Anúncio

PUBLICIDADE

Encontre as melhores franquias para o seu perfil

Como abrir uma empresa: confira tudo o que você precisa saber

16 de março de 2021

Compartilhe
Dus mulheres em reunião sobre como abrir uma empresa

Quem tem o intuito de começar o próprio negócio precisa saber como abrir uma empresa, qual o custo da operação, quais os documentos necessários, entre outras etapas fundamentais para qualquer tipo de empreendimento. 

Abrir uma empresa no Brasil não é tarefa fácil e evitar erros durante esse processo é fundamental para tornar a experiência menos desgastante e mais eficiente. 

Se você pretende empreender sem a ajuda de profissionais especializados, como contador ou consultor da área, esse texto é para você!

Como abrir uma empresa: quanto custa para empreender

Depende! Alguns fatores podem influenciar no valor de abertura como local da operação, tipo de empresa e modalidade do negócio. 

Assim, quem empreende no estado de São Paulo tem custos diferentes de empreendedores do Maranhão, por exemplo. 

De qualquer forma, é importante que o empreendedor coloque na ponta do lápis todos os gastos envolvidos na operação e possíveis problemas que podem surgir no processo para evitar surpresas durante a abertura do CNPJ. 

Mas antes de tudo é necessário se perguntar: você está preparado para começar o próprio negócio

Além dos gastos financeiros, como abrir uma empresa envolve tempo e muita energia, principalmente se o empreendedor resolver fazer tudo sozinho. E para quem decide empreender enquanto mantém outro emprego é preciso ter em mente que a dupla jornada será uma realidade.

Tenha tudo isso em mente antes de decidir quando, onde e como abrir uma empresa!

Conheça os diferentes tipos de empresa

Mão segurado post-it amarelo de passo a passo de como abrir uma empresa

Entre os tipos de empresas mais comuns no Brasil estão: Microempreendedor Individual (MEI), Microempresa (ME) e Empresa de Pequeno Porte (EPP). Foto: Unsplash

 

Outro ponto importante a ser levado em consideração sobre como abrir uma empresa é definir o tipo de atuação do empreendimento: MEI, ME ou EPP.

Microempreendedor Individual (MEI)

O Microempreendedor Individual (MEI) é uma das maneiras mais simples e conhecidas de como abrir uma empresa no Brasil. 

O MEI é um profissional autônomo que fatura, no máximo, R$81 mil por ano ou R$6.750 por mês. 

Além disso, o MEI pode ter apenas um funcionário contratado que receba salário-mínimo ou o piso da categoria em que é registrado. 

Outra exigência do MEI é que o empreendedor não participe como sócio ou titular em outra empresa, sendo que a quantidade de notas emitidas é limitada ao valor estipulado para o faturamento da categoria. 

O empreendedor que atua como MEI deve pagar o Simples Nacional mensalmente que varia de acordo com o tipo de negócio:

– Comércio ou Indústria: R$56;

– Prestação de serviços: R$60;

– Comércio e serviços juntos: R$61.

Microempresa (ME)

A Microempresa (ME) possui mais vantagens ao empreendedor em termos de flexibilidade de atuação já que o microempreendedor pode ter um ou mais sócios, emitir quantas notas fiscais quiser (seja para pessoa física ou jurídica) e registrar faturamento de até R$360 mil por ano. 

Entre outras característica da microempresa, estão: 

– Pode contratar de nove a 19 funcionários (dependendo do segmento de atuação da empresa);

– Pode escolher participar dos seguintes regimes tributários: Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real;

– Pode optar por uma das quatro categorias jurídicas a seguir: Sociedade Simples, EIRELI, Sociedade Empresária e Empresário Individual.

Por se tratar de empresas maiores em termos de tamanho da operação e faturamento, os impostos pagos pelas MEs também são mais complexos: ao todo, o microempreendedor deve pagar e apresentar oito tributos ao governo. São eles:

– Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ);

– Imposto Sobre Serviços (ISS);

– Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);

– Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);

– Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) se houver movimentação de produtos entre as unidades federativas; 

– Programa de Integração Social (PIS) e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep);

– Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) se a microempresa for uma indústria; 

– Contribuição Previdenciária Patronal (CPP).

Mesmo com tantas tributações, as MEs se enquadram na Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte e podem usufruir de benefícios previstos por lei como o pagamento de menos impostos.

Empresa de pequeno porte (EPP)

O processo de como abrir uma empresa se torna mais complexo de acordo com o tamanho da operação e, por isso, a Empresa de Pequeno Porte (EPP) é a mais complicada das três opções. 

A EPP possui faturamento bruto anual de R$360 mil a R$4,8 milhões ao ano, e o empreendedor que optar por essa modalidade pode ter até 99 funcionários (se a empresa for uma indústria) ou de 10 a 49 funcionários (caso das empresas de comércio e serviço). 

Mesmo atingindo o faturamento, a EPP pode obter adicionais de receita de até R$3,6 milhões, valor válido apenas para exportações. 

Assim como a ME, a EPP também se enquadra na Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.

Defina o modelo de negócio da operação

Homem em reunião com notebook perguntando como abrir uma empresa

Como sua empresa vai atuar no mercado? Definir o modelo de negócio da operação é outra etapa importante no processo de abertura de empresas. Foto: Unsplash

 

Você quer saber como abrir uma empresa, mas ainda está em dúvida sobre como será a atuação do empreendimento? Confira algumas possibilidades:

E-commerce

Modelo de negócio focado no consumidor final, o e-commerce ou comércio eletrônico é um modelo de vendas estruturado na internet. 

Como abrir uma empresa de e-commerce envolve muito mais do que investir num site, é preciso entender que todos os processos se dão pela internet e que a logística é uma das principais características desse negócio.

Marketplace

Marketplaces são empresas que aliam oferta e demanda através de uma mesma plataforma, mas sem ser “dona” do que é vendido. 

Por exemplo, a Uber é a maior empresa de mobilidade urbana do mundo, mas não possui nenhum carro registrado. Isso é um marketplace! A Uber oferece serviço de transporte para quem precisa se locomover ao mesmo tempo em que proporciona trabalho para quem é da área. 

Uma das vantagens do marketplace é o custo operacional que é bem menor se a empresa fosse responsável pela produção e entrega dos produtos/serviços vendidos.

Assinatura

O modelo de assinatura é feito através da concessão de produtos ou serviços ao usuário a partir do pagamento de uma taxa fixa e recorrente, a assinatura. 

Quer um exemplo? Netflix, Amazon e Spotify são plataformas de streaming por assinatura. O cliente paga uma taxa mensal e tem acesso a todo o catálogo da plataforma, quando e onde quiser. 

Mas não precisamos ir tão longe nem investir pesado em tecnologia de última geração para ter uma empresa de assinatura. 

Outros segmentos também oferecem serviços como esse, como a TAG (clube de assinatura de livros) ou a Clube Wine (assinatura de vinhos).

Franquia

A franquia é uma ótima opção para quem quer comodidade e vantagens durante o processo de como abrir uma empresa.

O franqueado é o empreendedor que compra uma franquia e através dela ele passa a ter acesso a diversos benefícios que incluem acesso a toda infraestrutura da franqueadora (o que inclui know how, contatos e tecnologias), suporte e treinamento da equipe, auxílio durante a abertura da empresa e também durante o funcionamento da unidade.

A franquia é um modelo de negócio que permite a comercialização de produtos ou serviços através da licença ao novo empreendedor. 

O franchising é regido pela Lei das Franquias e todas as informações que o empreendedor precisa saber sobre o negócio estão na Circular de Oferta de Franquia (COF). 

Quer empreender, mas não sabe por onde começar?

Você finalmente decidiu empreender, mas ainda não sabe qual modelo de negócio é o ideal para você?

Clique aqui e descubra novas possibilidades de negócio!