Ilustração - Blog Franchise Store

Por que o segmento de franquia de educação é tão flexível? Confira neste artigo!

Para quem está pensando em começar o próprio negócio, franquias de educação podem ser uma ótima oportunidade para ter um empreendimento rentável e flexível.

Flexível porque a franquia de educação permite atuar em diferentes áreas de ensino como escola infantil, bilíngue, aulas de reforço, escola de idiomas, cursos superiores, entre outros, além de não precisar obrigatoriamente de um espaço físico para funcionar – as aulas podem ser realizadas de forma remota, por exemplo.

Inclusive, se o ensino remoto já era uma constante em todo o país, com a pandemia empresas que oferecem esse serviço viram a demanda aumentar radicalmente, como mostra pesquisa da plataforma Certificado Cursos Online indicando que a busca por cursos realizados pela internet aumentou mais de 300% em 2020.

Ao que tudo indica, essa tendência deve se manter mesmo em um cenário pós-pandemia, favorecendo o crescimento de negócios como a franquia de educação, especialmente as que permitem o ensino a distância.

No franchising, a franquia de educação faz parte do segmento de Serviços educacionais que também tem boa procura por parte dos investidores. Apenas durante o primeiro trimestre deste ano serviços voltados para educação faturaram R$2.691 milhões, segundo balanço divulgado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Nos 12 meses acumulados, o segmento movimentou R$10.686 milhões.

Assim como em outras áreas do mercado, a pandemia foi um forte agravante para muitos empreendedores, mas o setor está em processo de recuperação e deve registrar bons números influenciado pelo crescimento do PIB brasileiro.

O que você precisa saber antes de investir em franquias de educação

Pessoa escrevendo com lapiseira

Não é necessário ser professor nem ter conhecimentos avançados em gestão para investir em franquia de educação. Basta que o empreendedor tenha comprometimento total com a unidade e esteja disposto a aplicar os padrões estipulados pela rede. Foto: Unsplash

 

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, comprar uma franquia de educação não exige do empreendedor experiência prévia ou formação na área.

Na prática, não é necessário ser professor para ter a própria franquia de educação, a não ser que o empreendedor dê aulas na unidade, aí a especialização é necessária.

Mesmo quem não tem nenhum conhecimento em administração não precisa ficar preocupado: a franqueadora oferece todas as ferramentas necessárias para o empreendedor gerir a franquia de educação com segurança e garantia de rentabilidade.

A experiência pode não ser um problema, mas é fundamental que o empreendedor tenha afinidade com a área de Educação. Afinal, não faz sentido investir em um negócio que você não gosta, não é mesmo?

Como falamos anteriormente, a franquia de educação é flexível e pode atuar em diversas áreas do ensino. Antes de escolher a modalidade que mais tem a ver com seu perfil, confira a seguir algumas das principais possibilidades de atuação do segmento de Serviços educacionais:

Segmentos para atuar com franquia de educação

  • Educação infantil;
  • Ensino fundamental e médio;
  • Aulas de reforço;
  • Ensino bilíngue;
  • Escola de idiomas;
  • Cursos profissionalizantes.

Características do negócio

Duas mulheres concentradas estudando

Seja através da unidade física ou de uma operação remota, é essencial oferecer aos alunos a melhor estrutura possível em termos de tecnologia, material didático e qualificação dos professores. Foto: Unsplash

 

Antes de investir em franquia de educação é importante conhecer as principais características do negócio para entender como será a rotina na prática. Tudo vai depender da modalidade escolhida, do tamanho da unidade, da quantidade de funcionários, entre outros fatores.

Vale ressaltar que com experiência na área ou não o empreendedor terá a responsabilidade de encontrar profissionais capacitados para trabalhar em sua franquia de educação, tarefa importante que pode ditar os rumos da unidade.

Por mais que a franqueadora esteja presente em todas as etapas do empreendimento, é dever do franqueado colocar em práticas os padrões desenvolvidos pela rede desde informações gerais como área mínima para instalação da unidade até os pequenos detalhes.

De qualquer forma, todas as informações sobre a franquia de educação devem ser disponibilizadas pela franqueadora na Circular de Oferta de Franquia (COF), documento apresentado ao empreendedor dez dias antes da assinatura do contrato.

Além disso, as responsabilidades da franqueadora para com o franqueado também estão presentes na COF, e lá você pode ficar por dentro de informações quanto ao compartilhamento de know how, infraestrutura, treinamentos e suporte.

3 franquias de educação para começar o negócio próprio

Colégio Força Máxima 

Investimento inicial: a partir de R$950 mil

Faturamento médio: R$400 mil

 

Cultura Inglesa

Investimento inicial: a partir de R$290 mil

Faturamento médio: R$90 mil

 

Fadelito

Investimento inicial: a partir de R$900 mil

Prazo de retorno: 25 meses

 

Clique aqui para conhecer outras possibilidades de investimentos no mercado de franquias!