Anúncio

PUBLICIDADE

Encontre as melhores franquias para o seu perfil

4 setores do franchising que mais cresceram na pandemia

18 de novembro de 2021

Compartilhe
Mulher olhando no notebook sobre setores que mais cresceram na pandemia

Com o avanço da vacinação conta a Covid-19, algumas áreas do mercado de franquias começam a dar sinais de recuperação, despontando como os setores que mais cresceram na pandemia.

Impactadas pelas medidas de restrição e isolamento social, a maioria das operações do mercado de franquias tiveram que se adaptar à nova realidade, aderindo a novas alternativas de se fazer negócio, como pagamentos preferencialmente digitais e foco na entrega.

No entanto, 1,7% das unidades fecharam as portas ao longo do 2º trimestre deste ano, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF). O número pode até parecer baixo, mas tem impacto significativo no desenvolvimento do mercado de franquias como um todo.

Com a retomada gradual da economia e a redução dos casos de Covid-19, é possível afirmar que Hotelaria e Turismo, Saúde, Beleza e Bem-Estar, Alimentação, e Serviços Educacionais são os 4 setores que mais cresceram na pandemia em todo o mercado de franquias.

A seguir, conheça os principais motivos para esse bom desempenho e o que esperar do franchising daqui em diante.

Quais são os setores que mais cresceram na pandemia

Sala de escritório com várias cadeiras vazias

Com a equipe liberada para trabalhar em casa, muitas franqueadoras conseguiram focar os investimentos na otimização de processos e estratégias para atender melhor o consumidor. Foto: Unsplash

 

Os dados a seguir são referentes ao 2º trimestre deste ano, último balanço divulgado pela ABF, em relação ao período anterior.

1) Hotelaria e Turismo

Faturamento: R$2.049 bilhões
Crescimento: 22,9%

Faz todo sentido Hotelaria e Turismo estar entre os setores que mais cresceram na pandemia. 

O avanço da vacinação garante certa flexibilização das medidas de isolamento e, agora, é possível viajar com mais segurança. 

2) Saúde, Beleza e Bem-Estar

Faturamento: R$9.609 bilhões
Crescimento: 11,8%

Se tem algo que cresceu durante a pandemia foi a preocupação com a saúde. 

Seguindo esse novo comportamento do consumidor, as franquias de Saúde, Beleza e Bem-Estar não só estão entre os setores que mais cresceram na pandemia, como também fazem parte do segmento que mais cresce no franchising de modo geral.

3) Alimentação (food service)

Faturamento: R$7.183 bilhões
Crescimento: 9,4%

Atualmente, o segmento de Alimentação está dividido em duas categorizações: Comércio e Distribuição, e Food Service. 

A segunda categoria diz respeito a marcas que tem o serviço como principal atração, mais especificamente o atendimento ao consumidor final.

Como você verá mais adiante, os serviços de entrega se tornaram um grande diferencial nas empresas, e o segmento de Alimentação foi um dos que mais pode se amparar nessa ferramenta.

4) Serviços educacionais

Faturamento: R$2.824 bilhões
Crescimento: 5% 

As escolas, e a educação como um todo, também foi fortemente impactada pela pandemia. 

Muitas marcas que souberam se adaptar e continuar prestando os serviços a distância conseguiram reverter a situação e manter as portas abertas mesmo durante a crise.

Principais características dos setores que mais crescem na pandemia

No mundo do empreendedorismo, conhecer a fundo o mercado e tentar se preparar para possíveis problemas é fundamental para desenvolver diferenciais competitivos frente à concorrência.

Mas ninguém poderia imaginar que uma pandemia seria capaz de mudar não só nossa rotina, mas a forma como nos relacionamos com praticamente todas as coisas.

Dessa forma, os setores que mais cresceram na pandemia apresentam algumas características em comum que comprovam que essa nova realidade, apesar de inesperada, pode resultar em desempenhos surpreendentes para quem souber acompanhar o mercado. Confira!

Adaptação rápida

Tudo mudou do dia para a noite desde que a pandemia surgiu.

O isolamento social passou a ser a realidade do momento e isso custou caro para muitos empreendedores que dependiam do atendimento presencial para faturar.

Isso significa que todos esses negócios foram prejudicados durante a crise? Não!

Quem soube se adaptar rápido à nova realidade conseguiu recuperar o tempo perdido e os investimentos também.

É claro que os setores que mais cresceram na pandemia enfrentaram desafios no começo desse processo e não acertaram todas as estratégias logo de cara, mas uma coisa é certa: quem entendeu que o mercado havia mudado e fez de tudo para participar desse novo cenário com certeza conseguiu sair na frente da concorrência.

Investimentos em canais digitais

Falar em adaptação rápida tem tudo a ver com investimentos em canais digitais.

Sem poder estar fisicamente na unidade, a internet foi a principal alternativa para dar conta das demandas e atrair novos clientes.

O e-commerce passou a ser uma plataforma obrigatória para marcas de qualquer segmento.

Inclusive, os setores que mais cresceram na pandemia têm isso em comum: uma presença digital forte e constante.

Foco na entrega

Se o ideal era evitar ao máximo sair de casa, os consumidores precisavam receber seus produtos da melhor maneira possível – de preferência, onde quer que estivessem.

Marcas que conseguiram desenvolver sistemas de entrega eficientes, e isso inclui e-commerce, App próprio e parceria com outras ferramentas de delivery, passaram a fazer a diferença na vida dos clientes ao estar presente durante um momento delicado, oferecendo um serviço até melhor e mais eficiente do que no modelo presencial.

O futuro do mercado de franquias no pós-pandemia

Pessoa acompanhando planilha em tablet

O mundo todo foi pego de surpresa por conta da pandemia, mas empreendedores que souberam se adaptar rápido às mudanças conseguiram se diferenciar e sair na frente da concorrência. Foto: Unsplash

 

Ao que tudo indica, os setores que mais cresceram na pandemia vão ditar o ritmo da recuperação do franchising no período pós-pandemia.

Com processos e modelos de negócio cada vez mais estruturados, a procura por franquias lucrativas e versáteis tende a ser cada vez maior, mesmo em períodos de instabilidade econômica.

É que o brasileiro é um empreendedor nato, e o mercado de franquias é uma das principais alternativas para começar o próprio negócio com segurança e possibilidade de crescimento num curto período.

Clique aqui para saber mais sobre o franchising e as últimas novidades do setor.