O futuro do Franchising no Brasil

O mercado brasileiro de franquias já fatura mais de R$127 bilhões ao ano, conta com 3.000 redes e tem cerca de 125.000 unidades franqueadas espalhadas por todo país. É também um dos principais empregadores nacionais e ainda reúne algumas das marcas mais conhecidas e queridas pelos consumidores.

Por tudo isso, vale a pena acompanhar de perto cada movimento desse setor. Entender para onde caminha o Franchising é compreender também quais são as oportunidades e os desafios enfrentados atualmente pelo varejo nacional e por algumas das principais lideranças empresariais do país. Que preocupações têm hoje esses empreendedores? Quais mudanças eles vislumbram para o futuro? Como estão se preparando para os próximos movimentos do mercado?

Para fazer um balanço sobre a atuação das empresas franqueadoras e projetar o futuro desse setor, entrevistamos Marcelo Cherto, um dos maiores especialistas em franquias do Brasil e presidente do Grupo Cherto. Na conversa a seguir, Cherto narra a história do Franchising, analisa as principais tendências do mercado e dá pistas sobre quais caminhos o setor deve percorrer nos próximos anos.

PERGUNTA: QUAIS FORAM AS PRINCIPAIS FASES QUE AS EMPRESAS FRANQUEADORAS BRASILEIRAS JÁ ATRAVESSARAM E QUE MUDANÇAS SOFRERAM NOS ÚLTIMOS ANOS?

RESPOSTA: As primeiras franqueadoras se instalaram no Brasil na década de 1950, mas o Franchising nacional realmente ganhou fôlego a partir dos anos 80. Nessa época, o Plano Cruzado e uma série de medidas econômicas desastrosas colocaram o país em uma grande crise. Muitas pessoas ficaram desempregadas e passaram a ver o empreendedorismo como uma alternativa. Porém, esses profissionais não tinham qualquer experiência empresarial e precisavam de apoio para gerir os negócios. A franquia, então, se tornou a saída para crise.

Depois de ser descoberto pelos brasileiros e virar moda, o Franchising passou por uma fase de profissionalização. Nos anos 90, muitos executivos foram demitidos de grandes empresas e encontraram nas franquias uma nova opção de carreira. Com sua bagagem profissional, eles forçaram as empresas franqueadoras a aprimorar vários aspectos de sua gestão – o que foi muito positivo para o setor. Nessa época, o mercado passou a ter grandes marcas. E, no momento seguinte, elas buscaram a expansão dos negócios. Nos anos 2000, muitas franqueadoras passaram a ter efetivamente uma atuação nacional.

PERGUNTA: ESSA FASE DE EXPANSÃO CONTINUA? QUAL É O ATUAL MOMENTO DO FRANCHISING NACIONAL?

RESPOSTA: Ocupar novos mercados continua sendo um desafio importante para as redes de franquias. Porém, nos últimos anos, o foco das empresas deixou de ser a expansão e passou a ser a produtividade. As franqueadoras estão cada vez mais preocupadas em melhorar o desempenho de cada uma das suas unidades. Auxiliar o franqueado a aprimorar a gestão financeira do seu negócio se tornou essencial para que as empresas se tornem mais competitivas. Por isso, redes que fornecem esse tipo de apoio têm se destacado e atraído o interesse de novos investidores. Afinal, quem pensa em investir em uma franquia sempre dará preferência às empresas que oferecerem um suporte mais qualificado a seus parceiros.

PERGUNTA: CLARAMENTE, AS EMPRESAS FRANQUEADORAS EVOLUÍRAM MUITO NESSES 30 ANOS. E OS FRANQUEADOS, CONSEGUIRAM ACOMPANHAR ESSAS MUDANÇAS?

RESPOSTA: Os franqueados também evoluíram muito. São muito mais preparados do que eram no passado. E hoje já existe um perfil muito interessante no mercado: o chamado “multifranqueado”. Trata-se de um empresário que possui duas ou mais franquias, que podem ser da mesma marca ou de diferentes redes. Muitos já têm dezenas de lojas. Eles trazem ao sistema uma visão interessante, pois conseguem analisar as empresas “por dentro” e são capazes de comparar a gestão e o suporte oferecidos por diferentes redes.

PERGUNTA: QUE TIPO DE IMPACTO OS MULTIFRANQUEADOS PODEM CAUSAR AO SISTEMA?

RESPOSTA: Como têm grande poder de barganha, os multifranqueados podem exigir que os franqueadores adotem as melhores práticas do mercado e tornem seus negócios cada vez mais lucrativos. Isso é muito bom. É algo que obriga os franqueadores a repensar constantemente seus modelos de negócio, encontrando novas formas de tornar as franquias mais rentáveis.

PERGUNTA: QUAIS SÃO AS NOVAS SOLUÇÕES QUE OS FRANQUEADORES TÊM ENCONTRADO PARA MELHORAR A LUCRATIVIDADE DAS FRANQUIAS?

RESPOSTA: Aprimorar a gestão financeira de cada franquia é, como eu disse, a principal estratégia para tornar uma rede mais competitiva. Mas não é a única. Muitas redes têm criado novos formatos de loja – quiosques e unidades móveis, como os food trucks, são alguns exemplos. Outra estratégia é adaptar o modelo de negócio para que ele possa funcionar em pontos de vendas não convencionais (como hospitais, galerias, postos de gasolina, entre outros). Tudo isso ajuda a baixar custos de ocupação e pode dar mais rentabilidade às franquias.

PERGUNTA: DIANTE DE UM CENÁRIO ECONÔMICO MENOS FAVORÁVEL, COMO AS FRANQUIAS PODEM MANTER SEU RITMO DE CRESCIMENTO?

RESPOSTA: Quando não há aumento no consumo, a única forma de crescer é conquistar os consumidores que hoje compram de outras empresas. As franquias – por seguirem processos claros e definidos, valorizarem o treinamento dos funcionários e usarem a força da rede para ampliar a divulgação de sua marca – costumam ser mais estruturadas que as empresas independentes e podem prestar um serviço mais qualificado aos clientes. Esses diferenciais ajudam as empresas franqueadoras a crescer mesmo em momentos econômicos mais difíceis.

S.O.S amplia expansão para Sobral e Recife. Liderança, seriedade e inovação há mais de 30 anos!

Com 30 anos de existência, a S.O.S. Educação Profissional, uma rede de ensino técnico e profissionalizante com mais de 110 escolas em todo o País, amplia expansão para Sobral e Recife.
A rede oferece cursos profissionalizantes com foco em diferentes áreas do conhecimento, como informática, finanças, empreendedorismo, gestão de projetos, áudio e vídeo, além de cursos reconhecidos e certificados pela Microsoft.
A S.O.S. passou a oferecer também cursos de inglês, com o objetivo de oferecer uma proposta de ensino ainda mais completa para seus alunos.
Com uma equipe altamente profissional, o Time de Expansão oferece todo o suporte que o empreendedor necessita para tornar-se um Franqueado de Sucesso, atuando desde a seleção dos pré-candidatos até a escolha dos melhores pontos comerciais.

Se você:

  • Prioriza a Educação?
  • Está de olho nas tendências tecnológicas?
  • Conhece a região em que pretende atuar?
  • Você é criativo e gosta de desafios?

Você já pode participar do nosso Processo Seletivo de Franqueados!

missao

Desenvolver com eficiência o maior número de pessoas, capacitando-as para o mercado de trabalho e a sociedade, oferecendo excelência na qualidade dos produtos e serviços, utilizando modernas metodologias de ensino.

valores

LIDERANÇA

Ser a referência no ensino profissionalizante, técnico e livre no Brasil.

CONFIANÇA

Garantir a confiabilidade na solidez da marca SOS e na experiência das pessoas que a constroem.

ÉTICA

Ter atitude ética em todas as relações, priorizando sempre a transparência e a verdade. Ser a referência no ensino profissionalizante, técnico e livre no Brasil.

visao

Ser a referência no ensino profissionalizante, técnico e livre no Brasil.

Zip lube inaugura sua primeira loja na baixada santista

A Zip lube, pioneira no segmento de serviços rápidos automotivos, acaba de inaugurar sua mais nova loja, dessa vez no centro de São Vicente, na Baixada Santista. A unidade, especializada no serviço de troca de óleo e filtros e na inspeção e troca de itens de manutenção básica, é a nona franquia inaugurada neste ano no estado de São Paulo. As outras oito foram instaladas na capital (5) e na região metropolitana (3), após a empresa consolidar sua presença em cidades do interior como Campinas, Sorocaba, São José dos Campos e Ribeirão Preto.

Ao todo, a empresa já conta com mais de 40 lojas em operação em todo o país. A expectativa é dobrar esse número até o final do ano, com expansão principalmente na capital paulista. “Esse é um passo muito importante para a Zip lube. Temos boa presença no interior paulista, segundo maior mercado consumidor do Brasil, e em regiões estratégicas como Centro-Oeste e Nordeste. Agora é a vez da capital e da Grande São Paulo”, explica Lucio Guedes, gerente de Operações da Zip lube.

As lojas convertidas têm se mostrado uma opção de negócio muito promissora aos franqueados na cidade de São Paulo. “É uma grande oportunidade aos empreendedores que buscam modernizar sua revenda e aumentar sua rentabilidade. Esse formato alavanca em mais de 30% o ticket médio das revendedoras, número superior à média do mercado”, explica Guedes.

Além de São Paulo, Ceará, Goiás e Mato Grosso do Sul, a Zip lube estuda expandir sua atuação para outros estados brasileiros, onde pretende fechar negócios ainda neste ano.

A estratégia de expansão da rede é focada em dois públicos-alvo: o consumidor final e o empresário que tem interesse em investir em franquias. Ao primeiro, o foco é a conveniência oferecida pelas lojas, agilidade e excelência da prestação de serviços. Aos empresários, a Zip lube oferece toda a infraestrutura e suporte necessários para a abertura de lojas ou conversão dos seus negócios, incluindo capacitação e atualização técnica, o que beneficia e padroniza o atendimento em todas as lojas da rede.

O modelo tem se mostrado uma boa oportunidade de negócios, já que o setor de franquias está alta no Brasil. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o segmento registrou um aumento nominal na receita de 7,6% no primeiro trimestre de 2016 na comparação com o mesmo período do ano passado. “O cenário atual é muito favorável para investimentos em serviços de troca de óleo, seja com a inauguração ou a conversão de lojas”, completa Guedes.

People, marca com 36 anos de experiência no mercado de educação, intensifica expansão em Fortaleza e Natal

A People, marca com 36 anos de experiência no ensino tecnológico e profissional, intensifica expansão em Fortaleza e Natal.

Com mais de 100 unidades em todo o País, a rede oferece mais de 50 cursos, divididos em cinco categorias: Informática, Idiomas, Colégio Técnico, Certificações Microsoft e Formação Profissional.

Por ser completa e focada na excelência em qualidade, se tornou referência nacional em cursos de computação e ensino profissionalizante. A People oferece também cursos de Inglês e Espanhol para atender à demanda do mercado, que exige conhecimento de línguas estrangeiras como um complemento necessário ao aprendizado.

O mercado de Educação apresenta demanda latente no Brasil e é um dos segmentos de maior potencial de crescimento nos próximos anos. As diversas movimentações no setor, como fusões e aquisições, e a entrada de diversos players internacionais no país, sinalizam oportunidades de empreender. De forma consistente o sistema de Franquias confirma-se como uma ótima escolha.
Sistema:

  • Sistema de Franquias – Conta com Know How do franqueador;
  • Participa de treinamentos profissionais direcionados para seu negócio;
  • Sabem as melhores práticas do mercado;
  • Franchising é a forma mais segura e rentável de se montar o negócio próprio;
  • Cresce transformando sonho em resultados;
  • A Política de franchising do grupo é atrativa, com Programas Intensivos de Treinamentos, pela Universidade Corporativa, apoio nas operações e Marketing com forte presença na mídia capacitam tanto educadores como empreendedores a se tornarem franqueados de sucesso;O QUE PRECISO PARA SER UM FRANQUEADO PEOPLE? 
  • Identificação com o negócio de Educação e a marca;
  • Conhecimento da região onde o Franqueado deseja operar sua Franquia;
  • Perfil “empresário”;
  • Capacidade de investimento compatível com as necessidades do negócio, em especial durante seu período de maturação;
  • A Pearson não exige que o Franqueado tenha dedicação exclusiva ao negócio, no entanto, reconhece que a participação ativa do Franqueado no negócio refletirá diretamente em seu bom desempenho;
  • Versatilidade, criatividade, dinamismo e facilidade para o trabalho em parceira;
  • Tempo hábil para receber os treinamentos indispensáveis ao funcionamento da Escola.

 

O mercado de Educação apresenta demanda latente no Brasil e é um dos segmentos de maior potencial de crescimento nos próximos anos. As diversas movimentações no setor, como fusões e aquisições, e a entrada de diversos players internacionais no país, sinalizam oportunidades de empreender. De forma consistente o sistema de Franquias confirma-se como uma ótima escolha.

Para saber mais sobre a PEOPLE, clique aqui.

“Shopping Encadernado” atrai franquias e clientes em todo o Brasil

O desemprego é uma triste realidade, pois o quadro de recessão econômica se mantem sem previsão de término, deixando as pessoas inseguras e sem perspectivas de vida no país. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, por hora, 282 pessoas ficam desempregadas no país e os setores mais afetados são os de comércio e serviços.

Sem emprego, surge a pergunta: “E agora o que fazer?” A busca frustrada por uma recolocação no mercado de trabalho faz com que muitas pessoas trabalhem por conta própria, optando pela Venda Direta, o atendimento personalizado: o lucrativo Porta a Porta.

Segundo pesquisas, o Brasil é o 5º país do mundo em vendas diretas. O número de pessoas que atua neste segmento do porta a porta aumentou 5% no ano passado. O setor movimentou quase 30 bilhões de reais só em 2015 e mais de quatro milhões e seiscentos mil brasileiros estão nesse caminho.

E é aí que entra a empresa gaúcha Golfran, que trabalha há 30 anos com vendas diretas através de catálogos, vendo com otimismo o mercado e tendo como meta ampliar suas atividades nos grandes centros como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Os mais de 120 franqueados investem em treinamento e marketing, uma vez que a linha de produtos é composta por mais de 7 mil itens, distribuídos em três catálogos Golfran: Fianceé, Joias e Baby, lançados 2 vezes ao ano, com uma grande variedade de produtos de cama, mesa e banho, lingeries, calçados, decoração, móveis, utilidades domésticas, vestuário, artigos para bebês, joias e muito mais.

“A maior dificuldade que a pessoa vai ter é na hora da escolha. São mais de 7.000 itens e 35 mil combinações para adquirir nas cores e modelos desejados, sem precisar sair de casa. É um verdadeiro shopping encadernado que chega até as pessoas”, explica Kimberly Cavalli, Gerente de Marketing e Analista de Produto.

“Trabalhar com a mobilidade Porta a Porta é um excelente negócio, pois o Brasil é muito bom para as vendas diretas”, afirma Gotardo Cavalli, que começou vendendo de porta em porta e hoje é o Diretor – Presidente da Golfran.

O empresário serve de inspiração para os  franqueados e consultores, pois é um apaixonado pela venda direta por catálogo. “Esse sistema promove o relacionamento direto com o cliente e agrega valor numa relação de consumo menos impessoal que no varejo tradicional, fidelizando as vendas, a qualidade dos produtos e a pontualidade na entrega”, afirma Gotardo Cavalli.

O depoimento de um dos franqueados, desde 2000, da Golfran, de Mato Grosso, Olivar Valentin Balestrin, ilustra as vantagens de fazer parte deste ramo: “Hoje me sinto um Franqueado de sucesso, o primeiro fora do eixo região Sul, com a certeza que fiz a melhor escolha. As Consultoras que trabalham com os catálogos Golfran se sentem orgulhosas, têm a satisfação ao visitar os clientes e levar um Shopping encadernado em suas casas. O cliente escolhe em comprar, receber as mercadorias, pagar através de várias opções de pagamento, sem correrias, com um atendimento diferenciado e segurança. Sem contar as novas amizades, o contato entre pessoas, a criação de laços e relacionamentos que cada vez estão mais difíceis”, afirma.

Olivar Valentin Balestrin acrescenta ainda que para a pessoa interessada em aumentar a renda da família ou passar a trabalhar com vendas através de catálogos com os últimos lançamentos e produtos de alta qualidade, as consultoras têm a oportunidade de ter a independência financeira, além de programar seus horários.

Muitas pessoas estão vendo no Porta a Porta uma oportunidade profissional, mas é necessário ter foco, determinação e disciplina. E ter em mente que faça chuva ou faça sol, é necessário trabalhar.

Conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do IBGE, na comparação do trimestre encerrado em janeiro de 2016 com o mesmo período do ano passado, mais de 1,3 milhão de pessoas passaram a trabalhar por conta própria, um avanço de 6,1%. O que é confirmado pela Golfran que ampliou sua rede de franquias em 17 %, no mesmo período.

Essa dinâmica de trabalho é válida em todo o território brasileiro, independente das diferentes realidades, pois muitos querem absorver o empreendedorismo ou consumir produtos e sonhos apresentados nos catálogos.

Para a Golfran, o mais importante é entender os hábitos de consumo e colocar pessoas para vender com quem a população se identifica ou projeta.  Por exemplo, uma empresa praticamente entra na casa do consumidor por meio de uma pessoa que o cliente já conhece, ou que oferece credibilidade para apresentar os produtos.

A Golfran possui mais de 120 franqueados espalhados em todos os estados brasileiros e pretende crescer cerca de 10%, neste ano.

A Franquia Golfran é formatada da seguinte forma:

Investimento inicial: Taxa de Franquia = R$ 30 mil +Treinamento = R$ 10 mil e R$ 20 mil Capital de Giro.

Tempo de retorno: 12 a 30 meses.

Política comercial: número limitado de franqueados por região.

Treinamento: 5 dias de imersão na Universidade Golfran, em Caxias do Sul + cursos online de ensino à distância

Taxa de marketing: 1% do faturamento bruto mensal

FRANQUIA 200%: para cada real investido pelo franqueado, a Golfran investe o mesmo valor em mídia local na divulgação da marca para captação de novas consultoras.

Como a economia brasileira passa por uma forte recessão, o Porta a Porta vem sendo uma das melhores alternativas para trabalhar e otimizar a  renda. Ter a intermediação de uma consultora na hora das compras facilita a escolha dos produtos nos catálogos, deixando o dia a dia ainda mais prático, bonito e confortável.