Rede de restaurantes Parmeggio ganha força em cidades do interior

Os empresários Marcelo Rocha e Sergio Olmos já tinham experiência no mercado gastronômico quando criaram, em 2003, o Parmeggio: um restaurante especializado em parmegianas, grelhados e lanches. “A nossa ideia, desde o início, foi levar para a praça de alimentação do shopping uma comida feita com cuidado, com gostinho caseiro, mas com um preparo rápido e padronizado”, afirma Marcelo Rocha.

O primeiro restaurante Parmeggio foi aberto no Shopping Dom Pedro, em Campinas, no interior do estado de São Paulo. A marca foi muito bem recebida pelo público local. Logo, surgiram interessados em abrir filiais do restaurante. Em 2006, os sócios formataram o modelo de franquia e no ano seguinte começaram a comercializar unidades da marca.

Hoje, existem 30 restaurantes Parmeggio em funcionamento. “Os nossos franqueados são pessoas que conhecem o restaurante Parmeggio, gostam da comida e do modelo de negócio e se interessam em investir na marca”, diz Rocha. O investimento em uma unidade da marca parte de R$ 315 mil e a área mínima para instalação é de 35 metros quadrados. O prazo do retorno é estimado entre 24 e 36 meses.

A maioria dos restaurantes está localizada em cidades do interior. “Os nossos franqueados são pessoas que conheceram o restaurante Parmeggio, gostaram da comida e do modelo de negócio e se interessaram em investir na marca”, conta Rocha.

Hoje a empresa tem interesse em abrir unidades da marca em todo Brasil. “Nossa meta é inaugurar de 6 a 8 unidades ao ano”, prevê Rocha.

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Veja a lista completa de franquias:::

:::Assista vídeos sobre franchising:::

Será mesmo que franquia é o melhor negócio para você?

Será mesmo que franquia é o melhor negócio para você? Na tentativa de responder a essa dúvida que abate tanto quem quer comprar uma franquia como quem sonha em transformar uma empresa numa rede de franquias, os organizadores do congresso Brazilian Retail Week promoveram hoje (30/7) um debate em São Paulo com grandes nomes do Franchising nacional.  

Cristina Franco (presidente da Associação Brasileira de Franchising e diretora do Grupo Multi), Jae Ho Lee (presidente do Grupo Ornatus) e Altino Cristofoletti (presidente da Casa do Construtor) participaram do debate, que foi mediado por Marcelo Cherto, presidente do Grupo Cherto.  

Para quem pretende comprar uma franquia mas não sabe o que os franqueadores realmente esperam de um franqueado, os debatedores deram um aviso importante: o que pode eliminar um candidato a franqueado na seleção é a falta de sinergia com a marca e os valores da empresa. “É claro que é importante ter o capital para investimento, perfil comercial e, possível, uma experiência anterior no mundo dos negócios”, diz Cristofoletti, da Casa do Construtor. “Mas não adianta nada disso se a pessoa não tiver valores parecidos com os nossos e sonhar o mesmo sonho.”

Jae Ho Lee, do Grupo Ornatus, concluiu: “Por isso é tão importante que o franqueado encontre a franquia que mais combine com ele, porque um franqueado que eu não gostaria de ter na minha rede pode ter um perfil muito desejado por outra empresa”.

Os debatedores falaram também sobre sua experiência como empreendedores, sobre erros e acertos, sobre o sistema de franchising e concordaram em um ponto: nem todo mundo tem perfil para ser franqueador. “O franchising é uma maratona, não é uma corrida de 100 metros”, afirma Jae Ho Lee, do Grupo Ornatus. “Quem busca resultados imediatos, não sabe ouvir as pessoas ou não está preparado para pensar a longo prazo, não funciona nesse sistema.”

Para Cristina Franco, empreender no mercado de franquias é “viver numa democracia”.  “O franqueador não pode guardar o conhecimento da empresa só para ele e nem tomar decisões de uma forma isolada, sem ouvir ninguém. Precisa aprender a compartilhar com os outros.”

Altino Cristofoletti, da Casa do Construtor, destacou a necessidade de uma gestão participativa. “É papel do franqueador ouvir muito a rede e extrair dali o que é importante”, diz. “Você administra uma rede de pessoas que são donas do próprio negócio e tem competências próprias.”

A quem pretende empreender no mundo das franquias hoje, Marcelo Cherto deu um conselho: “É mais fácil se livrar de um emprego que você não gosta do que de uma empresa que você não gosta. Numa empresa, você assume compromissos e outras pessoas dependem de você. Por isso, pense bem antes de se tornar um empresário.”

Clínica de estética Stetikxpress inaugura unidade em São Luís (MA)

A Stetikxpress, rede de clínicas de estética que tem hoje 60 unidades em oito países, continua em expansão e acaba de inaugurar uma unidade em São Luís, no Maranhão. A Stetikxpress é uma das marcas SLYOU Franquias, grupo especializado em franquias de estética, e conta com um diversificado portfólio de tratamentos integrados no mesmo local.

Tratamentos para flacidez, redução de medidas, tratamentos de spa e relaxamento são os pontos fortes da marca.  Recentemente, a empresa lançou quatro novos serviços: Bumbum Up (contra gordura localizada na região dos glúteos); Vinhoterapia Paris; Bye Bye Celulite e Detox Amazon.

Com um avançado portfólio de equipamentos de estética profissionais, o investidor que decidir comprar uma franquia StetikXpress contará com tecnologia de ponta para atender o público, que está sempre à procura de novidades a preços justos.

::: Saiba mais sobre a Stetikxpress:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Veja a lista completa de franquias:::

:::Assista vídeos sobre franchising:::

Hope Lingerie inaugura mais duas lojas em São Paulo

A Hope Lingerie inaugurou recentemente duas lojas na cidade de São Paulo: uma na Rua João Cachoeira, no Itaim Bibi, e a outra no Shopping Center 3, na Avenida Paulista. Com essas inaugurações, a cidade já conta com 17 lojas da marca.

O investimento para a abertura de uma unidade Hope é de aproximadamente R$ 350 mil (mobiliário, taxa de franquia e estoque inicial) e a expectativa de retorno é de dois anos, em média. A marca dá suporte total na escolha e na negociação do ponto comercial, como também na abertura da loja.

Nos últimos sete anos, a Hope tem investido no sistema de franchising, com adequação de suas coleções e modernização de lojas, deixando o ambiente acolhedor e feminino. Produtos de moda praia, cosméticos, pijamas e camisolas também ganharam mais destaque.

 Hoje a empresa tem 118 lojas em todo o Brasil e no exterior. A rede conta com duas unidades em Portugal, duas em Israel e três na Argentina. No ano passado a marca inaugurou uma flagship de 200 metros quadrados na Oscar Freire, tradicional rua da capital paulista conhecida pela grande concentração de grifes.

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Veja a lista completa de franquias:::

:::Assista vídeos sobre franchising:::

Imobiliárias Paulo Roberto Leardi cria universidade para corretor

A cidade de São Paulo ganha milhares de corretores todos os anos, mas nem todos profissionais são qualificados o suficiente para atender a explosão que o mercado imobiliário vivencia nos últimos anos. Segundo Germano Leardi Neto, diretor de Relações Institucionais da rede de franquias imobiliárias Paulo Roberto LEARDI, hoje a empresa conta com 350 corretores, todos com um diferencial competitivo que é o treinamento contínuo que a marca proporciona por meio de sua Universidade Corporativa.

 O curso foi criado, segundo o executivo, para selecionar os melhores profissionais do mercado e manter o padrão de serviço oferecido pela Paulo Roberto Leardi, que atua no mercado de compra, venda e locação de imóveis há 95 anos.

 “Sabemos que existem corretores em abundância no país, mas muitos desconhecem o mercado e não têm perfil de vendedor apurado, o que pode prejudicar o êxito de suas negociações.Nosso objetivo é fidelizar o cliente e garantir a ele um ótimo negócio com o melhor custo-benefício. Para isso, é fundamental trabalharmos com os profissionais mais bem  preparados do mercado e a Universidade Corporativa nos garante isso”, diz  Leardi Neto.

 O curso criado pela rede de franquias, cuja plataforma teve investimento de mais de R$ 500 mil,  é totalmente virtual e pode ser acessado a qualquer momento pelo corretor, que tem à sua disposição aulas, palestras, vídeos e tira-dúvidas com especialistas em mercado imobiliário.

 Entre as disciplinas estão introdução ao mercado imobiliário, orientações sobre como fotografar um imóvel e avaliar o seu valor de mercado,  português, economia, financiamento imobiliário, matemática financeira, legislação, treinamentos de gestão, administração do tempo e foco em resultados.

 O objetivo é capacitar ao máximo o profissional para que ele saiba fazer uma boa venda e ter o comportamento adequado que a profissão exige. Além disso, é uma vantagem competitiva que a Paulo Roberto Leardi oferece para quem quer investir em uma franquia imobiliária e ter certeza do êxito no negócio.

:::Saiba mais sobre a franquia Leardi:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Veja a lista completa de franquias:::

:::Assista vídeos sobre franchising:::

Spoleto estreia miniwebserie no YouTube

O Spoleto estreou sua primeira miniwebserie intitulada “Parma em sua casa”. A nova empreitada é estrelada pelo chef italiano da rede de alimentação Gianni Carboni, que vai ensinar a fazer versões caseiras das receitas do menu premium Sabores de Parma, lançado nesse mês nos 290 restaurantes espalhados pelo Brasil. Em uma cozinha residencial e de forma bem natural e espontânea, o Spoleto através da figura de Gianni quer democratizar para o seu público produtos gourmet da culinária italiana com sugestões fáceis de introduzir no dia a dia.

O miniwebprograma acontecerá em três episódios dinâmicos e divertidos de no máximo três minutos, um por semana, que serão divulgados em posts no Facebook e twitter da marca e apresentados no canal Spoleto de YouTube: www.youtube.com/spoletobr.  

O “Parma em sua casa” também vem acompanhado da promoção “frase secreta”. Cada episódio mostrará parte de uma determinada frase. Quem descobrir o sentido completo deverá enviá-la para o email frasesecreta@spoleto.com.br. O autor do primeiro e-mail recebido pelo Spoleto com a frase certa e completa ganhará um workshop de um dia na escola de culinária Accademia Gastronômica, localizada em São Paulo, e comandada por outro chef italiano e parceiro da rede, Giuseppe Gerundino. 

:::Saiba mais sobre a franquia Spoleto:::

:::Conheça mais franquias do setor de alimentação:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Veja a lista completa de franquias:::

:::Assista vídeos sobre franchising:::

Cinco ações de marketing que podem tornar a sua loja mais conhecida e mantê-la cheia

Depois de executar a difícil tarefa de escolher um bom ponto de venda, bem localizado e com custo razoável, cabe ao empreendedor trabalhar para fazer cada vez mais pessoas passarem, pararem, olharem, entrarem e comprarem em sua loja. São esses cinco passos que vão definir se a loja será conhecida por todo mundo e estará sempre cheia ou se viverá às moscas.

A primeira coisa a se fazer é definir o raio de atuação que as ações de marng keting deverão atingir para trazer mais gente para perto da loja. A pergunta de ouro, nesse caso, é: quanto tempo meus consumidores-alvo estão dispostos a gastar para se deslocar até a unidade franqueada? E mais: dentro desse raio (exemplo: locais que fiquem em até 10 minutos de distância do meu ponto-de-venda), em que lugares eu posso realizar uma ação de marketing que alcance especificamente os clientes que procuro?

Depois de responder a essas duas questões, é hora de botar a mão na massa e partir para a ação. Aqui vale a pena investir no marketing cooperado. A loja pode – e deve – formar parcerias com outras empresas da região para divulgar sua marca e seus produtos. É hora de o empreendedor usar sua rede de contatos.

Há exemplos de várias redes que fazem parcerias com comércio vizinho para ambos distribuírem panfletos na loja parceira. O envio de mala direta, a panfletagem nas ruas, o deslocamento de vendedores para outros ambientes e até mesmo o anúncio em mídias locais (como jornais de bairro) podem ser iniciativas simples e eficientes na atração desses futuros clientes.

Depois de fazer mais pessoas se dirigirem à loja, o segundo passo é fazer a loja ser notada. O consumidor não pode simplesmente passar e nem perceber que aquela empresa está ali. E para evitar que isso aconteça, é preciso trabalhar a fachada da loja.

O empreendedor deve checar se a fachada está em bom estado, se a frente da loja está limpa e desobstruída para passagem, se não há nenhuma lâmpada queimada. Vale a pena também percorrer, de carro e a pé, o caminho que um consumidor faria ao passar em frente a sua loja e tentar descobrir que ações poderiam facilitar o direcionamento do olhar dele para seu ponto-de-venda. Eventualmente, colocar a vitrine num ângulo de 45 graus pode ser uma estratégia interessante para fazer o consumidor parar em frente à loja.

Para concretizar o terceiro e quarto passos, que é fazer o consumidor olhar e entrar na loja, usar a criatividade e caprichar na vitrine são premissas importantes. Colocar campanhas e promoções na fachada também ajuda muito.

Disponha os materiais promocionais de forma clara e eficiente, para que os consumidores entendam, logo de cara, qual é o conceito da marca e que tipos de produtos e serviços a unidade comercializa.

Aqui, além da importância de ter uma fachada bem trabalhada, o desempenho da equipe também começa a fazer a diferença para o desenvolvimento das ações de marketing junto ao consumidor. Os vendedores podem abordar os consumidores gentilmente, falando sobre a marca, os produtos e as promoções.

A essa altura, se você e sua equipe conseguiram colocar o consumidor para dentro de sua loja, chegou finalmente a hora de trabalhar pesado nas ações de marketing para surpreender, encantar e conquistar o cliente.

*Filomena Garcia é sócia-diretora da Franchise Store, especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios, varejo e Franchising. Co-autora dos livros “Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e “Marketing para Franquias”

Griletto abre quinta unidade no estado de Minas Gerais

Com mais de 130 unidades do país, a rede de franquias Griletto, especializada em grelhados e em parmegianas, inaugura sua quinta unidade em Minas Gerais, na cidade de Betim. A rede pretende chegar a 10 unidades no estado mineiro até o final de 2013.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), Minas Gerais é o terceiro maior estado em número de pontos de vendas com 8,1% das lojas, por isso tem um mercado aquecido e gera interesse de variados segmentos. “A região de Minas Gerais possui uma economia robusta e diversificada, sem falar dos hábitos alimentares quesão muitos parecidos com os paulistas. Isso facilita a aceitação da marca na praça”, completa Ricardo José, sócio fundador do Griletto.

O Griletto pretende chegar a 20 unidades no Estado. Em todo país, a rede de franquias pretende inaugurar 40 unidades e faturar R$ 150 milhões este ano. Os 120 restaurantes Griletto estão presentes em onze estados brasileiros: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Bahia, Brasília, Alagoas, Piauí, Maranhão, Pernambuco e Rio de Janeiro.

Fundado em 2004, em Itu (SP), o Griletto é uma rede de restaurantes fast food especializada em grelhados e parmegianas. No mercado de franquias desde 2008, a marca é uma das que mais cresce no país. Em 2012, a rede obteve crescimento de 65% em pontos de vendas, com 48 novas lojas, e registrou faturamento de R$ 112 milhões.

:::Conheça mais franquias do setor de alimentação:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Veja a lista completa de franquias:::

:::Assista vídeos sobre franchising:::

Abertas as inscrições para o curso Franchising University

De 19 a 23 de agosto, o Grupo Cherto realiza a 59ª edição da Franchising University, curso intensivo de formação de executivos em Franchising em que são explorados todos os aspectos relevantes do sistema de franquias.

O conteúdo envolve o funcionamento completo de uma rede, desde a estratégia inicial de expansão à implantação e gestão da empresa. Além de conceitos teóricos, como aspectos legais e estrutura financeira, o curso compreende cases de sucesso, com a participação de especialistas de diversos segmentos, permitindo a troca de experiências entre os participantes e a visualização prática do conteúdo apresentado.

O curso conta com consultores do Grupo Cherto e com profissionais do segmento, trazendo diferentes visões do mercado.No último dia do treinamento, será realizada a visita a uma empresa franqueadora para ver na prática como funciona uma operação de franchising bem estruturada. O investimento é de R$ 3.980,00.

Criado pelo Grupo Cherto, o curso Franchising University completa 20 anos em 2013. O treinamento foi elaborado para disseminar os principais conceitos do franchising num tempo em que pouco se falava sobre franquias no Brasil. “Digo com orgulho que muitos dos principais franqueadores brasileiros da atualidade foram alunos da Franchising University”, afirma  Marcelo Cherto, presidente do Grupo Cherto.

Data: 19 a 23 de Agosto de 2013
Horário: 8h30 às 19h
Local: Hotel Mercure
Endereço: Alameda Itu, 1151 – Cerqueira César – São Paulo
Investimento R$ 3.980,00
Mais informações: http://cherto.com.br/cursos/franchisinguniversity/

ABF premia os destaques em design de franquias em 2013

A Associação Brasileira de Franchising, ABF, em parceria com o Retail Design Institute, RDI, realiza no próximo dia 29 de agosto, a entrega do Prêmio Design 2013 – Retail Design Institute. Em sua quarta edição, o prêmio prestigia anualmente os melhores projetos de design que contribuíram para elevar a experiência de compra dos consumidores, a conquista de mercado e a melhoria de desempenho da rede, além de estimular o uso de design como ferramenta estratégica de negócio.

A premiação é dividida em três categorias que englobam os seguintes requisitos:
– Pleno (redes com 10 ou mais franqueados e 2 anos como franqueador);
– Sênior (redes com 30 ou mais franqueados e 5 anos como franqueador);
– Máster(redes com 60 ou mais franqueados e 10 anos como franqueador);

Na edição de 2012, o vencedor da categoria Máster foi a rede de fast food Bob’s (foto). Em cada categoria serão premiados os três melhores projetos de loja e o melhor projeto de quiosque. O Prêmio Design ABF – RDI também premiará os selecionados em outras três categorias especiais:
Prêmio Inovação do Ano: levará em conta o conceito, visual merchandising, inovação em iluminação, equipamentos, móveis e decoração;
Prêmio Design do Ano: reconhecerá a empresa que a melhor utilizou o design para transformar seu ponto de venda em um ambiente mais atrativo para experiência de seus clientes;
Prêmio Design Sustentável: essa categoria premiará as empresas que utilizaram em seus projetos conceitos ecologicamente corretos e socialmente responsáveis, contribuindo assim para um franchising mais sustentável;
– Prêmio de Design de Promoção em Vendas em Ponto de Vendas: essa nova categoria reconhece a excelência nas ações promocionais aplicadas nos pontos de vendas temporariamente, incluindo projeto de vitrine e toda a sua integração no ponto de venda.

Além disso, todas as empresas finalistas estarão concorrendo ao Internacional Design Award do Retail Design Institute, que reconhece os melhores projetos mundiais em uma cerimônia realizada em Nova Iorque, durante o mês de janeiro.

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Veja a lista completa de franquias:::

:::Assista vídeos sobre franchising:::

Casa Brasileira, de móveis planejados, inaugura primeira loja no RJ

 

A marca de móveis planejados Casa Brasileira, lançada em março na ABF Franchising Expo 2013, acaba de inaugurar sua primeira unidade no Rio de Janeiro, no bairro do Cachambi. A marca faz parte do Grupo Unicasa, uma das maiores indústrias de móveis do Brasil.

 “A proposta de posicionamento da Casa Brasileira, de traduzir a brasilidade para móveis planejados para todos ambientes da casa, cabe muito bem ao clima de alegria e descontração típicos dos cariocas”, destaca o diretor comercial da Unicasa Móveis, detentora da Casa Brasileira, Thiago Baisch. Até o início de agosto, a previsão é inaugurar mais uma loja Casa Brasileira no bairro carioca do Recreio.

O projeto da Casa Brasileira tem como diferencial a venda de móveis planejados para vida real, para ambientes menores, que se adéquam a imóveis compactos. Para imprimir o conceito de brasilidade em todos os seus projetos, foi desenvolvida uma ampla pesquisa em todo o território nacional, abrangendo hábitos culturais e comportamento do povo brasileiro.

“A Casa Brasileira é uma grande aposta da Unicasa e chega de maneira inovadora no segmento de planejados, se apropriando dos elementos da nossa cultura e criando uma proximidade muito forte com o consumidor final”, afirma o diretor de marketing e pesquisa e desenvolvimento da Unicasa, Edson Busin. Um dos destaques da loja é o Cordel de Ideias, um espaço em que os consumidores podem utilizar e compartilhar sugestões de decoração para a casa de forma lúdica e criativa.

 Com 27 anos de mercado, a Unicasa desenvolve soluções para todos os ambientes e para diferentes públicos com as marcas Dell Anno, Favorita, New, Telasul Modulados e, recentemente, para a nova marca Casa Brasileira, única a operar no sistema de franquias.

O investimento inicial para abertura de uma unidade da Casa Brasileira é de R$ 250 mil, com área mínima de 100 metros quadrados para instalação da loja. O plano de expansão da marca abrange todas as capitais brasileiras. 

:::Saiba mais sobre a franquia Casa Brasileira:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Veja a lista completa de franquias:::

:::Assista vídeos sobre franchising:::

Rede de academias Fórmula vendeu 8 franquias nos últimos 3 meses

Em 2011, a rede de academias Fórmula, do Grupo Bodytech, adotou o sistema de franquias como estratégia de expansão. De lá para cá, não parou de crescer. A empresa tem hoje 13 unidades em funcionamento e 50 unidades contratadas.

Apenas nos últimos três meses, foram vendidas 8 academias da marca: duas no Rio de Janeiro (RJ), duas em Niterói (RJ), uma em Anápolis (GO), uma em Itu (SP), uma em Ribeirão Preto (SP) e outra em Cuiabá (MT). Em média, uma franquia leva seis meses para ser inaugurada.

“Os nossos estudos de mercado mostram que todas as capitais do Brasil e outras 80 cidades de médio porte, com até 200 mil habitantes, têm potencial para receber ao menos uma academia da nossa marca”, afirma Mario Esses, diretor geral da Fórmula. “Por isso, quem tem interesse em investir no mercado de fitness encontra na Fórmula uma oportunidade de levar uma academia estruturada e com uma marca forte para regiões onde ainda há um grande mercado a explorar.”

Um dos principais diferenciais da franquia Fórmula está no fato de o franqueado poder alugar, em vez de comprar, os equipamentos para a academia. Isso reduz significativamente o valor da implantação de uma unidade, que custa a partir de R$ 900 mil. Além disso, a cada cinco anos, a empresa substitui os equipamentos, garantindo que os alunos tenham contato sempre com a tecnologia de ponta.

“Com valor de investimento reduzido e suporte total ao franqueado, o retorno do capital investido ocorre em um prazo mais curto, o investidor fica satisfeito e se interessa em comprar outra franquia da Fórmula”, afirma Esses. “Por isso, hoje temos muitos franqueados que já são donos de pequenas redes, com duas, três ou até seis unidades.”

A empresa pretende fechar mais 25 contratos ainda este ano. Até 2015, a meta é ter 120 academias Fórmula em funcionamento no país.

:::Saiba mais sobre a franquia Fórmula:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Veja a lista completa de franquias:::

:::Assista vídeos sobre franchising:::

55% dos franqueados da Di Santinni têm mais de uma loja

Uma das principais recomendações feitas a quem pretende abrir uma franquia é conversar com franqueados da rede para saber se eles estão mesmo satisfeitos com os resultados de sua loja e com o suporte que recebem da empresa franqueadora. “Os franqueados são capazes de dizer exatamente o que acontece no dia a dia empresa e darão um depoimento mais realista sobre a situação da rede”, afirma Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store. “Por isso, é imprescindível conversar com alguns deles antes de adquirir uma franquia de qualquer marca.”

Um dos sinais de que os franqueados estão satisfeitos está no fato de muitos terem mais de uma loja da mesma marca. É o que acontece com no Grupo Di Santinni, uma das maiores redes de lojas de calçados do país que tem 120 unidades em funcionamento. Hoje, 55% dos franqueados Di Santinni possuem mais de uma loja. “Isso ocorre porque a operação é rentável, permite que o franqueado obtenha o retorno do investimento dentro do prazo estimado e decida reinvestir seu capital em uma nova loja da marca”, afirma Priscilla Ortolani, gerente de franquias da Di Santinni.

O gaúcho Jorge Pereira do Amaral, de 62 anos, é um dos franqueados da Di Santinni que possuem mais de uma loja. Amaral tem sete unidades da marca. Antes de ser franqueado, ele trabalhou por 20 anos como fornecedor da Di Santinni – era representante comercial de uma indústria que atendia a empresa. “Quando comecei a pensar em investir em um negócio próprio, logo pensei em comprar uma franquia da Di Santinni porque conhecia bem o negócio e as pessoas que administram aempresa”, afirma Amaral. “Sabia que o investimento me daria um bom retorno.”

Amaral comprou sua primeira franquia em 2006, na cidade de Vitória (ES). Hoje, tem duas lojas em Vitória (ES), uma em Vila Velha (ES) e quatro em Maceió (AL). “Por já ser franqueado, eu acompanhei a expansão da marca e consegui aproveitar novas oportunidades, como a abertura das lojas no Nordeste”, diz Amaral. “Hoje, a Di Santinni tem muito apelo no Nordeste porque atende um público que não encontrava tantas lojas de sapatos com bons produtos,preços justos e atendimento de qualidade.”

O carioca Alexsander de Carvalho Pinto, de 45 anos, também já conhecia a Di Santinni antes de se tornar franqueado da marca. Ele foi gerente comercial da empresa por muitos anos, até que decidiu empreender por conta própria. “Eu já sabia da solidez da marca e, por isso, decidi comprar uma franquia Di Santinni”, afirma Carvalho Pinto. “E o que mais me chamou atenção foi a rentabilidade do negócio.”

Ele hoje tem quatro lojas Di Santinni – três no Rio de Janeiro (RJ) e uma em Três Rios (RJ). Para quem sonha em abrir uma franquia, Carvalho Pinto dá uma dica: “Procure marcas sólidas e que ofereçam a oportunidade para o franqueado crescer junto com a rede. Assim, as chances de sucesso serão maiores”.

:::Saiba mais sobre a franquia Di Santinni:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Franqueados da TZ Viagens participam de treinamento em Curitiba

Os franqueados da rede TVZ Viagens participaram, entre os dias 5 e 7 de julho, de um treinamento na matriz da Schultz Operadora, em Curitiba (PR). Foram 13 temas resultantes de um levantamento de necessidades de capacitação feito com as equipes da TZ Viagens, abrangendo desde Vistos Consulares, Cursos no Exterior, Seguro Viagem, Viagens de Motos até a apresentação do novo layout dos sites da TZ Viagens, contando com a adesão de 100% das agências franqueadas.

O diretor executivo da franquia, Paulo Manuel, foi um dos palestrantes e mostrou todo o diferencial que um treinamento faz para atingir os objetivos dos franqueados. “Para garantirmos máxima qualidade no atendimento aos nossos clientes, sabemos que o treinamento é imprescindível, tanto nos conceitos e métodos de trabalho como na implantação de novas ferramentas, além do conhecimento profundo sobre todos os produtos e serviços disponibilizados em nossas agências. Nesse sentido, os nossos treinamentos estão preparados para capacitar corretamente as nossas equipes.”

O resultado entre os formandos foi positivo, sendo identificadas importantes necessidades de aprendizagem que serão inseridas nas próximas ações de capacitação e treinamento, ainda neste ano. “O treinamento é essencial para garantir qualidade na operação de minha agência e hoje recebo muitos candidatos interessados em aderir à franquia”, explica Júlio César Monteiro Teixeira da TZ Viagens Bragança Paulista.

Além disso, os franqueados apostam na TZ Viagens por conta de vir de uma empresa que transmite confiança no mercado de turismo. Ainda segundo Júlio César, a Schultz traz muitas inovações, site de vendas on-line, organização e tem o nome muito forte no mercado, ou seja, ser um grupo confiável. “Quando alguém compra algo que não é físico, a relação de confiança precisa ser grande, e a marca Schultz reforça essa confiança.”

Entre os valores da TZ Viagens, está a satisfação do cliente. “Dar vida aos sonhos de nossos clientes de um modo sério e responsável, com o máximo de profissionalismo e excelência no atendimento, é a única forma possível de criarmos riqueza e sustentabilidade na nossa atividade. Por isso, o treinamento é de uma importância extrema para cumprirmos com a nossa missão”, enfatiza o diretor executivo da franquia.

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

20 franquias que cabem em até 40 metros quadrados

Diante de alugueis comerciais cada vez mais caros e poucos pontos de venda disponíveis, muitas redes têm oferecido aos franqueados modelos de loja mais compactos ou até mesmo quiosques de suas marcas. Para quem pretende investir em uma franquia sem gastar muito com aluguel e reforma da loja, a Franchise Store listou 20 marcas que exigem área mínima de até 40 metros quadrados para abertura de uma unidade franqueada:

BB Básico – rede de lojas de roupas infantis
Área mínima para instalação: 20 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 189.600,00
Taxa de franquia: R$ 30.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/bb-basico

Budha Khe Rhi – rede de lojas de roupas masculinas e femininas
Área mínima para instalação: 40 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 170.000,00
Taxa de franquia: R$ 25.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/budha-khe-rhi-brasil

Dermage – rede de lojas de dermocosméticos
Área mínima para instalação: 30 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 131.500,00
Taxa de franquia: R$ 32.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/dermage

Doggis – rede de lanchonetes especializada em hot dogs
Área mínima para instalação: 30 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 150.000,00
Taxa de franquia: R$ 60.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/doggis

Flytour – rede de agências de viagens
Área mínima para instalação: 35 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 250.000,00
Taxa de franquia: R$ 50.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/flytour

Freddo – rede de sorveterias
Área mínima para instalação: 40 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 400.000,00
Taxa de franquia: R$ 20.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/freddo

Koni Store – rede de restaurantes de culinária japonesa
Área mínima para instalação: 35 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 400.000,00
Taxa de franquia: R$ 60.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/koni-store

Mania de Churrasco Prime Steak House – rede de restaurantes especializada em carnes nobres
Área mínima para instalação: 35 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 400.000,00
Taxa de franquia: R$ 50.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/mania-de-churrasco

Maybelline – rede de lojas de cosméticos
Área mínima para instalação: 6 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 160.000,00
Taxa de franquia: R$ 30.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/maybelline

Overend – rede de lojas de roupas masculinas e femininas
Área mínima para instalação: 40 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 250.000,00
Taxa de franquia: R$ 35.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/overend

Parfaire – rede de quiosques de perfumaria de luxo
Área mínima para instalação: 8 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 120.000,00
Taxa de franquia: R$ 10.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/parfaire

Parmeggio – rede de restaurantes especializada em grelhados
Área mínima para instalação: 35 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 315.000,00
Taxa de franquia: R$ 40.000,00 (R$ 35.000,00 p/ SP)
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/parmeggio

Raphaella Booz – rede de lojas de calçados femininos e acessórios
Área mínima para instalação: 40 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 440.000,00
Taxa de franquia: R$ 40.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/raphaella-booz

Seletti – rede de restaurantes especializada em culinária saudável
Área mínima para instalação: 30 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 340.000,00
Taxa de franquia: R$ 50.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/seletti

Spoleto – rede de restaurantes especializada em culinária italiana
Área mínima para instalação: 30 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 180.000,00
Taxa de franquia: a partir de R$ 40.000,00
Mais infomações: http://www.franquia.com.br/franquia/spoleto

Suplicy – rede de cafeterias
Área mínima para instalação: 21 m2 + mesas
Investimento inicial: a partir de R$ 350.000,00
Taxa de franquia: a partir de R$ 55.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/suplicy-cafes

Touch – rede de lojas de relógios e acessórios
Área mínima para instalação: 7,6 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 145.000,00
Taxa de franquia: a partir de R$ 20.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/touch

Uncle K – rede de lojas de bolsas e acessórios
Área mínima para instalação: 35 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 299.000,00
Taxa de franquia: a partir de R$ 35.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/uncle-k

Use Shoes – rede de lojas de calçados e acessórios
Área mínima para instalação: 40 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 150.000,00
Taxa de franquia: a partir de R$ 30.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/use-shoes

Yoggi – rede de iogurterias
Área mínima para instalação: 40 m2
Investimento inicial: a partir de R$ 200.000,00
Taxa de franquia: a partir de R$ 35.000,00
Mais informações: http://www.franquia.com.br/franquia/yoggi

Budha Khe Rhi faz parcerias com Heineken e Red Bull

Fazer alianças com empresas de grande porte e conhecidas no mercado pode ser um bom caminho para novos negócios tomarem impulso, reforçarem a identidade de sua marca e conquistarem mais clientes. A Budha Khe Rhi, rede de oito lojas de roupas masculinas e femininas que chama atenção pela irreverência de suas criações, fez parcerias com duas grandes empresas que têm muito em comum com sua marca: Heineken e Red Bull.

Uma das ações mais recentes aconteceu no dia 11 de junho, um dia antes do Dia dos Namorados. Nessa data, a Budha Khe Rhi lançou em sua fan page no Facebook uma promoção apenas para os solteiros: quem gastasse mais de R$ 100 em uma das lojas, concorria a um baldinho com garrafas da cerveja Heineken. Vários seguidores da marca curtiram a promoção, divulgando a Budha Khe Rhi na rede social. E as três clientes que foram sorteadas certamente ficaram ainda mais fãs da marca Budha Khe Rhi.

Mas a parceria com a Heineken não envolve apenas ações pontuais como essa. Na inauguração de cada nova loja Budha Khe Rhi, por exemplo, o franqueado recebe um lote de cervejas Heineken para oferecer a seus clientes. A rede de franquias também promove anualmente um festival de rock chamado Animals Rock Budha Festival . Quem compra um ingresso para o festival por R$ 15 leva de brinde uma Heineken e ganha 15% de desconto na compra de uma roupa. A marca de cerveja também está presente em todos os eventos de lançamento de coleções Budha Khe Rhi – uma das camisetas tinha até um abridor de garrafa acoplado ao tecido.

Com a Red Bull, a principal ação conjunta é a Run Budha Run, uma corrida promovida pela Budha Khe Rhi em que cada participante recebe uma latinha de Red Bull para se reenergizar. “Escolhemos nos associar a empresas como Heineken e Rede Bull porque elas têm muita coisa em comum com a Budha Khe Rhi”, afirma Marcelo Schmidt Machado, um dos sócios da rede de franquias. “São marcas que falam com jovens que apreciam música, filmes, viagens e são antenados com o que acontece no mundo, como os clientes da Budha Khe Rhi.”

:::Saiba mais sobre a franquia Budha Khe Rhi:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Loja BB Básico tem investimento mínimo de R$ 190 mil

Há 13 anos, três mulheres observaram que havia um nicho pouco explorado no mercado infantil para quem gosta de vestir os filhos priorizando conforto e simplicidade. Por isso, resolveram se unir, criando a BB Básico: uma marca que vende roupas de modelagem simples e confortável, em cores bem alegres, para bebês e crianças até 8 anos.

A empresa hoje é uma rede de franquias com 49 unidades – e segue em expansão. Para abrir uma loja da marca, é necessário investimento mínimo de R$ 190 mil, cerca de R$ 31 mil de capital de giro e ponto de venda com metragem mínima de 20 metros quadrados. “A marca atende essa mulher moderna, que quer comprar roupas práticas e de qualidade para seus filhos”, afirma Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store.   

O modelo de negócio é inovador no ramo. O setor de confecções costuma trabalhar com quatro coleções — uma para cada estação do ano. O que não é vendido nos primeiros meses entra em liquidação, e o restante vai para outlets ou volta para as fábricas. Não é o caso da BB Básico — suas roupas não saem de moda.  

A padronização de modelos permite concentrar a compra de tecidos em poucos fornecedores. Os volumes relativamente altos, reforçados pela expansão da rede pelo sistema de franquias, aumentam o poder de negociação da marca. Isso permite obter descontos. Outro fator que ajuda a Bebê Básico é terceirizar toda a produção para confecções especializadas. E os custos menores permitem à empresa oferecer preços competitivos.

:::Saiba mais sobre a franquia BB Básico:::

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Feira de Franquias do Shopping Patio Cianê em Sorocaba (SP)

O Shopping Pátio Cianê, em Sorocaba (SP), tem inauguração prevista para este ano e ainda possui lojas disponíveis para quem quiser empreender na região. A Franchise Store esteve presente na Feira de Franquias organizada pelo shopping e apresentou seu portfólio de marcas (foto). O empreendimento terá 7 lojas âncora, 12 megalojas e 207 lojas, além de cinemas, academia, boliche, games indoor e 1.240 vagas de estacionamento.

A localização do shopping é privilegiada: bem no centro, em uma das principais avenidas da cidade, que possui fluxo de 22 mil veículos por dia, e ao lado do terminal metropolitano, onde diariamente circulam 94 mil pessoas. O empreendimento resgata ainda um marco importante na história de Sorocaba: as antigas instalações da Tecelagem Cianê, com as fachadas restauradas.  

Sorocaba é hoje um dos municípios que oferece mais qualidade de vida a seus habitantes – é o primeiro com plano diretor de ciclovias e apresenta índices de segurança comparáveis aos mais destacados padrões internacionais. É a nona maior cidade do estado de São Paulo, com 590 mil habitantes. Há mais de 1.900 indústrias na região e a renda média da população é de R$ 3.985.

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Um roteiro completo para os 60 dias que antecedem a compra de uma franquia

Um levantamento feito pela Franchise Store mostra que uma pessoa interessada em adquirir uma franquia leva, em média, 60 dias para tomar sua decisão. “É um bom prazo para pesquisar o mercado, analisar as franquias compatíveis com seu perfil e refletir sobre sua escolha”, afirma Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store. Para ajudar o empreendedor a tomar uma decisão consciente nesse prazo, a Franchise Store preparou um roteiro completo para o investidor cumprir durante os dois meses que antecedem a compra de uma franquia:

Dia 1: Quem está decidido a empreender deve questionar se o sistema de franquias é realmente a melhor alternativa para o seu caso. Conheça o conceito de franchising: http://www.franquia.com.br/franchising/oqueefranchising#sthash.Ym7UziSH.dpbs

Dia 2: Para que você não espere demais do franqueador e, por outro lado, não subestime o seu trabalho como franqueado, é importante saber exatamente qual é o papel de cada uma das partes: http://www.franquia.com.br/franchising/papeldofranqueadoefranqueador

Dia 3: Entenda como funcionam as leis que regem o sistema de franquias: http://www.franquia.com.br/franchising/leisdofranchising

Dia 4: Embora a franquia seja um negócio já testado e aprovado, sempre há o risco de não dar certo. Ajuste suas expectativas: http://www.franquia.com.br/artigos/quando-as-expectativas-nao-condizem-com-a-realidade

Do dia 5 ao dia 9: Avalie sua real situação financeira. Quanto dinheiro você verdadeiramente possui para investir em uma franquia, sem comprometer o orçamento da sua família? Esse cálculo já inclui o capital de giro necessário? Se necessário, verifique também quais são os bancos que oferecem financiamentos para compra de franquias e as taxas que eles praticam nessas linhas de crédito: http://www.franquia.com.br/noticias/bancosoferecemlinhasdecredito

Do dia 10 ao 12: Defina com que tipo de negócio você tem mais afinidade. Prefere ter um restaurante ou uma academia? Uma cafeteria ou uma agência de viagens?

Do dia 13 ao dia 17: Com o foco um pouco mais definido, pesquise as principais franquias do mercado no Portal da Franchise Store e também em guias como o da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Dia 18: Venha visitar a Franchise Store e receba uma assessoria gratuita. Os nossos gerentes podem tirar suas dúvidas sobre o mercado de franquias e apresentar as marcas que mais combinam com seu perfil. Nosso escritório fica na Avenida Paulista, 1337, 11º andar. Não é necessário agendar uma reunião.

Do dia 19 ao 21: Tente reduzir sua lista de opções a, no máximo, duas marcas. Para selecionar as franquias, é importante sempre ter em mente tanto os aspectos racionais do negócio (valor de investimento, prazo de retorno e rentabilidade) como também os emocionais (afinidade com o segmento, empatia com a marca, atração pelo modelo de negócio).

Do dia 22 ao dia 26: Visite lojas das marcas que você selecionou e observe o negócio agora com um olhar empreendedor. As lojas têm bastante movimento? Os produtos estão bem dispostos na vitrine? O atendimento é atencioso? Qual é a sua impressão sobre essas empresas?

Do dia 27 ao dia 31: Chegou a hora de definir qual franquia você realmente quer comprar. Dentre as marcas que você pesquisou, qual delas combina mais com seu perfil, oferece um bom suporte ao franqueado e ainda tem nível de investimento e de lucratividade compatíveis com sua expectativa?

Dia 32: Faça uma reunião com a equipe de expansão da empresa franqueadora, agora para debater melhor se as suas expectativas são compatíveis com o que a marca oferece e vice-versa. É a hora de aprofundar a discussão, tirando dúvidas técnicas e financeiras.

Do dia 33 ao dia 42: A equipe de expansão da empresa franqueadora deve mandar uma ficha de qualificação para você preencher com seus dados. Cabe a você levantar toda a documentação necessária e garantir que não haja qualquer restrição de crédito em seu nome.

Do dia 43 ao dia 48: Depois que entregar os documentos, a empresa avaliará você. Caso você tenha um ponto comercial disponível, a rede também analisará o imóvel e sua localização. Caso não tenha, a empresa pode buscar um ponto só depois que você assinar um pré-contrato. Entenda como as franqueadoras avaliam os candidatos a franqueados: http://www.franquia.com.br/artigos/como-as-franqueadoras-avaliam-o-candidato-a-franqueado

Do dia 49 ao dia 59: Você deve recebera Circular de Oferta de Franquias (COF), pedir a ajuda de um advogado para analisar o contrato e anotar as eventuais dúvidas para discutir com o franqueador. Por lei, você tem ao menos dez dias de prazo para avaliar a COF. Nesse documento, também constam alguns telefones de franqueados que estão na rede e outros que já fecharam ou repassaram suas lojas. Converse com eles e tente descobrir se a franqueadora realmente entrega o que promete.

Dia 60: Faça uma reunião final com o franqueador. Neste dia, você e ele tirarão as dúvidas que restarem. Caso você seja aprovado pelo franqueador e também confirme sua intenção de ingressar na rede, chegou a tão sonhada hora de assinar o contrato. Parabéns!

:::Leia mais notícias sobre franquias:::

:::Encontre sua franquia:::

:::Veja vídeos sobre franchising:::

Quando as expectativas não condizem com a realidade

Na Franchise Store, já atendemos dezenas de milhares de candidatos interessados em exercitar sua veia empreendedora através de abertura de uma franquia. Ao invés de começarem um novo negócio, sozinhos e a partir do zero, esses novos empreendedores buscam a oportunidade de estarem à frente de um negócio que já conta com o nome, a expertise e a aceitação de uma marca conhecida.

Um dos aspectos característicos do sistema de franquias é que, por se tratar de um modelo de negócio já testado e em operação no mercado, pode-se ter uma ideia bem mais clara do que esperar em relação aos resultados do negócio devido ao histórico da rede. Ainda assim, não há como garantir que esses resultados se efetivarão na nova unidade, pois eles dependerão muito do empenho e da habilidade do operador, além de contarem com a influência de fatores externos como particularidades regionais, variações da economia ou a escassez de pontos comerciais, para citar alguns exemplos.

Alguns candidatos, porém, chegam com uma expectativa muito além da realidade. Seja por puro desconhecimento da realidade do mercado, ou por acreditarem que o  seu próprio histórico profissional alavancará o resultado do empreendimento a patamares mais elevados. E esse não é um fenômeno restrito ao sistema de franquias. Um negócio de qualquer tipo, aberto com expectativas irreais, tem maior risco de fracasso ou insatisfação por parte do empreendedor.

Ao iniciar um novo projeto, independente da área de atuação, é importante estar consciente sobre o que esse novo empreendimento pode proporcionar em termos de faturamento, lucro, tempo dedicado ao negócio e previsão de retorno do dinheiro investido. O passo seguinte é comparar esses dados com suas próprias expectativas em relação ao investimento. Não se iluda. Se as perspectivas não baterem, procure outro modelo de negócio que seja mais próximo do que você espera ou reavalie suas expectativas.

A paixão pelo negócio escolhido é vital, mas não substitui o estudo do mercado e da concorrência, e o provisionamento dos investimentos programados a curto, médio e longo prazo.

Empreender é mais do que um trabalho, é um propósito de vida. Acreditar é fundamental, mas ter os pés no chão para tomar decisões mais certeiras é o que pode determinar o sucesso durante a jornada.

 *Filomena Garcia é sócia-diretora da Franchise Store