Encontre as melhores franquias para o seu perfil

Franquias de alimentação: as 10 maiores do Brasil

3 de dezembro de 2019

Compartilhe
10 melhores franquias de alimentação

Franquias de alimentação: Conheça as 10 maiores marcas do Brasil e os resultados de crescimento do setor.

 

No franchising, um dos setores que mais crescem e também um dos mais procurados para iniciar no sistema é o de alimentação. Prova disso, é dar uma simples voltinha na praça de alimentação dos shoppings centers brasileiros, ali estão reunidas as principais marcas que fazem parte do mercado de franquias.

O setor de alimentação sempre foi um dos mais fortes e resilientes quando comparado com os demais. As redes estão acompanhando as novas tendências de mercado e investindo no novo perfil do consumidor, que está em busca de uma alimentação mais saudável. Mas também não deixam de lados aqueles que ainda preferem seguir uma linha mais fast food.

De acordo com balanço realizado no 2º semestre de 2019, pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), o segmento de alimentação foi um dos que mais se destacaram, ao registrar, durante o terceiro trimestre deste ano, um faturamento maior do que R$ 10 bilhões.

Dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2017/2018 divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mostraram que as famílias brasileiras gastam em média R$ 658,23 por mês com alimentação, sendo R$ 442,27 com alimentos consumidos em casa e os demais R$ 215,96 com alimentação fora de casa. Ou seja, 32,8% dos gastos dos brasileiros em alimentação foram feitos fora do lar.

Panorama do mercado

 

Panorama do mercado alimentício

Anualmente, a ABF lança um estudo sobre o mercado de alimentação dentro do setor de franquias, em parceria com a Galunion Consultoria. Dados da pesquisa mostram de que há cerca de 762 marcas de franquias de alimentação, 27,2% de todo o setor. O faturamento teve um crescimento de 7%, saltando para R$ 45,8 bilhões em 2018.

Separando por segmentos, Alimentação Saudável segue crescendo, com variação positiva de 25,92%. Grelhados vem a seguir, com 19,41%, e Cafeteria e Snack, com 17,05% de variação.

Cerca de 34 mil lojas em operação no país são franquias de alimentação. O segmento segue crescendo no Brasil. Em 2018, foram abertas 10,28% de unidades e fechadas 3,15%. Houve também um repasse de 2,53%.

Mais da metade (52%) revelaram que pretendem apostar em lojas de menu reduzido para continuar a crescer durante a recuperação econômica. Quiosques vêm em segundo lugar na preferência (49%), e restaurantes exclusivamente para deliverys são a prioridade para 44%.

Setor que gera empregos

 

Franquias de alimentação geram emprego

Vistas como porta de entrada no mercado de trabalho para jovens, as franquias de alimentação focadas em sanduiches são as que mais concentram trabalhadores. No ano passado a média era de 46 colaboradores, seguidas por redes de outros tipos de culinária, que envolvem Árabe e Padaria, com 34 trabalhadores. Em terceiro lugar estão as marcas do tipo Asiática e Grelhados, ambos com média de 17 funcionários.

Tendências de cardápio

 

Alimentação Saudável

Cerca de 60% das redes disseram que monitoram as tendências de saudabilidade para adaptar cardápios, como sem glúten, baixo sódio e clean label. Mais da metade (52%) pensa na customização do cardápio pelo cliente como tendência para os próximos anos. Já 48% apontam para veganismo e vegetarianismo como áreas que devem ganhar ainda mais espaço.

Delivery

 

Serviço de Delivery

No estudo da ABF, foi relatado que 78% das marcas entrevistadas pretendem investir em delivery nos próximos anos. Na edição passada do levantamento, esse número era de 66%. Disponibilizar pedidos on-line também é prioridade para 68%, ante os 53% do ano passado.

E não é para menos! O delivery é muito importante para redes de alimentação. Para ter uma ideia, 37% do total do faturamento das marcas de culinária asiática veio do delivery em 2018. Em pizzas e massas foi 35% e deve alcançar 40% em 2019. Já alimentação saudável, que teve 14% do faturamento em 2018 baseados no delivery, espera aumentar para 20% este ano.

Isso demonstra uma maior preocupação do mercado com a entrega, o que requer atenção de quem vai investir em franquias de alimentação, pois o delivery demanda custos e operações diferenciadas do atendimento no balcão ou nas mesas. As embalagens precisam ser pensadas para manter o alimento com as mesmas especificações de quando é servido na loja e também precisa ser preparado para “viajar”.

Até pouco tempo atrás, a mão de obra era um impeditivo para esse tipo de serviço, pois as maiores demandas em serviços de delivery costumam acontecer em horários específicos, dependendo do tipo de prato. Atualmente, com os serviços de entrega por aplicativo, ficou mais fácil para as empresas franqueadas aderirem ao modelo, tendo como representante um entregador terceirizado.

A tecnologia, no entanto, não se restringe à entrega. Soluções para o atendimento no balcão também têm sido consideradas pelas redes. Quem visita praças de alimentação já pode ter sido abordado com menus de papel, mas agora, 47% pretendem trocar isso por iPads. Aqueles quiosques e autoatendimento das redes de fast food também devem se estender para mais operações, porque é a segunda prioridade para 41% das franquias.

Dicas importantes na hora de investir em franquias de alimentação

 

Dicas para investir em franquia

Para aqueles que desejam ingressar nas franquias de alimentação é preciso levar em conta algumas dicas importantes, pois o futuro franqueado deve ter em mente que trabalhará de domingo a domingo e ainda comandará o fogão e as panelas no início do negócio, até que tudo esteja regulamentado e funcionando da melhor maneira possível. Confira pontos importantes:

  1. Conheça o mercado e entenda quem são os seus concorrentes;
  2. Procure por marcas que já possuam uma operação consolidada no segmento;
  3. Faça tudo dentro da Lei. Não queira bancar o esperto e pular as etapas. Leia atentamente a cartilha da lei do franchising e busque ajuda de consultorias e empresas consolidadas para auxilia-lo no início do negócio;
  4. Dedique um tempo para estudar. Faça cursos de capacitação e treinamentos;
  5. Converse com outros franqueados da rede para entender como funciona o dia a dia da operação;
  6. Conheça o público e o produto ou serviço que irá vender. Vale ressaltar que a escolha do ponto pode ser feita tanto pela franqueadora, quanto pelo franqueado. Cada rede tem sua própria política.
  7. A seleção e o treinamento da equipe são pontos fundamentais, para que o preparo dos pratos seja primordial para cair no gosto do público;
  8. Outro ponto muito importante: neste setor a rotatividade é muito grande e o salário não é muito alto, por isso é importante encontrar formas de motivação para um bom andamento do trabalho;

Se quiser saber mais sobre como abrir sua franquia de alimentação, não deixe de falar com nossos especialistas.

Maiores franquias de alimentação

Confira também as 10 maiores franquias de alimentação do Brasil, em número de unidades, de acordo com dados a ABF:

  1. AM PM Mini Market: Conhecida por ser uma loja de conveniência, a rede tem como principal ponto de expansão os postos Ipiranga. Atualmente são 2493 unidades espalhadas por todas as cidades do Brasil.
  2. McDonald’s: A mais famosa rede internacional de fast food tem forte presença no Brasil desde o final dos anos 1970. Já são 2289 pontos de venda, entre lojas e quiosques, em território nacional.
  3. Cacau Show: A franquia da Cacau Show é uma das mais procuradas do Brasil e a visibilidade com certeza é um dos fatores que impulsionam o interesse. A rede contabiliza 2232 unidades em todo o país.
  4. Subway: Com um modelo de expansão arrojado, amparado em desenvolvedores de área – responsáveis pela expansão em determinadas regiões – a marca conseguiu o feito de chegar a 2094 unidades em solo nacional.
  5. BR Mania: Outra loja de conveniência ocupa posição de destaque no ranking. Dentro dos postos de combustível BR é possível encontrar uma loja da BR Mania. Já são mais de 1231 unidades.
  6. Dia%: A rede de supermercados se destaca pelo pioneirismo no segmento dentro do franchising e também já desponta entre as dez maiores do setor no Brasil. Ao todo, já são 1184 lojas em todo o país.
  7. Bob’s: Fast food originalmente brasileiro, criado no Rio de Janeiro e que também tem muitos anos de história. O Bob’s consegue se manter estável na briga com os gigantes internacionais e mantém 1043 lojas abertas.
  8. Burger King Brasil: Um dos maiores fast foods do mundo tem gestão brasileira (leia mais a respeito na listagem de franquias internacionais, logo abaixo) e figura entre as 10 maiores redes de franquia do Brasil, com 980 unidades.
  9. Chiquinho Sorvetes: A estratégia de verticalização, com fábrica própria, tem impulsionado o crescimento da marca de sorvetes, oriunda do interior de São Paulo. Chiquinho Sorvetes já tem 451 lojas em funcionamento.
  10. Nosso Bar: Afiliado à Ambev, o Nosso Bar é a única franquia do gênero a entrar no ranking das dez mais do franchising brasileiro. Já são 429 unidades em todo o Brasil.

Além destas, o franchising conta com diversas opções, das mais variadas, e que ainda possuem um amplo mercado para expansão. Confira alguns exemplos:

Pizza Crek

 

Franquia Pizza Crek

A rede nasceu em 2016 e já tem 52 unidades em funcionamento no Brasil e 4 unidades nos Estados Unidos. O diferencial é a receita da pizza que, como o próprio nome sugere, é diferente da pizza convencional. Com um conceito de pizza individual, a rede garante que o sabor e experiências são únicos.

Investimento mínimo: a partir de R$ 250.000,00
Capital de giro: R$ 60.000,00
Faturamento médio: R$ 100.000,00
Previsão de retorno: 36 mesesConhecer a franquia

Sagrado Boulangerie

 

Franquia Sagrado Boulangerie

Um novo conceito de padaria, com mais de 47 tipos de pães. Nasceu em 2017 para atender aos clientes de Alphaville e já tem cinco unidades em funcionamento. Veja:

Taxa de franquia: R$ 25.000,00
Faturamento médio: a partir de R$ 33.000,00
Previsão de retorno: 36 meses

Conhecer a franquia

Alimentação é o maior mercado internacional

 

Alimentação é o maior mercado internacional

No mundo todo, o segmento de alimentação é muito representativo dentro do setor de franquias. A revista Franchise Times divulga um estudo anual com as 200 maiores franquias dos Estados Unidos. Separamos as 10 maiores, em faturamento, das franquias de alimentação. Confira:

  1. McDonald’s: Até o final de 2017, último dado coletado pelo estudo, a rede tinha 36.899 unidades em todo o mundo, sendo 14.153 só nos Estados Unidos. As lojas franqueadas chegam a 85%, sendo que fora dos Estados Unidos são 62%. O faturamento divulgado pela rede de franquias de alimentação é de aproximadamente US$ 90,9 bilhões.
  2. KFC: A maior entre as franquias de frango frito que têm ganhado espaço no Brasil, nos últimos anos, a rede é original de Kentucky e tem mais de 18 mil unidades, no entanto 75% delas estão fora dos Estados Unidos. Em números gerais, 4167 estão no país de origem e 16437 espalhadas pelo mundo. O faturamento divulgado pela rede de franquias é de aproximadamente US$ 24,5 bilhões.
  3. Burger King: A segunda maior rede de fast food do mundo tem participação brasileira na gestão: o fundo de investimento 3G Capital comprou a empresa, em 2010, por meio da subsidiária Restaurant Brands International. Apesar de ser um negócio global, a rede tem diversas formas de franquear, em cada mercado que atua. Hoje, as lojas majoritariamente pertencem ao grupo. São 15.738 restaurantes ao redor do mundo, sendo que 7.156 estão nos Estados Unidos. O faturamento divulgado pela rede de franquias é de aproximadamente US$ 20 bilhões
  4. Subway: A rede tem um modelo de expansão que ajuda a acelerar a abertura de lojas nas regiões em que atua. Aqui no Brasil, por exemplo, a expansão é feita por desenvolvedores de área, que são empresários focados em abrir uma quantidade pré-estabelecida de lojas em determinadas áreas. A rede conta com 26.741 pontos de venda nos Estados Unidos. Ao redor do mundo, essa conta sobe para 46 mil restaurantes. O faturamento divulgado pela rede de franquias é de aproximadamente US$ 17,3 bilhões.
  5. Pizza Hut: Uma das mais antigas redes de alimentação do mundo também está na lista. Desde 1971, ela é uma das principais marcas de pizza nos Estados Unidos e hoje conta com 7.667 lojas no país. Ao redor do mundo, são mais de 16,4 mil unidades. O faturamento divulgado pela rede de franquias é de aproximadamente US$ 12 bilhões.
  6. Domino’s: Outra rede de pizzaria, que tem ganhado grande destaque nas últimas décadas. A Domino’s contabiliza cerca de 13.811 unidades espalhadas pelo mundo. Só nos Estados Unidos são cerca de 5.371. O faturamento divulgado pela rede de franquias é de aproximadamente US$ 12 bilhões
  7. Wendy’s: Essa chegou ao Brasil há pouco tempo, mas já é muito tradicional nos Estados Unidos. A Franchise Times elege a rede como a terceira maior franquia de hamburgueres do mundo. Hoje, eles têm 6.573 restaurantes no país de origem e 798 em outras regiões. O faturamento divulgado pela rede de franquias é de aproximadamente US$ 9,9 bilhões.
  8. Taco Bell: A rede pertence ao grupo Yum!Brands, que também detém o KFC e Pizza Hut. São mais de 6,6 mil unidades ao redor do mundo, sendo que só 5% delas estão em outros países, como o Brasil. US$ 9,6 bilhões.
  9. Dunkin’ Donuts: São mais de 12.258 unidades da rede de cafeterias ao redor do mundo, sendo que 8.828 estão nos Estados Unidos. As outras 3.430 estão espalhadas em 36 países, ao redor do mundo. O faturamento divulgado pela rede de franquias é de aproximadamente US$ 9 bilhões.
  10. Chick-fil-A: A rede de franquias de fast food tem mais de 2 mil unidades nos Estados Unidos. É considerada uma rede de baixo custo no país, pois o investimento inicial gira em torno de US$ 10 mil. O faturamento divulgado pela rede de franquias é de aproximadamente US$ 7,8 bilhões.