Anúncio

PUBLICIDADE

Encontre as melhores franquias para o seu perfil

Franquias de moda: um dos segmentos que mais fatura no franchising

13 de julho de 2021

Compartilhe
roupas de franquias de moda

O segmento de Moda faturou R$4.245 milhões durante o primeiro trimestre deste ano, ocupando o 4º lugar com maior faturamento do mercado de franquias, segundo balanço divulgado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Para quem está pensando em investir no franchising, a franquia de moda é uma ótima opção por oferecer diversas modalidades de atuação, permitindo que o franqueado tenha segurança e flexibilidade na unidade.

Mesmo com o setor ainda em recuperação por conta da pandemia, é possível dizer que os números positivos são impulsionados principalmente pelo comércio eletrônico que registrou 68% de aumento das vendas em 2020 durante a crise, segundo levantamento da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) realizado em parceria com a Neotrust*.

Os dados também mostram que mais de 20 milhões de consumidores brasileiros realizaram uma compra online pela primeira vez no ano passado com um ticket médio de R$419, provando que existe espaço para crescer nesse mercado e chances reais de registrar bons números.

Além disso, mesmo investindo numa loja física de franquia de moda é interessante pensar em uma opção que atenda o público online: segundo a pesquisa, 150 mil lojas passaram a vender digitalmente para acompanhar a transformação digital e as novas demandas do mercado.

Esse é um dos motivos que tornam as franquias de moda flexíveis: além da loja física, o franqueado também pode atuar na modalidade quiosque ou através da loja virtual, diminuindo bastante o valor do investimento inicial e da operação como um todo, e aumentando seu faturamento a partir do uso de diferentes plataformas.

Quer investir no franchising através da franquia de moda? Confira essas 4 dicas que separamos para você!

* Em comparação com os números registrados em 2019.

4 dicas para investir em franquias de moda

Pessoa digitando em notebook

Mais de 300 milhões de compras online foram realizadas no Brasil em 2020, movimentando o e-commerce e fazendo deste mercado um grande polo de atração para novos empreendedores. Foto: Unsplash

 

1) Encontre a franquia ideal para seu perfil

Muitos empreendedores investem em opções que parecem mais rentáveis na teoria, mas na prática não tem nada a ver com o que eles imaginavam.

Isso geralmente acontece quando o franqueado insiste em uma marca ou área de atuação com a qual ele não se identifica, complicando a rotina da operação e também sua rentabilidade.

Não faz sentido investir no mercado de alimentação se seu perfil condiz com o perfil de moda, por exemplo, mas a afinidade com o negócio não impede nenhum empreendedor de investir no franchising.

É verdade que a franqueadora auxilia o franqueado durante todas as etapas do negócio com treinamento, suporte e know how. Mas ter afinidade com a área de atuação já é meio caminho andado pra fazer a operação dar certo!

2) Conheça bem o mercado

Outro fator que não pode passar batido pelo empreendedor é conhecer bem o mercado em que pretende atuar.

Algumas áreas são mais competitivas que outras como o mercado de alimentação, por exemplo, um dos mais procurados no franchising.

No entanto, as franquias de moda também possuem características específicas que devem fazer parte do repertório dos franqueados. E ter um dos maiores faturamentos do mercado de franquias não é sinônimo de faturamento garantido. 

A franquia de moda precisa de acompanhamento e gestão de qualidade por parte do empreendedor para ter bons resultados.

3) Atenção para a modalidade escolhida

Pessoa realizando pagamento em loja física

A modalidade da franquia pode ditar os rumos da unidade, por isso é tão importante escolher com cuidado sua forma de atuação. Mesmo adquirindo uma loja física é fundamental oferecer outros canais de compra como o e-commerce, por exemplo. Foto: Unsplash

 

Uma etapa fundamental do investimento na franquia de moda é definir a modalidade de atuação da unidade.

Loja física, virtual ou quiosque são algumas possibilidades de atuar no segmento de Moda, sendo que tudo vai depender da identificação do empreendedor com o tipo de modalidade que escolher.

Vale lembrar que unidades menores como o quiosque ou a loja virtual não significam que o franqueado não terá o mesmo comprometimento exigido na loja física. Na verdade, quanto menor o tamanho da unidade maior é a dependência da operação com o trabalho do empreendedor.

Por isso, antes de escolher a modalidade da sua franquia de moda, tenha certeza de que você terá disponibilidade de tempo para se dedicar à unidade!

4) Cuidado com as finanças

Falar de investimentos é falar de dinheiro, não tem jeito.

Por mais que muitas vezes o franchising seja mais econômico do que começar um empreendimento do zero, é importante ter certeza de que o capital disponível é suficiente para comprar e manter a unidade funcionando até o prazo de retorno estipulado pela franqueadora.

Dessa forma, quanto maior a operação da franquia de moda, maior serão as despesas com a unidade. Além do aluguel, o franqueado também terá gostos com salário dos funcionários, pagamento dos fornecedores, contas relacionadas ao ponto comercial, etc. 

Como franqueado, é importante se atentar para as cobranças que envolvem a unidade como taxa de franquia, taxa de instalação, capital de giro, entre outros tributos que podem ser cobrados pela franqueadora. 

Para saber mais sobre essas cobranças e outras características do franchising clique aqui.

Como você pode perceber, investir no mercado de franquias é uma opção bem mais acessível e menos burocrática do que começar uma empresa tradicional do zero. E a franquia de moda é a opção ideal para quem se identifica com esse segmento e está em busca de versatilidade e rentabilidade na operação.

Para ter mais assertividade no seu investimento, entre em contato conosco e receba ajuda especializada de um dos nossos profissionais. Venha fazer parte do mercado de franquias!