Encontre as melhores franquias para o seu perfil

Franquia Tea Shop comemora expansão de 21,4% no ano

5 de setembro de 2019

Compartilhe

Com setor mais aquecido que a economia, inauguração das lojas de Niterói (RJ) e Vila Velha (ES) em setembro consolida a liderança da franquia Tea Shop do mercado brasileiro

 

Com uma expansão de 21,4% até setembro em número de operações no Brasil, a franquia Tea Shop colhe o otimismo de um setor que acelera mais forte do que a economia do país: o franchising. No primeiro semestre do ano o segmento apresentou crescimento de 6,4% e a receita alcançou um volume de R$ 84,5 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira de Franquias (ABF). Para a Tea Shop, que em setembro somará 34 lojas com as inaugurações em Niterói (RJ) e Vila Velha (ES), a liderança do mercado nacional está alicerçada no aumento do consumo da bebida no país e na estrutura oferecida ao franqueado.

“Estamos confiantes porque o mercado brasileiro de chá tem um potencial incrível e se beneficia por uma relação intensa com um consumidor que não abre mão de saúde e bem-estar”, explica o diretor geral da franquia Tea Shop no Brasil, Michel Bitencourt. O consumo da bebida no país cresce 24% ao ano, contra uma média mundial de 9%. Para o empresário e tea sommelier, o ranking mundial embasa a expectativa de expansão para os próximos anos: com 11 xícaras per capita ao ano, o Brasil ocupa a 75ª posição entre os países consumidores de chá, ainda distante da líder Turquia, com 1.808 xícaras, e de vizinhos como o Chile, com 406, e a Argentina, com 93. Os dados são do mais recente relatório da consultoria Euromonitor Internacional, em 2017.

Outro ponto vital apontado por Bitencourt é a experiência na loja. “Nosso consumidor tem um perfil apaixonado. Além de folhas frescas e aromáticas, ele busca informações até mesmo sobre as condições de cultivo e colheita nos países produtores de chá”, informa. Na franquia Tea Shop as mesclas são envasadas a granel na frente do cliente para preservar o aroma e o frescor. Um sistema de rastreabilidade permite conhecer a origem e a data de preparo das infusões, e selos internacionais garantem a adoção de práticas ambientalmente sustentáveis por parte dos produtores de matérias-primas. As mesclas são desenvolvidas e preparadas em laboratórios europeus. 

A paixão pelo chá contagia também o franqueado. “Além de oferecer uma verdadeira iniciação ao universo do chá, a gente incentiva o parceiro a conhecer as propriedades e dominar o preparo e o ritual relacionado a essa bebida milenar”, revela o diretor. “Não tem como não se apaixonar”, garante. A Tea Shop fornece ao franqueado todas as ferramentas necessárias à gestão da loja e do relacionamento com os clientes. O modelo de negócio prevê um investimento inicial a partir de R$ 175 mil para quiosques, R$ 200 mil para lojas de rua e R$ 250 mil para lojas em shopping centers, com faturamento médio entre R$ 70 mil e R$ 120 mil mensais e um tempo de retorno para o investidor a partir de 24 meses.

 

Cidadania espanhola

 

A marca Tea Shop nasceu há quase três décadas, em Barcelona. Chegou ao Brasil via Porto Alegre, em 2013, pelas mãos do aficionado por chá Michel Bitencourt, e logo se expandiu para os maiores centros consumidores do país. Hoje a rede está presente em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Fortaleza, Recife, Goiânia, Vitória, Florianópolis, Santos, Gramado, Balneário Camboriú, Caxias do Sul (RS) e Canoas (RS). Além da Espanha e do Brasil, tem lojas na Itália, Portugal, Argentina e Andorra. Para difundir a cultura do chá, a Tea Shop mantém uma loja virtual e um blog em www.teashop.com.br

 

Saiba como investir em uma marca líder no segmento de chás gourmet, CLICANDO AQUI

 

Crédito da foto: Isadora Heimig