Ilustração - Blog Franchise Store

Vale a pena investir em uma franquia de farmácia? Saiba aqui

A franquia de farmácia faz parte do segmento de Saúde – um dos setores que mais crescem no Brasil. 

O nicho farmacêutico, especificamente, tem chamado atenção a nível nacional pelo aumento do poder de consumo que são direcionados às farmácias  e o uso crescente dos dermocosméticos, além do aumento da busca por cosméticos manipulados.

Uma boa aposta para os profissionais iniciantes

As franquias de farmácia estão em alta e já demos exemplos de algumas aqui

Para profissionais da área da saúde que estão ingressando agora no mercado de trabalho e sentem-se desorientados, encontra na franquia de farmácia uma ótima oportunidade para começar o próprio negócio e contar com todo incentivo e vantagens que o franchising oferece como: treinamento, know-how, suporte constante e infraestrutura.

Muitos profissionais recém-formados possuem o desejo de abrir seus próprios negócios, mas esquecem que, na prática, um empreendimento não sobrevive de uma expertise e é como qualquer outro.

Na rotina, o empreendedor  terá que lidar com fluxo de caixa, funcionários, fornecedor, entre outras responsabilidades rotineiras de um negócio. Por não terem experiência em gestão e administração de pessoas, é comum que um empreendimento de primeira viagem enfrente problemas e o fluxo do negócio atravesse dificuldades.

 Por isso, a franquia de farmácia é ideal para profissionais da área que querem empreender, pois com o apoio da franqueadora já é garantido o compartilhamento do know how com os franqueados, plano de marketing, treinamento e apoio durante todas as etapas do negócio.

E do ponto de vista do consumidor, a franquia de farmácia também é um bom negócio já que oferece produtos com preços mais econômicos do que estabelecimentos particulares. Elas acabam se tornando uma alternativa atraente por oferecer preços mais em conta.

É um investimento em um serviço essencial 

Os serviços essenciais são considerados fundamentais para manter toda assistência à população.

São aqueles que, quando suspensos, podem ocasionar consequências bem caóticas para a sociedade. É um segmento de alta necessidade. 

Compreende-se por serviços essenciais às atividades que devem ser mantidas apesar das complicadas circunstâncias em que a sociedade vive, como; saúde, segurança pública, serviços de alimentação, transporte público, informação à população, coleta de lixo, etc.

Manter os serviços essenciais é uma garantia de que as atividades básicas serão mantidas sem precisar de preocupação ou pânico, como vimos acontecer na pandemia. Eles não podem ficar de portas fechadas.

Os serviços essenciais, como se encontra em uma franquia de farmácia, podem servir como combustível para novos empreendedores, pois ele é uma garantia de que o negócio não terá de fechar as portas mesmo nos momentos mais críticos.

Aliança com grandes empresas

O ramo farmacêutico é bastante competitivo, com bastante concorrentes.

Entrar neste mercado investindo em uma franquia de farmácia é uma boa aposta para começar o negócio já com um bom posicionamento no setor, pois o negócio já foi testado, avaliado e validado.

No franchising, é possível aliar-se a grandes empresas, o que permite que o franqueado chame a atenção do público pela marca, atuando junto a uma rede madura nos negócios, reconhecida e com experiência de mercado.

Além disso, ao aderir a uma franquia de farmácia pode-se dizer que economiza-se tempo e dinheiro, porque começar um negócio no ramo farmacêutico do zero pode ser muito mais caro e trabalhoso, atravessando diversos aspectos operacionais complicados que qualquer empreendimento lida.

As grandes redes, além de oferecer o know-how, suporte, reconhecimento, também oferecem plano de marketing, análises contábeis e isso tudo permite que ao investir em uma franquia de farmácia, o faturamento e o retorno do investimento inicial aconteça logo do que com farmácias independentes.

Demanda alta

Justamente por ser um serviço essencial, a demanda para uma franquia de farmácia é sempre altíssima. 

Seja por necessidade ou precaução, cada vez mais pessoas estão preocupadas com sua qualidade de vida e sentem maiores necessidades de desenvolver hábitos mais saudáveis. Além disso, as farmácias têm apostado em produtos cosméticos que possuem uma demanda sempre em alta.

Além da franquia de farmácia ser uma alternativa de investimento segura em tempos críticos, sem preocupações com sazonalidades (como é o caso de muitos segmentos) também tem a projeção de possuir sempre uma demanda alta de forma contínua.

Variedade cada vez maior

Os números relacionados à franquia de farmácia aumentaram, principalmente o faturamento. Isso aconteceu não apenas pela busca e compra de produtos voltados para cuidados com a saúde, mas também porque se tornou possível diversificar os itens comercializados no estabelecimento e oferecer produtos de estética, maquiagem, acessórios relacionados ao bem-estar, entre outros. 

A possibilidade de não oferecer apenas produtos de primeira necessidade, mas também muitos outros expandiu as a possibilidade de faturamento em uma franquia de farmácia.

As farmácias têm mudado seu conceito inicial de ponto de vendas de medicamentos e ampliado para ofertas de produtos de beleza e bem-estar. Para o consumidor, ir até uma farmácia tem se tornado uma experiência diferenciada a de apenas comprar remédio. 

Devido a maior variedade e possibilidades, antes de investir avalie quem são os fornecedores da franquia de farmácia desejada e quais são as marcas vendidas pela rede, não só de medicamentos, mas cosméticos, produtos de higiene, acessórios e outros itens que podem ajudar a potencializar o faturamento das lojas. 

Fique de olho na legislação

Diferente do que muitos pensam, não é necessário ter experiência na área da saúde para investir em franquia de farmácia, mas é obrigatório ter um farmacêutico habilitado e devidamente registrado no Conselho Federal de Farmácia (CFF) para prestar o atendimento necessário à população.

A Lei n° 13.021/2014 obriga as farmácias a terem um profissional farmacêutico habilitado, sendo a necessidade deste ser dono ou franqueado, mas é preciso que alguém responsável responda tecnicamente.

Outros requisitos são a obrigatoriedade de um responsável técnico durante todo o funcionamento, licenciamento sanitário junto ao órgão de vigilância sanitária local e condições básicas requeridas para o aviamento de receitas farmacêuticas.

Caso você não seja um farmacêutico, busque um parceiro da área para te ajudar nesta empreitada. Com bastante estudo e empenho, vale muito a pena investir em uma franquia de farmácia.