Espetto Carioca estreia em São Paulo na ABF Franchising Expo

A rede carioca de bares Espetto Carioca, conhecida pelos seus mais de 50 sabores de espetos de variados tipos, participará pela primeira vez da ABF SP 2015. A marca contabiliza 19 unidades em operação, sendo 14 delas franquias, em apenas cinco anos de existência. O próximo passo agora é expandir para fora do Rio, principalmente para a cidade e o interior de São Paulo. A primeira unidade com esse foco será a cidade de Piracicaba, com inauguração prevista para novembro desse ano.

Além de São Paulo, a rede tem projetos de expansão na Cidade Maravilhosa. O Espetto Carioca deverá abrir mais sete unidades nas zonas Norte (Norte Shopping), Sul (Leblon) e Oeste (Barra da Tijuca), ainda em 2015. A marca também pretende entrar de vez nos shopping centers das principais capitais do país e está confiante na repercussão da marca durante a feira para mapear um novo plano de expansão.

O investimento inicial mínimo para fazer parte da rede é de R$ 120 mil (modelo quiosque), variando de acordo com o tamanho da unidade, que pode medir de 9m2 (quiosque) a 120m² (loja). Independente do investimento, o prazo de retorno médio é de até 24 meses, dependendo da operação e administração.

Para o diretor e um dos sócios fundadores da rede, Bruno Gorodicht, a diversidade de modelos de negócio e a popularidade do produto ajudam a atrair cada vez mais interessados. “Temos diferentes modelos de negócio para diferentes tipos de investimentos. O nosso produto é muito versátil e tem boa aceitação pelo público em geral. Todos esses ingredientes juntos motivam e incentivam os novos investidores”, afirma o executivo.

Sobre o Espetto Carioca

A marca carioca existe desde 2010 e a primeira unidade nasceu na Barra da Tijuca, mais precisamente em um mini mall próximo a um grande condomínio residencial. “O ponto estava às moscas e moravam cerca de 20 mil pessoas nesse lugar. Quando abrimos, foi de cara um sucesso!”, relembra Leandro Souza, outro sócio fundador, que decidiu abrir o negócio depois de voltar dos EUA e apostar na ideia de empreender.

O clima descontraído e animado dos bares e a qualidade da comida é a equação de sucesso para o negócio. Com 19 pontos em operação no Rio de Janeiro, a marca continua em constante crescimento e pretende atingir mercados fora do estado, chegando a São Paulo ainda ao longo desse ano.

Grupo Ornatus leva suas 7 marcas para a ABF Franchising Expo

Pelo sétimo ano consecutivo, o Grupo Ornatus marca presença na ABF Franchising Expo, a maior feira de franquias do mundo, realizada de 24 a 27 de junho no Expo Center Norte, em São Paulo. Durante o evento, o Grupo – detentor das marcas Morana e Balonè Fashion Bijoux (acessórios femininos), Jin Jin Wok, Jin Jin Sushi, My Sandwich e Little Tokyo (alimentação) e Love Brands (co-branding) – apresenta todas as suas redes de franquias e modelos de negócios diferenciados.

Com mais de 420 lojas no Brasil e unidades da Morana no exterior, o Grupo Ornatus obteve um faturamento de R$ 347 milhões em 2014. Para este ano a previsão é inaugurar 60 novas lojas, sendo 15 de alimentação e 45 de acessórios.

Quiosques: opção de investimento mais acessível

Modelo de negócio rentável, investimento acessível e conveniência para o consumidor. Essas são algumas das características de uma operação no formato quiosque, cujo modelo está sendo adotado por diversas redes de franquias. Com custo inferior ao de uma loja tradicional de shopping center, o quiosque é ótima opção para quem deseja ter o negócio próprio, mas não dispõe de um valor alto de investimento.

No Grupo Ornatus já é possível adquirir franquias de quiosques de quatro das sete marcas existentes. No segmento de acessórios femininos, o empreendedor conta com Morana e Balonè Fashion Bijoux, disponíveis por um baixo custo de investimento, cerca de R$ 100 mil, e também menor custo operacional. Uma loja convencional de ambas as marcas, por exemplo, tem o investimento inicial em torno de R$ 350 mil e R$ 300 mil, respectivamente.

Já no segmento de alimentação, o Grupo oferece quiosques da Jin Jin Sushi e da MySandwich. A grande vantagem também é o custo: cerca de 70% menor quando comparado ao modelo tradicional. Além disso eles permitem explorar diferentes nichos, como hospitais, universidades, supermercados e sedes corporativas com circulação acima de 3 mil pessoas. “Além de proporcionar comodidade para o consumidor, que não precisa se deslocar até o shopping center para realizar uma refeição, as redes oferecem alimentos saudáveis e de fácil consumo”, explica Eduardo Morita, diretor de Desenvolvimento e Negócios do Grupo Ornatus. Interiorização: oportunidades e crescimento fora das capitais

Com o desaquecimento da economia, a alta nos valores imobiliários e a busca por opções acessíveis de investimentos, algumas redes de franquias estão expandindo longe das capitais. No Grupo Ornatus essa mudança começou em 2012 com a criação do formato light, modelo de franquia mais compacto e econômico, disponível para as marcas Morana e Balonè Fashion Bijoux.

Com foco em cidades do interior que tenham até 250 mil habitantes, bom poder aquisitivo e forte potencial de crescimento, o formato light, ao ser comparado ao modelo tradicional, é uma opção mais acessível para quem deseja abrir uma franquia, pois o investimento pode ser até 25% inferior. A diferença está, principalmente, nos componentes internos da loja e no estoque por metro quadrado. A primeira marca do Grupo Ornatus a aderir ao formato light foi a Morana, e atualmente são mais de 50 operações nesse modelo. “Em virtude do excelente resultado, implementamos o projeto também para a Balonè”, diz Eduardo Morita. Recém-introduzida ao formato light, a marca inaugurou a primeira unidade em Poços de Caldas (MG) e está sendo um sucesso.

Enquanto a Morana tradicional tem investimento inicial de R$ 350 mil e a Balonè de R$ 300 mil, no modelo light de ambas a previsão é de R$ 200 mil. “O formato light ajuda a expandir a marca para o interior dos Estados. Apesar de a média de retorno ser menor do que na loja convencional, há casos em que ela oferece retorno financeiro igual ou superior ao obtido no formato tradicional”, afirma Morita.

Internacionalização da Morana

No segundo semestre de 2014, O Grupo Ornatus retomou os projetos para a expansão da Morana no mercado internacional. A marca, que já tem uma operação em Los Angeles, nos Estados Unidos, e duas em Lisboa, em Portugal, chegou à Málaga, na Espanha. A rede inaugurou um quiosque dento do El Corte Inglés, a maior loja de departamentos da Espanha, com mais de 100 unidades. As inaugurações não param por aí e, em 2015, o Grupo pretende inaugurar cerca de cinco operações nos Estados Unidos.

Divino Fogão lança um novo formato de negócios

O Divino Fogão, rede com 184 lojas em todo o Brasil, acaba de anunciar uma nova operação, o Divino Fogão no Prato, que traz a qualidade e o padrão das refeições da marca tradicional. O primeiro piloto será aberto no dia 23 de junho, na praça de alimentação do Carrefour Giovanni Gronchi, na zona Sul de São Paulo. Com uma metragem menor, de 39 m2, a loja do Divino Fogão no Prato é uma ótima opção para locais que não comportam uma loja convencional.

“Com mais de 30 anos de história, decidimos surpreender com um projeto de investimento inicial menor do que uma loja tradicional do Divino Fogão, mas com a mesma qualidade e tempero da fazenda”, afirma Reinaldo Varela que, além de fundador e presidente do Divino Fogão, é o idealizador do Divino Fogão no Prato.

Além dos supermercados e centros comerciais, a nova operação deve chegar aos outros espaços que possam nos proporcionar uma unidade menor. Segundo Reinaldo Varela, a expectativa é expandir o negócio para novos e atuais franqueados.

O Divino Fogão no Prato oferecerá o mesmo cardápio servido no buffet da rede, mas com um formato de serviço à la carte. Por dia, serão oito opções, que podem variar de virado à paulista, picadinho à brasileira, escondidinho de carne seca a opções mais leves, como filé de frango ou bife grelhados com legumes refogados, arroz e feijão.

Outra novidade desse novo modelo de negócios é a instalação de um “batatoduto” em frente à loja. O cliente poderá adquirir separadamente o cone de batata frita de 200gr, com o molho escolhido e acoplado na embalagem.

Para o período da noite, o Divino Fogão no Prato terá à disposição do cliente, um cardápio de caldos, além de omeletes, lanches e aperitivos.

“A busca da otimização de custos, por meio de um gerenciamento operacional correto, é primordial para que o negócio prospere. Este será o principal diferencial desta loja”, ressalta a consultora de nutrição e gastronomia Danielle Olha.

De acordo com a franqueada Vanessa Buglione Monteiro, este novo empreendimento será um ponto de referencia na área de alimentação. “É bom salientar que a empresa é como uma pessoa. Não adianta ter belo potencial à disposição se não há uma competente administração para realização dos objetivos”, enfatiza.

A nova loja também surpreenderá visualmente o público, com um cenário moderno. “Estamos muito próximos de garantir o sucesso do nosso projeto, criado por uma empresa especializada em arquitetura de conteúdo, a IMAGIC Brasil, que elaborou para o público um surpreendente visual cenográfico que se conecta à culinária do Divino Fogão”, complementa Vanessa.

Desde 1984, o Divino Fogão lançou-se no mercado com uma estratégia inovadora, servindo o que há de mais saboroso e variado da comida típica da fazenda. Hoje, o Divino Fogão é nacionalmente reconhecido por seus produtos de excelente qualidade e com sabor genuinamente brasileiro. Receitas próprias e exclusivas foram desenvolvidas ao longo dos anos, procurando atender o gosto e o paladar brasileiro. A rede conta hoje com 184 restaurantes presentes em todas as regiões do País.

Conheça as 70 marcas que participarão pela primeira vez da ABF Franchising Expo

Demonstrando sua força, o mercado de franquias brasileiro apresentará nesta 24ª edição da ABF Franchising Expo, 70 redes que participarão pela primeira vez da maior feira do setor no mundo.

A oportunidade de ter contato e dar visibilidade à marca junto a um público de investidores, formado em sua maioria por empreendedores interessados em ingressar ou ampliar sua atuação no franchising são atrativos para os novos expositores.

Para a presidente da Associação Brasileira de Franchising, Cristina Franco, “a participação de redes estreantes na Feira a cada ano demonstra que o brasileiro reforça o seu espírito empreendedor e que as marcas escolhem o sistema de franquias como estratégia de expansão”.

Confira abaixo a lista das marcas que estão expondo pela primeira vez na ABF Franchising Expo e programe sua visita:

 

Marca

ACQUALIVE

ACTION 360 FRANCHISING

ÁGUA INMACULADA

ALTEC

AMABILITÀ

ARMAZÉM PORTUGUÊS

AZUKI SABORES DO JAPÃO

BEAUTYPARIS

BRASTEMP

CANTÃO

CHIFON

DELTAEXPRESSO

DIREITO DE OUVIR

DOCSYSTEM

DOUTOR LUBRIFICA

DUCHA COSMÉTICOS

EL ESCONDITE

EMPÓRIO DÖLL

ESPETTO CARIOCA

EVIDENTE

FATTO A MANO

FIBER

FRY´S

FUTURE SISTEMA DE ENSINO

GRILLA – SANDUICHE DE CHURRASCO

GRUPO BARREIRO

GRUPO INFINITA

HIPERSERVICE

ICE CREAMY

IGUI TRATA BEM

IPHONE SOLUTION

JÚPITER

LA LUCHA SANGUCHERIA CRIOLLA

LA PERGOLETTA

LAS CANASTAS “PARRILADAS & POLLOS”

LFG

LOS PALETEROS

LUG´S

MAPA DA MINA

MARIA BONITA ESMALTERIA

MAYBELLINE NEW YORK

MOTOCAR

  1. CHINESE

MYSANDWICH

NITOS

OPTICON

PEARSON

PET BONOSSO

PHOENIX

POLYCOUROS BRINDES

QUIKSILVER

RANCHO COLONIAL GRILL

RENOVA DESIGN

SABOR & SAÚDE

SAN MARTIN CORRETORA DE SEGUROS

SISCOBRAS

SÓBRANCELHAS

SOLUTUDO

SPIRITO SANTO

SUBSTÂNCIA

SUNGLASS BRASIL

SUPLICY CAFÉS

TEZCA PALETERIA

THIRAN

TRADICIONAL BOLOS CASEIROS

UNA DEPILAÇÃO

VIA VERDE

VIGIA ONLINE

VINHO & PONTO

VIRTUAL AGE

WINPERFORMANCE

ZIP LUBE

CEBRAC inaugura unidade em São José do Rio Preto

No próximo dia 26, o Centro Brasileiro de Cursos (CEBRAC) vai inaugurar uma nova unidade na cidade de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. Seguindo sua estratégia de expansão, a rede de franquias pretende abrir mais 24 unidades em diversas regiões até o final deste ano.

A escola de São José do Rio Preto vai contar com recursos mais modernos nas aulas, ampla capacidade de atendimento aos futuros alunos e oferta dos cursos de Farmácia, Melhor Idade Online, Assistente Administrativo Completo, Inglês e Geração Web.

“As cidades do interior de São Paulo estão ganhando importância econômica e consequentemente a demanda por qualificação profissional aumenta, pois o mercado de trabalho fica mais exigente nestes locais. Diante deste cenário, o CEBRAC enxerga diversas oportunidades para continuar crescendo”, conta Fabio Pozza, diretor de mercado da franqueadora.

Os cursos profissionalizantes do CEBRAC focam nos jovens que buscam melhores oportunidades de emprego nas áreas de desenvolvimento pessoal, administrativa, saúde, tecnológica e industrial. A instituição se diferencia pela metodologia que utiliza com disciplinas teóricas e práticas para facilitar a entrada dos estudantes no mercado de trabalho.

Com a crescente busca pela profissionalização, a rede é atraente para quem busca investir numa franquia, visto que aproximadamente 30% das unidades do CEBRAC faturam mais de R$ 2 milhões por ano, e mais da metade das escolas ultrapassam a marca de R$ 1 milhão por ano. A instituição tambémfoi eleita por três vezes consecutivas a melhor franquia de treinamentos e cursos do Brasil e conta com alta taxa de satisfação dos franqueados, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Sobre o CEBRAC – O Centro Brasileiro de Cursos – nasceu em 1995 com a vocação de educar e qualificar pessoas por meio de seus diversos cursos profissionalizantes.  As opções de cursos têm formado milhares de profissionais do mais alto nível em suas áreas de conhecimento para o mercado de trabalho. Além de conhecimentos técnicos, os cursos focam no desenvolvimento pessoal, que faz com que o aluno também se prepare em termos de comportamento pessoal e postura profissional. A rede de franquias ganhou pelo oitavo ano consecutivo, o Selo de Excelência em Franchising (SEF), chancela que atesta a qualidade e competência da marca e que é concedida pela entidade que rege o setor, a Associação Brasileira de Franchising (ABF).  O CEBRAC foi eleito também por três vezes consecutivas como a melhor franquia do Brasil no segmento de Treinamentos e Cursos. A franqueadora já superou a marca de 150 unidades em todo país, marcando presença nas principais capitais e cidades do país. Para abrir uma franquia da rede, o investimento inicial é a partir de R$ 215 mil, com prazo de retorno entre 14 e 24 meses.

Ex-vendedor de caixões tem 11 franquias e fatura R$ 1,6 milhão por mês

Quem poderia prever que um vendedor de caixões se transformaria em um empreendedor de sucesso? Foi isso o que aconteceu com o franqueado da Minds English School, rede de franquias especializada na língua inglesa, Anderson Teodoro.

Formado em Administração de Empresas, o profissional era vendedor de planos funerários e caixões, mas por se tratar de um nicho de mercado muito difícil de ser bem-sucedido, preferiu trocar de ramo para atuar na área comercial da Minds. Nesta época, ele nem sonhava que estava dando o primeiro passo para se tornar proprietário de 11 unidades da franquia em diversas regiões do país.

Anderson foi promovido para o cargo de gerente em poucos meses na rede de idiomas e estava satisfeito por ter alcançado seu grande objetivo profissional. Mas, a CEO da empresa, Leiza Oliveira, que sempre desenvolveu o conceito de empreendedorismo nos funcionários, incentivou o colaborador a abrir uma unidade. A oportunidade surgiu em Belém, no Pará, visto que a cidade estava crescendo e a demanda era promissora. O sucesso foi tamanho que o franqueado iniciou a abertura de escolas em outros estados também.

“Com a Minds alcancei um alto nível de crescimento pessoal e aperfeiçoamento da minha carreira. Cresci junto com a rede e atualmente, sou proprietário de unidades em Belo Horizonte, Pará, Rio de Janeiro, Piauí e no Maranhão e ainda tenho planos de inaugurar mais duas este ano”, destaca Teodoro.

Dentre as escolas do franqueado, que faturam cerca de 150 mil reais em média por mês e contam com um quadro de 30 colaboradores cada uma, está a de São Luiz do Maranhão que se consagrou como a maior da rede em infraestrutura e também em número de alunos que já somam 2500.

A rede pretende alcançar em 2015 a marca de 80 escolas em todo território nacional e busca novos franqueados ou empreendedores dispostos a investir entre R$ 200 e R$ 250 mil, com prazo de retorno do investimento em 24 meses.

Seletti usa modelos de lojas compactas para acelerar expansão

O Seletti Culinária Saudável, rede número 1 de fast food saudável, participa pela 6ª vez da ABF Franchising Expo, maior feira de franquias do mundo, que acontece entre os dias 24 e 27 de Junho, no Expo Center Norte, em São Paulo, para ampliar ainda mais a presença da rede no país.

De acordo com Luis Felipe Campos, idealizador e diretor da marca, a meta é de que a rede cresça cerca de 45% em 2015, o que deve totalizar 55 unidades entre abertas e contratadas. Campos conta que a franqueadora adotou a estratégia de crescimento em espiral, priorizando a abertura de novas lojas em cidades que já contam com ao menos uma unidade do restaurante em operação. “O objetivo é fortalecer a atuação da marca aproveitando área em que já temos know how, parceiros desenvolvidos, operação logística estabelecida, etc. Além de facilitar o dia-a-dia da operação, ainda há um ganho relacionado à capilaridade da marca”, avalia. O plano global de crescimento do Seletti prevê chegar a 150 operações em todo o Brasil até o ano de 2019 de maneira sustentável.

Atualmente são 35 lojas em operação, em shoppings centers, em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Piauí, Ceará e Distrito Federal. O plano de crescimento tem como focos principais a consolidação e fortalecimento da rede no Sudeste, especialmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. Campos destaca que o Rio de Janeiro deve receber pelo menos três novas unidades da rede, com a possibilidade de abertura, inclusive, de uma loja de rua. “Essa é uma novidade que estamos estudando e que devemos viabilizar em breve. Uma loja de rua vai nos oferecer possibilidades interessantes, como um salão para receber os clientes e proporcionar que façam ali suas refeições, ampliação do cardápio, com a entrada de itens para café da manhã e uma alternativa aos aluguéis praticados pelos shoppings centers”, explica. Além da capital, que já conta com uma operação, cidades do interior como Macaé, Volta Redonda, Campos, Resende, Niterói, Nova Iguaçu, São Gonçalo, Duque de Caxias e São João do Miriti fazem parte do mapa de expansão. São Paulo deve receber mais cinco operações do Seletti neste ano, divididas entre capital e interior do estado. Interessam cidades como São Carlos, São José dos Campos, Taubaté, Sorocaba, Ribeirão Preto e Campinas, além de Santos, no litoral.

Outras cidades que estão na mira da rede de culinária saudável são Goiânia (GO) e o Distrito Federal. O executivo conta que espera abrir pelo menos três lojas nessas localidades. Em sua avaliação, além da preocupação das pessoas com saúde e bem-estar, as cidades concentram famílias com alto poder aquisitivo, ávidas por consumir qualidade. Belo Horizonte (MG) é alvo para abertura de pelo menos mais uma unidade do restaurante. O Nordeste do Brasil deve receber duas lojas, com destaque para João Pessoa (PA), que deve ter a primeira unidade Seletti em breve. Cidades como Olinda (PE), Garanhuns (PE), Arapiraca (PE), Maceió (AL), Mossoró (RN), Caruaru (PE), Juazeiro do Norte (CE), Sobral (CE), Salvador (BA), Vitória da Conquista (BA), Feira de Santana (BA), Campina Grande (PB), Aracajú (SE), Natal (RN), São Luis (MA) e cidades acima de 200 mil habitantes, como Jaboatão dos Guararapes, também estão na mira da rede para sedimentar a marca e estão na mira da rede na busca por candidatos.

O Sul do país também deve abrigar outras duas lojas da rede de restaurantes saudável em 2015 e chegar a 10 unidades até 2019. Florianópolis (SC), Balneário Camboriú (SC), Blumenau (SC), Joinville (SC) e Porto Alegre (RS) seguem na mira e as negociações devem ganhar força uma vez que Curitiba (PR) já conta com um restaurante em operação. “No total são 17 unidades que devemos negociar e abrir neste ano. Avaliando o atual cenário econômico e as perspectivas da própria ABF, que apontam para um crescimento na casa dos 9% do franchising neste ano, acredito que estamos em um bom caminho”, afirma Campos.

O executivo aposta na ABF Franchising Expo para gerar o interesse de novos investidores e seguir com o plano de expansão para as principais praças do Brasil. ”A ABF é uma grande vitrine! Uma excelente oportunidade para o networking e uma maneira de divulgar o nosso modelo de negócio. Estamos bem otimistas, apesar do cenário econômico. Mas estamos trabalhando ativamente com a equipe de expansão para atingir nossas metas e estrear nossa bandeira nas praças traçadas”, comenta Luis Felipe Campos, que neste ano, especificamente, aposta e acredita bastante no interesse dos investidores no modelo compacto da rede, o Seletti Fit, que traz muitas vantagens pelo investimento reduzido e gestão simplificada.

Seletti Fit – Modelo compacto

De olho em todas as possibilidades de crescimento, Luis Felipe Campos, desenvolveu uma nova modalidade de loja: o Seletti Fit. A ideia é expandir a marca também por meio de modelo compacto, que exigirá investimento menor. A rede já conta com uma unidade em operação em um posto de gasolina na zona oeste da cidade de São Paulo. Segundo Campos, a ideia de montar um modelo compacto de operação apresenta vantagens, como a gestão, administração e operação, mais simples, mão de obra reduzida, menu diferenciado e adaptado de acordo com o formato de negócio, além da questão do ponto comercial. A expectativa é de que outras três unidades sejam inauguradas em mercados estratégicos, como São Paulo e Rio de Janeiro, em 2015. “A estratégia é escolher a dedo esses centros comerciais menores e conseguir, com o formato reduzido, uma capilaridade maior para exposição da marca e, automaticamente, facilitar a sedimentação do Seletti nesse mercado”, avalia o executivo.

English Talk inaugura primeira unidade na capital paulista

O atual mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e para conseguir se destacar são exigidas dos profissionais diversas habilidades e diferenciais, dentre eles, o domínio de idiomas.  Diante desta tendência, o Grupo Prepara, um dos maiores grupos de franquias de educação do Brasil, com cerca de 200 mil alunos matriculados, quase 1 mil franqueados e mais de 1 milhão de alunos já formados, lança a English Talk. A marca é voltada para o público jovem e adulto, que deseja falar inglês com fluência e que, pela correria do dia-a-dia e necessita de horários flexíveis, aulas personalizadas, mobilidade de conteúdo, rapidez  e eficácia no aprendizado.

A primeira unidade está localizada em uma das zonas mais promissoras da capital, o bairro do Tatuapé, na zona leste de São Paulo. Mais duas unidades serão inauguradas esse mês no estado de São Paulo. A perspectiva do Grupo é que a rede English Talk encerre o ano com mais de 50 unidades em operação.

Com 455 anos e mais 75 mil habitantes, o Tatuapé concentra diversos empreendimentos imobiliários, comércios, escolas e universidades. “O distrito está em franca evolução e anseia por ensino de qualidade, o que contribui para a implantação de novos negócios e para expansão da nossa marca”, pontua Rogério Gabriel, fundador e presidente do Grupo Prepara.

“O mercado de educação está em alta na região e por já fazer parte deste universo, decidi investir em um negócio que fosse lucrativo e ao mesmo tempo benéfico à população. Optei pela English Talk, por acreditar nesse segmento de idiomas e, sobretudo, pela satisfação com a franqueadora, que dá total suporte e treinamento para que as unidades se estabeleçam, consolidem e gerem resultados aos empreendedores e alunos”, contemporiza o franqueado Jacques Castilla.

A inovação da marca começa na arquitetura dos centros English Talk, um ambiente omni-channel, inspirado nas charmosas coffeehouses, no qual os alunos vivem uma experiência de imersão total na utilização da língua inglesa.

Apresentando metodologia híbrida inovadora, utilizada pelas maiores universidades do mundo, a English Talk emprega uma tecnologia pioneira, desenvolvida em parceria com especialistas da USP e do ITA. “O programa adota as melhores práticas de interação presencial entre alunos e professores, combinadas com a entrega de conteúdo interativo online, games, aplicativos para, APIs de reconhecimento de voz, plataforma digital de alta tecnologia com recursos de gameficação, além de uma rede social exclusiva, na qual os alunos se comunicam em inglês”, finaliza Rogério.

UPTIME participa da ABF Franchising Expo em São Paulo

Com 14 anos de história, presente em 23 estados brasileiros e um total de 217 unidades, a rede mineira de escolas de inglês UPTIME marca presença na 24ª edição da ABF Franchising Expo. Com formatos de unidades variadas, a marca de franquias do segmento de educação tem investimento inicial a partir de R$ 65.600,00 e promete retorno do investimento de nove meses a 24 meses. O plano de expansão contempla todas as cidades do território nacional.

A UPTIME aproveita a participação na feira para apresentar seus produtos que tem como filosofia transformar vidas por meio do ensino de idiomas, incentivo ao empreendedorismo e da formação de líderes. Desde 2001, a rede presta serviços no ensino de línguas ao público, proporcionando o melhor retorno aos seus investimentos, bem como a satisfação de seus alunos e de toda a sociedade. A UPTIME é uma das empresas mantenedoras do Instituto Compartilhar, organização civil sem fins econômicos, idealizada pelo técnico da Seleção Brasileira Masculina de Vôlei, Bernardinho. A missão da entidade é promover a formação de crianças e adolescentes por meio do esporte.

Em 2015, a rede recebeu o prêmio de Destaque Master no Selo de Excelência em Franchising, outorgado pela Associação Brasileira de Franchising, assim como a Melhor Franquia do Brasil , na categoria Ensino de Idiomas pela revista Pequenas Empresas Grandes Negócios (2009,2013 e 2014). “A procura por ensino de idiomas tem aumentado muito nos últimos anos por demanda do mercado de trabalho. Nossa marca é uma excelente opção de negócio para quem vislumbra um futuro de sucesso, pois temos possibilidades de crescimento reais, com um plano de expansão por todo o País”, destaca Sérgio de Souza Monteiro, Chairman do UPTIME Group.

Vantagens e riscos de abrir uma unidade franqueada de marca iniciante

* Por Filomena Garcia, sócia-diretora do Grupo Cherto.

O mercado de franquias tem crescido de forma expressiva nos últimos anos. Por conta desse sucesso, o franchising tem atraído uma série de empresas que resolvem usar esse sistema para expandir seus negócios.

Segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising), existem hoje mais de 2.900 redes de franquias. Só em 2014, surgiram quase 240 novas marcas no mercado. Quem visitar a feira de franquias, que acontece de 24 a 27 de junho em São Paulo, vai se deparar com diversas estreantes.

Esse crescimento é muito positivo para quem quer comprar uma franquia, já que as opções se diversificam a cada ano. Porém, diante de tantas marcas, muitos investidores podem ficar em dúvida: afinal, vale a pena apostar em uma rede iniciante?

Para ajudá-lo a tomar sua decisão, vamos destacar aqui alguns pontos a serem observados antes de investir em nova franquia e os principais desafios que o candidato pode enfrentar ao fazer essa escolha:

  1. Histórico da empresa

O primeiro passo é entender quanto tempo a marca tem de experiência no mercado. Afinal, a empresa pode ser novata no sistema de franquias, mas pode ter muitos anos de história, seja como indústria que vende para lojas multimarcas ou mesmo varejista que opera apenas com lojas próprias.

Caso a empresa já tenha experiência, o investidor sabe que estará com alguém que conhece muito bem seu consumidor final, e isso é um ponto extremamente positivo.

  1. Opções de pontos de venda

Quem opta por investir em uma nova marca tem a grande vantagem de poder crescer junto com a rede. Afinal, o mercado ainda não foi ocupado por outros franqueados e as regiões de maior potencial para vendas ainda estão disponíveis. Isso significa que o candidato terá bons pontos de venda à sua escolha e ainda terá espaço disponível caso queira abrir outras unidades no futuro.

  1. Flexibilidade do sistema

O franqueador poderá ter maior abertura e flexibilidade em receber novas ideias e contribuições do seu novo franqueado, já que no início todos estão muito atentos para necessidades de ajustes e melhorias. Por isso, para aqueles que tem um perfil mais participativo, uma nova rede de franquia pode dar mais espaço para envolvimento do franqueado e espaço para interferir na construção do modelo de negócio.

  1. Formatação do modelo

Como o franqueador é novo neste papel, por mais que ele se esforce, estará aprendendo como lidar com o franqueado. É possível que ocorram algumas falhas. O importante aqui é o franqueado ter a certeza que o franqueador contratou uma empresa especializada para ajudá-lo na formatação da franquia, assim a chance de erros diminui consideravelmente.

  1. Plano de marketing

Se a marca ainda não for conhecida no mercado, o futuro franqueado deverá saber que levará mais tempo para que o consumidor se familiarize com os produtos e serviços da empresa. Isso não será um problema, desde que o franqueador tenha um bom plano de marketing para divulgação da marca e atração de clientes.

  1. Estudo potencial

Ao estimar quanto o franqueado terá de investir para abrir a franquia, quanto ele deve faturar nos primeiros anos e qual é o prazo de retorno do investimento, a franqueadora sempre considera os resultados de acordo com a média que a rede já possui.

Neste caso, uma marca nova terá pouco histórico, e por isso será fundamental que o franqueador apresente um estudo de potencial, e que o franqueado se certifique das bases desse estudo para validar os números.

Como você pode perceber, o que garante o sucesso de uma franquia não é apenas o seu tempo de experiência no franchising, mas principalmente o trabalho que esta por trás da marca, o aprendizado e todos os resultados o que ela já alcançou atuando em outros canais de venda. Tudo isso contará muito para que essa marca construa um futuro de sucesso no Franchising.

Petland quer ter 302 unidades na Grande São Paulo até 2020

Há um ano operando no Brasil, a Petland – rede de franquias (EUA) líder em comercialização de pets no mundo, com 48 anos de história no mercado Pet e presença global – segue firme com o plano de crescimento da marca.  Com dez lojas na capital paulista (seis em operação – dentre elas duas unidades próprias nos bairros de Campo Belo e Higienópolis – e quatro em construção), a meta da empresa é ter, somente na grande São Paulo, 302 unidades até 2020.

“Toda operação fora de São Paulo é executada por um máster franqueado. No momento, temos lojas-piloto também em Salvador (BA), Curitiba (PR). Em Vitória (ES) devemos abrir em setembro de 2015. O plano de expansão para a Bahia prevê 25 lojas, para o Paraná 40 lojas e 15 unidades no Espírito Santo até 2020”, conta Rodrigo Albuquerque, sócio-diretor da empresa no Brasil. Outros estados estão na mira para expansão da Petland – Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Distrito Federal e Pernambuco.

Os números são animadores. O faturamento médio, dependendo do tamanho da loja, pode chegar a R$ 876/m² quando a empresa atinge maturidade. O investimento inicial na franquia é a partir de R$ 350 mil, incluindo o treinamento de 10 dias na Universidade Petland. O prazo de contrato é de cinco anos, e o retorno vem de 24 a 36 meses.

Modelo de negócio:

A Petland traz ao mercado brasileiro o conceito único no mercado Pet. Lojas de bairro que forneçam uma experiência de compra inesquecível. “A palavra de ordem na empresa é interatividade! Possuímos animais nas lojas e áreas de socialização, permitindo que as pessoas brinquem com os filhotes e tenham uma experiência de fato diferente. Atrelado à interatividade, nossos Petlanders são devidamente capacitados para vender informação e não simplesmente produtos”, afirma Albuquerque.

Ainda segundo o executivo, esse modelo de negócio traz como conceito o atendimento baseado em geração de valor, permitindo aos lojistas potencializarem suas vendas e aos clientes melhorarem o relacionamento com seus pets, por meio de um vasto conteúdo. “A venda dos produtos está diretamente ligada à qualidade do atendimento e abordagem inteligente. Estamos nos posicionando no mercado como lojas de conveniência Pet, com política de preços atraente”.

A operação Petland contempla banho & tosa, day-care, venda de rações, acessórios e filhotes. A rede também oferece serviços diferenciados como, por exemplo, pet retrato, plano de saúde, entre outros.

“Segundo a Abinpet, o Brasil é o segundo maior mercado do mundo, com faturamento de R$ 16,7 bilhões. Todavia, falta profissionalismo no setor, com atendimento qualificado e experiência de compra. Baseado nessas premissas, a Petland está no Brasil para mudar o jeito que as pessoas vão a um pet shop”, afirma Albuquerque.

Franquia Guia-se cresce ao oferecer serviço de marketing digital

Quer conhecer uma franquia onde é possível trabalhar em casa, com investimento baixo (até R$ 30 mil), sem necessidade de gastos com a montagem de ponto fixo ou com funcionários, além de ter uma excelente relação investimento x retorno financeiro? Este pode ser o resumo da Guia-se Negócios pela Internet.

A Guia-se irá marcar forte presença na ABF Expo 2015 e quer se consolidar como a maior rede de franquias de marketing digital do país. A empresa recebeu pelo 3º ano consecutivo o Selo de Excelência em Franchising, com um índice de satisfação entre os franqueados de 86%. Atualmente, a Guia-se contabiliza mais de 100 unidades em funcionamento – em 70 cidades de 19 Estados brasileiros – e pretende chegar a 130 até o final deste ano.

José Rubens Oliva, responsável pela franquia Guia-se, também é Diretor de Microfranquias da ABF. Ele acredita em crescimento forte deste setor no país: “O segmento de franchising atravessa um cenário favorável no Brasil, especialmente em relação às microfranquias, nicho do qual a Guia-se faz parte. A área de atuação da franquia Guia-se é promissora, pois as verbas publicitárias migram cada vez mais para o mundo virtual, constituindo o marketing digital. Até por isso, a demanda pelos serviços cresce rapidamente por atingir muito mais consumidores do que uma estratégia de marketing tradicional”, analisa.

Este será o sexto ano consecutivo de participação da Guia-se na maior feira de franquias da América Latina. Além dos projetos de expansão da rede, a empresa pretende divulgar a marca, assim como seus produtos e serviços, entre eles: consultoria de marketing digital, criação de site, desenvolvimento de loja virtual, links patrocinados no Google e no Facebook, sites para imobiliárias, sites de Delivery, SEO – otimização de site, e-mail marketing, mídias sociais, hospedagem de site e e-mails e o Guia-se Sites Expressos – com mais de 70 mil empresas cadastradas, que são divididas por categorias como restaurantes, pizzarias, móveis, pet shops, estética, buffets, profissionais de casamento, etc.

Patroni apresenta operação de novo modelo de negócio na ABF Franchising Expo 2015

A Patroni, maior rede de pizzarias do Brasil, decidiu apostar em um modelo de negócio compacto, chamado Patroni Expresso, desenvolvido para ser implantado em locais que possuem alta movimentação de pessoas, favorecendo a compra por impulso. A novidade será apresentada ao público durante a ABF Franchising Expo 2015, realizada de 24 a 27 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo. Os mais de 62 mil visitantes esperados para esta iniciativa poderão usufruir de uma experiência real, já que a marca contará com uma loja do Expresso que irá distribuir fatias de pizza, hot dog, salgados e sorvetes.

De acordo com o diretor de marketing da rede, Rafael Augusto, é importante que o potencial franqueado possa vivenciar e experimentar o que irá vender. “Quando conversamos sobre a franquia, muitos interessados pensam apenas nos indicadores principais – que são obviamente muito importantes – mas é de suma importância entenderem o conceito da marca, e sentirem ao vivo como é a operação. Por isso, daremos a oportunidade para que os presentes possam comprovar a qualidade dos produtos por meio de uma experiência de consumo real”, revela o executivo.

O modelo compacto é perfeito aos que possuem até R$ 150 mil para investir, valor aquém dos R$ 400 mil necessários para a implantação de uma loja Patroni Classic, destinada ao público classes C e D, ou dos R$ 450 mil para uma loja Patroni Premium, com foco nas classes A e B. O cardápio é composto pelas famosas pizzas, servidas em pedaços, além de cachorro quente, lanches na ciabatta, coxinha, pão de queijo, sorvetes, café, sucos e refrigerantes.

“Além de oferecer uma nova opção de investimento, buscamos alterativas para que a franquia possa expandir a atuação no mercado e implantar unidades fora de shopping centers, onde já opera por meio das 192 unidades espalhadas pelo Brasil. Com isso, o modelo Expresso pode ser inserido em locais que possuem ampla movimentação de pessoas, como ruas, estádios de futebol, estações de metrô, centros empresariais, casas de show e outras alternativas. Neste primeiro momento, as praças de São Paulo e Rio de Janeiro são mais atrativas para receber uma unidade neste formato, mas estamos abertos às propostas para todos os estados”, explica o presidente da Patroni, Rubens Augusto Junior.

Para o ano de 2015, a Patroni conta com um plano de expansão agressivo, visando a implantação de 95 unidades, sendo 50 no modelo Expresso e 45 entre os formatos Classic e Premium. “Estamos otimistas com a participação na ABF Franchising Expo 2015, graças a loja real do Expresso que será montada em nosso estande. Com esta novidade, almejamos dobrar o número de interessados que voltam a nos procurar após o evento e se tornam franqueados da marca”, explica Rafael Augusto. A rede faturou R$ 335 milhões em 2014 e planeja um crescimento de 20% para este ano.

Franchise Store oferece assessoria gratuita para quem quer comprar uma franquia

Com quase 3.000 marcas franqueadas no mercado, a escolha do investidor fica muito mais difícil. Só na ABF Franchising Expo, haverá cerca de 500 expositores. A feira acontece de 24 a 27 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Como analisar tantas opções? Que critérios usar na escolha? Como diferenciar as marcas?  Para ajudar os futuros franqueados, a consultoria Franchise Store, que terá um stand na maior feira de franquias do mundo, oferece assessoria gratuita para o investidor.

Durante a assessoria, um consultor da Franchise Store irá entrevistar o investidor, questionar sobre seu histórico profissional, seus interesses, suas habilidades, seus sonhos e sua capacidade de investimento para, a partir desses dados, traçar um perfil do futuro franqueado e ajudá-lo a encontrar a franquia que mais combina com seus interesses. Os interessados podem agendar, desde já, seu atendimento: http://franquia.com.br/como-investir-em-franquias-com-seguranca/assessoria-gratuita/

Desde 2008, a Franchise Store, a maior loja de franquias da América Latina, participa da ABF Franchising Expo. Neste ano, o stand terá 176 m2. Um dos destaques será a divulgação de seu novo portal (www.franquia.com.br), além da oferta de serviços de consultoria para empresas que querem se transformar em franqueadoras.

Além do lounge da Franchise Store, o stand terá ainda a participação de outras 12 marcas: Academia Store (artigos esportivos do Palmeiras), Cantão (moda feminina), Direito de Ouvir (aparelhos auditivos), Empório Döll (produtos naturais), Imaginarium (decoração e presentes), Mahogany (cosméticos) , Maybelline (cosméticos), Onodera (tratamentos estéticos), Santos na Área (artigos esportivos do Santos), Suplicy Cafés (cafeteria), Valmari (dermocosméticos) e Zip Lube (serviços automotivos).

“A ABF Franchising Expo é uma ótima oportunidade para o investidor pesquisar o mercado de franquias, conhecer melhor o perfil das marcas e analisar os diferenciais dos modelos de negócio”, afirma Marina Dalul, sócia da Franchise Store. “Quem pensa em investir nesse mercado, não pode perder essa oportunidade.”

Sobre a Franchise Store (Grupo Cherto)

A Franchise Store, maior loja de franquias da América Latina, foi fundada em 2008. Atualmente, a empresa realiza a expansão de dezenas de franqueadoras e atende, por ano, mais de 6.000 investidores interessados em comprar uma franquia.

A Franchise Store é uma empresa do Grupo Cherto, que também é formado pela Cherto Consultoria (especialista em ocupação de mercado) e pela Cherto Atco (empresa que oferece treinamentos in company, palestras e cursos abertos). O Grupo Cherto nasceu em 1986, como a primeira consultoria de Franchising da América Latina. Marcelo Cherto, presidente da empresa, é um dos fundadores da Associação Brasileira de Franchising (ABF) e um dos principais responsáveis por difundir os conceitos do Franchising no país.

Sóbrancelhas apresenta novo modelo de negócio na ABF Franchising Expo 2015

A Sóbrancelhas, rede especializada na composição da estética do olhar irá participar pela primeira vez da ABF Franchising Expo 2015, que acontecerá entre os dias 24 a 27 de junho, no Expo Center Norte ,em São Paulo. Durante a maior feira do setor da América Latina, a marca irá apresentar o novo modelo de negócio e as inovações no da marca.

Os visitantes poderão conferir uma novidade da franquia já pioneira no modelo de quiosque no Brasil– a primeira unidade móvel do segmento, a “Sóbrancelhas Truck”, uma excelente opção para quem deseja investir. O formato proporciona mobilidade, rentabilidade e praticidade aos empreendedores. “A ideia surgiu de uma análise detalhada para reduzir custos de alugueis em shoppings e outros pontos comerciais, além de aumentar a lucratividade e conseguir atingir novos públicos”, afirma Luzia Costa, fundadora da Sóbrancelhas.

A “Sóbrancelhas Truck” possui um sistema completamente automatizado, onde o lojista é capaz de levar seu negócio para qualquer lugar da cidade.

Com esses destaques na ABF Franchising Expo, a marca prevê 65 novos negócios até o final do ano. “A feira é uma grande oportunidade para expor a marca, ter contatos com empreendedores de qualidade além de posicionar a Sóbrancelhas para o mercado como uma ótima opção de negócio”, afirma a franqueadora.

Atenta ao mercado, Sóbrancelhas compõe um mix de três modelos de negócios diferentes, sem perder a qualidade da marca, são eles: O quiosque, com investimento inicial de R$ 80 mil, a loja de shopping a partir de R$100 mil; além das lojas, a novidade “Sóbrancelhas Truck”, no valor de R$ 150 mil

O plano é tornar-se nacional

Em curto prazo, a franquia Sóbrancelhas, já apresenta uma expansão arrojada, que chama a atenção no mercado. A marca, hoje com 41 unidades e 65 contratos fechados, está focada inicialmente em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, mas seu mapa de expansão prevê ocupar todo o território nacional e terminar o ano com 130 franquias.

“O país está carente de mão de obra e serviços de qualidade no nosso segmento, e garantimos a entrega. Por isso, nossa expansão é rápida em mercados que são muito promissores para a Sóbrancelhas”, afirma a fundadora, Luzia Costa.

A rede oferece técnicas exclusivas e inovadoras no setor de beleza e estética. E a inovação está presente também nas opções de negócios — sendo, por exemplo, pioneira no modelo de quiosque — que distinguem a marca no mercado. Porém, não são só os serviços de qualidade que têm despertado o interesse de investidores de todo o Brasil.

Os números para quem deseja investir e ter seu próprio negócio também são muito atraentes. O faturamento mensal varia de 35 a 70 mil reais, com lucro líquido em torno de 45 a 50% do faturamento bruto.

“Nosso grande diferencial é a qualidade dos serviços, a segurança dos produtos usados, 100% descartáveis, a linha completa de cosméticos específica para tratamento e fortalecimento dos pelos e da pele, além da orientação dada a cada cliente sobre os cuidados e os riscos de cada procedimento”, finaliza Luzia Costa.

Com o objetivo de crescer em todo o Brasil, em cidades com 70.000 habitantes, a rede pretende chegar a um faturamento de aproximadamente R$ 4,5 milhões em 2015 e chegar a 300 unidades em três anos. A Sóbrancelhas gera cerca de 150 empregos diretos, atende a uma média

Clear Clean inaugura duas novas unidades em São Paulo

Em seu segundo ano de mercado, o crescimento da rede de franquias Clear Clean, especializada em limpeza residencial e comercial, vem chamando a atenção do mercado.  No início de junho a empresa inaugura duas unidades em São Paulo, nos bairros do Tatuapé e da Mooca, totalizando oito novas franquias abertas no primeiro semestre de 2015.

A rede, hoje com 17 unidades, pretende chegar até o fim do ano com 30 em funcionamento, e um faturamento estimado em R$ 4,08 milhões. A rede está focada inicialmente nas regiões Sul e Sudeste pela carência no serviço de limpeza profissional, mas contratos já estão em negociação em outras regiões do país.  “Nossa expectativa é dobrar o número de unidades até o fim do ano. Estamos em um segmento, o de franquias, que vem sofrendo menos que outros setores com os impactos da crise econômica vivida no país e está em franco crescimento”, explica Clovis Campos, gerente geral da Clear Clean.

Em 2015 foram abertas as unidades em Brasília, Barueri e São José dos Campos e Campinas, em SP; Anápolis, GP; e Teresina, PI.  Além da unidade piloto, na Vila Leopoldina, que se torna uma franqueada também este mês. Por ser uma microfranquia, a rede é muito atraente para quem quer ter um negócio próprio. Com opções de investimentos a partir de R$ 25,5 mil, o faturamento médio mensal varia de R$ 20 mil a R$ 35 mil, com prazo de retorno estimado entre 12 e 24 meses.  “A Clear Clean está crescendo pelo conjunto de negócio que é oferecido. Baixo investimento, com alta rentabilidade e rápido retorno”, finaliza Clovis.

Criada em 2014 para atender uma carência no mercado e profissionalizar o serviço de limpeza residencial e comercial,a Clear Clean teve um faturamento de R$ 1,3 milhão em seu primeiro ano de mercado, contabilizando um total de 9.780 limpezas.

Patroni reformula o cardápio e renova parcerias de co-branding

Após apostar na reformulação da identidade visual, a Patroni decidiu remodelar o cardápio oferecido nas 192 unidades da rede, espalhadas pelo Brasil. Os clientes da marca passam a contar com um novo modelo de cardápio, composto por um mix de pratos apurados e mais simples para facilitar a decisão final do cliente, visando o ganho de tempo na hora da compra e a eficiência do atendimento. Tais fatores contribuem diretamente na redução dos custos das lojas e na melhora da qualidade das vendas.

Segundo o presidente da Patroni, Rubens Augusto Junior, durante um momento de instabilidade econômica, as inovações contribuem de forma direta para que haja uma diferenciação do produto. Diante disso, o novo cardápio irá proporcionar aos franqueados a redução de 77 itens, entre produtos e insumos de estoque, para que haja mais eficiência operacional.

“Iremos disponibilizar aos clientes uma experiência de consumo exclusiva, aliada a produtos de qualidade, por meio de opções que exploram o conceito tradicional, italiano e caseiro. Nossa principal diferença o cliente irá perceber no paladar, e isso agora estará traduzido também no sentido visual das refeições. Temos como meta reduzir o Custo Médio das Mercadorias Vendidas (CMV) e dar mais rentabilidade ao mix oferecido, projetando melhorias significativas no resultado final”, explica Rubens Augusto Junior.

Além disso, a divisão do cardápio foi elaborada para que a Patroni disponibilize pratos em diferentes períodos do dia, seja no almoço, happy hour ou jantar, por exemplo. O desenvolvimento também engloba opções para uma refeição individual, dupla ou até mesmo em grupo, fazendo com que a marca se diferencie em uma praça de alimentação de shopping center.

O ponto alto da reformulação do cardápio é a nova campanha, que traz uma renovação nas parcerias de co-branding, com marcas como McCain, Hellmann’s e Philadelphia. A parceria engloba ações fixas e sazonais, que serão trabalhadas em diferentes períodos ao longo do ano. Na primeira ação sazonal, o produto em parceira com a Unilever é o Grill Don Patroni com arroz cremoso Hellmann’s, composto por arroz cremoso Caprese, frango ou carne grelhados com salada Patroni e mais dois acompanhamentos, por R$ 29,90. A refeição é farta e saborosa, assim como manda uma típica família italiana, para ser dividida em duas pessoas.  A primeira campanha terá início no mês de maio.

Entre as novidades, a Patroni apresenta também uma opção tipicamente brasileira, o Bife com Fritas. O prato é composto por um suculento bife de 150 gramas, acompanhado da exclusiva batata rústica da McCain e acompanhamentos à escolha do cliente, pelo valor de R$ 18,90. Outra opção inusitada e que carrega a extensão da linha dos famosos parmegianas da rede, com leitura de sabores de pizza, é o Parmegiana Pepperoni. Trata-se do tradicional prato Patroni, agora com rodelas de pepperoni e o famoso molho sugo artesanal da rede, nas opções de frango (R$ 19,90) e carne (R$ 21,90).

“Contamos agora com um cardápio mais alinhado ao conceito caseiro da marca, que gera diferenciação visual perante a concorrência e, consequentemente, mais fidelização e frequência”, ressalta o presidente da Patroni.

Em 2015, a marca também irá apostar em mecânicas de desconto, que geram maior fidelização do cliente. Serão lançados novos talões de descontos e a Patroni também estuda a viabilidade de investir em ações de cross channel marketing, com os parceiros da marca. Em 2014 a rede faturou R$ 335 milhões. Para 2015, prospecta a implantação de 95 novas unidades, sendo 50 no novo modelo de negócio Patroni Expresso e 45 entre os modelos premium e classic.

Marca investe em sapato de grife na sala de casa

Em tempos de e-commerce, quando a loja física ganha ares tecnológicos, o empresário Renato Kuyumjian decidiu remar contra a maré. Transformou a Quinta Valentina em uma operação de venda direta de calçados, mais especificamente em uma rede de franquias home-based. O resultado, pouco mais de um ano depois, superou todas as expectativas. A rede soma 44 unidades em operação, distribuídas por 13 estados, com faturamento estimado de R$ 10 milhões para 2015.

Com larga experiência no segmento de varejo, Kuyumjian abriu, com dois sócios, em 2009, em Goiânia, uma loja de calçados femininos fast-fashion no modelo autosserviço, algo inédito na região. Eram mil metros quadrados, distribuídos em seis andares com arquitetura sofisticada, serviço de copeira, música ambiente e atendimento premium. “Só em marketing investimos R$ 150 mil”, conta. “Contratamos uma designer que já trabalhava no desenvolvimento de 16 marcas de calçados de renome e grande expressão do mercado de moda tanto nacional quanto internacional. Demos a ela um tíquete médio para cada par, porém, menor do que os praticados por grandes marcas”.

O que eles não contavam, contudo, é que os sapatos, na realidade não fossem tão bons assim. “Descobrimos a duras penas que nosso produto não condizia nem com a marca, nem com o espaço, e nem com o nosso público alvo”, admite o empresário. “A cliente vinha uma vez e não retornava”. A saída foi esvaziar a loja, inclusive, com a doação dos pares não comercializados.

Em 2011, lição aprendida, os sócios da Quinta Valentina investiram na busca de novos fornecedores já consagrados no mercado. A mudança consumiu R$ 400 mil só na recompra do estoque. Como não adiantava colocar ainda mais dinheiro em marketing, o caminho foi comprar o passe de uma profissional com larga experiência no mercado varejista e uma carteira de clientes selecionadas, muitas delas formadoras de opinião. Para atrair a clientela que não tinha tempo, a loja passou a funcionar diariamente até às 20h, aos sábados até às 15h e aos domingos até às 12h. “Os custos aumentaram, mas as vendas não aumentaram na mesma proporção”, observa Renato. “A conversão era maior quando a gerente levava os calçados à casa das clientes”. Diante da constatação, a Quinta Valentina desenvolveu uma mala especial para transporte dos pares e incentivou a equipe a atender em domicílio.  Passaram os anos de 2012 e 2013 operando com a venda direta e a loja física, sendo que a primeira passou a responder por 30% do faturamento e a segunda registrava um custo fixo mensal de R$ 30 mil.

Foi a insistência de uma cliente em levar duas bags recheadas de calçados para sua cidade que abriu a possibilidade de transformar o negócio em franquia home based, de baixo custo e alta rentabilidade. A franquia foi formatada e lançada oficialmente em meados de 2014. O estoque inicial, com 88 pares, custa cerca de R$ 16 mil. Entre os diferenciais da rede está a possibilidade da clientela receber em casa ou no trabalho os modelos na numeração pedida e poder ficar com os sapatos por até 48 horas para experimentá-los ou ser atendida no local escolhido por ela.

Para garantir o controle da operação, os franqueados contam com um completo sistema de gerenciamento por meio de intranet, que permite controle exato de compra e venda, estoque e outros itens. Ao usar o sistema, o franqueado tem informações em tempo real sobre suas vendas, entrega de produtos, controle financeiro, carteira de clientes, estoque e pedido de compras.

A loja física fechou as portas com a abertura da rede de franquias de venda direta personalizada. Agora, a grande vitrine da marca é a shoe bag com capacidade media para 20 até 30 pares. Para compor o próprio mostruário, a franqueadora conta com cerca de 280 modelos de calçados, renovados constantemente. Em média, as franquias trabalham com um mix de 60 modelos, selecionados de acordo com o perfil de sua clientela. Há opções para todos os gostos, dos clássicos aos fashions, com tíquete médio entre R$ 189 e R$ 279, quem seleciona é o próprio franqueado. A meta é fechar 2015 com cerca de 500 franquias em operação.

Spedini apoia o franqueado da escolha do ponto à gestão da unidade

Quem investe através do sistema de franchising, além de buscar uma marca já consolidada no mercado almeja também o máximo de apoio na concretização e desenvolvimento do negócio. O suporte dado pela franqueadora é essencial para que a unidade adquirida se transforme realmente em um negócio de sucesso.

Na rede Spedini Trattoria Expressa, especializada em culinária italiana, um dos pontos determinantes para a concretização de negócios de vários interessados na marca foi o vasto apoio que a franqueadora dá aos franqueados não apenas na fase que antecede a inauguração da unidade, mas também depois que a mesma entra em operação.

O rol de suporte da rede contempla desde a assessoria na localização e assistência na negociação para a locação do ponto comercial escolhido, passando pelo fornecimento de projeto arquitetônico, incluindo o memorial descritivo com vistas à execução da obra, a assistência na aquisição de equipamentos, móveis e utensílios em geral, até chegar no auxílio no recrutamento e seleção de pessoal, apoio na montagem e inauguração da loja.

“Faz parte da lista de apoio da franqueadora para os franqueados a assessoria na constituição da empresa franqueada e, claro, a transferência do know how por meio de treinamento inicial, que contempla todas as rotinas operacionais e administrativas do negócio, com o objetivo de manter a qualidade, marca da rede, e garantir o retorno financeiro esperado pelo franqueado”, afirma Romano Fressato Neto, gerente comercial da rede.

Além de todo o apoio inicial, cada franquia recebe periodicamente a visita de um supervisor, que auxilia na performance operacional, administrativa e financeira da loja, de acordo com os indicadores de desempenho estabelecidos pela franqueadora. “A ideia é corrigir desajustes da loja para potencializar ainda mais os resultados”, diz Fressato Neto.

A ampla estrutura de apoio oferecida pela Spedini é um dos fatores fundamentais para a consolidação e expansão da rede no segmento ao longo de duas décadas de atuação. Atualmente, a Spedini tem 20 unidades distribuídas em São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraná.

Hoken aproveita bom momento para expandir a rede

Neste ano, o segmento de franquias fechou o primeiro trimestre com alta de 9,2% frente ao mesmo período de 2014, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Descontada a inflação acumulada nos três primeiros meses do ano, o desempenho real das redes teve alta de 5,7%. Neste cenário, destacam-se as franqueadoras dos segmentos de alimentação, saúde e beleza, que se consagram há tempos como os mais promissores para quem deseja investir no próprio negócio.

Classificado pela ABF no segmento de “Beleza, Saúde, Farmácia e Produtos Naturais”, o grupo Hoken aproveita o momento favorável para o setor e planeja abrir de 70 a 100 unidades da rede até o final de 2015. No ano em que a empresa completa 18 anos, o foco da expansão inclui a capital do Estado de São Paulo e algumas cidades do interior, Rio de Janeiro e algumas regiões do Norte e Nordeste. Atualmente, a rede conta com 150 unidades em todo o território nacional, América Latina, Europa e África. Além disso, a companhia espera um incremento de 25% em seu faturamento neste ano, superando os R$ 120 milhões registrados em 2014.

O grupo Hoken é uma das empresas mais sólidas do país, desde a sua fundação em 1997, ocupando posição de destaque nas áreas de pesquisa e desenvolvimento de aparelhos e acessórios para tratamento de água, franchising e treinamento, tendo vendido mais de dois milhões de purificadores de água até o momento. Sediada em São José do Rio Preto (SP), a companhia gera mais de 100 empregos diretos e 200 indiretos. A marca foi uma das pioneiras no ingresso ao mercado de franquias, quando em 1999 seus gestores decidiram expandir a rede por meio dessa modalidade de negócios.