Diferentes modelos de franquia para quem deseja investir

O investidor que pretende abrir uma franquia encontra diferentes oportunidades de negócio e níveis de investimento oferecidos pelas redes. Ele tem a opção de abrir desde um pequeno quiosque, até uma loja com grande mix de produtos da marca. “Esta flexibilidade traz benefícios também para a franqueadora, que atrai mais candidatos para expandirem a marca para cidades e regiões que ainda não foram alcançadas”, afirma Guilherme De Cara, consultor da Cherto Consultoria.

Veja as peculiaridades de cada ponto e qual se encaixa melhor para seu perfil e investimento:

Quiosques

O modelo de quiosque tem se tornado mais popular nos últimos anos e atraído muitos investidores. Isto acontece porque o negócio exige menor valor de investimento inicial, já que tem um espaço e mix de produtos reduzido em relação a uma loja convencional.

O aluguel do ponto também terá o custo reduzido, principalmente pela isenção de pagamento das luvas – taxa que paga ao shopping para garantir a renovação do contrato do ponto. No entanto, o tempo de contrato com o shopping também é reduzido, tendo que ser renovado a cada seis meses, ou, no máximo, um ano.

Por outro lado, este modelo apresenta desvantagens como o menor espaço para exposição do mix de produtos e a instabilidade do ponto – o seja, o quiosque poderá se mudar de lugar dentro do shopping algumas vezes.

O modelo de quiosque não pode ser oferecido por todos os setores. Segmentos como educação e saúde, por exemplo, precisam de espaços maiores e mais estruturados.

Mas, entre prós e contras de se investir em quiosque, para o empreendedor que está começando no negócio de franquias, pode ser uma ótima oportunidade para o investidor testar sua identidade com a marca e, futuramente, abrir uma loja maior e continuar a parceria.

Lojas de rua

O ponto de rua se enquadra para a maioria do segmentos do franchising. Mas a melhor localização da loja depende do perfil e necessidade dos consumidores de cada setor.

Por exemplo, redes de conveniência, como as farmácias, precisam se instalar em pontos de visibilidade. A maioria das pessoas fazem compras na saída do trabalho ou na hora do almoço, então é importante que a loja esteja localizada no trajeto deste fluxo.

Já lojas de materiais de construção oferecem produtos para necessidades especificas e não para o dia a dia do consumidor. Por isso, não precisam estar instaladas tão próximas à casa do consumidor, desde que haja espaço para os produtos expostos e estoque, além de acessibilidade para o cliente e estacionamento.

Ou seja, a melhor localização das lojas dependerá de como, quando e por que o produto é consumido. E se para a franquia é mais vantajoso se manter visível e no caminho ou serviço do consumidor.

Quanto ao nível de investimento para abrir uma unidade na rua, isto vai depender do tamanho da loja, do mix de produtos e valor do aluguel do ponto – que pode variar de acordo com a região e bairro da cidade.

Em alguns casos, a própria franqueadora já tem um ponto específico ou ajuda o franqueado a encontrar o melhor lugar para abrir a nova loja. Investir em pontos de rua exige estratégia – é importante que a loja esteja localizada perto e visível para seu público alvo – caso contrário, a unidade não terá o resultado esperado.

Lojas em Shopping Center

O aumento de novos shoppings centers em diversas cidades do pais têm beneficiado tanto os investidores que desejam abrir um negócio próprio, quanto as redes, que encontram oportunidades de expandirem para lugares onde ainda não tenham se estabelecido.

A principal vantagem do franqueado que abre sua unidade em shopping é o fluxo de pessoas, que aumenta a chance de compras. Mesmo que o consumidor vá somente à passeio, na maioria das vezes, acaba fazendo alguma aquisição.

Outras vantagens como maior segurança, por estar dentro de um local fechado e definição de um público alvo (já que a maioria dos shoppings são voltadas para um determinado tipo de classe social) são fatores que atraem interesse e concorrência de diversas marcas por um ponto dentro. Pelo ponto de vista da franqueadora, é interessante estabelecer lojas dentro de shoppings centers, pois isso traz maior notoriedade para a rede.

Por outro lado, o franqueado deve se atentar a algumas desvantagens de manter uma loja dentro de Shopping Center. O custo do aluguel, por exemplo, sai mais caro, principalmente pela questão das luvas. Outra questão é o horário de funcionamento da loja – que será estabelecido pelo shopping e o franqueado poderá pagar multa caso não o cumpra. E a abertura da nova unidade dependerá da disponibilidade para locação – existe um limite de lojas do mesmo segmento que podem existir no mesmo shopping.

Semelhantes a pontos dentro de shoppings, o franqueado também pode instalar sua loja em estabelecimentos como galerias, supermercados, street malls e entre outros. Eles seguem um modelo de aluguel parecido com o de shoppings, mas são mais baratos.

Apesar de pagar um aluguel mais caro, luvas para manter o contrato do ponto e ter que seguir algumas regras, abrir uma unidade em shopping acaba se tornando um negócio bem lucrativo para o investidor, uma vez que ele conta com o principal diferencial que este modelo apresenta: o grande fluxo de pessoas dispostas a consumir.

Wizard Plus alia educação à tecnologia

A Wizard, maior rede no segmento de ensino de idiomas do mundo e líder no mercado brasileiro, lança mais um produto educativo pioneiro no mercado, o Wizard Plus.  É o primeiro produto no mundo de Blended Learning para ensino de idiomas que utiliza uma plataforma adaptativa para personalizar as atividades dos alunos e inclui a utilização de aplicativos mobile próprios e exclusivos em sala de aula. A novidade já está disponível para que os franqueados interessados adquiram e passem a oferecer aos alunos em 2015.

Seguindo a tendência da era digital atual, em que as novas gerações acompanham e adotam tecnologias de forma natural, a Wizard assume mais uma vez o papel de pioneira disponibilizando seus materiais em aplicativos para tablets exclusivos das salas de aulas das suas escolas. Mais que um simples livro digital, o aplicativo Wizard Tab traz uma verdadeira experiência interativa a serviço do ensino.

O aluno tem ainda a sua disposição um portal Web (http://plus.wizard.com.br) no qual ele pode realizar diversas atividades complementares e personalizadas. O desenvolvimento dessa plataforma de Adaptive Learning é fruto da parceria entre a Wizard e a Knewton, empresa americana líder em tecnologia educativa.

A outra grande novidade que compõe o objetivo de colocar os alunos no centro do sistema de aprendizagem é a disponibilização do Wizard Play, um aplicativo para smartphones com exercícios e jogos divertidos e interligados com o material didático estudado pelo aluno.

Com isso, o Wizard Plus se encaixa no modelo de gestão de aulas Wizard, em que os estudantes de diferentes níveis de inglês podem estar juntos na mesma sala e no mesmo horário, sendo atendidos por um único professor. Dessa forma, os alunos não precisam acompanhar o ritmo uns dos outros, mas focar em suas necessidades individuais com acompanhamento do professor, que irá auxiliá-lo de forma personalizada.

“Os modelos de ensino mudaram pouco nos últimos 500 anos. Os avanços na tecnologia e na comunicação tornaram-se parte do nosso dia a dia e precisavam ser inseridos em sala de aula. O Produto Wizard Plus é uma marco histórico. Ele nasceu da vontade de colocar o aluno no centro do processo de aprendizagem e de proporcionar mais ferramentas para ajudá-lo a atingir os seus objetivos”, destaca Giovanni Giovannelli, presidente da Pearson/Wizard.

::Saiba mais sobre a franquia Wizard:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Franquias crescem com jovens empreendedores

Ter o próprio negócio tem sido cada vez mais a meta dos recém-formados e, nesse contexto, o franchising, por ser um modelo testado e com transferência de know how, oferece mais segurança para investir. Os jovens empreendedores já representam uma boa fatia para redes que vão de educação à limpeza profissional.

É o caso da Minds Idiomas que possui 70 unidades em todo o Brasil e cerca de 70% dos seus franqueados são jovens. “Acreditamos que são mais criativos, estão dispostos e abertos para as metas, sem vícios e trazem novas ideias para a rede”, comenta Leiza Oliveira, fundadora da Minds Idiomas.

Muitos franqueadores na seleção de novos franqueados têm interesse em jovens franqueados por acreditarem que os novos empreendedores estarão mais dispostos a encarar os desafios e seguir as regras da rede. Entretanto, o Centro Brasileiro de Cursos (CEBRAC) não descarta empreendedores mais maduros, mesmo considerando que trabalhar com franqueados mais jovens é de fato muito vantajoso.

“O número de jovens empreendedores em nossa rede vem aumentando nos últimos anos. Temos casos de franqueados que já fizeram sua primeira unidade decolar e agora já caminham para abertura em novas cidades”, comenta Fábio Pozza, diretor de marketing e expansão da marca.

O setor de limpeza profissional presenciou nos últimos meses um boom na demanda tanto de clientes como de investidores interessados. No caso da Limpeza com Zelo, metade dos franqueados da rede é jovem. Para Renato Ticoulat, franqueador da Limpeza com Zelo, os jovens representam inovação, tendo em vista que estão em contato com o novo o tempo todo e essa é uma visão valiosa para o negócio. Mas ao mesmo tempo destaca a importância da franqueadora estar preparada para gerenciar os jovens empreendedores.

“É preciso saber lidar com algumas características comuns como falta de conhecimento de negócios, resistência a hierarquias, não reagem bem as criticas, ansiedade e ambição. A Limpeza com Zelo tem o selo da ISO 9001, ou seja, capacidade de analisar e agir com base em técnicas de gestão de pessoas”, explica Ticoulat e completa dizendo que “Os jovens são essenciais para estimular bons debates e pensar em novas soluções para os desafios do mercado”, conclui.

E essa realidade parece ser compartilhada por diversos setores. Dos 20 franqueados que a Rede Bem Drogarias possui, oito deles tem até 35 anos de idade. Na opinião do diretor superintendente, os jovens possuem um espírito empreendedor mais aguçado, mais aberto às novidades, as mudanças e a inovação. “Aliás, essas qualidades implicam no sucesso, pois, até para administrar riscos, eles demonstram mais coragem e determinação, o que é fundamental para um empreendedor, pois, desafios surgem a todo o momento e é preciso saber contorná-los”, considera Vieira.

Outras franquias já possuem foco voltado para este público alvo, é o caso da Viva Eventos, uma rede de franquias especializada em organização de festas, principalmente formaturas. “Nosso público são os jovens, por isso damos prioridades para empreendedores mais novos que gostam deste ambiente e a maioria são recém-formados da área de comunicação, por exemplo”, completa Vitor Pedrosa, sócio fundador da marca.

E pelo que tudo indica os jovens serão o alvo de muitas redes já que número de interessados em investir em franquias com até 30 anos supera o número de investidores entre 31 a 40 anos, segundo os dados da Franchise Store. “O fato de proporcionar aos jovens empreendedores experiência e segurança é considerado relevante. Ter seu próprio negócio com todo o know how da franquia juntamente com a vontade do novo investidor de crescer com a marca é vantajoso para as franquias também”, comenta Filomena Garcia, sócia diretora da consultoria. Para a especialista, o aumento de jovens interessados em franquias está diretamente ligado ao comportamento da geração Y – que é objetiva e focada em retorno rápido. 

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

8ª edição da ExpoFranchising ABF Rio recebeu mais de 20 mil visitantes

O último dia da 8ª edição da Expo Franchising ABF Rio, superou as expectativas e consolidou a feira como obrigatório, tanto para interessados em ingressar no mundo das franquias como para as marcas que desejam expandir suas redes. O evento, que terminou neste sábado, 27 de setembro, no Riocentro, foi mais uma realização da Associação Brasileira de Franchising Rio de Janeiro (ABF Rio), com organização e promoção da Fagga| GL events Exhibitions.

 “Estávamos otimistas com os resultados, mas confesso que superou até as nossas previsões. Podemos classificar como um sucesso a Expo Franchising ABF Rio 2014”, comemora Rubens Slaviski, diretor de negócios da Fagga| GL events Exhibitions. Segundo ele, a feira recebeu 28.600 visitantes neste ano, um número pouco mais de 10% superior ao ano passado. A organização estima que tenham sido gerados cerca de 200 milhões de reais em negócios nestes três dias de evento. “Para se ter uma ideia do crescimento da Feira, em 2010, foram gerados 50 milhões em negócios aqui. Hoje, este número é quatro vezes maior, isso em apenas quatro anos”, contabiliza o diretor.

Para Rodrigo Neves, gerente de expansão do Spoleto, a feira está muito melhor em relação aos anos anteriores. “O melhor dia de movimento foi na quinta-feira, pois recebemos um público qualificado, direcionado, capitalizado, e empenhados em fechar negócio. Já temos cinco possíveis candidatos a franqueados, e, além disso, muitos cadastros realizados durante os três dias da feira”, comemora.

Beto Filho, presidente da ABF Rio, também destacou a importância do evento no cenário nacional. ”Muitas marcas estão recebendo visitantes de outros estados aqui na feira do Rio. Isto sinaliza que o evento adquiriu uma abrangência maior, extrapolando as fronteiras do estado. Outra diferença que constatamos aqui e que tem sido percebida apenas nos maiores polos, é a qualificação do público que visitou nossa feira. Muito menos curiosos e muito mais bem informados, os visitantes vieram realmente interessados em conhecer melhor suas marcas target. Isso é música para os ouvidos dos expositores”, brincou o presidente.

Além das 260 marcas em exposição, a feira, que tradicionalmente atrai interessados em múltiplos segmentos, é consolidada como uma das 10 maiores da América Latina e conta com importantes patrocinadores como: Caixa Econômica Federal, Vivo, SEBRAE-RJ, entre outros.

Fernanda Marinho, administradora de empresas, de 28 anos, já pensa no futuro. Como sempre trabalhou com os pais, acha que agora chegou a hora de ter seu próprio negócio e o sistema de franquias é uma ótima opção. “O segmento que mais me atraiu foi o de beleza e estética. Até o final de 2015, espero ser uma franqueada”, disse a visitante.

A professora Maria do Socorro, de 45 anos, também deseja ingressar no sistema de franquia e no segmento de beleza.Estou cansada da rotina de professora. Tenho um dinheiro guardado, quero investir, quero mudar de vida. Aqui, estou conversando e encontrando boas opções”, conta a professora.                           Em franco crescimento ao longo dos últimos anos, o segmento prevê incremento de 10% para este ano e acréscimo de 8% em novas marcas, segundo as estimativas da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Diante do aumento do interesse do público pelas franquias, o evento também contou com o Fórum de Franchising, com o objetivo de orientar futuros franqueadores. Todas as palestras foram apresentadas por profissionais experientes e conceituados no setor.

A feira é um reflexo do bom momento do franchising brasileiro. E isso pode ser confirmado por Assur Fernandes, diretor executivo da Vezpa Pizza. “Estamos participando pela primeira vez da Expo Franchising ABF Rio e, logo no primeiro dia, tivemos bastante procura, com candidatos com ótimo nível de qualificação. Estamos muito felizes e já pensando em 2015”, comemora.

Confira a opinião de outros expositores da feira:

“Pelo que pude perceber, no primeiro dia da feira, as pessoas que vieram visitar o estande são literalmente para pegar brindes. Já no segundo e terceiro dia, o público é mais qualificado e específico”. Erica Krapp – diretora da Pelo Zero

“A feira está mais qualificada. Para mim, a feira começa na segunda-feira, quando começo a verificar os futuros franqueados para a marca”.  Liliana Martins – gerente de expansão PUKET

“A feira foi uma grata surpresa! Estamos participando pela primeira vez e a nossa expectativa é de fechar de cinco a dez novos negócios, isso foi muito importante e esperamos que, em 2015, consigamos ainda mais sucesso”.  Tiago Pitta – Gerente de Marketing Laudromat

“Quando decidimos participar, faltava uma semana para a feira começar. A marca acabou de se associar a ABF e esse é o nosso primeiro ano. Os resultados esperados foram superados. Até o final do sábado, esperamos fechar 20 novos negócios”. Luiz Zemlenoi – Diretor de expansão Dr. Lubrifica

“A feira está bem parecida com a de 2013, porém com uma diferença muito importante, o público está mais seleto. O plano de expansão da marca é abrir 15 novos negócios até o final do ano. E o evento é um dos principais lugares para captar esses futuros franqueados”.  Andrea Gomes – Depto de Marketing MegaMatte

“Aqui na feira nós fizemos algumas entrevistas com candidatos que já havíamos marcado, porém recebemos também candidatos vindos do interior de São Paulo e do estado do Rio de Janeiro. O novo modelo de negócio que apresentamos, os quiosques, trouxe o público para o nosso estande. Superamos nossas expectativas e já fechamos o espaço para 2015”.  Michelle Resende – Depto de expansão da Amor aos Pedaços

“Nossa participação foi muito boa. Tivemos uma excelente qualidade do público. Iremos conseguir bons frutos através da feira”.  Silvana Santos – Gerente Comercial da Siluets

“A feira  foi uma grande oportunidade. No primeiro dia, tivemos uma expectativa acima do esperado. Estamos prevendo fechar cinco negociações pós feira”.  Alexandre Mafra –  Diretor Executivo da Tourlines

“Nosso primeiro dia foi o melhor. A feira está muito bem organizada. Recebemos interessados qualificados para o nosso negócio, pessoas que já conhecem a nossa marca. Devemos fechar uns seis negócios pós feira”. Celso Nazareth – gerente de Expansão da Cia da Empada

“Estamos felizes com a nossa primeira participação. Foi muito produtivo. Já fechamos a nossa participação para o ano que vem. Ana Letícia Meireles – Franqueadora do Crepelocks

“Dobramos nossa expectativa de atendimento. O público veio preparado para escolher o seu negócio”. Foi ótimo! Christian Rojas – Franqueador do Jani King

“Gostamos muito de participar da feira e geramos futuras oportunidades de negócios, pois percebemos que não havia muitas opções de franquias de moda”.   Marisa Duarte – Gerente de Franquias da City Shoes

“É o nosso primeiro ano e como uma marca carioca, ficamos surpresos com a atração dos participantes pela nossa rede. Tivemos cerca de 20% do nosso atendimento de pessoas de fora do Estado. Temos uma expectativa de fechar oito contratos pós- feira”. Paulo Monteiro – Gerente de Expansão da Chifon.

Veja o que os participantes falaram sobre o evento:

“Percebi uma grande diversidade das marcas. Não tenho ideia ainda do que investir. Devo destacar a qualidade do atendimento dos expositores. É muito bom sair do estande conhecendo tudo da rede, com explicações detalhadas”. Sandra Helena 50 anos – Comerciante

“Vim à feira procurar algo para ajudar a renda da minha família, acho que uma franquia vai ajudar. Não sei qual segmento, mas já conversei com algumas marcas e acho que até o fim do dia eu decido”. João Vicente – Autônomo – 34 anos

“Como já me aposentei, gostaria de investir meu dinheiro  guardado na poupança no sistema de franquias. Ainda estou procurando opções. Espero sair com boas ideias para ter o meu negócio próprio em breve”.  Julio Amorim – aposentado – 68 anos

Rede de sucos ‘Sucão’ anuncia expansão e torna-se franquia

Sinônimo de alimentação prática e saudável, o Sucão expande seu nome e formata-se como franquia. A primeira unidade nesses moldes já está em funcionamento no Shopping Unimart, em Campinas (SP).

A marca, que nasceu na região central da cidade em 1975, conquista desde então clientes adeptos a um cardápio leve, colorido e saboroso, composto por sucos, vitaminas, smoothies, saladas, omeletes e sanduíches. Na base de seus pratos, ingredientes frescos cuidadosamente selecionados para integrar refeições completas e nutritivas.

O novo modelo de negócio foi constituído levando em consideração indicadores de mercado do Brasil e do Sudeste. O segmento de alimentação especializada aparece em terceiro lugar na lista dos dez que mais cresceram até agora, em comparação a 2013.

Estudos apontam que os consumidores em geral estão mais atentos à saúde e, consequentemente, dão mais importância à alimentação balanceada. O estudo Brasil Food Trends 2020, por exemplo, confirma o comportamento ao indicar cinco grupos de tendências no setor de alimentação: Sensorialidade e Prazer; Saudabilidade e Bem-Estar; Conveniência e Praticidade; Confiabilidade e Qualidade; e Sustentabilidade e Ética.

Atualmente, além da unidade no centro de Campinas, o Sucão tem outras quatro lojas em operação instaladas em praças de alimentação de centros comerciais do munincípio (shoppings Prado, Galleria, Bandeiras e Unimart), onde os clientes contam com conforto, praticidade e atendimento ágil. As unidades são monitoradas e seguem rigorosos padrões de qualidade. Os cardápios apresentam adaptações e atualizações que respondem às demandas do público e seguem tabelas nutricionais feitas a partir da consultoria de especialistas em alimentação.

“Até pouco tempo, as praças de alimentação eram dominadas pelos fast-foods. Quando a primeira unidade em shopping foi aberta, em 2005, o Sucão era um ‘filho-único’ nesse segmento”, explica um dos sócios, Antonio Ricardo Mesquita, cujo pai é o fundador da marca. “Hoje, felizmente, a alimentação saudável é uma realidade. Temos muito orgulho do nosso pioneirismo na região de Campinas e do nosso crescimento”, completa.

Outros dois jovens empreendedores, Filipe Falcão e Henrique Soré, também integram a sociedade do Sucão e participaram de forma intensiva dos estudos de franqueamento da marca. Dessa forma elaboraram, juntamente com uma equipe técnica especializada, um projeto sólido e sustentável de baixo custo operacional e margens de contribuição acima da média do mercado de alimentação.

O portfólio de produtos para o modelo de franquia foi construído apoiado em três premissas: modelo operacional sustentável; baixo custo operacional; e sinergia entre os produtos, otimizando a cadeia de suprimentos.

Esses foram alguns dos fatores que chamaram a atenção da empresária e nutricionista Juliana Schineider, primeira franqueada do Sucão. “É uma marca consolidada na região de Campinas, que me atraiu não só pelos valores e pela qualidade dos produtos, mas também pelo modelo eficiente de negócio que tem tudo para crescer ainda mais”, explica.

Assim, a previsão é de crescimento ordenado a partir da seleção criteriosa das praças e de franqueados que contribuam para o fortalecimento da rede com atenção integral aos padrões de qualidade estabelecidos.

Agora, o Sucão busca outros parceiros que se identifiquem com os valores da marca e que sejam empreendedores, dinâmicos, persistentes e proativos. O objetivo é repetir nas unidades franqueadas o sucesso obtido nas operações próprias.

“Vamos disponibilizar o know-how adquirido nos últimos anos para franqueados interessados em investir num negócio rentável, que incentiva hábitos saudáveis e preza pelo bem-estar de seus clientes. Trata-se de uma marca tradicional sem deixar de ser inovadora”, conclui Filipe Falcão.

Sobre o Sucão Lanches

O Sucão Lanches faz parte da história de Campinas (SP). A lanchonete é um ícone da região central desde sua inauguração, em 1975, quando misturas ousadas encantavam os clientes que passavam pela movimentada avenida Benjamin Constant. O famoso balcão já presenciou pedidos de diversas gerações de frequentadores fiéis, conquistados por receitas exclusivas, como os sucos 3 em 1 e Stilk, que se mantêm até hoje no cardápio.

30 anos depois, era hora de crescer. De olho no potencial e na praticidade intrínseca aos centros comerciais, a segunda loja foi instalada em 2005 na praça de alimentação do Shopping Prado. Em seguida, vieram as unidades do Shopping das Bandeiras e do Galleria Shopping. Em 2014, mais uma novidade: o Sucão Lanches formata-se como franquia e abre, no Shopping Unimarta primeira loja seguindo o novo modelo de negócio, cujo foco é intensificar a oferta de alimentos saudáveis e saborosos de maneira rápida, a um preço acessível. Para 2015, estão sendo projetas outras unidades franqueadas.

Em comum a todos os estabelecimentos, estão as misturas clássicas e inovadoras que saem dos liquidificadores pilotados com maestria pelos suqueiros para oferecer os melhores sucos naturais, combinados e funcionais, vitaminas e smoothies (combinação de frutas batidas com frozen iogurte). Sanduíches quentes e frios, saladas, omeletes e açaí (sem conservantes e sem estabilizantes) também compõem um menu fresco, colorido, saudável e extremamente saboroso.

No Sucão, a qualidade está presente em todas as etapas: desde a escolha criteriosa das frutas buscadas diretamente na CEASA (Centrais de Abastecimento de Campinas) até a criação de misturas por meio do desenvolvimento de fórmulas únicas – sempre sob orientação nutricional que garante a extração e o uso das melhores propriedades de cada ingrediente. Não à toa, levou por sete vezes consecutivas o título de melhor suco da região, segundo a revista VEJA Campinas.

 

Sob o comando dos jovens sócios Antonio Ricardo Mesquita, FilipeFalcão e Henrique Soré, a marca cresce a cada dia e se moderniza, sem perder de vista sua essência e filosofia, que conquistaram a confiança e o paladar dos campineiros há quase 40 anos.

Projeto de expansão da rede MyGloss prevê mais 13 unidades neste ano

Com faturamento de R$ 15 milhões em 2013, a MyGloss Acessórios –eleita pelo Serasa Experian como melhor franquia emergente do Brasil, – pretende crescer consideravelmente ainda neste segundo semestre. A meta é abrir mais 13 unidades e fechar 2014 com 43 lojas e R$ 20 milhões em faturamento. A expansão se concentrará em capitais ainda não exploradas como Vitória, Porto Alegre, Florianópolis e Natal. Inaugurada em agosto de 2011, a empresa atua com 30 pontos nas regiões Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país.

Durante os três dias da Expo Franchising ABF Rio 2014, que acontece entre os dias 25 a 27 de setembro, no Riocentro, no Rio de Janeiro, a rede pretende abrir mais dez contatos com potenciais franqueados. “O potencial do Rio de Janeiro é muito forte. “A MyGloss já conta com duas unidades em operação em solo fluminense. A expectativa é abrir mais dez pontos até o primeiro semestre de 2015”, diz Rodrigo Stocco, CEO e founder da marca.

A MyGloss surgiu como case de mídias sociais.  Ao promover consultorias e discussões sobre moda e estilo, o empresário Rodrigo juntamente com a sua irmã Kátia Stocco, estilista e arquiteta, deram início a empresa no meio online antes mesmo de ter uma loja física. A estratégia deu tão certo, que hoje a Fan Page da rede conta com mais de 1, 5 milhão de fãs e os posts alcançam cerca de 5 milhões de pageviews por semana.

Segundo Rodrigo, a missão da marca é “compartilhar” moda e alegria com as pessoas. Por isso, o segredo do sucesso foi entrar no meio online para ir conquistando seu público gradualmente, que são mulheres que gostam de moda com espírito jovem, alegres e conectadas. 

O capital mínimo para abrir uma loja MyGloss é R$ R$330 mil mais ponto comercial. O investimento inclui instalação, estoque, marketing inaugural, treinamento e ferramentas para gestão do negócio. A taxa de franquia é de R$ 55 mil com projeção de retorno de aproximadamente 24 meses e faturamento médio mensal de R$ 70 mil. A loja tem cerca de 30 a 45 m², com seis funcionários por ponto.

::Saiba mais sobre a franquia MyGloss:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Bolos da Cecília inaugura mais duas unidades em São Paulo

Em processo de expansão, a rede Bolos da Cecília inaugura mais duas franquias em São Paulo.  A unidade de Moema abriu as portas no último sábado e está localizada na Alameda dos Nhambiquaras, 1.039. Amanhã, a rede chega à Avenida do Café, 519, na Vila Guarani.

A Bolos da Cecília é comandada pela chef Cecília Victório, que possui mais de 60 receitas próprias de bolos caseiros e artesanais, e trabalha com o formato de negócio 2 em 1: bolateria e cafeteria. 

Prestes a inaugurar outras dez unidades, a marca de Cecília já foi concebida para ser a maior rede de franquias do setor. Para isso, conta com uma equipe experiente de mais seis investidores, cada qual especializado em uma área de atuação, desde administração, direito e marketing, até arquitetura.

“A Bolos da Cecília já nasceu no sistema de franchising e cada investidor é um consultor experiente em um ramo do negócio. Temos um sistema bastante integrado”, explica Cecília Victório.

Mais informações sobre a franquia podem ser obtidas no site www.bolosdacecilia.com.br

Fundada em dezembro de 2013, a Bolos da Cecília é resultado da paixão de Cecília Victório pela cozinha. Depois de atuar como professora e secretária bilíngue, Cecília percebeu que suas receitas faziam sucesso por onde as levava. De família italiana, desde cedo ajudava na cozinha e preparava os cafés regados a risos altos, então, viajou o mundo e realizou diversos cursos, buscando, para cada bolo, um gostinho próprio. A loja piloto está localizada em São Paulo, na Rua Paul Valéry, 55. Telefone (11) 3938-6008.

Pão To Go faz entrega de pãozinho em casa

Sempre em busca de inovações que tragam praticidade e comodidade para o consumidor, a Pão To Go, primeira rede de padarias drive-thru do país, acaba de lançar o Clube de Assinaturas, um serviço de entrega voltado para consumidores em suas casas ou empresas.

Com o Pão To Go na Sua Casa, por meio do pagamento de uma taxa mensal, o cliente recebe itens para o café da manhã onde desejar. O serviço parte de planos básicos, com o fornecimento apenas de pães, até a possibilidade de montar sua própria cesta de pedidos, escolhendo entre os mais de 100 produtos comercializados pela rede, como bolos, frios, leite, café, entre outras opções.

Segundo Tom Ricetti, idealizador da rede, a criação do Clube de Assinatura faz parte do DNA inovador da marca. “O principal objetivo da Pão To Go é oferecer praticidade para os nossos clientes, por isso, percebemos a necessidade do fornecimento de produtos para o pessoal que sai de casa muito cedo, ou até mesmo para quem não gosta de sair de casa”, explica.

O serviço de delivery também pode ser contratado por empresas, com a opção Pão To Go na Sua Empresa. Os itens fornecidos são ajustados de  acordo com a necessidade da organização, que pode optar pelo fornecimento deCoffe Breaks, Cafés da Manhã e Lanches para funcionários.

Além de oferecer comodidade para os consumidores e empresas, os novos serviços também irão aumentar o lucro dos franqueados da rede. “Como iremos atingir um novo público, a expectativa é que o delivery aumente em cerca de 30% o faturamento das unidades”, avalia Ricetti.

Oportunidade de negócio

A franquia trabalha com itens básicos, tendo, em média, 130 produtos comercializados, como pão francês, pão de queijo, frios, leite, manteiga, refrigerantes, sucos, café, água, balas, cigarros e muito mais. Dentre os pormenores interessantes, a ideia de comercializar produtos regionais de acordo com o local (chá mate para Rio de Janeiro e queijo fresco para Minas Gerais, por exemplo) e poder vender anúncios nos sacos de pão, são detalhes que agradam os novos empreendedores. Grandes marcas, como Coca-Cola, Unilever, Kibon e Sadia figuram entre os parceiros da rede.

Como possui um modus operandi de padaria, a Pão To Go não exige experiência, o que torna a rede uma ótima opção para novos empreendedores que buscam um negócio inovador e de fácil operação. Para Ricetti, esse é um dos principais diferenciais da Pão To Go. “O franqueado não precisa se preocupar com nada que não seja administrar a unidade. Ele recebe o pão congelado e pronto para assar, os frios já vem porcionados. Toda a nossa estrutura visa facilitar a vida do franqueado e do consumidor final”, afirma.

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

AlphaGraphics é eleita uma das três franquias mais inovadoras do Brasil em 2014

Líder em soluções de impressão digital e comunicações personalizadas, a AlphaGraphics (www.alphagraphics.com.br) foi eleita uma das três franquias mais inovadoras do Franchising Brasileiro do ano de 2014, durante o 5º Fórum Internacional de Gestão de Redes de Franquias e Negócios, realizado em 16 de setembro, na Fecomércio, em São Paulo.

Após análise por um comitê avaliador formado por especialistas do setor de franquias, varejo e economia, de todas as respostas concedidas pelas franqueadoras sobre os cases de Inovação da rede, a organização identificou as empresas que possuíam maior cultura voltada à inovação. A AlphaGraphics venceu a premiação, ao lado da CNA, uma das maiores redes de escolas de idiomas do país, e a Chilli Beans, marca brasileira especializada em acessórios.

“Essa conquista mostra que o empenho de nossos franqueados e as ações que estamos realizando foram reconhecidas. Ao mesmo tempo, esse prêmio também serve de incentivo para focarmos cada vez mais nossa estratégia em inovação”, assinala Rodrigo Abreu, sócio-presidente da AlphaGraphics. 

As franquias da AlphaGraphics reúnem num mesmo lugar tudo o que o cliente precisa em relação à comunicação, publicidade e marketing. O portfólio de soluções envolve serviços de impressão, acabamento, plotagem, grandes formatos, identidade de marca, email marketing, publicações eletrônicas, marketing direto, online e mobile, pURLs, campanhas personalizadas, design gráfico, editoração, publicação e livros sob demanda, entre outros.

Entre as principais inovações da AlphaGraphics no Brasil estão o agBook (agBook.com.br), divisão de livros sob demanda e publicação gratuita que permite com que escritores editem e publiquem seus livros, sem tiragem mínima, e o agFoto (www.agfoto.com.br), aplicativo gratuito onde é possível customizar cartões postais, agendas e cadernos. 

Marca forte e consolidada há 44 anos, os franqueados da AlphaGraphics contam com marketing cooperado, economia de escala, programa de treinamentos e suporte contínuos, reuniões estratégicas, grande interação em mídias sociais, certificações como ISO9000 e FSC (Forest Stewardship Council) e solução web-to-print.

::Saiba mais sobre a franquia AlphaGraphics:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Minds Idiomas foca expansão em São Paulo

A Minds English School – rede de franquias de escolas de inglês busca investidores na capital de São Paulo e pretende inaugurar 10 unidades nos bairros da Lapa, Perdizes, Pompeia, Barra Funda, Santana e Freguesia do Ó. O mapa de expansão aponta para esses bairros como excelentes pontos para quem deseja investir na marca.

“Outros pontos da cidade também estão contemplados, mas recentes estudos de geomarketing apontam esses bairros, cujas características, como crescimento e população os destacam. Um exemplo, é a zona norte da capital que desde 2010 teve um boom de residências”, afirma Leiza Oliveira, fundadora da Minds Idiomas.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF) 35% das unidades franqueadas estão concentradas no estado de São Paulo. “A cidade paulistana tem um imenso potencial e atendem as expectativas de crescimento nos permitindo explorar muitos bairros. Além disso, temos a vantagem de já ter empreendedores da capital interessados em abrir uma unidade da Minds”, comenta Leiza Oliveira, fundadora da marca.

Com 70 unidades, a Minds Idiomas tem perspectivas otimistas no mercado, pois, a marca possui diferenciais que vão desde a metodologia até os horários das aulas – dois aspectos relevantes que diminuem significantemente a taxa de desistência.  “Tem muita conversação, as aulas são dinâmicas e práticas. Usamos jogos, vídeos e materiais extras como apoio. Cada nível tem o seu grau de dificuldade e habilidades diferentes que são trabalhadas, sempre voltadas ao ambiente de negócios e lazer”, conta Leiza.

Pioneira na adesão de material didático digital que permite o uso de tablets, a Minds trabalha em todas suas unidades com lousa eletrônica, e oferece aulas dinâmicas e interativas. Segundo a executiva, investir em estratégias que posicionam a marca em um alto nível de excelência é uma forma de garantir espaço no setor que, teve mais que o dobro do investimento quando comparado com os últimos dez anos, de acordo com o Data Popular.

“A perspectiva é abrir mais cinco unidades até o final do ano e dez no próximo ano. A Minds já é uma marca consolidada e o plano de expansão acontece em ritmo acelerado. Nossos franqueados e alunos estão satisfeitos com os resultados do empreendimento e das aulas, o que agrega no nosso crescimento”, conclui a empreendedora.

:::Saiba mais sobre a franquia Minds Idiomas:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Entenda para que servem as taxas cobradas pelas franqueadoras

Ao pesquisar diferentes redes de franquia, o investidor se depara com algumas taxas que são cobradas pela franqueadora: a taxa de franquia, a taxa de propaganda e os royalties. Estas cobranças têm diferentes finalidades e seus valores podem variar de acordo com o segmento e necessidade de cada rede.

Confira para que serve cada taxa, compare os diferentes tipos de cobranças e entenda os objetivos da franqueadora ao solicitar esses pagamentos:

Taxa de franquia

É um valor que o franqueado paga para ter direito a ingressar na rede. Em média, corresponde a 10% do investimento inicial.  A taxa é paga na assinatura do contrato e, às vezes, também na renovação do contrato. No entanto, este preço pode variar de acordo com o perfil da marca. É comum uma rede que inicia no mercado cobrar taxas menores para atrair mais investidores. Por outro lado, quando a marca já está mais madura, a taxa de franquia tende a ser mais elevada, até mesmo para selecionar melhor os candidatos.

Royalties

O pagamento dos royalties é uma forma de remuneração à franqueadora para que o franqueado mantenha o direito de usar a marca, receba todo suporte do franqueador, possa comercializar os produtos e serviços da empresa e ainda tenha acesso ao know-how da rede. O valor dos royalties pode ser cobrado de três maneiras: percentual sobre o faturamento, percentual sobre as compras ou uma taxa fixa.

Taxa de propaganda

A cobrança da taxa de propaganda segue o mesmo modelo de cobrança de royalties (percentual de faturamento ou compras, ou uma taxa fixa), mas tem um objetivo diferente. Os valores arrecadados todo mês vão para o Fundo de Marketing. O Fundo nada mais é do que o resultado da soma da contribuição paga por cada franqueado para custear as ações de marketing da rede e assim aumentar as chances da franquia em atrair e manter clientes. Esse dinheiro deve ser administrado pela franqueadora. Mas é preciso destacar, antes de mais nada, que a verba do Fundo não é uma receita da franqueadora, e sim um recurso da rede de franqueados. O papel da franqueadora é simplesmente o de administrar esse dinheiro com o intuito de maximizar as ações de marketing da rede. As ações de marketing podem ser locais (banners e anúncios pelas cidades em que está presente) ou nacionais (anúncios em mídias de massa que alcance públicos de diversas regiões).

– See more at: http://www.franquia.com.br/noticias/entenda-para-que-servem-as-taxas-cobradas-pelas-franqueadoras#sthash.yRSkAqbD.dpuf

Seletti Culinária Saudável quer abrir mais três unidades no Rio de Janeiro

O Seletti Culinária Saudável faz sua quarta participação na Expo Franchising ABF Rio 2014 , que acontece entre os dias 25 e 27 de setembro, no Riocentro, com o objetivo de reforçar sua marca no Rio de Janeiro e, claro, buscar novos parceiros para abertura de mais unidades no estado, que já conta com três operações em shoppings centers.

Com forte ascensão, de acordo com Léo Barros, gerente de expansão do Seletti, a expectativa é fechar três novos contratos com foco no Rio de Janeiro até o final deste ano. Para isso, a rede busca investidores que possam estar envolvidos no dia a dia da operação. “O importante é que o investidor se identifique com o conceito da marca, esteja antenado com questões relacionadas a saúde e bem-estar, acompanhe a rotina da loja  e possa gerir bem a unidade”, avalia Barros, que recomenda, também, que haja um acompanhamento das ações para que tudo esteja sempre de acordo com o indicado pela franqueadora. Para viabilizar os investimentos de novos franqueados, Barros conta que o Seletti acaba de fechar uma importante parceria com o Banco do Brasil, que dispõem de uma linha de créditos exclusiva para franquias, o BB Franquias.

Com forte ascensão, de acordo com Léo Barros, gerente de expansão do Seletti, a expectativa é fechar três novos contratos com foco no Rio de Janeiro até o final deste ano. Para isso, a rede busca investidores que possam estar envolvidos no dia a dia da operação. “O importante é que o investidor se identifique com o conceito da marca, esteja antenado com questões relacionadas a saúde e bem-estar, acompanhe a rotina da loja  e possa gerir bem a unidade”, avalia Barros, que recomenda, também, que haja um acompanhamento das ações para que tudo esteja sempre de acordo com o indicado pela franqueadora. Para viabilizar os investimentos de novos franqueados, Barros conta que o Seletti acaba de fechar uma importante parceria com o Banco do Brasil, que dispõem de uma linha de créditos exclusiva para franquias, o BB Franquias.

Além do foco em expansão, a participação na principal feira de franquias do Rio de Janeiro servirá como vitrine para o modelo compacto da marca, a Seletti Fit. Segundo o executivo, o objetivo é fazer com que o Seletti possa crescer além dos shoppings centers, como em postos de gasolina, academias de ginástica, supermercados, entre outros locais. Barros explica que montar uma operação compacta traz vantagens, como gestão, administração e operação mais simples, mão de obra reduzida, menu diferenciado e adaptado ao formato de negócio, além da questão do ponto comercial. “Nossa expectativa inicial é ter três unidades abertas em mercados estratégicos, como São Paulo e Rio de Janeiro, no segundo semestre de 2015”, revela Barros, que completa: “A estratégia é escolher a dedo esses centros comerciais menores e conseguir, com o formato reduzido, uma capilaridade maior para exposição da marca e, automaticamente, facilitar a sedimentação do Seletti nesse mercado”. A franqueadora prevê, também para 2015, a estreia de outro modelo de operação: a loja de rua, que vai contar com serviço delivery e café da manhã.

Renata Cavellucci, gerente de marketing do Seletti, ressalta que a rede conta com diferenciais de destaque no mercado de alimentação saudável, especialmente quando se trata das praças de alimentação dos shoppings centers. “Somos pioneiros em oferecer refeições completas, sempre preparadas com ingredientes selecionados e frescos, temperos naturais, preparo livre de frituras e cardápio para livre escolha, porém sempre com indicações das combinações que podem formar o prato mais saudável. É super difícil ver esse tipo de proposta na maior parte dos shoppings do país”, avalia.

Além disso, o Seletti conta com a certificação da RG Nutri em todos os itens do cardápio o que garante a qualidade do que é oferecido. “Nós mostramos ao consumidor que é possível fazer uma refeição completa e balanceada, com um prato bem colorido e rico em nutrientes mesmo no shopping”, finaliza a executiva.

O que você deve saber antes de investir em uma franquia de Limpeza e Conservação

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor de limpeza e conservação está em primeiro lugar no ranking dos que mais cresceram no primeiro trimestre no ano com 65%, frente ao mesmo período do ano passado. Impulsionado pela PEC das Domésticas, muitas empresas surgiram no mercado para atender essa demanda. Mas o que os investidores interessados nesse setor devem saber antes de fechar o contrato com uma empresa do ramo? Renato Ticoulat, fundador da Limpeza com Zelo está há 22 anos atuando diretamente com esse mercado e dá algumas dicas valiosas que podem evitar futuras dores de cabeça.

1º – Experiência do franqueador

“É importante obter informações de quem está no comando da franquia: experiências, conhecimentos, trajetória empresarial, objetivos, visão, comportamento.  Quando voamos com o céu limpo, não temos a preocupação de saber quem é o piloto, mas quando o tempo fecha a primeira coisa que queremos saber é se o piloto tem condições técnicas e emocionais para decolar. O mesmo acontece com as empresas, precisamos saber se em momentos mais delicados teremos um profissional com capacidade estratégica para manter o eixo. No caso do setor de Limpeza e Conservação essa avaliação deve ser ainda mais detalhada, pois muitas empresas surgiram pela oportunidade do mercado e o franqueador pode não ter um nível confiável de conhecimento a cerca do setor: legislação, atuação, técnicas, processos, gestão de pessoas, entre outras qualificações”.

2º – Autoavaliação

“Quando compramos uma franquia estamos certos de que teremos o apoio necessário, o know-how para conduzir o negócio. Mas também devemos ter em mente a importância de fazer uma autoavaliação para identificar se está preparado para ingressar nesse ramo de atuação. Nesse caso, as primeiras perguntas são tenho habilidade para lidar diretamente com profissionais da limpeza? Para gerenciar o funcionamento da equipe? Pois, a chave do sucesso está em como a faxineira se apresenta para o cliente e como desenvolve o trabalho. Sendo assim, tê-las bem treinadas, motivadas e despertar o sentimento de pertencimento nelas é a garantia de excelentes resultados”.

3º – Certifique-se sobre as formalizações dos contratos

“Um dos pontos mais relevantes é ter certeza que a empresa contrata todas as funcionárias no formato CLT, garantindo todos os benefícios como vale-transporte, vale-refeição, férias. É uma maneira de evitar dores de cabeça no futuro. Pode parecer óbvio, mas muitas empresas no setor estão atuando apenas como uma ponte entre o cliente e as diaristas – o que pode trazer sérios problemas para a empresa e eu até arrisco dizer que para o cliente, pois, a funcionária pode alegar vínculo trabalhista. Por isso, meu conselho é sempre se certificar como a empresa age nesse sentido”.

4º Prova dos 9

“Comparar os números que você está tendo acesso com as informações que você leu em matérias na imprensa. Garantir que os pontos que chamaram a sua atenção não foram estrategicamente pensados para servir apenas como isca. Esses cuidados irão te proporcionar segurança na hora de aplicar o seu capital no negócio”.

 

5º – Saber lidar com criticas

“Nesse setor a perfeição é uma avaliação individual, ou seja, cada um gosta de limpar de uma maneira diferente e vai avaliar o quão próximo está do jeito como a pessoa faz e gosta. Por essa razão, é preciso saber lidar com críticas de clientes, ou melhor, é preciso mostrar que o serviço é profissional com equipamentos que conseguem mostrar a eficiência dos produtos e técnicas. Certamente o cliente além de entender vai passar a elogiar o profissionalismo do serviço”.

Renato Ticoulat Neto é um empresário experiente em limpeza. Ex-Diretor da Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional (ABRALIMP), da Associação Brasileira de Franchising (ABF), da Associação Brasileira de Facility (ABRAFAC) e professor de limpeza sustentável da Universidade Secovi, lançou o Sistema de Franquia chamado Limpeza com Zelo.

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

5àsec concede descontos a clientes e funcionários da Porto Seguro

Sempre em busca de parcerias com empresas renomadas que proporcionem a divulgação dos serviços de lavagem e higienização de roupas em todo o Brasil, a 5àsec anuncia mais uma campanha ao mercado. A partir de agora, todas as lojas 5àsec do país (exceto lojas do Estado do Rio de Janeiro), passam a conceder 10% de desconto em seus serviços para clientes e funcionários da Porto Seguro. A 5àsec conta, atualmente, com mais de 430 lojas distribuídas por todos os estados brasileiros.

Basta o segurado da Porto Seguro apresentar sua “carteirinha” do seguro, que as lojas da 5àsec concederão o desconto em todas as peças de vestuário.

A parceria vai proporcionar uma economia relevante para os clientes e funcionários da Porto Seguro, que poderão contar com a experiência e profissionalismo da nossa rede no tratamento de suas roupas e demais itens”, afirma Sérgio  de Souza Carvalho Jr., diretor de marketing da 5àsec. “Através de parcerias como estas, queremos deixar claro ao consumidor que recorrer à 5àsec é o mesmo que deixar as suas roupas em boas mãos, com um serviço de qualidade, obtendo economia de tempo e ótimas condições de pagamento”, finaliza o diretor.

Há 20 anos em operação no Brasil, a operação brasileira da 5àsec é líder mundial em número de lojas e em faturamento, atingindo a marca de R$ 173 milhões em 2013 e com plano de expansão acelerado, principalmente para cidades do interior do País.

:::Saiba mais sobre a franquia 5 à Sec:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Bella Gula vê espaço em São Paulo para crescer a marca

O mercado paulista é um dos mais promissores para os empreendedores que apostam no franchising como alternativa para um novo negócio. Segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), mais de 60% das franqueadoras e 25% das unidades franqueadas do país estão concentradas no estado de São Paulo, o que comprova sua força e o motivo o qual faz muitas redes desejarem expandir na região.

De olho nesse mercado tradicional e ainda promissor, a franquia Bella Gula, maior rede de tortarias e café do Sul do País está em busca de investidores paulistas. A marca, que está presente no mercado desde 1993, conta com um conceito diferenciado e inovador, que integra produtos exclusivos e de qualidade, além de oferecer aos parceiros treinamentos e suporte contínuo. A rede prevê a expansão de forma otimista: quer alcançar 20 unidades em São Paulo nos próximos três anos e 50 unidades em operação no país.

Os novos empreendedores podem optar por abrir lojas ou quiosques entre 30 m² ou 60 m². A escolha do ponto leva em conta o fluxo de pessoas e a visibilidade da loja no local escolhido. A rede atualmente com 22 lojas no Rio Grande do Sul, além de outras oito unidades divididas em cinco cidades – São Paulo, São José dos Campos,  Florianópolis, Curitiba e Brasília.

Segundo o diretor-presidente da Bella Gula, Bernardo Thomaz, o segredo para o sucesso da rede é seu modelo diferenciado. “Mais do que franqueados, buscamos parceiros que se identifiquem com a nossa filosofia e acreditem no negócio. Queremos ser a melhor rede de tortaria e café do Brasil. Para conseguir isso buscamos profissionalizar os nossos parceiros oferecendo treinamentos contínuos de atendimento e gestão”, afirma.

Entre os diferenciais oferecidos pela rede está o suporte na abertura de unidades, em que uma equipe gerencial acompanha o franqueado por cerca de 20 dias. Além disso, a rede conta com uma logística própria e entrega na porta dos parceiros todos os produtos necessários para o funcionamento da loja.

Para os interessados no negócio, o mercado se mostra bastante atrativo. Pesquisas apontam que cerca de 30% do orçamento dos brasileiros é gasto com alimentação fora de casa. Pesquisas apontam que o setor de alimentação é um dos que mais crescem no país, com faturamento de R$ 23 bilhões em 2013.

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Rede de academias Fórmula já tem 30 unidades em 10 estados

Em 2011, a academia Fórmula, que pertence à Bodytech Company, iniciou seu processo de expansão. A estratégia da empresa previa a inauguração de unidades próprias (nas principais capitais) e franquias (nas cidades de médio porte). O objetivo era crescer com rapidez e dar capilaridade à rede. Funcionou. A empresa inaugurou, em menos de três anos, 30 unidades em 10 estados brasileiros. “Em pouco tempo, a Fórmula se tornou uma das maiores redes de academias do país”, afirma Mario Esses, diretor geral da Fórmula.

Hoje, a marca está presente na Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. São 30 unidades em funcionamento e outras 30 operações já contratadas, que serão inauguradas até o fim de 2015. “Em muitas cidades, a Fórmula já chega como a principal academia da região, mas nem por isso tem um custo mais elevado que as outras”, conta Esses. As mensalidades custam a partir de R$ 129.

Um dos principais diferenciais do modelo de negócio da Fórmula é que o franqueado não precisa comprar os equipamentos para a academia. Ele aluga os materiais – o que reduz significativamente o valor da abertura de uma unidade. Além disso, esse modelo permite atualização constante do maquinário. A cada cinco anos, a empresa substituiu os equipamentos, garantindo que os alunos tenham contato sempre com a tecnologia de ponta.

A estrutura de uma unidade Fórmula inclui sala de musculação, espaço cárdio, sala de Indoor Cycle e sala para aulas coletivas. “Uma proposta inovadora, simples, padronizada com base no conceito full service, low cost, low price”, diz Esses.

Com esses diferenciais, a empresa se destacou tanto em capitais como em cidades do interior. “A Fórmula cresceu depressa por ter um modelo de negócio que atende tanto as expectativas dos alunos (que em muitos lugares não encontravam uma academia de qualidade a baixo custo) quanto dos investidores (que querem aproveitar o potencial do segmento fitness)”, justifica Esses.

Uma rede robusta e em forte expansão beneficia tanto os franqueados atuais como aqueles que aderirem à rede a partir de agora. “Com 30 unidades em funcionamento e um número expressivo de alunos, a Fórmula agora tem mais força para conquistar melhores condições junto a fornecedores e também possui mais recursos para investir em Marketing e tornar a marca ainda mais conhecida em todo país”, afirma Esses. “Toda a rede só tem a ganhar com a expansão.” A Fórmula deve encerrar 2014 com 40 unidades abertas em 13 estados.

Franquia do Grupo Paquetá, Ateliermix prevê mais 12 lojas ainda neste ano

m 2010, o setor calçadista brasileiro vivia um momento especialmente próspero e, dentro deste cenário, a Ateliermix abria a primeira loja em Porto Alegre. Nos anos seguintes, a marca continuou conquistando cada vez mais espaço, trazendo novidades e inovações em seus produtos e abrindo um número expressivo de lojas, tanto nos principais centros comerciais quanto em shopping Centers. No caminho certo para alcançar este objetivo, a etiqueta feminina já atingiu o número de 42 lojas em todo o Brasil e prevê a inauguração de mais 12 unidades este ano.

“A Ateliermix continua abrindo frentes de expansão em todo o Brasil. Nosso projeto versátil e de menor valor de investimento nos permite alcançar capitais e cidades do interior com resultados diferenciados”, afirma o gerente de expansão da rede, Mauricio Rodrigues. Os estados de Goiás, Paraíba, Santa Catarina, Paraná, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo e Piauí estão na lista de ampliação da Rede ainda para este ano até novembro. Com opções em bolsas, calçados e acessórios, a etiqueta feminina ainda possibilita um mix de mais duas marcas do Grupo – Dumond e Capodarte, onde o franqueado pode escolher o giro de estoque para a loja. Além da vantagem em poder atingir públicos diferentes em uma mesma loja, a marca também propõe um investimento inicial de aproximadamente R$ 300 mil.

Dependendo do perfil de público de cada filial, este mix pode mudar dentro de proporções que vão de lojas com 100% de produtos Ateliermix até lojas com a variedade das duas outras marcas do grupo. Esta flexibilidade proporciona mais segurança ao franqueado por reduzir o risco do negócio.

Já na próxima segunda-feira, 15 de setembro, será inaugurada mais uma unidade da rede no Boulevard Shopping Brasília.