Ilustração - Blog Franchise Store

Anvisa faz Danone mudar marketing do Actimel

Fonte: VALOR on line.

Mal a Danone lançou seu novo iogurte Actimel no mercado brasileiro e o produto já criou polêmica. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou “como medida cautelar de interesse sanitário”, a suspensão e recolhimento em todo o território nacional da publicidades do iogurte, seja ela veiculada em impressos, pela internet ou outros meios de divulgação. Conforme a resolução, publicada no último dia 2, a Danone não pode divulgar material publicitário que “atribua ao produto propriedades funcionais”, uma vez que a bebida, segundo a Anvisa, “não possui autorização neste órgão de vigilância sanitária para divulgação de propriedades funcionais.”

A Danone, conforme sua assessoria de imprensa, vinha divulgando o Actimel desde o meio do mês de maio. Todo material publicitário, entretanto, foi retirado dos meios de comunicação e só voltou às ruas nesta semana, após a modificação de seu conteúdo. A menção às propriedades funcionais foi suprimida.

A companhia, apesar de acatar a decisão da agência, divulgou em nota oficial que tem documentos da Anvisa (carta número 079/04 da Anvisa, de 17 de fevereiro de 2004), que “confere ao Actimel o seu reconhecimento como um alimento funcional e autoriza a divulgação das suas propriedades funcionais em todo o território nacional.”

O Actimel , uma bebida fermentada à base de leite, foi lançado pela Danone na Europa em 1994, sob a promessa de reforçar o sistema imunológico do consumidor regular.

O produto, na verdade, foi desenvolvido para concorrer com um produto bem familiar aos brasileiros: o probiótico da japonesa Yakult, cujo leite fermentado havia sido lançado no continente europeu em 1993. Assim como o Yakult, que contém a bactéria Lactobacillus casei Shirota, o Actimel – vendido desde 2007 nos Estados Unidos e Canadá com o nome de DanActive – contém o Lactobacillus casei DN-114001, também chamado de Lactobacillus casei Defensis.

As vendas do Actimel – que se tornou mundialmente um dos carros chefes da empresa – somam mais de € 1 bilhão ao ano. Conforme a empresa, o Actimel é vendido em 36 países e “a sua eficácia e segurança estão comprovadas por mais de 30 estudos científicos, incluindo 24 publicações em revistas científicas reconhecidas internacionalmente.”