Ilustração - Blog Franchise Store

Cresce número de unidades em Brasília e cidade vira porta de entrada de franquias

Marcas brasileiras vem mostrando interesse no eixo Brasília-Análpolis-Goiânia. As marcas veem nesse trecho oportunidades de negócio e a importância da região ganha fôlego pela logística pois, são cidades no centro do país que podem contribuir para a integração Norte-Sul das marcas.

 

Brasília é a porta de entrada, a cidade já ocupou o quarto lugar no Brasil na presença de marcas. No entanto, desde 2016, ficou em 3º lugar em relação a São Paulo e Rio de Janeiro. O eixo Brasília-Goiânia-Anápolis puxa o crescimento do franchising na região. Têm o favorecimento da logística, são cidades em que fica mais fácil de as marcas levarem os seus produtos e atingirem outras cidades.

A presença das franquias na região cresceu tanto em unidades como em quantidade de marcas, segundo a ABF. Brasília e Goiânia expandiram o número de unidades de franquias na comparação do primeiro semestre de 2016 com 2017. Em número de lojas, 17% cada uma. Com isso, o Centro-Oeste é responsável por 7,4% do faturamento do franchising nacional.

”A região tem um poder de consumo muito alto, concentrado, e um número pequeno de presença de marcas se você comparar com o mercado de São Paulo. A capital do país é uma gigante, tem uma enorme capacidade de absorção de novas marcas. Na região Centro-Oeste e mesmo em Brasília — em que a participação é pequena —, a gente vê que o agronegócio foi o único setor que apresentou crescimento. Isso impulsiona dinheiro no mercado. A gente percebe que as empresas estão aproveitando esse momento para expandir nessa região” afirma a diretora regional da ABF, Cláudia Vobeto.

 

Fonte: Correio Braziliense