Ilustração - Blog Franchise Store

Empresários comentam mudanças.

O mercado de franquias brasileiro fatura anualmente cerca de R$ 103 bilhões, gera mais de 100 mil empregos diretos por ano e tem cerca de 2.400 marcas em atividade no país, com 100 mil unidades franqueadas em funcionamento.  Um cenário bem diferente de 1993 – ano em que o Franchising University, curso de franquias do Grupo Cherto, foi criado. “Há 20 anos, quase ninguém falava em franquia”, diz Marcelo Cherto, presidente do Grupo Cherto. “Hoje, o sistema está maduro e consolidado.”

Para comemorar os 20 anos de Franchising University, o Grupo Cherto promoveu um evento para 60 grandes franqueadores no auditório da Livraria da Vila do shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo. Os franqueadores comentaram as principais mudanças que o Franchising brasileiro registrou nas últimas duas décadas:

 

“Hoje o mercado de franquias brasileiro não é feito somente de empreendedores que tiveram uma boa ideia e usaram o sistema de franchising para multiplicá-la. Agora temos outro tipo de empresário, inclusive donos de indústrias centenárias, que adotam o franchising para cresce. E fazem isso porque está comprovado que o modelo de franquia funciona e encanta o consumidor final”.


Cristina Franco, presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF) e diretora do Grupo Multi

“Depois de tantos anos, os franqueadores finalmente entenderam que a rede só será sólida se houver ganhos para toda cadeia. Isso significa que não apenas o franqueador deve estar bem. O fornecedor precisa ser bem remunerado, o franqueado também precisa ganhar dinheiro e o cliente, acima de tudo, deve estar bastante satisfeito com a marca”


José Carlos Semenzato, presidente da SMZTO (que comanda as redes Instituto Embelleze, Odonto Company, L’Entrecote de Paris, Casa do Sorvete Jundiá, Casa X, Donna’s, Mixirica, Yakisoba Factory, Beleza Pura, Praquemarido, Protezione, Multicanalidade)

 

“A principal mudança foi a chegada da tecnologia. Ela mexeu com tudo. Mudou a relação entre franqueados e franqueadores, entre clientes e empresas. E também trouxe muita inovação”.

– José Henrique Ramos Ribeiro, franqueador do Fran’s Café