Ilustração - Blog Franchise Store

Como a falta de suporte pode afetar a sua franquia?

Uma das principais preocupações da uma franqueadora, é a transmissão de know-how e a entrega de suporte a franqueados de todas as unidades, pois isso faz toda a diferença no contato da empresa com o consumidor final. Diversos casos judiciais envolvendo franquias escancaram o fato de que em muitas redes, não existe o suporte necessário por parte da franqueadora. Pensando nisso, esse artigo esclarecerá a importância do suporte dentro de uma rede de franquias, para que você empreendedor evite que os cinco itens a seguir afetem o seu negócio.

 

Saiba, em cinco passos, como o descaso com franqueados pode prejudicar o crescimento da empresa

 

Falta de preparação do franqueado e funcionários

Por mais experiente que um franqueado seja, cade negócio é um negócio. A contratação de franqueados é um processo seletivo rígido, onde deverá ser analisado a compatibilidade do perfil desse franqueado com a empresa e se o mesmo possui afinidade com a marca. Ninguém integra uma rede de franquias totalmente preparado, pois cada empresa tem seus obstáculos, sua missão, sua maneira de entregar os produtos e serviços ao consumidor. Os conhecimentos necessários para que se trabalhe eficientemente em uma rede de franquias só são adquiridos através de um programa de treinamentos, que visa a transmissão de know-how para os franqueados que, então, terão a capacidade necessária para gerenciar a unidade de trabalho. Portanto, é importantíssima a preparação de um programa rico, acessível e que proporcione todo o conhecimento que é indispensável. Treinamentos fracos resultam na falta de preparação do franqueado e, consequentemente, de funcionários – e isso acarreta na perda de qualidade das unidades de operação.

 

Perda na qualidade das unidades

Um suporte mal estruturado oferecido pela franqueadora, tem consequências sérias para o futuro de uma empresa. Isso porque sem o know-how de gestão, que envolve toda a produção da unidade e a organização dos funcionários, a qualidade do produto e do atendimento estará prejudicada.Sendo assim, a escassez de suporte disponível é um fator que está diretamente ligado à qualidade de funcionamento das unidades. Afinal, o que fazer quando as coisas estão dando errado? A rede deve estar disponível para mostrar a todos os operadores como lidar com situações desagradáveis com clientes, bem como com falhas de processos no dia-a-dia. Se não estiver, as coisas podem ir de mal a pior: a confiabilidade da loja despencará, o padrão de qualidade da empresa não será mantido e os clientes ficarão insatisfeitos.

 

Insatisfação dos clientes

A insatisfação dos clientes está diretamente relacionada com a falha da franqueadora em não prestar o suporte devido aos franqueados. Por quê? Porque uma rede organizada, com políticas sérias de auxílio a todos os funcionários e também de atendimento ao cliente está preparada para lidar com esse tipo de situação. Um cliente insatisfeito aperta o gatilho para que mais questões nada delicadas apareçam. Você não quer, por exemplo, que sua marca seja exposta negativamente nas redes sociais – e que tal exposição seja compartilhada por uma gama incontável de usuários. Hoje, um cliente insatisfeito tem mais voz do que antes, e isso pode ser um desafio sério para qualquer empresa. Uma vez suja no mercado, uma campanha de limpeza de imagem muitas vezes não é o suficiente para apagar os erros cometidos. Portanto, dê importância em evitá-los.

 

Relação conturbada entre franqueador e franqueado

Em redes de franquias, o ambiente pode ser propício para desentendimentos, ainda mais se o franqueador não oferece devido suporte, ou se existem falhas de comunicação entre as partes. Desde o início é importante que, através do treinamento e do suporte, o franqueador esteja presenta na rotina do operador. Da mesma forma, o segundo deve se sentir à vontade para entrar em contato sempre que dúvidas surgirem. As duas partes precisam estar em sintonia, senão isso acarretará em problemas para a unidade em questão.

 

Quebra de contrato

Infelizmente, esta é a realidade de muitas empresas no meio do franchising. Relacionamentos entre franqueador e franqueado, que não deram certo por falta de suporte. A quebra de contrato é o problema máximo que deve ser evitado, a fim de que não haja um dor de cabeça das grandes por parte da empresa. Isso porque, se na justiça for comprovado que o suporte não foi oferecido – sendo ele uma parte essencial do contrato na Circular de Oferta de Franquia –, o ex-franqueado tem direito a recorrer a uma indenização. Na verdade, pior do que pagar multa, é ter que selecionar outro profissional para tomar a posição da unidade, ou, fechar a loja no fim das contas. Uma quebra de contrato é extremamente prejudicial para a imagem e organização de uma empresa que busca se expandir.