olhando para o computador estudando sobre as franquias de até 50 mil

Mesmo durante a crise, o mercado de franquias faturou R$43.954 bilhões durante o 3º trimestre deste ano. Foto: Pixabay

 

Estamos passando por uma das maiores crises dos últimos dez anos. 

Além de enfrentar uma crise sanitária mundial causada pelo novo coronavírus, nossa economia também não vai muito bem. 

Consequentemente, tudo isso é refletido nos negócios, impactando desde pequenos empreendimentos até franquias de até R$50 mil. 

Mas nem tudo está perdido, especialmente no mercado de franquias com tantos casos de empreendedores que se reinventaram e passaram a registrar ótimos resultados. 

Durante o terceiro trimestre deste ano, o franchising faturou R$43.954 bilhões, segundo a ABF. 

O segmento com maior faturamento é Alimentação (R$10.854 bilhões), seguido por Casa e Construção (R$3.566 bilhões), e Comunicação, Informática e Eletrônicos (R$1.535 bilhões).

Com esses dados já é possível perceber como nosso comportamento reflete no mercado como um todo. 

Com a pandemia fomos forçados a passar mais tempo em casa, o que justifica o segmento de Alimentação liderando o franchising. 

Nesse meio tempo muitas pessoas conseguiram, finalmente, reformar sua casa ou apartamento, refletindo no segmento de Casa e Construção. 

E nem precisamos mencionar que ficamos mais tempo em nossos celulares, tablets, computadores e televisão, aumentando o consumo desses aparelhos. 

Dessa forma, prestar atenção nos padrões de consumo dos clientes é fundamental antes de fechar negócio com franquias de R$50 mil ou qualquer outro tipo de investimento.