Ilustração - Blog Franchise Store

Busca por coworking no Rio de Janeiro cresce 42%

Considerado o escritório do futuro, o coworking está sendo a opção de trabalho para empresas que estão em busca de comodidade, sem abrir mão de um espaço moderno. A pandemia trouxe novos padrões de trabalho e com isso, novos modelos estruturais e compartilhados. Segundo uma pesquisa feita pela Coworking Brasil, 75% dos empresários do setor estão otimistas em relação ao futuro desse segmento.

Com o sistema híbrido presente na maioria das empresas e franquias, o mundo dos negócios entendeu essa mudança de comportamento e se moldou de acordo com as transformações. E por isso, optam pelo coworking. A principal vantagem para quem opta por essa locação é por apresentar custos menores e não ter multa caso saia do espaço (desde que avise alguns dias antes). Até 2019, as empresas de “grande” e “médio e pequeno” porte inseridas no coworking apresentavam um percentual, respectivamente, de 30% e 20%. Já em 2020, as grandes empresas somaram 60% da demanda total, conforme a avaliação da GoWork (líder brasileira em soluções inteligentes de escritório).

Pensando nas inúmeras vantagens que um coworking apresenta, muitos empreendedores mudaram seus negócios para locais menores e com um aluguel mais barato. Assim é o caso da Priscila Ribeiro, franqueada da Minds Idiomas de Petrópolis, no Rio de Janeiro, que há 11 anos está inserida na área da educação. “Alterei o modelo de negócio para um ambiente mais compacto e estou muito satisfeita com essa adaptação, pois além de me proporcionar um espaço mais moderno, a economia com aluguel, luz, mobília e internet é perceptível”, disse Priscila.

As buscas por coworking no Brasil aumentaram, no estado do Rio de Janeiro, o mês de outubro apresentou um crescimento de 42% em relação ao mês de setembro de 2021, conforme dados do Google Trends. A oferta de um coworking possibilita o aproveitamento de espaços, o que torna uma tendência global.

A Minds Idiomas, referência em educação e franchising, é movida pela tecnologia, e está sempre em busca de novos conceitos para o seu negócio, e atualmente, apresenta o novo modelo de Microfranquias Coworking, que permite um faturamento de até 35 mil reais ao franqueado que irá investir 69 mil. “Em um ano e meio, o franqueado tem o retorno do investimento. O modelo foi desenvolvido mediante um estudo da equipe da expansão da marca sobre o movimento do home office e a migração para o Coworking”, explicou a Consultora de estratégia e expansão da Minds Idiomas, Vivian Garcia.

A franqueada, Priscila, percebeu o cenário em que o mundo dos negócios se encontra e permitiu se reinventar migrando a sua unidade de franquia para um coworking. “Sou formada em publicidade e voltei para a escola para estudar o perfil do consumidor e perceber as tendências que estão dominando o segmento de educação. Mudei meu negócio para um espaço menor e está sendo uma experiência incrível, pois tive o total apoio da franqueadora e me senti segura com a decisão”, destacou Priscila.

Até 2024, o Global Coworking Growth Study prevê o alcance de quase 42 mil espaços de coworking no mundo. Com base nesses dados, a Minds Idiomas cita 5 vantagens de migrar um negócio para o coworking. Confira:

1- Um escritório que apresenta um valor de aluguel menor;

2- Endereço comercial com uma boa localização;

3- Horário de trabalho flexível;

4- Oportunidade de criar networks;

5- Mais produtividade.

 

Interessou pelo negócio?! Invista em uma franquia na área de idiomas, um dos segmentos do franchising que mais cresce no país.

Clique aqui e saiba mais!