Ilustração - Blog Franchise Store

Acqio foca plano de expansão nas mulheres

Segundo dados do Sebrae, das 955 mil novas empresas registradas no ano passado 51,5% foram abertas por mulheres.  Conforme dados da PNAD, quatro em cada dez lares brasileiros são chefiados por mulheres. Destas, 40% são donas de negócios próprios.

 

Nesse contexto, o franchising tem sido uma porta de entrada para as mulheres no empreendedorismo. A Acqio, rede de franquias com foco em pagamentos eletrônicos, por exemplo, neste ano está buscando mulheres para compor a rede que atualmente conta com mais de 750 franqueados. Desse total, apenas 25% corresponde ao sexo feminino. Entre as estratégias de busca, durante a ABF Franchising Expo, que ocorre entre os dias 27 e 30 de junho, as ações da marca estão focadas para atingir esse público alvo.

E os motivos da rede pela preferência se justificam pela forma como elas se dedicam ao trabalho. De acordo com Marcos Rollo, diretor de marketing da Acqio, o comprometimento que a mulher destina ao negócio é reconhecido de forma muito positiva pela empresa.

“O comprometimento com a marca, garra e a vontade de fazer acontecer são as principais características que elas possuem. Alinhando isso ao alto nível de treinamento e suporte que oferecemos, o resultado é satisfatório tanto para nós que queremos crescer, quanto para a franqueada que busca uma renda satisfatória ao fim do mês. É com certeza uma via de mão dupla, no qual todos saem ganhando”, relata o diretor.

A rede acredita que o modelo de negócio é uma circunstância conveniente para elas que querem ser donas do negócio próprio. E pesquisas de mercado potencializam o argumento. ‘’As mulheres empreendem por necessidade enquanto os homens por oportunidade’’. Num cenário de maior desemprego e num país onde 40% dos lares são chefiados por mulheres e 55% das empreendedoras brasileiras tem filhos, muitas optaram por investir em um novo negócio após a maternidade com esperança de uma melhor qualidade de vida.

Confiante na qualidade do negócio e no cenário que está favorável ao interesse da marca, Rollo conta que na feira da ABF espera conquistar pelo menos cinco novas franqueadas.

“Nunca tivemos preferência por um gênero, mas os resultados de várias das nossas franqueadas chamou nossa atenção ao potencial que existe nelas. O plano de foco no corporativismo feminino a priori é esse ano, mas com possibilidade de estendermos para mais um período”, finaliza Rollo.

Leia também: 5 práticas para desenvolver seu perfil empreendedor