Rede de rodízio de pizzas atrai investidor por faturar até R$ 350 mil ao mês

O mercado paulista de pizzarias ganha um novo player para disputar uma fatia que movimenta R$ 22 bilhões ao ano, segundo a Associação Pizzarias Unidas do Estado de São Paulo. Fundada em Brasília, em 1995, a Pizza Cesar espera se diferenciar dos milhares de concorrentes ao ofertar ao consumidor cardápio diferenciado e diferentes formas de atendimento ao consumidor: delivery e o salão com rodízio de pizzas.

“No rodízio trabalhamos 70 tipos de pizzas. Outro diferencial da Pizza Cesar está na produção das pizzas que segue a tradição italiana com a automatização da produção norte-americana”, explicou ao Brasil Econômico, o sócio da Pizza Cesar, Leonardo Ramos.

Ramos explicou que, após a sua chegada (em 2004), foi iniciado um processo de expansão da rede, só que dessa vez aberta a novas oportunidades. Enquanto a empresa de consultoria contratada apostava no modelo mais sofisticado de forneria, os sócios olhavam com atenção o sistema de rodízio. “Em 2006 montamos a loja que hoje é padrão da rede (com toda a reformulação de visual). Mesma arquitetura e cardápio com delivery e o salão”, disse.

Aposta na variedade

Aos poucos o rodízio foi sendo incorporado nos pontos que a Pizza Cesar atuava só com delivery e o sucesso comprovou que o consumidor se interessava sim em ir a um rodizio de pizzas, ainda mais se o alimento ofertado fosse diferenciado. Focar no rodízio e expandir o sistema a outras lojas rendeu a pizzaria faturamento maior e atualmente, 40% do movimento das pizzarias da rede vem do salão com o rodízio.

“A pizzaria fatura de R$ 150 a R$ 350 mil por mês, variando em cada operação. O salão é forte e representa 40% e o delivery fica com 60% de participação”, disse Ramos. Hoje, as pizzas que são entregues na casa dos consumidores têm tíquete médio de gasto de R$ 83 e no salão, o gasto médio por pessoa é de R$ 48.

Diferente de muitas pizzarias, a Pizza Cesar não cobra pela borda recheada e se o cliente quiser, ele ainda pode escolher uma pizza salgada com borda recheada de chocolate, por exemplo. “Às vezes o consumidor quer uma sobremesa e pedir uma pizza doce inteira não compensa. Pensando nisso criamos a opção de pizza salgada com borda recheada doce”, disse o empresário.

Franchising

Depois de amadurecer a operação e o conceito da Pizza Cesar, em 2010, eles foram procurar o franchising para levar a marca a outro patamar. De 2010 até 2012 os sócios foram desenvolvendo o sistema de franquia para só em 2015 dar os primeiros passos na nova forma de expandir o negócio. A crise acabou por atrasar os planos, tanto que a rede começou a procurar os investidores neste ano. “Passado o pior da crise, nossa meta é ter cinco unidades até o final de 2017”.

Para tornar a operação rentável, uma vez que o investimento inicial varia entre R$ 500 e R$ 700 mil, a otimização da produção com forno esteira e negociação centralizada dos insumos, estão entre as medidas que garantem a manutenção do conceito da Pizza Cesar e o faturamento ao investidor. “Negociamos com os melhores fornecedores como a Sadia, BRF e a Aurora, além dos fornecedores locais”, explicou o sócio, Leonardo Ramos.

A rede prospecta investidores para abertura de unidades nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, em cidades de 300 mil habitantes, ou seja, em São Paulo a expansão será no interior, em primeiro momento.

Questionado sobre um possível centro de distribuição para abastecer as redes da Pizza Cesar, Ramos disse que ainda não vislumbra a necessidade desse investimento. “Para a meta de ter 100 unidades em cinco anos não compensa ter um centro de distribuição, já que na negociação centralizada conseguimos fazer com que a indústria entregue direto ao nosso franqueado”, enfatizou Ramos.

Clique abaixo para saber mais sobre a franquia:

pcesar

O que você deve fazer diferente neste Natal?

O varejo brasileiro sofreu muito com a crise. O aumento do desemprego, o endividamento das famílias e o baixo nível de confiança do consumidor derrubaram as vendas e fizeram mais de 170 mil lojas fecharem as portas entre 2015 e 2016, segundo a Confederação Nacional do Comércio (CNC).

Mas as coisas já começam a melhorar – ou ao menos pararam de piorar. O Índice de Confiança do Consumidor, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), tem registrado alta desde maio. E as projeções mostram que ele deve continuar subindo.

“O momento emocional está melhor, o que significa que as pessoas podem estar mais dispostas a comprar”, analisa Fernando Campora, sócio-diretor da Cherto Consultoria. “A questão é se elas terão efetivamente condições de comprar mais, já que as famílias (especialmente as classes mais baixas) estão muito endividadas”.

Neste cenário, o varejista precisa ser muito cuidadoso. A seguir, Campora dá 3 dicas preciosas para o lojista extrair o melhor resultado das vendas Natal e tentar compensar um pouco o fraco desempenho registrado ao longo do ano:

1.PREPARE-SE PARA UMA BLACK FRIDAY MAIS FORTE

Neste ano, a Black Friday acontece em 25 de novembro. E muita gente deve aproveitar a data para antecipar as compras de Natal e garantir o melhor preço. “O lojista que não tiver uma boa oferta de preço ou não estiver bem estocado vai perder boas oportunidades de venda”, afirma Campora.

 2.VALORIZE AS “OFERTAS ESPERTAS”

O lojista deve fazer promoções casadas (do tipo “leve 3, pague 2”), estimulando a compra de itens adicionais e promovendo um aumento do tíquete médio. “Incentivar o cliente a comprar mais produtos é sempre recomendável, em qualquer época do ano”, afirma Campora. “Porém, neste Natal, essa atitude vai ser ainda mais importante. Afinal, ao fazer esse tipo de promoção, o varejista induz o consumidor a completar a lista de compras na sua loja, em vez de deixar ele gastar o dinheiro com a concorrência.”

3. TREINE SUA EQUIPE PARA SER MAIS PRODUTIVA

A CNC também prevê que a contratação de trabalhadores temporários seja menos expressiva neste Natal. “As empresas precisam preparar seus funcionários para serem mais produtivos e atenderem os clientes com qualidade, sem a ajuda de trabalhadores extras”, sugere Campora. Rever os processos da loja e treinar os colaboradores é essencial para que todos saibam exatamente como precisam agir para alcançar os resultados esperados.

Smartphone ainda é o presente mais desejado pelos consumidores brasileiros

Apesar de a crise econômica ter reduzido o poder de compra do brasileiro no último ano, o desejo de comprar um smartphone – ou de trocar o atual por um mais avançado – não cessou. Com a aproximação do período de promoções que começa com a Black Friday, em 25 de novembro, e termina com o Natal, muitas pessoas estão vendo uma oportunidade de, finalmente, viabilizar a compra.

Não é de hoje que os smartphones estão no topo da lista de desejos dos brasileiros. De acordo com a empresa de pesquisa eBit, eles movimentaram R$ 360 milhões em vendas em sites de comércio eletrônico durante a Black Friday em 2015. Para este ano, segundo pesquisa encomendada pelo Google em agosto, os smartphones se mantém no topo da lista de produtos que as pessoas planejam comprar na Black Friday, com 44% das intenções de compra, à frente de calçados e roupas femininas. No total, 57% dos entrevistados afirmaram que planejam comprar um smartphone nos seis meses posteriores à pesquisa – o que abrange as celebrações de Natal e Ano-novo.

“A Black Friday no Brasil não é só um dia para o segmento de smartphones, é um mês”, diz o analista de pesquisas da IDC Brasil, Diego Silva. “Os varejistas e os fabricantes estão com expectativa excelente para esse período.”

Prova disso, segundo o analista, é a quantidade de promoções de smartphones que varejistas têm divulgado desde o primeiro dia de novembro. Com as ações, eles tentam impulsionar as vendas da categoria, que sofreu com a queda nas vendas por cinco trimestres consecutivos. “As fabricantes estão sentindo que há uma retomada do crescimento desse mercado”, diz Silva. As fortes vendas previstas para Black Friday e Natal devem ajudar o segmento de smartphones a fechar 2016 com um resultado melhor que o previsto pela IDC, que projeta 14% de queda em relação a 2015.

A Claro é a melhor opção aos empreendedores do setor de telecomunicações, ampliando a capilaridade das vendas e representando a marca e produtos nas regiões onde atua. Para saber mais, clique abaixo.

 

claro-logo-vector-01-200x200

Brastemp abre inscrições para franquias de purificadores de água em BH

A Brastemp, marca de eletrodomésticos da Whirlpool Latin America, está com as inscrições abertas para os interessados em adquirir uma franquia de assinatura dos purificadores de água, em Belo Horizonte (MG). O investimento contempla taxa de franquia, compra do direito de operar uma parte da base de consumidores, taxa de publicidade, além dos custos com infraestrutura, veículos, entre outros. A Whirlpool concederá todo o treinamento técnico para o parceiro franqueado, além do suporte com as vendas, gestão e operação.

Como pré-requisito, o franqueado Brastemp deve possuir disponibilidade para residir em Belo Horizonte, ter bom relacionamento na cidade, já ter atuado no controle de equipes externas e conhecimento em finanças e gestão. Além disso, a franquia da Brastemp precisa ser seu negócio principal.

O retorno do investimento realizado é obtido a partir de 30 meses e a expectativa é que o franqueado possua uma base de 10 mil assinantes em até cinco anos.

O interessado em se tornar um franqueado pode clicar AQUI e se cadastrar para receber maiores informações.

Negócio Água

A Whirlpool entrou na categoria de purificadores de água em 2003, com o lançamento do modelo Brastemp por assinatura. O conceito, pioneiro no mercado brasileiro, oferece o pacote de serviços que contempla instalação, manutenção preventiva a cada seis meses, reparo, visitas técnicas, troca do refil e logística reversa. Com esse modelo, a empresa garante aos consumidores inúmeras vantagens como a comodidade de ter em casa uma água pura, com máxima filtragem de partículas e cloro, classificada pelo INMETRO e na temperatura que desejar. Aliás, um benefício importante a ser destacado é a possibilidade de ter água o tempo todo, sem a necessidade de encher o filtro e esperar para consumi-la. Sobre a Whirlpool Latin America

A Whirlpool Latin America, dona das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid, é líder do mercado latino-americano de eletrodomésticos. É reconhecida e premiada por oferecer produtos inovadores aos consumidores, desenvolver e atrair talentos de alto desempenho e por ser comprometida com a sustentabilidade. Admirada por suas marcas, a empresa leva a qualidade, preocupação com o meio ambiente e paixão por seus produtos para cerca de 100 milhões de lares brasileiros, o que representa um produto a cada dois domicílios. Atualmente, conta com cerca de 11 mil funcionários distribuídos entre o centro administrativo e as fábricas localizadas em Joinville (Santa Catarina), Manaus (Amazonas) e Rio Claro (São Paulo), além de 23 laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento e quatro Centros de Tecnologia. Na América Latina, tem escritórios na Argentina, Chile, Peru, Guatemala, Equador, Colômbia, Porto Rico, República Dominicana e Miami.

Transmissão ao vivo com Marcelo Cherto – Pendências e Tendências do Franchising para 2017

Um dos maiores especialistas em franquias do Brasil analisa o momento do mercado e discute ainda os seguintes temas:

  • Cenário econômico 2016 x 2017
  • Tendências para o franqueador
  • Tendências para o franqueado
  • Atitudes que farão a diferença em 2017

08/12 às 10h – Transmissão ao vivo pelo Facebook (clique na imagem abaixo e curta nossa página para assistir)

facebook-live-stream-youtube

Inscreva-se já! É gratuito!

Preencha o formulário abaixo para receber o material do evento.

Antecipação de cartões de crédito traz mais rentabilidade para as franquias da Federal Invest

Um passo à frente do mercado, a Federal Invest, única franquia de factoring do país, acaba de lançar um novo serviço de antecipação de recebíveis de cartões de crédito, que apresenta vantagens exclusivas e favorece principalmente pequenas e microempresas. A rede oferece máquinas de cartões a custo zero, possibilita parcelar as vendas em até 12 vezes e garante ao empresário pagamento à vista poucos dias após a transação. A novidade foi anunciada na sexta-feira, 28 de outubro, em um grande encontro de integração e capacitação que reuniu em São Paulo a maioria dos mais de 100 franqueados de todo o Brasil.

Antecipar recebíveis de cartões de crédito não é novidade. Mas oferecer a máquina a custo zero e efetuar as operações com a segurança de uma factoring com mais de duas décadas de experiência são diferenciais do produto da Federal Invest, a primeira empresa de fomento comercial a realizar esse serviço no país.

Modernas e de alto padrão, as máquinas têm tecnologia da Acqio, aceitam cartões Visa e Mastercard, são previamente configuradas para calcular o parcelamento e permitem que o empresário acompanhe on-line a movimentação de suas vendas, sem precisar guardar centenas de comprovantes em papel.

Quase ninguém mais carrega cédulas e talão de cheques na carteira, apenas cartões. Dispor de equipamento para transações via cartão, portanto, tornou-se requisito obrigatório para empresas de todos os portes. Além disso, quem compra quer prazo e quem vende quer receber à vista. “Essa realidade de mercado nos levou a inovar a atividade de factoring, lançando um produto que oferece vantagens exclusivas, atende às expectativas de empresários e consumidores, e permite vender em até 12 vezes, antecipando o recebimento para poucos dias após a transação”, explica Renato Junqueira, presidente do Grupo Federal Invest.

Pequenas e microempresas são as principais beneficiadas pelo novo serviço da Federal Invest, pois ganham a oportunidade de concorrer com as grandes redes, oferecendo aos consumidores as mesmas vantagens de parcelamento, sem necessidade de investir em aquisição ou aluguel da máquina de cartões e sem comprometer o capital de giro.

O mercado de cartões de crédito e débito não para de crescer. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços – Abecs, as transações do segmento no país movimentaram no ano passado mais de 1 trilhão de reais, valor 10,5% maior que o verificado em 2014. Os cartões de crédito foram responsáveis por 62% desse montante.

Os franqueados da Federal Invest receberam o novo produto com entusiasmo, já que a antecipação de recebíveis de cartões de crédito apresenta excelente perspectiva de ampliação do universo de clientes. “Abre um leque de oportunidades muito grande”, comentou Reginaldo Alves Martins, administrador da agência Federal Invest de Manaus/AM. “Estou levando 10 máquinas, já tenho clientes em vista para elas, e em 15 dias pretendo levar mais 10”, afirmou Alessandro Kataki, da unidade de Planaltina/GO.

Sobre a Federal Invest

Referência no mercado de fomento comercial, com 22 anos de experiência em factoring e 14 em sistema de franquias, a Federal Invest oferece serviços de antecipação de recebíveis e gerenciamento de contas a pagar e receber.

Nascida na cidade de Registro, no interior de São Paulo, a rede está presente em 23 estados brasileiros, com mais de 100 agências que atendem principalmente micro, pequenas e médias empresas. Tem hoje mais de 20 mil clientes e seu volume de negócios passa de R$ 1,2 bilhão ao ano.

Mais informações CLIQUE ABAIXO.

Claro, Net e Embratel – investimentos de US$ 7,5 bilhões para o Brasil

A América Móvil planeja investimentos de US$ 7,5 bilhões para o Brasil neste ano, disse o presidente mundial da companhia, Daniel Hajj, a analistas durante teleconferência para apresentação dos resultados financeiros do terceiro trimestre. A empresa ainda elabora o orçamento para 2017.

O executivo afirmou que a companhia, dona de Claro, Net e Embratel no Brasil, está obtendo desempenho muito melhor no serviço pós-pago no país. Além disso, afirmou que está melhorando a receita média por usuário (Arpu, na sigla em inglês) no serviço pré-pago. “Estamos indo melhor, na direção certa, mas ainda há muito a fazer”, afirmou, referindo-se a investimentos em rede, sinergias e iniciativas para ampliar o Arpu.

Para 2017, Hajj afirmou que a receita e o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) devem avançar em relação a 2016.

Seja um agente autorizado Claro

A Claro é a melhor opção aos empreendedores do setor de telecomunicações, ampliando a capilaridade das vendas e representando a marca e produtos nas regiões onde atua.

Não Perca a oportunidade de ser um agente autorizado do maior grupo de telecomunicações do Brasil e da América Latina. Nossa equipe pode dar todas as informações que você precisa para tomar esta decisão com muita segurança. Para saber mais, clique abaixo.

logo_claro-pre-home-desktop

Troféu Lojista 2016

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Salvador é uma associação de classe fundada em 09 de outubro de 1959 e há mais de 50 anos aproxima os diversos segmentos varejistas para tratar de interesses comuns ao comércio, propiciando um clima de cooperação e troca de informações e ideias. A CDL Salvador também tem se dedicado a oferecer e aprimorar serviços de apoio e proteção às atividades comerciais e de prestação de serviços, sempre com objetivo de representar, desenvolver e valorizar o segmento lojista.

O Troféu Lojista foi concedido pela primeira vez em 1963 e, desde então, tem sido motivo de orgulho para os lojistas baianos que se destacam a cada ano, sendo um reconhecimento público da sua trajetória profissional.

São 6 categorias homenageadas: Representante do Ano, Inovação, Responsabilidade Social, Destaque Empresarial, História do Varejo e Relacionamento com o Consumidor.

A CDL Salvador finalizou o processo de escolha das empresas de destaque em 2016 no dia 10 de outubro e o público pode votar entre três opções por categoria, na empresa de sua escolha para a premiação deste ano. A votação foi aberta e exclusiva pela internet, no site da CDL Salvador.

As empresas concorrentes foram as seguintes: Tea Shop, Ducha Cosméticos e Singular Pharma (categoria “Inovação”); Amma Chocolate, LM Locadora e Euzaria (categoria “Responsabilidade Social”); Terwal Máquinas, Dinni e Mitchell (categoria “Destaque Empresarial”); Casas Eloy, Ótica Ernesto e Casas Ruas (categoria “História do Varejo”); Perini, Fast Shop e A Fórmula (categoria “Relacionamento com o Consumidor”).

Na categoria “Representante do Ano”, foram indicados para esta edição Américo Campos, do setor de móveis; Osvaldo Nery, de Calçados; e Celestino Bittencourt, de Autopeças. Na categoria “Amigo dos Lojistas”, a Rede foi a empresa escolhida pela diretoria da CDL Salvador.

Tivemos um total de 7.904 votos por categoria!

Confira os mais votados:

  • Relacionamento com o Consumidor: Fast Shop
  • Responsabilidade Social: Euzaria
  • História do Varejo: Ótica Ernesto
  • Destaque Empresarial: Terwal
  • Destaque Inovação: Tea Shop
  • Representante do Ano: Osvaldo Nery

A Cerimônia de entrega do Troféu Lojista 2016 foi realizada no Cerimonial Rainha Leonor (Pupileira) no dia 28 de outubro, às 20h, onde a Diretoria da entidade ofereceu um elegante jantar para um público de 300 pessoas. Com uma decoração impecável e o buffet assinado pelo Mignon, a melhor cozinha baiana, o evento contou com as presenças do Vice- Governador do Estado da Bahia, João Leão, do Presidente do CDL Salvador, Frutos Dias Neto, do Presidente da Fecomércio da Bahia, Carlos Andrade, Superintendente do SEBRAE Bahia, Adivan Furtado, do Presidente da Associação Comercial da Bahia, Luiz Fernando Studart de Queiroz, empresários locais e membros da Diretoria da CDL.

A noite foi abrilhantada com uma apresentação musical de Rubem Gibb & The Night Fevers em homenagem aos Bee Gees.

QUER SABER MAIS SOBRE A TEA SHOP? CLIQUE ABAIXO.

logo-tea-shop

Pearson Brasil busca franqueados no Espírito Santo

Há diversas oportunidades de franquias para quem deseja investir em educação e conduzir um negócio próprio

A Pearson, líder mundial em educação, está com diversas oportunidades para os interessados que desejam abrir o próprio negócio no estado do Espírito Santo. As franquias de idiomas, em especial da rede Yázigi, podem ser encontradas e compradas em diferentes modelos de ensino, desde os mais tradicionais às opções conhecidas como Education Centers, que são unidades dentro de escolas ou universidades. A procura pelo idioma vem crescendo no país nos últimos anos. De acordo com uma pesquisa realizada pela Pearson, aprender uma língua diferente ajuda a garantir oportunidades melhores de emprego. Segundo o estudo, fazer um curso garante perspectivas mais promissoras de trabalho para 99% das pessoas consultadas. Já em países como Alemanha e Japão, os benefícios têm um índice de percepção mais baixo (69% e 57%, respectivamente).

Nos últimos anos, o Espírito Santo tem se afirmado como uma alternativa bastante atrativa para os negócios – devido ao bom desempenho registrado na região.  Durante 2014 e 2015, por exemplo, as economias brasileira e capixaba seguiram por caminhos bem distintos. Enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) do país se manteve negativo durante todo esse período, o Espírito Santo registrou exatos oito trimestres consecutivos em alta.

Segundo um estudo feito pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), o estado reúne 1,8% das franquias brasileiras e está em expansão. Ainda de acordo com a pesquisa, apostar nesse modelo de negócio é um caminho promissor, uma vez que o faturamento das franquias brasileiras cresceu 8,7% em um ano. E, para se ter uma ideia, do total de marcas existentes no país, 4% pertencem ao universo educacional.

Sobre o Yázigi

O Yázigi é a primeira rede de franquia em território nacional. Fundado em 1950 na cidade de São Paulo, conta atualmente com mais de 300 unidades franqueadas. A rede oferece cursos de Inglês e Espanhol em diferentes modalidades, como Regulares, Intensivos, Superintensivos e Online. A missão do Yázigi é formar cidadãos do mundo através do ensino de línguas.

Dominar outro idioma como o inglês ou o espanhol é fundamental para conseguir novas oportunidades e contatos, ampliar conhecimento e fazer amigos. O que Yázigi oferece, ensino que vai além da sala de aula, mas com um destino certo: o aprendizado com qualidade.

Saiba mais em: www.yazigi.com.br

Sobre a Pearson

A Pearson: líder mundial em educação, a Pearson tem a missão de transformar vidas fornecendo uma aprendizagem de melhor qualidade e mais acessível. A Pearson acredita que a educação abre oportunidades para melhores condições de vida e carreira profissional. ­­Por meio da campanha do Projeto de Alfabetização (www.projectliteracy.com), a Pearson apoia ações em alfabetização e letramento. O objetivo é que, até 2030, nenhuma criança nasça com o risco de não ser alfabetizada.

No Brasil, a Pearson atua em educação básica para escolas privadas por meio dos Sistemas de Ensino COC, Dom Bosco, Pueri Domus e, para escolas públicas, pelo NAME. No ensino superior, oferece catálogo de livros renomados, conteúdo digital, plataformas online de aprendizagem e serviços como apoio no desenvolvimento de ensino à distância. No segmento de idiomas, detém as principais marcas: Wizard – maior franquia de idiomas do mundo e líder do mercado no Brasil –, Yázigi, Skill e Quatrum. A área de cursos profissionalizantes é composta pelas redes Microlins, SOS, People e Smartz. Também oferece coleções de livros didáticos e materiais digitais de apoio a institutos e escolas de idiomas e programas personalizados de ensino bilíngue para colégios regulares. Saiba mais em: www.pearson.com.br

Para saber mais sobre a Yázigi, clique abaixo.

yazigi_logo_site

Franquia é o Meu Negócio – Euro Colchões

Franqueado: Daniel Greenhalgh – Shopping Tijuca e Boulevard Rio

Por que franquia é o seu negócio?

– Porque a abertura de um negócio exige um conhecimento específico sobre o produto/serviço que você pretende explorar. Fora isto, você tem que ter um conhecimento de avaliação do negócio e do ponto adequado ao tipo de produto que se pretende dedicar. Este know-how só se adquire com experiência e esta experiência demanda tempo e riscos. A franquia, ainda que comprometa um valor de sua receita, traz a compensação de ter o conhecimento necessário para nos passar esta experiência e também nos assessorar de forma que o seu sucesso tenha uma grande probabilidade de acontecer. No meu caso, que era novo e com experiência somente de empregado e nunca de comerciante, me pareceu à alternativa mais adequada.

Quando e por quê foi decidido a escolha por uma franquia e não por uma loja própria?

– Por uma completa inexperiência no comércio preferi investir em um negócio que já apontava um caminho de sucesso, pois sabíamos dos riscos e dificuldades em criar uma nova marca e os custos envolvidos em assumir uma empreitada sem suporte.

Como foi o processo de escolha da Marca?

– Começamos a avaliar a montagem de uma franquia e após algumas entrevistas com outros grupos de franqueadores, chegamos a conclusão de que seria mais seguro trabalhar com produtos diferenciados e com ticket mais elevado. Neste meio tempo, o Mauricio e o Rodolfo iniciaram a franquia da Euro Colchoes e como já tinha um relacionamento social com eles, iniciamos uma avaliação da possibilidade de vir a ser um franqueado da Euro Colchoes. Evidentemente as conversas fluíram e entrei na franquia.

A implementação do negócio foi tranquila?

– Sim e não, empreender em nosso país nunca é muito fácil. Após meses de procura de um ponto comercial, realização de obra na loja, todo meu treinamento para atuar no negócio, além da criação de uma equipe de venda, em dezembro de 2009 abrimos a primeira franquia. A escolha deste ponto foi um pouco de ansiedade já que a assessoria da franquia não endossou a escolha do shopping por não conhecê-lo. Infelizmente eles tinham razão e esse ponto comercial se mostrou pouco interessante. Porém com a assessoria da Euro Colchões, investimos em paralelo em uma segunda loja e esta sim,  se mostrou muito produtiva. Em função disto, decidi por fechar a primeira loja. Com a oportunidade de assumirmos a loja do Shopping Boulevard que é uma área adjacente a Tijuca, entendemos que seria adequado assumi-la para que a região ficasse protegida para nossa franquia.

Quando você percebeu que estava satisfeita e feliz com a sua (primeira) franquia?

– Na verdade, na primeira franquia, não cheguei a perceber que estava satisfeito, pois como comentei anteriormente, o ponto não foi uma escolha adequada, mas embora o resultado fosse ruim, percebi que a franquia era boa e que deveria continuar acreditando nela. Já no segundo ponto comercial aberto, fiquei muito feliz com os resultados colhidos.

Pensa em abrir mais franquias?

– Sempre estamos atentos a novas oportunidades, se surgir alguma oportunidade interessante, com certeza iremos expandir ainda mais o numero de lojas.

Quer ser um franqueado Euro Colchões? Clique aqui e saiba mais sobre esse modelo de negócio lucrativo.

Idealizadores da Dr. Emagrece dividem know-how e os bons resultados com unidades franqueadas

O nome sugestivo dispensa explicações sobre os resultados propiciados ao público: emagrecimento saudável, com sabedoria de profissionais!

Nutricionistas, psicólogos, educadores físicos, fisioterapeutas e esteticistas entre outros profissionais podem fazer parte do time, usando a metodologia Dr Emagrece, e levando o público a conquistar o peso ideal e a qualidade de vida almejada.

E além de proporcionar resultados rápidos e seguros também para quem deseja ter sua própria loja franquia Dr Emagrece.

A Dr Emagrece nasceu em 2013, como resultado de muita pesquisa e trabalho do empreendedor Richard Cardoso. A grande experiência em vendas e serviços chamou a  atenção dele sobre a grande demanda por emagrecimento e saúde. Richard montou uma equipe de profissionais que desenvolveram o protocolo Dr Emagrece e o modelo de negócio da empresa. Com tudo pronto, a unidade em Araraquara, interior de São Paulo, marcou a inauguração da marca e comprovação dos grandes resultados.

Três anos após a inauguração, Richard e mais dois sócios comemoram a realização de um sonho, somando ótimos resultados e passando a franquear o negócio.

Agora os idealizadores da Dr. Emagrece dividem  know-how e os bons resultados com unidades franqueadas.

O Eduardo Franco, franqueado Dr Emagrece, buscou a hora exata de investir em uma franquia. Em 2015, o educador físico escolheu a Dr Emagrece. Ele e a sócia Mariana Rodini, administradora de empresas, planejaram e consolidaram a chance de abrir uma franquia.  Juntos escolheram a equipe multidisciplinar e implantaram a clínica em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

Um ano depois eles relatam que “nos primeiros meses tivemos que entender o funcionamento do negócio para engrenar. Mas conseguimos. E agora estamos faturando mais que a matriz!” – ressalta Mariana.

Para eles, a troca de experiências e o atendimento da franqueadora no primeiro ano, garantiu o sucesso: “Estou muito feliz pelo suporte da franqueadora, no desenvolvimento da empresa. Eles dão tanto suporte que parece ser a mesma empresa. Dividem know-how, o Richard e a equipe dele nos deram todo o suporte necessário. Visitaram a unidade inúmeras vezes, sanaram nossas dúvidas e nos motivaram muito.”

Recentemente a franqueada de Ribeirão Preto trocou de prédio para conseguir atender a demanda crescente de clientes. Eduardo e Mariana ressaltam a lucratividade e satisfação pessoal de quem resolveu investir em um seguimento que continua crescendo.

Informações para se tornar um franqueado Dr Emagrece:
Investimento inicial: a partir de 105 mil reais
Faturamento médio mensal:  40 a 70 mil reais
Rentabilidade: 25 a 35% do faturamento
Prazo de retorno: 12 a 24 meses

Para saber mais sobre a Dr. Emagrece, clique abaixo:

DR_Emagrece_logo

Euro Colchões planeja abrir 50 lojas em três anos e a ausência de estoque é um dos principais atrativos da franquia

Os colchões têm papel muito importante na vida e na qualidade da mesma. As pessoas passam cerca de 1/3 da vida dormindo, ou seja, sobre estes produtos. Eles devem ser adequados não só para o conforto, mas também para a saúde, afinal, uma noite bem dormida é fundamental para recuperar as energias. A carioca Euro Colchões, presente no mercado desde 2005, nasceu do desejo de oferecer soluções de bem-estar, conforto e saúde para contribuir cada vez mais na melhora da qualidade do sono.

Com 31 lojas no Rio de Janeiro, duas em Curitiba, no Paraná e uma em Guaratinguetá, em São Paulo, a rede tem um plano de expansão de abrir mais 50 unidades até 2019. Para isso, a marca contratou a maior empresa de consultoria em franquias da América Latina, a Cherto, para estruturar e ofertar o sistema de franquias.

A ausência de estoque é um dos principais atrativos. Uma das dificuldades de ter loja física é que o franqueado precisa investir em estoque, o que pode trazer riscos para o negócio e gastos com o espaço necessário para guardar os produtos. No caso da franquia Euro Colchões, a operação é simplifica não necessitando de estoque de colchões, boxes, criados e cabeceiras. Todos os produtos são produzidos sob demanda na fábrica própria e nos fornecedores parceiros. Além de reduzir custos, isso oferece a possibilidade de mudar a estratégia de vendas mais rapidamente, se necessário

Para uma loja de 60 m², o investimento inicial gira a partir de R$ 210 mil. Com faturamento mensal estimado de R$ 160 mil, o franqueado leva, em média, 24 meses para receber o retorno do investimento.

Para Mauricio Aballo, presidente da rede, a expectativa é abrir 50 novas lojas em três anos. “Um dos principais atrativos para se investir na franquia Euro Colchões são: baixo investimento, logística feita pelo franqueador, ausência de estoque, produtos não perecíveis, além de marcas e produtos exclusivos”, avalia.

No primeiro momento, a Euro Colchões está de olho nas cidades de Belo Horizonte (MG), Vitória (ES) e São José dos Campos (SP). “Em 2016, a Euro vai abrir mais três lojas no segundo semestre. De 2017 a 2019, a expectativa é em torno de 15 unidades por ano. Passados esses três anos, faremos um novo plano de expansão”, afirma Aballo.

Raio X:

Nome da empresa: Euro Colchões

Negócio: venda de colchões e acessórios

Investimento inicial: 210 mil

Taxa de franquia: R$ 40 mil

Instalações e equipamentos: R$2.500/m2

Capital de Giro: R$50 mil

Taxa de Royalties: 7%

Taxa de publicidade: 2%

Faturamento médio mensal: R$160 mil

Número de funcionários: 3 a 6

Área: mínima de 60m²

Tempo do retorno do investimento: 24 meses.