Ilustração - Blog Franchise Store

Empreendendo em franquias vs Novo negócio

O cenário mercadológico deixa cada vez menos espaço para inovação. O empreendedor, sozinho no mercado se depara com uma série de desafios que requer muito jogo de cintura e assertividade. É neste cenário que entra as franquias, estratégia, até então, eficiente, que permite o desenvolvimento de diversas marcas através de padronização e processos.

 

O empreendedor que decide optar por um negócio próprio tem um longo caminho a percorrer. Realizar um profundo pesquisa de mercado, estudar as necessidades do consumidor e desenvolver toda a identidade dessa marca. Além da busca por fornecedores, criação de processos, sistemas e etc. É preciso de tempo, esforço e muita paciência, principalmente para tolerar possíveis erros cometidos ao longo do processo. Segundo pesquisas, o percentual de mortalidade dos negócios ao final do primeiro ano é de 23% entre pequenos negócios.

Em contramão a esse caos que é empreender desde o começo, existe a opção da aquisição de franquias, onde, na teoria, o investidor terá acesso a um negócio que já está consolidado no mercado. O novo empreendedor já desprendeu de tempo, esforços e dinheiro para encontrar o modelo ideal do negócio. A receita está pronta, agora é só segui-la. A pesquisa aponta ainda que o percentual de mortalidade no segmento de franquias é de apenas 3%.

No Brasil, temos a Associação Brasileira do Franchising, que regulamento o sistema de franchising. A ABF busca propagar as práticas do mercado de franquias e seus índices cada vez mais prósperos. A ABF registrou um desempenho no setor do primeiro trimestre de 2018, onde constatou um aumento do faturamento em 5,1% em comparação ao primeiro trimestre de 2017.

Porém, não se deixe levar pela conversa de formato pronto e sucesso garantido. Há uma certa banalização do setor, onde muitos investidores não testam o modelo e resolvem expandir através de franquias. Por isso, uma profunda análise na hora de escolher qual marca irá investir é essencial.

Ao adquirir uma franquia é de praxe buscar todo o histórico da marca, se possui unidade piloto, onde testou os processos e conversar com franqueados da marca para procurar informações sobre o suporte, faturamento e sobre o mercado. Buscar entender os investimentos a realizar, custos da operação, bem como a geração da receita, entendendo assim se o negócio está dentro das suas possibilidades.

Por fim, o candidato a franqueado tem acesso a Circular de Oferta de Franquia, documento onde terá acessos a todas as informações sobre o negócio. O empreendedor tem o prazo de 10 dias para realizar a leitura e somente após esse prazo tomar a decisão de aquisição da franquia.

Leia também: Crise impulsiona inovação no mercado de franquias.