Dando um novo fôlego para o seu negócio

 

O segmento de franquia é muito conhecido por empreendedores que querem abrir seu primeiro negócio, ou por empresários que pretendem diversificar sua atuação e abrem uma franquia do zero.

O que poucos sabem é que cresce a cada dia o número de negócios independentes que se juntam a uma rede de franquias já existente –normalmente, mais conhecida e com várias unidades–, passando a adotar sua marca e processos. São as chamadas franquias de conversão.

Esse modelo tem sido utilizado em vários mercados: óticas, farmácias, supermercados, escolas de idiomas, cursos técnicos, dentre outros.

As vantagens de converter seu negócio aderindo a uma rede de franquias são inúmeras. Dentre elas, podemos destacar:

Compras com melhores condições

À medida que você faz parte de uma rede, o seu poder de compra não é mais de um, e sim proporcional ao número de unidades que a sua marca possui no mercado.

Portanto, o ganho de escala está ligado diretamente às vantagens de preço que se ganha ao aumentar muito o volume de compra de um determinado produto ou serviço.

Acesso a sistemas de gestão

Toda rede de franquia atua com um sistema de gestão, tanto de vendas como de apoio, que ajuda muito o empresário no controle de vendas e estoque, do fluxo de caixa e do financeiro do negócio.

Com base nos números médios da rede, é possível ver o quanto o negócio vai bem, ou o quanto precisa melhorar. Quando se atua de forma independente, não existem esses parâmetros de desempenho e, muitas vezes, você só irá perceber que está com problemas quando já estiver no vermelho.

Campanhas de marketing

O empreendedor que possui um único negócio raramente terá condições de fazer grandes investimentos na área de marketing, em função da limitação da verba individual do seu negócio.

Ao fazer parte de uma rede de franquia, no entanto, a verba individual de cada unidade é somada em um fundo único, tornando-se um valor bem mais expressivo. Com essa verba cooperada, é possível realizar ações mais ousadas, com maior abrangência e em frequências muito maiores.

Uma marca de rede pode vir a se tornar muito conhecida em um espaço de tempo muito menor, em função da agressividade que uma verba robusta de marketing possibilita a curto, médio e longo prazo.

Remodelagem visual do negócio

Para fazer parte de uma rede, o emprendedor deverá adequar o espaço físico de sua loja ao layout utilizado pela marca, desde a fachada até o espaço interno.

Isso o atualizará com o que há de mais moderno e eficiente no segmento, pois é papel do franqueador olhar continuamente para as tendências de mercado e para o que o consumidor espera na hora de adquirir esse produto ou serviço no ponto de venda –o chamado momento mágico da experiência de compra.

Treinamento

Tanto o empreendedor quanto seus funcionários terão acesso a treinamentos nas mais diversas áreas do negócio, para que seu desempenho melhore e sua equipe trabalhe de forma mais motivada e preparada para atingir metas.

Com uma estrutura maior, um franqueador pode contar com especialistas de cada área em sua equipe, colocando à disposição dos seus franqueados esses recursos durante o dia a dia da operação.

Existem, também, os momentos de encontros de franqueados com seus franqueadores, onde a troca de experiências é bastante rica e serve de modelo e aprendizado para os demais. Ou seja, a troca de conhecimentos faz com que todos aprendam uns com os outros.

Essas são algumas das vantagens que, de cara, um empreendedor passa a ter acesso quando se converte para uma rede de franquias.

O resultado prático disso é que, além do aumento no faturamento e no resultado do negócio, surgem ainda ganhos menos mensuráveis, porém fundamentais para qualquer empreendedor que deseja continuar a crescer e expandir seu negócio.

Uma injeção de "vida" e "energia" no seu espírito empreendedor por meio do acesso a ferramentas e informações que estavam muito distantes de sua antiga realidade.

Lembre-se: um franqueado é também um empreendedor, pois continua sendo responsável pelo seu negócio. Ele só troca a solidão de, muitas vezes, ter que decidir tudo sozinho, para compartilhar e crescer em rede.

 

Sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios , varejo e Franchising. Co-autora dos livros "Franchising - Uma estratégia para expansão de negócios e "Marketing para Franquias" * Sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios , varejo e Franchising. Co-autora dos livros "Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e "Marketing para Franquias" 

Fonte: UOL

Franchise Store prevê crescer 15% em 2013

Mais de 700 franquias e 420 pontos comerciais vendidos e cerca de R$ 400 milhões movimentados. Esse é o resultado do balanço de quatro anos de operação da Franchise Store – pioneira e líder no País em venda de franquias multimarcas. Em 2013, com a entrada de marcas como Samsumg, L'Oreal (Maybelline), Outer, Formula Academia e Flytour, a Franchise Store prevê crescimento de 15%. A expectativa é fechar 150 contratos de novas franquias e gerar R$ 87,5 milhões em negócios. Na semana passada, o empreendimento do Grupo Cherto abriu a primeira franquia no Brasil em Belo Horizonte.

 

 

Fonte: istoedinheiro.negocios

Overend é reconhecida como Marca Registrada do Rio de Janeiro

A Overend, marca carioca que atua há 20 anos no mercado de  moda, sempre foi conhecida por seu estilo casual e descontraído.

A Overend foi considerada Marca Registrada do Rio de Janeiro e recebeu o direito de acrescentar o ícone RJ no logotipo. O movimento “Marca RJ” é um projeto criado pelo Governo do Estado com o objetivo de destacar algumas características do Rio como cultura, alegria, beleza, estilo e energia e engajar a sociedade para um novo momento que o Estado vivencia.

É importante destacar que a Overend é a terceira marca de moda a conquistar esse direito, formando um seleto grupo com Farm, Antonio Bernardo, Constança Basto, Wollner, CT Boucherie, Lorenzo & Casa Carandaí. 

Com lojas no Rio de Janeiro, Goiás, Espírito Santo, Amapá, Maranhão, Rio Grande do Norte, Acre, Piauí, Minas Gerais, entre outros estados, em 2012 a Inauguração da Casa Overend, bela casa em estilo normando construída nos anos 30 localizada na Rua Lopes Quintas, Jardim Botânico. O endereço passa a reunir flagship, studio de design, marketing, pesquisa e desenvolvimento de produtos, foi um grande passo também para a marca. 

Saiba mais sobre a Overend, clique aqui. 

Alfaias ganhará mais 10 lojas em 2013

O DNA é carioca, mas a ambição é nacional. A Alfaias, marca de cama, mesa e banho, focada nos públicos A e B, quer expandir o negócio para outras grandes cidades. Brasília, Belo Horizonte e Porto Alegre estão nos planos. Assim como a ampliação da rede em São Paulo e Rio de Janeiro.

A empresa fechou 2012 com 10 lojas, planeja dobrar esse número até dezembro e, até o fim de 2015, chegar a 50 endereços. À Franchise Store, primeira loja de franquias da América Latina, coube o planejamento e a execução do projeto de expansão da rede.

Com 25 anos no mercado, a Alfaias tem hoje 10 pontos de venda – oito no Rio, sendo seis na capital e dois no interior fluminense, um em São Paulo e outro em Goiânia. 

Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store, afirma que a marca “tem grande potencial de crescimento, pois une produtos de qualidade e bom gosto com pontos de venda bem formatados para o público-alvo”.

O ticket médio da Alfaias é de R$ 250,00 e o faturamento de cada unidade varia de R$ R$ 150 mil a R$ 250 mil. O investimento em uma franquia da marca gira em torno de R$ 500 mil (com estoque), e o retorno, entre 24 e 36 meses. Os interessados em uma franquia Alfaias devem, clicar aqui. 

 

Veja 4 dicas para aumentar a conversão de vendas em sua loja

 

*Por Filomena Garcia

Na semana passada, falamos sobre estratégias para atrair clientes até a sua loja. Para fechar a série sobre comunicação no ponto de venda, falaremos hoje sobre a conversão da venda, que afinal, é o objetivo maior para o qual convergem todas as ações.

Se o consumidor já está dentro de sua loja, agora, como dizem os americanos, "it's show time". É a hora de trabalhar pesado nas ações de marketing para surpreender, encantar e conquistar o cliente.

Mantenha o ponto de venda em ordem

Antes de mais nada, é preciso que a casa esteja em ordem. Os produtos deverão estar dispostos de modo a conduzir à compra. Ou seja, coloque os produtos ou serviços anunciados nos banners e faixas na fachada (ou mesmo na vitrine, quando for o caso) em local de fácil visualização.

E, ao lado deles, deixe os produtos que podem ser mais facilmente englobados em uma venda casada.

Os displays, testeiras, sinalizadores de preços, faixas e folhetos devem estar alocados em locais estratégicos, criando um ambiente organizado e convidativo para a visualização e experimentação. É preciso certificar-se também de que o ponto de venda está abastecido com os produtos divulgados nas campanhas.

Afinal, nada desmotiva mais um consumidor do que se encantar com um produto, querer comprá-lo e não conseguir por falta de estoque. E, acima de tudo, os clientes precisam receber um ótimo atendimento.

Pesquisas revelam que esse é um dos principais fatores de decisão de compra. Por isso, aposte na força de sua equipe para realizar a venda.

Estimule sua equipe de vendas

Aqui, o nome do jogo é motivação. Os funcionários precisam estar preparados para atender bem os clientes e saber comunicar as promoções, as novidades e até mesmo as qualidades técnicas do produto ou serviço. Tudo para que, no final, o consumidor efetue a compra.

Programas de capacitação, treinamentos técnicos e motivacionais podem ajudar a preparar sua equipe. Mas nenhum treinamento adianta se os funcionários não estiverem empenhados em gerar resultados.

Crie uma campanha de incentivo (também chamada de endomarketing), que premie o desempenho da equipe. Alie essa campanha a uma ação promocional para ficar mais fácil medir os resultados e definir o tempo de duração.

Crie metas

Recomenda-se que, com base no histórico de vendas da equipe, você estabeleça uma meta de crescimento sobre o aumento das vendas para premiação. Ao incentivar os colaboradores a oferecerem uma sobremesa de acompanhamento ao prato, por exemplo, é possível aumentar seu ticket médio e ainda atrair mais clientes.

Para que a campanha gere resultado, entretanto, é preciso que ela não se estenda por muito tempo. O ideal é que dure um mês e que os painéis de resultados sejam divulgados semanalmente ou a cada quinze dias entre os funcionários, para que não percam o "pique".

Recompense os vendedores que obtiveram melhores resultados

A premiação pode ser feita em espécie ou em bens. A experiência nos mostra que é melhor que seja feita em bens, já que uma quantia em dinheiro é muito fácil de ser precificada e tende a ser menos valorizada do que um prêmio até mais barato, mas que tenha um valor simbólico maior.  Seja como for, o que importa é movimentar a equipe a ponto de fazer que cada cliente sinta o entusiasmo dos funcionários.

Os empreendedores que seguirem essas e outras práticas que descrevemos acima, certamente vão ampliar –e muito– as chances de sucesso do seu negócio.

Vale lembrar que, para o sucesso do negócio não existe uma fórmula. Existem ações que, combinadas, dão certo. Para converter a entrada do consumidor em venda, alinhe sua equipe, seus produtos e combine com as ações descritas acima. Isso tudo aumenta, e muito, a chance de sucesso.

 

 

 Sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios , varejo e Franchising. Co-autora dos livros "Franchising - Uma estratégia para expansão de negócios e "Marketing para Franquias"* Sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios , varejo e Franchising. Co-autora dos livros "Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e "Marketing para Franquias" 

 

Amor aos Pedaços apresenta irresistíveis novidades para a Páscoa

 

São mais de 10 modelos desenvolvidos exclusivamente para a Páscoa. 

 

 

 

Ovo de colher Cajuzinho

 

A partir do dia 1° de março as mais de 60 lojas da Amor aos Pedaços espalhadas pelo País estarão recheadas de deliciosas novidades criadas especialmente para a Páscoa. Para 2013, o carro-chefe da marca são os Ovos de Colher, Coqueluches Brasileiras. A iguaria vem em três irresistíveis versões de dar água na boca: Brigadeiro (sem glúten) – meio ovo de chocolate ao leite, recheado com brigadeiro e decorado com flocos e fios de chocolate ao leite (R$59,00 – 250g); Cajuzinho (sem glúten) – meio ovo de chocolate ao leite, recheado com cajuzinho e decorado com amendoim granulado, fios de chocolate ao leite e açúcar cristal (R$59,00 – 250g) e Dois Amores – meio ovo de chocolate ao leite, recheado com brigadeiro e brigadeiro branco, decorado com crisps de chocolate de chocolate branco e ao leite e fios de chocolate ao leite (R$59,00 – 250g).

 

Ovos:

 

 

Ovo Dragée e Ovo Perolado

 

Entre a linha de ovos, outra novidade é o Ovo Dragée 250g (sem glúten) – ovo de chocolate ao leite, coberto com confeitos coloridos, decorado com coelho de chocolate colorido e recheado com dragées de chocolate ao leite (R$ 59,00) e o Ovo Perolado 250g – ovo de chocolate blend ao leite, coberto com pérolas de chocolate ao leite, decorado com coelho de chocolate ao leite e recheado com bombons perolados (R$ 59,00). Para aqueles que possuem alguma restrição alimentar, a marca criou o Ovo 0% Açúcar 200g (sem glúten) – ovo de chocolate ao leite diet, recheado com pingos de chocolate ao leite diet (R$ 59,00).

 

Ovo 0% açúcar 200g e Ovo Amargo Belga 70% cacau 220g

 

A linha de ovos recheados de 400g ganha mais duas deliciosas versões em 2013: o Ovo Brigadeiro 400g (sem glúten) – ovo de chocolate ao leite recheado com brigadeiro e bombons de brigadeiro (R$84,00) e o Ovo Doce de Leite 400g (sem glúten) – ovo de chocolate ao leite recheado com doce de leite e bombons de doce de leite (R$84,00). A linha conta ainda com as opções: Ovo Bicho de Pé, Cocadinha, Marshmallow, Paçoca e Trufado. A Amor aos Pedaços também oferece os ovos recheados em versões menores sem glúten, de 75g. A novidade deste ano é o Ovo de doce de leite (R$15,50 – 75g). Para os apaixonados pelo sabor marcante do cacau, a sugestão é se deliciar com o Ovo Amargo Belga 70% Cacau 220g (sem lactose e sem glúten) – ovo de chocolate amargo belga 70% cacau, recheado com bombons de chocolate amargo belga 70% cacau com amêndoas e castanhas (R$59,00).

 

Presentes e decoração:

 

 

Bolo brownie de castanhas

 

Para presentear amigos e parentes, a Amor aos Pedaços criou a Caixa Páscoa em Quadrinhos 250g (sem glúten), composta por ovinhos de chocolate ao leite e placa de chocolate branco ou ao leite, decorada com glacê ou chocolate ao leite e figura de açúcar, em dois modelos: marrom/champagne ou colorida (R$ 42,00). Outra excelente opção são as Placas de Chocolate ao leite 50g (sem glúten) – placa de chocolate ao leite, decorada com figura de chocolate ao leite e chocolate blend ao leite (R$ 16,00). Para dar um toque especial na decoração da mesa de Páscoa e deixá-la ainda mais bonita, a rede de doçarias oferece: o Bolo Brownie de Castanhas 400g – bolo brownie de castanhas recheado com doce de leite, coberto com massa americana, decorado com figuras de açúcar, glacê e açúcar cristal (R$42,00) e os Copinhos Recheados 85g (sem glúten) – copinhos de chocolate ao leite, recheados com brigadeiro, brigadeiro branco e Bicho de Pé®, decorados com figuras de páscoa de chocolate colorido (R$23,00).

 

 

Para os pequenos:

 

 

Para o público infantil, a sugestão é o Kit Mestre Cuca de Páscoa (sem glúten) que incentiva a criatividade dos pequenos cozinheiros. Com o kit, as crianças vão decorar e rechear as oito metades de ovos de chocolate ao leite, acompanhadas com bisnagas de brigadeiro e Bicho de Pé®, uma diversão deliciosa. Para finalizar as obras de arte, os kits trazem saches de chocolate granulado e de confeitos coloridos de chocolate para decorar os ovinhos (R$32,00).

 

Uma delícia para compartilhar com toda a família é o Bolo da Páscoa (sem glúten). Elaborado com massa de chocolate meio amargo, recheado com mousses de chocolate ao leite meio amargo, pedacinhos de chocolate branco e cobertura de chocolate meio amargo com leve sabor de conhaque. A decoração é feita com cacau em pó, raspas de chocolate branco e ovinhos de chocolate ao leite (R$114,00 – 1.500g a unidade).

 

Para mais informações sobre Amor aos Pedaços, clique aqui. 

A Academia Fórmula apresenta ao mercado novo conceito de empreedimento

A rede de academias Fórmula apresenta ao mercado um novo conceito de serviços e empreendimento. Além de garantir a troca de equipamentos a cada 5 anos, a Fórmula conta com todo o suporte e know how do Grupo Bodytech, o maior no segmento fitness do Brasil.

Presente em cinco Estados, a rede Fórmula conta com 13 unidades em operação e mais 18 em diferentes fases de desenvolvimento.

Começamos o primeiro trimestre de 2013 com cinco unidades inauguradas, quatro delas em Santa Catarina:

– Continente Park Shopping – São José

– Shopping Iguatemi – Florianópolis

– Shopping Neumarkt – Blumenau

– Campos dos Goytacazes – Rio de Janeiro

– Garten Shopping – Joinville

O franqueado Fórmula recebe assistência desde a avaliação e negociação do ponto comercial, até o planejamento de marketing antes e após a inauguração.  O suporte inclui ainda o projeto arquitetônico, manuais de operação, apoio na seleção de equipe e todo o apoio à operação.

Para saber mais informações sobre a Fórmula, clique aqui.

 

Fonte: Fórmula Academia. 

 

Marcelo Cherto fala à Globo News sobre investimento em franquias

 

Com a taxa de mortalidade inferior a 5%, as franquias são opção para quem quer investir em  negócio próprio e muitas vezes, por serem um modelo pronto e já de sucesso, são vistas como certeza de investimento e de retorno. Mas nem sempre isso acontece.  O investidor que empreender em franquia, deve estar sempre atento na comunicação da franqueadora, se a franqueadora lança uma promoção, o franqueado deve estar alinhado com essa promoção e passar para a sua equipe, para que não aconteça algo muito comum e que acaba prejudicando a imagem da marca, os clientes sabem mais sobre a marca do que os colaboradores do ponto de venda.

Ficar atento à comunicação é um dos pontos chave, também deve-se investir em treinamento e qualidade de atendimento, de nada vale ter um produto bom e um atendimento péssimo. Outra dica também é, ao contrário do que se pensa, a pessoa candidata a ser um franqueado de uma rede de alimentos, por exemplo, não precisa ter a ver com o ramo, algumas franqueadoras até preferem ter um franqueado que seja leigo no ramo de alimentos, para que ele não venha carregado de vícios. O importante em qualquer caso de franquia, é que o franqueado tenha uma experiência em gestão de equipes e noções de administração, algo também que a maioria das franquias oferece em curso de treinamento inicial.

Para que tudo isso fique mais claro, confira a entrevista do Marcelo Cherto, Presidente da Cherto Consultoria à Globo News, aqui

 

Comunicação no ponto de venda

 

*Por Filomena Garcia

O ponto de venda é, reconhecidamente, o campo mais importante do varejo. Afinal, é nesse espaço que ocorre a decisão da compra. E é lá também que o consumidor vivencia a experiência de consumo da marca, interage com a equipe e tem acesso aos produtos e serviços.

E se não bastasse tudo isso, o ponto de venda assume um papel ainda mais importante no cenário atual. Com uma vida corrida, o consumidor cada vez mais exige conveniência e novas experiências a cada visita. Por isso, o ponto de venda deve ser dinâmico e inovador com o objetivo de manter e atrair novos clientes.

São nestes metros quadrados que o empreendedor dá o tom. É ele quem treina e coordena a equipe, controla a disposição dos produtos na loja, cuida para que as promoções estejam devidamente divulgadas, percebe os anseios e analisa as reações dos clientes.

É também ele quem mais poderá identificar quais são as oportunidades de novas ações e que tipo de promoções e campanhas funcionam melhor no seu ponto de venda.

Ao falar de comunicação, devemos destacar que é no ponto de venda que o empreendedor avalia as ações de comunicação e consegue mensurar o resultado efetivo delas. Portanto, se ainda há dúvidas de onde investir para alavancar seu negócio, com toda certeza o ponto de venda tem que liderar sua lista de novos investimentos.

Agora, como identificar qual a melhor ação a ser realizada em seu ponto de venda? Para isso você deve identificar quais são os pontos que você deve aprimorar. Pois só é possível criar uma ação sabendo qual é o ponto que precisa ser melhorado e que precisa de mais atenção no negócio.

Identificar os números do seu negócio ajuda a decidir o que fazer primeiro

O primeiro passo é levantar os números médios do seu negócio para poder identificar suas fortalezas e pontos de atenção através da comparação com outras lojas do mesmo perfil e ramo de atuação, e com as lojas vizinhas.

Você pode fazer isso, por exemplo, respondendo às seguintes perguntas: Quantos consumidores passam em frente à sua loja? Quanto passam e olham? Quantos passam, olham e param. Quantos passam, olham, param e entram. Quantos passam, olham, param, entram e compram.

A partir daí, você poderá identificar em qual destes pontos você precisa melhorar em sua loja:

• Fluxo de  consumidores – desenvolvendo ações para atrair mais consumidores;
• Captura – como fazer com que eles parem em frente à sua loja e entrem; ou
• Conversão –  técnicas para transformar as visitas em vendas

Portanto, mais importante do que definir uma ação de comunicação é, antes de tudo, poder identificar em qual ponto acima você precisa trabalhar e dirigir seus esforços.

A partir daí você não só facilitará a sua gestão, como também fará campanhas muito mais eficazes.

 

Sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios , varejo e Franchising. Co-autora dos livros

*  Sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios , varejo e Franchising. Co-autora dos livros "Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e "Marketing para Franquias"

 

Fonte: UOL 

 

 

Freddo prepara novidades para a Páscoa

 

                   
 
 
Pela primeira vez, a Freddo lança ovos de Páscoa. A grande novidade é a Taça de Sorvete Freddo (R$ 27,90, foto): dois sabores de sorvete à escolha do cliente e duas trufas servidas na casca do ovo de chocolate ao leite, elaborado com blend de dois chocolates (50% belga). A sobremesa, em parceria com a Sucrier Sucré Et Chocolat, será servida em todas as unidades para consumo imediato.
 
Além da Taça de Sorvete Freddo, outra novidade para a Páscoa deste ano é ovo de chocolate. Com 220g, o produto traz cinco trufas redondas nos seguintes sabores: chocolate ao leite com Nutella e farinha de avelã, chocolate ao leite com ganache, chocolate ao leite com doce de leite, chocolate meio amargo com ganache e chocolate meio amargo com doce de leite. Todas as trufas são feitas com chocolate 100% belga e, assim como o ovo, elaboradas pela Sucrier Sucré Et Chocolat com exclusividade para a sorveteria. 
 
Para saber mais sobre as franquias Freddo, clique aqui.
 

Franquia supera previsão e salta 16,2% no último ano

* Por Flávia Milhassi

A perspectiva é de que ao longo deste ano o setor crescerá no mesmo patamar do ano passado. Além disso, haverá entrada de novas bandeiras no País.

Pelo segundo ano consecutivo, o setor de turismo e hotelaria foi o responsável por impulsionar o faturamento do setor de franquias no Brasil, que em 2012 chegou a mais de R$103 bilhões – crescimento de surpreendentes 16,2% frente ao igual período do ano anterior. Segundo Ricardo Camargo, diretor-executivo da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o índice superou a expectativa da entidade. "Nossas previsão no começo do ano passado era de crescimento de 14%. Nós nos surpreendemos com o incremento de 16,2% em nosso faturamento", disse ele.

Outro ponto ressaltado pelo executivo, foi o da abertura de lojas no ano passado. Enquanto em 2011 o País contava com 93.09 pontos de venda em sistema de franchising, em 2012 esse número saltou para 104.543 unidades, o que representa acréscimo de 12,3% do número de operações. Já as marcas que passaram a operar com esse sistema obtiveram incremento de 19,4% de um ano para o outro, saltando de 2.031 para 2.246 no ano passado. "A nossa expectativa era de 8% de crescimento, quase dobramos e conseguimos superar a média mundial do setor", enfatizou Camargo.

Como já mencionado, a área de turismo e hotelaria surpreendeu. Esses dois segmentos, ancorados por marcas como TAM  Viagens e redes de hotéis, tiveram incremento de 97,4% de faturamento. "Tivemos a chegada da Wildhan, que trará 15 novos hotéis ao Brasil. Sem falar no desempenho das agências de intercâmbio, que também tiveram boa representatividade no período", destacou o executivo da ABF.

Estima-se que neste ano novamente este segmento impulsionará o franchising, já que a gigante CVC passará a operar como franquia.

“Antes ela atuava com lojas próprias, esse ano ela trará 800 unidades para o setor", disse ele. Outros dois players que merecem destaque são: a Flytour, que está com 99, e tem previsão de 40 novas unidades este ano, e a Central do Intercâmbio (CI).

Os nichos de limpeza e conservação também foram representativos, ao crescer 44,5% seu faturamento no ano passado. Segundo o diretor-executivo da ABF, as operações de lavanderias e limpeza foram as atividades com maior representatividade. Informática e eletrônicos cresceram 32,5% seu faturamento, alavancados também pelo aumento de lojas abertas em 2012. "Tivemos a indústria avançando para o varejo por meio de franquias. A Nokia, por exemplo, abriu 32 unidades. A OI abriu cerca de 300 unidades no ano passado (somando 800 pontos de venda)", disse e completou: "Vemos também players abrindo lojas, não para vender mais, mas para reforçar a marca perante a comunidade".

O ramo de alimentação, que é dominado pelas grandes redes de fast-food,  apresentaram recuperação, ainda mais após o segmento de alimentação fora do lar ter apresentado desempenho 17% maior em 2012. Camargo enfatizou que esse nicho também foi impulsionado pela abertura de novas unidades. "O McDonald's abriu quase 100 novas lojas. O Subway, 300 pontos de venda (hoje são 1.057 as unidades da rede no País). A perspectiva é que isso continuará ao longo deste ano", disse ele. Só o Bob's, terceira maior franquia de fast-food, pretende ter 200 novos pontos de venda este ano, segundo sua assessoria.

Indo além da questão da abertura de lojas, o franshising no Brasil também foi beneficiado com abertura de shoppings centers no último ano. Dados da Associação Brasileira de Shopping Centers (abrsce) indicam que no ano passado foram inaugurados 27 empreendimentos, 8 dos quais foram nas principais capitais brasileiras. Ricardo Camargo, diretor da ABF, explicou que 60% a 80% das lojas de um shopping são franquias.

Para este ano estão previstos 46 novos centros comerciais, fato que dará novo impulso ao setor, mesmo com a ABF acreditado que a conjuntura econômica poderá atrapalhar um pouco esse ano. "Como a massa salarial se manterá estável, assim como a criação de empregos, o consumidor terá sua renda mais comprometida. Isso pode nos afetar.". O setor é tão promissor que a rede Amor aos Pedaços, por exemplo, acaba de vender 33% de sua participação ao Mercatto Alimento, fundo de private equity. A meta é acelerar a expansão.

 Fonte: DCI –  Comércio

 

Arranjos Express é opção em franquia de serviços diferenciados

 

A “Arranjos Express” possui uma vasta experiência adquirida ao longo de 9 anos de operação em Portugal no setor dos Consertos e Transformações de roupa, com métodos inovadores e altamente profissionais.

A empresa foi fundada em 2003 com o intuito de revolucionar o mercado dos consertos e transformações de roupa, oferecendo um serviço de grande Qualidade, com preços acessíveis e graças a uma organização de excelência, a cumprir a promessa da Rapidez, que é um dos importantes pilares do negócio (fazemos barras em calças, saias e vestidos em 1 hora).

Apesar de ser considerado por muitos um serviço tradicional, o ritmo de vida,  a falta de tempo constante no dia a dia das nossas vidas, fazem com que este tipo de serviço vá ao encontro de uma necessidade cada vez maior e que tenha que ser feito não da forma tradicional, mas sim de forma muito profissional.

 A “Arranjos Express” chega ao Brasil, depois de uma cuidada análise de mercado onde foram detectadas algumas lacunas.

 A estratégia para o Brasil consiste em prestar um serviço único onde a QUALIDADE, RAPIDEZ e PREÇO são pilares bases do sucesso das nossas lojas onde todo o serviço é feito de uma forma muito profissional.

Para saber sobre franquias, clique aqui.

Touch Watches faz ação promocional com paraquedista

 

A Touch Watches, mais uma vez inovou em suas ações.

Desta vez, em parceria com o ousado paraquedista Gui Pádua que já possui cerca de 11.000 saltos e que tem total aderência com a Touch, deu o start da Liquidação de 1º semestre, num dos cenários mais famosos do Brasil.

O atleta fez um salto de Base Jump a aproximadamente 1.000 metros de altura na praia do Pepino em São Conrado – RJ, e acertou em cheio 30% do alvo personalizado de 25 metros, estendido na pista de pouso de salto livre.

A liquidação relâmpago foi válida para as lojas de todo o país e vigorou durante os dias  22 de fevereiro, até o dia 24 de fevereiro.

A partir de então começou a Liquida Touch tradicional, com descontos variados em todos os produtos até a segunda quinzena de março.

Para conferir o vídeo, clique aqui. 

Quer saber mais sobre as franquias Touch Watches, clique aqui. 

Franchise Store participa da ABC Franchising e Negócios

 

A Franchise Store participará da ABC Franchising e Negócios levando seu portfólio de marcas em diversos segmentos, como alimentação, serviços, saúde e beleza, entre outros. A feira começa no próximo dia 8 de março, a ABC Franchising e Negócios. A edição desse ano, será realizada na Associação Comercial de SBC, das  12h às 20h, até o dia 9 de março de 2013.

O evento contará com a exposição de algumas marcas separadas por stands, além disso, haverá também um ciclo de palestra que tratará de diversos assuntos, tais como:  O mercado de franquias em shoppings Center , Como se tornar um franqueador, Sua empresa está preparada para o e-commerce.

A inscrição para feira e suas palestras é gratuita e deve ser feita através do site: www.acisbec.com.br

Faturamento do varejo na Grande SP cresceu 5,5% em 2012

 

 

O faturamento do varejo na região metropolitana de São Paulo cresceu 5,5% em 2012, na comparação com 2011, chegando a R$ 164,5 bilhões, informou a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), que realiza a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV).

Só no mês de dezembro, o aumento das vendas foi de 3,6% na comparação com o mesmo mês de 2011, somando R$ 17,2 bilhões.

"As causas dos resultados positivos de 2012 são a combinação virtuosa de renda, emprego e crédito e as medidas de estímulo ao consumo por meio de desonerações de várias linhas de produtos, o que permitiu a manutenção dos altos patamares positivos de confiança do consumidor, o que deu sustentação às taxas positivas de consumo no ano", avaliou, por meio de nota distribuída à imprensa, a instituição.

No ano de 2012, os melhores desempenhos no faturamento foram apresentados pelos segmentos de Farmácias e Perfumarias (expansão de 15,1% ante 2011), Comércio Eletrônico (11,6%) e Lojas de Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos (8,3%).

De acordo com a FecomercioSP, o segmento de eletrodomésticos e eletroeletrônicos refletiu o "impacto positivo das desonerações concedidas" no ano. Das nove atividades pesquisadas para a realização do estudo, apenas Lojas de Departamentos registraram queda nas vendas anuais (de 4,2%) na comparação com o acumulado de 2011.

Na análise apenas do mês de dezembro, Lojas de Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos e o Comércio Eletrônico foram os dois únicos segmentos que mostraram queda de vendas reais, de 16,2% e 13%, respectivamente, ante igual mês de 2011.

Os três segmentos que registraram as melhores taxas de crescimento nas vendas foram Farmácias e Perfumarias (9,5%), Supermercados (9,3%) e Lojas de Móveis e Decorações (4,3%), na comparação com o mesmo mês de 2011.

 

Fonte: Exame.com