Ilustração - Blog Franchise Store

Benchmark em franquias: a importância de conhecer seus concorrentes

O mercado de franchising é um mercado de ampla concorrência. A todo momento surgem startups com tecnologias que oferecem produtos e serviços com tanta qualidade (ou mais) do que empresas já consolidadas. Saiba o que é benchmark e como competições podem se manter acirradas

 

O consumidor hoje em dia não tem piedade, está em busca do produto que mais lhe oferece vantagens. Marcas já consolidadas já não são mais tão valorizadas em um mercado que se torna mais competitivo com o passar dos anos, ao passo que novas tecnologias surgem e startups encontram seu espaço, por oferecerem inovação a consumidores. Por isso, estar a frente de quem mais entende as necessidades e desejos de seu público-alvo e utiliza das tecnologias do momento é a melhor estratégia para melhores resultados.

No franchising, isso não é diferente. Redes de franquias competem muito mais entre si. Afinal, seu alcance a consumidores é maior, possuem mais recursos financeiros e mais visibilidade ao público. Uma simples campanha pode mudar o rumo de uma rede que vinha perdendo espaço. Novas tecnologias, então, podem revolucionar a eficiência e a qualidade dos produtos. Quem não se atualiza, sai no prejuízo. Nisso, entra a prática do benchmarking. O benchmarking em franquias pode ser decisivo para a sobrevivência de uma rede. Nesse artigo iremos esclarecer mais sobre esse assunto.

 

 Benchmark: evolução por comparação

 

Benchmark significa, basicamente, referência. Mas talvez, no contexto mercadológico, seja mais fácil explicar o conceito utilizando a palavra comparação. Conhecer a concorrência é primordial, porém, mais do que conhecer, é importante levar em consideração algo importante: como a minha empresa está em comparação aos meus concorrentes? Como, como gestor, estou me sentindo? Estou em uma competição justa, ou estou muito atrás de negócios que estão conquistando muitos clientes?

Benchmark encontra a raiz na comparação para que uma empresa busque, no mercado, as tecnologias e processos de produção que estão em alta. É descobrir e analisar o que está dando certo na concorrência e integrar isso na empresa. Independentemente, o objetivo é trazer evolução e nivelar a concorrência, através da vantagem competitiva – aliando o que funciona nas outras empresas com os diferenciais da minha. No benchmarking, é fundamental considerar os objetivos da empresa, os produtos que oferece e seu posicionamento no mercado. É essencial que a identidade de marca seja mantida.

 

O que pode ser feito em benchmark em franquias?

 

O franchising é um mercado extremamente competitivo, pois consiste em empresas que atuam, com suas unidades, em diversas localidades. Portanto, também acabam existindo muitos outros motivos de comparação entre redes. É claro que a análise de benchmark de franquias concorrentes leva em conta o que qualquer empresa visualizaria. Entretanto, o franchising é um mercado mais complexo, que envolve o funcionamento de muitas unidades em localidades distintas, em meio a um plano de expansão e ao controle de qualidade das unidades. Talvez, esse seja o principal motivo para se fazer benchmark em franquias, pois sem a padronização da qualidade, uma rede começa a perder clientes para seus concorrentes. De qualquer forma, os cinco principais motivos para benchmarking em franquias são estes:

 

  1. Em relação à tecnologia de produção;
  2. Em relação às políticas de trabalho e atendimento;
  3. Em relação ao controle de qualidade e programas de treinamentos à franqueados;
  4. Em relação às estratégias de expansão;
  5. Em relação às campanhas de produtos.

 

O auxílio de consultorias especializadas em pesquisa de mercado é uma mão na roda na realização de benchmarking no mercado do franchising, principalmente para redes iniciantes. Como gestor, nunca deixe de considerar a ajuda de terceiros para aplicar alterações significativas nos processos de sua empresa.