Casa do Construtor inaugura unidade em Vitória da Conquista

A Casa do Construtor, maior franquia no segmento de locação de equipamentos de pequeno porte para a construção civil, inaugura sua primeira unidade na cidade de Vitória da Conquista, na Bahia. Atualmente a rede conta com 222 lojas em operação e seu plano de expansão prevê mil unidades até 2025. Apesar do cenário pouco otimista para o setor da construção, a rede segue em forte expansão, tendo faturado R$ 175 milhões em 2014. Já no primeiro quadrimestre de 2015, a receita cresceu 11% em comparação com o mesmo período do ano anterior. A previsão até o final deste ano é registrar um faturamento na ordem de R$ 200 milhões.

Vitória da Conquista é a terceira maior cidade do Estado, atrás apenas de Salvador e Feira de Santana. Segundo último censo do IBGE, tem 340.199 habitantes. Nos últimos cinco anos, o setor da construção civil tem sido um dos fatores de crescimento da cidade, proporcionando novas oportunidades de emprego e fortalecendo o comércio local. Com a inauguração dessa loja, que é sua 6ª na Bahia, a rede expande os benefícios da locação de equipamentos não apenas para os profissionais da área, mas também para a população em geral.

“A cultura de locação de equipamentos na construção civil está, gradativamente, ganhando mais espaço no setor. O crescimento e faturamento de nossas lojas refletem esta realidade. Estamos muito otimistas em relação ao posicionamento conquistado pela Casa do Construtor ao longo de 22 anos de atuação”, explica Altino Cristofoletti, sócio-fundador da rede.

Criada por Expedito Eloel Arena e Altino Cristofoletti Junior, a Casa do Construtor surgiu em 1993, como uma loja de materiais de construção, em Rio Claro, no interior de São Paulo. Cinco anos depois, inaugurava sua primeira franquia, em Americana. Conta atualmente com 222 unidades espalhadas pelo país. O plano de expansão ambiciona chegar a mil lojas até 2025.

O público-alvo são construtoras, empresas, condomínios e até proprietários ou locatários de imóveis que estejam fazendo uma obra ou reformando. Os clientes podem alugar equipamentos de pequeno porte, como ferramentas elétricas, rompedores, compactadores, betoneiras e estruturas metálicas, além de instrumentos para limpeza e jardinagem.

A rede já recebeu prêmios importantes, como o de Melhor Franquia do Brasil, em 2012, atribuído pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Em junho deste ano, foi um dos destaques no evento As Melhores Franquias do Brasil 2015, promovido pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Na categoria Serviços Gerais, conquistou a vice-liderança entre As 10 Melhores do Setor e também ficou em segundo lugar no quesito Melhor Desempenho em Rede.

ABF anuncia crescimento de 11,2% do franchising no 1º semestre

A ABF – Associação Brasileira de Franchising anuncia hoje os dados oficiais de crescimento do setor, apurados na Pesquisa Trimestral de Desempenho do Franchising. O estudo indica que o faturamento do setor cresceu nominalmente 11,2% no primeiro semestre de 2015 comparado ao mesmo período do ano passado, totalizando R$ 63,885 bilhões ante R$ 57,464 bilhões registrados nos seis primeiros meses de 2014. Já no 2º trimestre deste ano, o crescimento foi de 13,1% em relação ao mesmo período do ano passado, cuja receita subiu de R$ 28,774 bilhões para R$ 32,537 bilhões. Este desempenho contempla o baixo crescimento do setor nesse período do ano passado em razão do Mundial de Futebol, que acabou alterando a sazonalidade e, consequentemente, os hábitos do consumidor no período.

De acordo com a presidente da ABF, Cristina Franco, os cuidados já tomados pelos franqueadores antes mesmo do agravamento da retração econômica e a relação colaborativa entre franqueador e franqueado beneficiam a indústria do franchising. “O franqueador tem feito nos últimos doze meses sua lição de casa: reduziu custos, otimizou processos, motivou ainda mais a força de vendas, renegociou com fornecedores, alterou o mix de produtos, além de manter as práticas do bom franchising, como o treinamento e a capacitação dos colaboradores”, afirma. Ainda de acordo com a executiva, “no franchising não há zona de conforto. Mesmo quando o mercado vai bem, um presta contas para o outro. Essa prática é contínua”, observa.

A pesquisa aponta, ainda, um crescimento de 3,1% na abertura de lojas e fechamento de 1,2% das unidades no segundo trimestre deste ano. A variação representou um incremento de 1,9% no total de unidades de franquias em operação no País nesse período, número que atingiu 131.269 pontos de venda. O ritmo de expansão foi ligeiramente menor se comparado ao 1º tri de 2015, quando chegou a 2,5%.

O dinamismo do sistema de franquias e sua capacidade de responder agilmente às sazonalidades do mercado também são fatores que contribuem para sua performance. Para Claudio Tieghi, diretor de Inteligência de Mercado, Relacionamento e Sustentabilidade da ABF, “o franchising apresenta esse desempenho porque as redes são orgânicas, como um ser vivo: na medida em que o mercado expande ou retrai o consumo, as redes têm rápida capacidade de reação. Há uma troca e um acompanhamento constantes, tanto de informações quanto de indicadores envolvendo franqueador e franqueado, de tal modo que um ‘sintoma’ qualquer no mercado é rapidamente percebido, o que faz com que o franchising se reinvente constantemente e se adapte a diferentes cenários, mantendo o crescimento”, explica.

Segmentos

De acordo com o estudo, todos 11 segmentos classificados pela ABF ampliaram seu faturamento em 2015, demonstrando a recuperação do menor desempenho registrado por alguns em 2014, especialmente no período da Copa do Mundo.

Dentre aqueles que mais cresceram no 1º semestre de 2015 em relação ao mesmo período do ano passado, Esporte, Saúde, Beleza e Lazer alcançou faturamento 24% maior, saltando de R$ 9,311 bilhões para R$ 11,505 bilhões no período.

A seguir, Hotelaria e Turismo registrou crescimento de 15% no faturamento, que passou de R$ 4,265 bilhões para R$ 4,901 bilhões, impulsionado pelo turismo de negócios.

Individualmente o mais expressivo segmento do franchising,  Alimentação expandiu sua receita no período em 12%, saltando de R$ 11,417 bilhões para R$ 12,760 bilhões.

Outro segmento que manteve bom desempenho foi Comunicação, Informática e Eletrônicos, registrando também 12% de crescimento nesse período, cujo faturamento subiu de R$ 1,787 bilhões para R$ 2 bilhões. “A demanda por comunicação e conectividade continua grande, mantendo boas perspectivas para este segmento nos próximos meses”, afirma Claudio Tieghi.

“O franchising está sofrendo menos do que as outras indústrias e quem é empreendedor em franquias sente menos os efeitos da retração econômica do que o empreendedor individual, que não atua em rede. O franqueado está sentindo a pressão dos custos, porém, menos que o empreendedor individual. O poder de negociação em rede beneficia a todos”, conclui a presidente da ABF.

Confira abaixo o desempenho dos cinco segmentos que mais cresceram no 2.º trimestre:

“Vale observar que Veículos foi um segmento que cresceu com o aquecimento do mercado de seminovos e serviços como funilarias e reparos, por exemplo. Comunicação, Informática e eletrônicos manteve a tendência, com a demanda ainda registrada por  smarthphones, conectividade e serviços de informática para as empresas. Já os serviços ligados a soluções para economia de água – Lavanderia, Limpeza e Conservação –  tiveram um posicionamento relativamente favorável. Num país como o Brasil, as redes operam em regiões distintas, de forma que itens como escassez de água e falta de energia acontecem quase todos os dias em algum ponto. Essa experiência é um valor importante do franchising”, explica Tieghi.

Nova série histórica

A partir desta pesquisa, a ABF inicia uma nova série histórica: o levantamento da distribuição do faturamento do setor por estado e região.

A Região Sudeste respondeu por 59% da receita da indústria do franchising no primeiro semestre de 2015, seguida das regiões Sul (16%), Nordeste (14%), Centro-Oeste (8%) e Norte (4%).

Educação e Treinamento, com 70% de participação concentrados no Sudeste, tem sua receita distribuída nas demais regiões do seguinte modo: 11% no Sul, 9% no Centro-Oeste, 7% na Região Nordeste e 3% ao Norte.

Para a presidente da ABF, “o País tem uma grande oportunidade de expansão do franchising, para além das capitais e metrópoles, lembrando que o Brasil é um país de dimensões continentais, com diversos bolsões de desenvolvimento. Nesse sentido, iniciativas como o projeto Franquias Brasil – uma parceria da ABF com o Sebrae que está levando a capacitação em franchising especialmente para cidades do interior – e o Movimento Compre do Pequeno Negócio, lançado recentemente pelo Sebrae com o apoio da Associação, que objetiva estimular a economia do País a partir do consumo nos micro e pequenos negócios das comunidades locais, que incluem as franquias, contribuem para melhorar o ambiente econômico brasileiro”, afirma Cristina Franco.

A opinião é reforçada por Tieghi, para quem os números revelam o potencial do setor nas regiões mais afastadas dos grandes centros do Brasil. “Há uma excelente oportunidade de crescimento no interior. As franquias têm muito a contribuir no esforço de expandir, por exemplo, a educação para o resto do país”, observa.

Segundo o diretor de Inteligência de Mercado, o Movimento Compre do Pequeno Negócio pode ser comparado com a real oportunidade de crescimento dos negócios Brasil afora, em cidades menores, em que a figura do empresário franqueado é mais percebida, exercendo assim maior influencia na comunidade. “As pessoas conhecem quem está na loja, na fábrica, enfim, o Movimento Compre do Pequeno foca na figura do proprietário do negócio e o franchising tem isso como caraterística”, afirma.

Já no segmento Comunicação, Informática e Eletrônicos, a pesquisa indica que o Nordeste, com 36% do faturamento, está mais próximo do Sudeste, com 47%, enquanto o Sul tem 12%, o Centro-Oeste 5% e o Norte 1%. Segundo o diretor da ABF, as franquias desse segmento chegaram ao Nordeste com tudo. “Estamos falando de fato em assunção de novos hábitos”, avalia.

Metodologia

Envolvendo o mercado como um todo, inclusive não associados, os números do desempenho do setor de franchising são apurados em pesquisa por amostragem, cruzados com levantamentos feitos por entidades representantes de setores correlatos ao sistema de franquias – tais como CNC e ABRASCE – órgãos de governo como o IBGE e instituições parceiras, caso do SEBRAE. Auditados por empresa independente, os dados divulgados pela ABF são referência para órgãos governamentais de diversas esferas, entidades internacionais do franchising, como World Franchise Council e FIAF – Federação Ibero-americana de Franquias, e instituições financeiras.

Sobre a ABF

A ABF – Associação Brasileira de Franchising é uma entidade sem fins lucrativos, criada há 28 anos para divulgar, defender e promover o desenvolvimento técnico e institucional do modelo de negócio batizado como Franchising/Franquia.

Sendo assim, a instituição reúne todas as partes envolvidas na franquia – franqueadores, franqueados, consultores e prestadores de serviços – para garantir e disseminar a prática do bom franchising no Brasil. Entre as funções desempenhadas pela entidade, estão orientar o investidor como pesquisar corretamente uma franquia, indicar literaturas especializadas e fornecer dados sobre as empresas franqueadoras no Brasil e no exterior.

Em apenas dois meses, Quinta Valentina dobra seu tamanho e inaugura mais 10 franquias

Em um balanço bimestral, a rede de franquias Quinta Valentina dobrou seu tamanho, chegando a 80 unidades em operação em todos os estados brasileiros. Isso prova que a retração econômica não atinge a rede, que continua com seu crescimento acelerado. Apenas neste mês de agosto, mais 10 unidades franqueadas iniciam as suas atividades.

Para o fundador da Quinta Valentina, Renato Kuyumjian, o mercado de calçados sempre está em ascensão. E ele destaca que a venda personalizada acelera ainda mais essa expansão: “Nossos franqueados conseguem otimizar seu tempo, ter qualidade de vida, e isso se reflete nas vendas. Quem trabalha feliz produz mais. E a cliente tem a comodidade de ser atendida em casa ou no local de trabalho”.

Irlane Souza Gomes, franqueada desde dezembro de 2014, confirma o sucesso da marca. Após seis anos morando na Europa, a empreendedora voltou ao país com o intuito de montar seu próprio negócio contando com a experiência que adquiriu fora do país. “Além do escritório de arquitetura que eu já possuía no Brasil, decidi ingressar também no franchising por ser um modelo mais seguro e com retorno mais rápido de investimento. Pesquisei, e a Quinta Valentina me chamou a atenção pelos números. E, para minha surpresa, assim que assinei o contrato já estava recebendo clientes”, conta. Irlane iniciou sua operação atendendo às mulheres da sua família, e vendeu em um dia a meta da semana. “Estava apenas com metade do estoque, senão venderia muito mais. Consegui o retorno do investimento em apenas um mês e meio”.

Segundo Kuyumjian, o que consolida a posição da rede no mercado, além dos produtos de qualidade, é o modelo de negócio inovador – que não envolve uma loja física. “Além de o empreendedor trabalhar na sua própria casa e com liberdade para vender diretamente onde a cliente está ele tem investimento baixo e retorno financeiro rápido”, explica.

Além do investimento de apenas R$ 16 mil e faturamento médio de R$ 14 mil, os números do setor também chamam a atenção e atraem novos empreendedores interessados em ter seu negócio próprio. Só em 2014, os brasileiros em geral gastaram cerca de R$ 22 bilhões com calçados, segundo a Fecomércio. Neste período, a própria Quinta Valentina vendeu aproximadamente 20 mil pares de sapatos, o que equivale a R$ 5 milhões.

A empresa pretende dobrar este número em 2015, com as novas unidades, e estima um faturamento de R$ 10 milhões. A rede prevê fechar o ano com 150 unidades por todo o Brasil.

Sobre a marca:

A Quinta Valentina teve início em 2009, com a instalação de uma loja de sapatos femininos de alta qualidade no modelo de varejo tradicional, em Goiânia, Goiás.

Visando melhor atender ao seu público-alvo — mulheres das classes A e B — a empresa adotou a modalidade de venda direta personalizada no varejo tradicional, para atender à clientela que não podia deslocar-se até a loja. Com esse novo modelo de negócios, vendedoras iam até a casa ou o local de trabalho de suas clientes para apresentar e demonstrar os sapatos, com a vantagem de deixar os produtos com as clientes para que elas pudessem experimentá-los no conforto de suas casas. Ao oferecer essa praticidade a suas clientes, a Quinta Valentina obteve um resultado surpreendentemente superior às expectativas, e o varejo tradicional deu lugar ao sistema de franchising, com vendas diretas personalizadas, gerando uma excelente oportunidade de negócios para franqueados.

Para testar o novo modelo de negócios, foi implantada em São José do Rio Preto a franquia-piloto, que serviu de laboratório para o aperfeiçoamento do negócio, elaboração do material de treinamento em atendimento e vendas, e desenvolvimento de ferramentas para a gestão da franquia.

Itaim Bibi recebe o terceiro restaurante da Fry’s na capital paulista

Primeira rede de hambúrgueres do fast casual nacional, o Fry´s abre sua terceira unidade em São Paulo e chega ao Itaim Bibi (Zona Sul da capital paulista). Com 240m², o novo restaurante exigiu investimento de R$ 1 milhão.

A rede projeta inaugurar mais oito unidades nos próximos dois anos no Estado de São Paulo e prevê fechar 2015 com 13 lojas abertas em todo o Brasil. Atualmente, o Fry´s conta com sete restaurantes em operação nos estados de São Paulo (Center Norte e Ibirapuera), Rio de Janeiro (Barra Shopping, Downtown, Nova America e Teresópolis) e Espírito Santo (Vila Velha – rua). As próximas inaugurações, no início do segundo semestre, serão no Rio de Janeiro, na Zona Sul (Botafogo e Leblon).

“Buscamos cada vez mais consolidar nosso crescimento na região sudeste do país a fim de prosseguirmos para as demais regiões de forma estruturada”, afirma o sócio fundador José Guilherme, que também comemora o sucesso da estreia da marca no Espírito Santo.

O Fry´s se destaca pela forma personalizada de consumo, onde é possível degustar um autêntico sanduíche americano tendo o cliente no papel do verdadeiro chef. O consumidor personaliza seu próprio sanduíche e escolhe entre os cinco tipos de molho, seis opções de uma bancada fresca de vegetais sem nenhum custo extra e limite de quantidade além de quatro sugestões de queijos especiais, batata frita (crinkle), cebolas empanadas, sundaes e milkshakes Diletto.

Ao apresentar um conceito diferente e inovador, a marca se posiciona entre o fast food e a refeição tradicional, reunindo qualidade, excelente custo x benefício e padronização, além de excelência de atendimento.

Experimento e Outback Steakhouse levarão clientes para um mês de intercâmbio na Austrália

A Austrália está entre os destinos preferidos dos brasileiros que decidem viajar ao exterior para fazer cursos profissionalizantes, high school e ter aulas de inglês. Para incentivar ainda mais esse intercâmbio cultural, a Experimento e o Outback Steakhouse uniram-se para sortear duas viagens com acompanhantes, com duração de um mês, sendo três semanas de curso de inglês e uma semana de roteiro turístico.

De acordo com Emília Miguel, gerente comercial da Experimento, a Austrália desperta bastante interesse dos viajantes porque tem, ao mesmo tempo, aspectos muito parecidos e outros muito diferentes do Brasil. “O clima também é bem variado, sua população tem influência de várias etnias e eles são muito receptivos com estrangeiros, assim como os brasileiros. Também contam com uma fauna bastante exuberante e diferente da nossa com coalas, cangurus e ornitorrincos e seu regime político é uma monarquia constitucional”, explica Emília.

Para participar da promoção, o cliente deve visitar um dos 71 restaurantes Outback Steakhouse no Brasil e pedir pelo Combo Experimento (R$ 59,90) – prato exclusivo criado para a promoção que inclui 2 júnior Ribs + 2 acompanhamentos – o Combo estará disponível no menu de domingo a quarta-feira, após às 17 horas.  O Combo acompanha dois cartões raspáveis, cada uma gera um código promocional para ser inserido no hotsite da ação e concorrer a viagem: www.outback.com.br/australia. Os cartões raspáveis serão distribuídos entre 16 de agosto e 16 de setembro, ou enquanto durarem os estoques, e o resultado do sorteio será divulgado dia 25 de setembro.

 

Shopping Cidade São Paulo recebe uma unidade da Seletti Culinária Saudável

O restaurante Seletti Culinária Saudável  abre as portas no empreendimento comercial da capital, o Shopping Cidade São Paulo.

A unidade franqueada do Seletti Culinária Saudável no Shopping Cidade São Paulo será comandada pelo franqueado Carlos Henrique Borges, que comemora a segunda franquia da rede. Borges também é franqueado da operação da marca no Shopping Metrô Santa Cruz. Com essa abertura, a rede chega a 32 unidades em operação em oito estados brasileiros, com expectativa de crescimento de 45% em 2015. O plano de expansão prevê, ainda, chegar a 150 unidades em todo o Brasil até 2019. “A projeção é ter pelo menos uma unidade em cada estado, com foco nas capitais”, afirma Luis Felipe Campos, idealizador e diretor do Seletti Culinária Saudável.

Para abertura da nova loja foram investidos cerca de R$ 400 mil e 25 empregos diretos foram gerados. A expectativa da rede é de que a unidade realize 150 mil vendas por mês ao ticket médio de R$ 28,00. A unidade inicia atividades com uma novidade, menu eletrônico, que passará a integrar a identidade visual da marca.

A unidade Seletti Culinária Saudável vai levar à população da movimentada região da Avenida Paulista uma alimentação mais balanceada, equilibrada, leve e livre de frituras. No cardápio há opções de grelhados, que podem ser combinados com uma série de acompanhamentos, como saladas, legumes, crepes, quiches, purês, diferentes tipos de arroz, etc. Além disso, há opções de wraps e de burguers, para quem prefere fazer um lanche, diversos tipos de sucos naturais, que podem ser simples ou com mais de uma fruta, além de seis opções de mattes, que vão do tradicional aos combinados com frutas em receitas exclusivas do Seletti. O menu também apresenta opções de sobremesas levinhas e pouco calóricas e opções de açaís, em creme ou suco, para energizar o corpo. Os vegetarianos também têm vez na rede, que desenvolveu cardápios exclusivos para esse público, compostos por lanches, wraps, grelhados, entre outras opções de refeições.

Além das lojas convencionais, a rede também apresenta um modelo compacto, com mix reduzido e gestão simplificada. Trata-se da marca Mango. O objetivo é instalar esses quiosques em postos de gasolina, supermercados, livrarias, academias, etc, a fim de dar mais capilaridade à marca.

Há oito anos no mercado de gastronomia, fundado no ano de 2007, o Seletti é considerado a primeira rede de culinária rápida com alimentação saudável. A criação da rede foi motivada pelo crescente entendimento do consumidor sobre o conceito de saudabilidade e consequente aumento pela procura de produtos que se enquadrem neste conceito. O público original do restaurante de culinária saudável é exigente, antenado e preocupado com o bem-estar e o Seletti se tornou rapidamente parte do hábito de alimentação saudável deste público. Atualmente a rede conta com 32 unidades em São Paulo (capital, Grande São Paulo e interior), Rio de Janeiro/RJ, Brasília/DF, Recife/PE, Belo Horizonte/MG, Teresina/PI, Curitiba/PR e Fortaleza/CE. Todas as unidades estão localizadas em shoppings centers.

Minas Gerais e Rio de Janeiro são alvos de expansão da franquia Minds

A Minds English School, rede de franquias especializada em idiomas, vem investindo em seus cursos para desenvolver profissionais e estudantes. Neste semestre, a Minds tem como objetivo levar sua metodologia exclusiva de ensino para Minas Gerais e Rio de Janeiro.

A rede, que já possui mais de 70 unidades em todo país, estima abrir 05 escolas até o fim de 2015 em todo o Brasil, sendo 02 delas em Minas Gerais. Já no Rio de Janeiro, a marca visualiza inúmeras oportunidades de negócios, especialmente por conta dos Jogos Olímpicos. Atualmente, a Minds opera quatro escolas no estado carioca e uma em Minas.

Dentre os diversos motivos para expansão em Minas Gerais, a Minds ressalta que o estado tem a segunda maior população do país e cultura voltada para a educação. Em termos numéricos, Minas é responsável pelo terceiro maior PIB (Produto Interno Bruto, a soma de todas as riquezas produzidas no país), além de ser o estado com o maior número de municípios no Brasil e possuir mais de 1,6 milhão de empresas ativas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Todo este cenário é favorável a um segundo idioma para sua população.

A Minds English School inaugurou este ano a sua primeira unidade em Minas, no bairro Savassi, situado na regional Centro Sul de Belo Horizonte, e já enxerga a possibilidade de inaugurar na capital mais nove unidades ao longo de cinco anos. “Além da real possibilidade de crescer na capital mineira, estamos estruturando projetos de expansão para as cidades de Uberlândia, Uberaba, Betim, Governador Valadares, entre tantos dos mais de 800 municipios que Minas oferece”, explica Leiza Oliveira, fundadora da escola de idiomas.

No Rio de Janeiro, a Minds já atua há 03 anos e tem quatro unidades implantadas e em crescimento contínuo: Niterói, Petrópolis, Rio das Ostras e Botafogo. O planejamento de ampliação envolve as cidades cariocas: Nova Iguaçu, Barra Mansa, Cabo Frio, Macaé e Volta Redonda. “Temos um projeto de estudo em cada estado e enxergamos no Rio de Janeiro um estado forte para o idioma principalmente em decorrência dos Jogos Olímpicos”, conta Leiza.

As motivações para se investir no Rio são inúmeras: trata-se de um dos destinos turísticos mais procurados do mundo, o que acarreta a necessidade de se ter um segundo idioma fluente, de acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o território fluminense corresponde a 12,6% do mercado e franquias e, além disso, o estado tem o segundo maior PIB do Brasil.

A Minds Idiomas tem quatro modelos de cursos: o Kids and Teens, para crianças a partir de nove anos; o Hospitality direcionado aos profissionais do setor de turismo e hotelaria; o VipExecutive, em que o professor realiza aulas em grupo In company e o Regular Flex que possibilita ao estudante avançar do nível básico ao avançado com duração  18 meses.

A rede petende alcançar em 2015 a marca de 80 escolas em todo o território nacional, projeta faturar R$ 109 milhões e busca novos franqueados ou empreendedores. Os prospects devem estar dispostos a investir entre R$ 200 e R$ 250 mil, com prazo de retorno do investimento em 24 meses e que enxerguem o potencial desses dois belos locais brasileiros para aportar: Minas e Rio de Janeiro.

Perfil dos investidores

A rede busca tanto franqueados dispostos a trabalhar no dia a dia quanto investidores, pois oferece treinamentos, consultoria, sistema de gestão, campanhas de mídia, competições internas de melhor equipe, descontos para destaques anuais de melhor franqueado e uma central com atendimento diário para qualquer problema com apoio jurídico e contábil, entre outras assistências capazes de garantir o bom gerenciamento da escola.

Mais uma vantagem de ser um franqueado da Minds é que o empreendedor terá 100% de lucratividade em cima do material didático, possui consultoria pedagógica, além de trabalhar com metodologia totalmente exclusiva. O franqueado investirá de R$ 200 mil a R$ 250 mil, com lucratividade de 25 a 35%.

Participe do workshop gratuito sobre franquias de serviços em 25/08

A Franchise Store convida você para participar de uma palestra gratuita sobre o segmento de serviços.

No dia 25 de agosto, realizaremos um café da manhã no escritório da Franchise Store, em São Paulo, para apresentar a você:

– As principais tendências do setor de serviços

– O desempenho das principais franquias que atuam nesse ramo

– Os modelos de negócio existentes na área

– As principais oportunidades para quem quer investir em uma franquia do ramo

Para se inscrever, basta entrar em contato com a Franchise Store através do telefone (11) 3729-2093 ou pelo e-mail atendimento@franchisestore.com.br. Confirme sua presença. As vagas são limitadas!

 

Palestra gratuita sobre franquias de serviços

Data: 25/08/2015

Horário: Das 8h30 às 10h00

Local: Franchise Store – Avenida Paulista, 1337 – 11° andar

Inscrições: atendimento@franchisestore.com.br ou (11) 3729-2093

Limpidus participa de feiras de franquias no Chile e na Argentina

A Limpidus, maior rede de limpeza corporativa nacional, dando continuidade ao seu projeto de expansão internacional, participará no mês de agosto de duas importantes feiras de franquias na América do Sul.

Nos dias 17 e 18 de agosto estará na 2ª edição da FIF (Feira Internacional de Franquias), que acontecerá em Santiago, no Chile, e contará com 40 expositores.
“Atendemos muitas empresas internacionais presentes no Brasil que gostariam de ter nosso padrão de serviços e atendimentos em outros países”, explica Fernando Sodré, presidente da Limpidus. Nesse momento, a empresa está concentrando esforços principalmente nos países da América Latina.

Logo depois, a empresa seguirá para a capital da Argentina, Buenos Aires, para participar da Exposicíon Internacional de Franquicias y Negócios, que acontecerá de 26 a 28 de agosto.
“Durante esses eventos, temos a oportunidade de conversar com investidores interessados em novos negócios, além de conhecer o mercado local e participar de eventos paralelos, que nos auxiliam nos negócios do setor de franquias”, ressalta Sodré.

Um dos principais diferenciais da franquia da Limpidus é a garantia de clientes iniciais que a franqueadora oferece a seus franqueados. “Assim, quando o franqueado entra para a rede, já recebe clientes ativos em sua região”, afirma Eliana Gera, diretora de expansão da empresa. Por esse motivo, explica, “o franqueado quando entra para a rede não precisa se ocupar tanto em buscar o primeiro cliente”.

Sobre a Limpidus

A Limpidus é a maior rede nacional de franquias de limpeza comercial. Com 35 anos de atividades e operações em quase todas as capitais e principais cidades do País, a Limpidus conta hoje com uma rede de mais de 100 franqueados que atendem diariamente cerca de 3500 empresas das mais diversas áreas e segmentos de mercado, como AMBEV, AON, APPLE, EMBRAER, GLOBO, ETERNIT, EVEN, HOTÉIS MELIA, UNITED AIRLINES, VISA , YAKULT dentre outros. A Limpidus foi uma das precursoras no Brasil no desenvolvimento de soluções sustentáveis na área de serviços de limpeza corporativos, com o lançamento de seu exclusivo Programa GreenClean® em 2008, sendo hoje reconhecida como referencia neste tema no país. A empresa é associada ao USGBC United States Green Building Council e a ISSA International Saniatry Suplly Association.

Valisere lança novo modelo de franquia

Interessados em abrir uma franquia Valisere vão ter à disposição um novo modelo de negócios, o Valisere BRANDS. O projeto visa garantir a distribuição das marcas: Valisere, Triumph, Valfrance, Sloggi, Água Doce e Classic, em um canal especializado. O novo modelo vem para complementar o atual modelo de franquia premium, que é aplicado nos principais shoppings nacionais.

As unidades estão previstas para cidades com menos de 400 mil habitantes, sendo de rua ou shopping, e para shoppings nas capitais focados no público B/C. O projeto é simplificado, e tem custo que pode chegar até R$ 2 mil o metro quadrado. Estarão disponíveis um amplo mix de produtos, contando com as linhas da Valisere (multimarcas e exclusivas como: Atelier, Meu 1º Valisere, Homewear e acessórios), Praia (Água Doce e Classic), Valfrance, Triumph e Sloggi.

A rentabilidade estimada é de 15%, com retorno de investimento a partir de 24 meses.

Para a abertura a Valisere dá todo suporte ao franqueado, como: escolha do ponto comercial, estudos de viabilidade, formação do franqueado e equipe de venda, estoque inicial e assessoria de imprensa para inauguração. Além disso, consultoras farão análise mensal de indicadores e performance, dando todo o suporte necessário para que o franqueado tenha condições de atingir o melhor desempenho.

Modelo Premium

A Valisere também conta com o modelo de franquia tradicional. Neste caso, o investimento gira em torno de R$ 400 mil, para lojas de 35 a 45 metros quadrados, com prazo de retorno atraente. Este modelo é aconselhado para grandes cidades, com lojas em shoppings ou ruas com grande movimentação de pessoas.

A marca apoia seus franqueados em todas as fases do negócio, realizando estudo de viabilidade econômica, negociação com shopping Center, montagem e abertura da loja, seleção da primeira equipe de trabalho, sistema integrado de gestão da operação, showroom semestral para pedido e alinhamento comercial, entre outros.

 

Patroni apresenta novo modelo de negócio na 22ª Franchising Fair, em Salvador

A Patroni, maior rede de pizzarias do Brasil, decidiu apostar em um modelo de negócio compacto, chamado Patroni Expresso, desenvolvido para ser implantado em locais que possuem alta movimentação de pessoas, favorecendo a compra por impulso. A novidade será apresentada ao público nordestino durante a 22ª Franchising Fair, realizada de 21 a 23 de agosto, no Bela Vista Shopping, em Salvador (BA).

De acordo com o diretor de marketing da rede, Rafael Augusto, é importante que o potencial franqueado possa conhecer diferentes modelos de negócios e decidir pelo que mais se idientificam. “Quando conversamos sobre a franquia, muitos interessados pensam apenas nos indicadores principais – que são obviamente muito importantes – mas é de suma importância entenderem o conceito da marca”, revela o executivo.

O modelo compacto é perfeito aos que possuem até R$ 150 mil para investir, valor aquém dos R$ 400 mil necessários para a implantação de uma loja Patroni Classic, destinada ao público classes C e D, ou dos R$ 450 mil para uma loja Patroni Premium, com foco nas classes A e B. O cardápio é composto pelas famosas pizzas, servidas em pedaços, além de cachorro quente, lanches na ciabatta, coxinha, pão de queijo, sorvetes, café, sucos e refrigerantes.

“Além de oferecer uma nova opção de investimento, buscamos alternativas para que a franquia possa expandir a atuação no mercado e implantar unidades fora de shopping centers, onde já opera por meio das 192 unidades espalhadas pelo Brasil. Com isso, o modelo Expresso pode ser inserido em locais que possuem ampla movimentação de pessoas, como ruas, estádios de futebol, estações de metrô, centros empresariais, casas de show e outras alternativas. A Bahia possui um potencial imenso para expandirmos com lojas da marca. Buscamos locais como Barreiras, ou até mesmo cidades do interior, para implantar novas unidades. Hoje, contamos com quatro lojas no estado, em Camaçari, Itabuna e duas em Salvador”, explica o presidente da Patroni, Rubens Augusto Junior.

Para o ano de 2015, a Patroni conta com um plano de expansão agressivo, visando a implantação de 95 unidades, sendo 50 no modelo Expresso e 45 entre os formatos Classic e Premium. A rede faturou R$ 335 milhões em 2014 e planeja um crescimento de 20% para este ano.

Clear Clean lança novos serviços para continuar crescendo

Mesmo diante de um cenário econômico não muito positivo, algumas empresas criam a oportunidade para crescer, como é o caso da Clear Clean. A rede de microfranquias de limpeza residencial e comercial, que está em plena expansão, anuncia mais um serviço de limpeza e passa a oferecer higienização de carpetes e tapetes e impermeabilização estofados.

A oferta de novos serviços faz parte do plano estratégico da empresa para continuar crescendo em 2015. Segundo Clovis Campos, sócio e gerente geral da rede, essa é uma estratégia que envolve prestar atenção na necessidade do cliente. “Esse período de crise é uma oportunidade para avaliar em quais áreas podemos atuar. Nesse caso, queremos oferecer um serviço cada vez mais completo de limpeza para nossos clientes. Uma estratégia que vem alinhada com a repercussão da PEC das Domésticas, que abriu mercado para o setor de limpeza terceirizada”, comenta.

Em 2014, o faturamento da empresa foi de 1,3 milhão de reais. Para este ano, a expectativa é alcançar 4 milhões. No primeiro semestre a rede abriu oito novas unidades, chegando ao total de 17 em funcionamento. Até setembro serão abertas novas unidades em São José do Rio Preto, São Caetano e Santo André.

Outro ponto a favor da rede é o fato de ser uma microfranquia, que a torna atraente para quem quer ter um negócio próprio, pois tem opções de investimentos a partir de R$ 25,5 mil. O faturamento médio mensal varia de R$ 20 mil a R$ 35 mil, com prazo de retorno estimado entre 12 e 24 meses.

Sobre a Clear Clean

A Clear Clean é uma rede de franquias que atua no segmento de limpeza residencial e comercial. Alia um conceito inovador, profissionais altamente qualificados, os melhores equipamentos disponíveis no mercado atualmente e produtos biodegradáveis, com certificado verde, comprovando o respeito ao meio ambiente, garantem uma maior redução da sujeira, permitindo o menor consumo de água e energia. A empresa nasceu em abril 2013 depois de uma viagem de Clovis Campos para a Europa, quando conheceu o serviço. Na sua volta para o Brasil convidou Douglas Barbosa para tornar-se sócio e abriram a Clear Clean. Como houve muita procura por parte de interessados de diversas regiões não atendidas, os sócios decidiram franquear o modelo de negócio.

Ao agendar um horário, o cliente recebe sempre uma equipe com dois profissionais devidamente identificados e uniformizados. A empresa oferece uma sistemática que evita qualquer tipo de contaminação cruzada (cores diferentes de panos de limpeza), detalhes de hotelaria na limpeza, como fita indicando a higienização do vaso sanitário; e um seguro de responsabilidade civil, caso algum bem seja danificado. Outro grande diferencial da rede é o envio de um coordenador, após a limpeza, à casa dos clientes, para verificar se tudo foi realizado dentro dos padrões de qualidade da empresa.

TZ Viagens inaugura nova loja da franquia em Maringá

Inaugura nesta quinta-feira (06) a primeira loja da TZ Viagens em Maringá (PR). A franquia, que é de Curitiba, tem outras 25 unidades em todo o país e prepara um coquetel para celebrar o início das operações na cidade. Por ser uma agência multisserviço, atua em todas as áreas do turismo.

Apesar de pertencer ao Grupo Schultz, a franquia TZ Viagens trabalha com pacotes de diversas operadoras, posicionando-se como multimarca dentro do segmento de agências de turismo. “A chegada da marca a Maringá reforça a estrutura da cidade em receber uma franquia de multissegmento, com programas que integram intercâmbio, lazer e também corporativo”, diz Paulo Manuel, diretor executivo da TZ Viagens.

Franqueada da cidade, Flávia Gonçalves vê com animação a nova empreitada. “Eu fui comissária de bordo por muitos anos e os viajantes sempre me perguntavam a respeito dos pacotes, então quando resolvi ter meu próprio negócio, optei por uma agência de turismo”, explica Flávia. Ela ainda ressalta que, por ter um portfólio ampliado de produtos, a TZ é uma empresa que faltava em Maringá.

TZ Viagens:
Rua Néo Alves Martins, 2999, Centro – Maringá (PR)

Sobre a Schultz
A Schultz Operadora de turismo é uma empresa paranaense há 29 anos no mercado. Atua em diversas frentes para proporcionar ao agente de viagem as melhores condições em roteiros e destinos ao redor de todo o planeta. Além dos diversos programas de viagens, a Schultz é referência em assessoria especializada em passaportes e em vistos consulares sejam de turismo, estudos ou negócios, em cursos no exterior e locação de veículos e hotéis. Também proporciona, com a Vital Card, a melhor assistência e seguro de viagem com centrais de atendimento em todo o mundo.

Empório Döll é destaque na ABF Franchising Expo 2015

A Feira, realizada em São Paulo nos dias 24 a 27 de junho, foi recorde no número de visitantes e reuniu franqueadores, fornecedores e candidatos a franquias, que puderam conhecer e analisar negócios de todos os segmentos e valores.

O Empório Döll,  atuando há 35 anos em Florianópolis, onde é referência em produtos naturais, fez a sua  estreia na Feira, sendo a grande novidade do segmento.

O conceito inovador de canalizar 70% do espaço físico das lojas para a venda de produtos a granel e adaptar para nossos dias o modelo dos antigos empórios;

A utilização de embalagens produzidas com resíduos de bagaço de cana, que se degradam em até 90 dias, sem produzir dano ao meio ambiente;

Projeto arquitetônico das lojas feito por um arquiteto renomado e premiado, que utiliza madeira e materiais sustentáveis;

E um mix completo de produtos que contempla todas as necessidades atuais do consumidor que busca uma vida saudável, fazem do Empório Döll uma oportunidade única para os empreendedores que buscam um negócio que,  além de retorno financeiro, proporcione o prazer de estar contribuindo para a saúde de seus clientes e para a sustentabilidade do planeta.