Loja de calçados Zarkha anuncia expansão

 

Com o apoio da Franchise, a marca cearense de calçados Zarkha pretende expandir seus planos e abrir novas unidades em outras regiões       

A cearense Zarkha quer ganhar o Brasil e para fazer isso, a marca de calçados masculinos e femininos contratou a Franchise Store – líder mundial em venda de franquias multimarcas no mundo – que prevê seis contratos de franquias nas principais capitais do Brasil, até o início do ano que vem. Por enquanto, já são duas lojas próprias em operação nos principais shoppings de Fortaleza.

No paralelo, os planos da Franchise Store para este ano é crescer 15% em relação ao ano anterior e chegar a 100 marcas. 
 
”A Zarkha oferece produtos sofisticados e apresenta uma arquitetura original e diferenciada. É uma marca consolidada no Ceará e tem ótimas chances para conquistar consumidores de outras regiões”, explica Filomena Garcia, sócia da Franchise Store.
 
O investimento mínimo em uma franquia Zarkha é de R$ 360 mil, com retorno previsto entre 18 e 24 meses. O faturamento por loja gira em torno de R$ 120 mil mensais, e o ticket médio é de R$ 200,00. Desde que foi lançada, em 2001, a Zarha mantém seus produtos focados nos públicos A e B.

Para mais informações sobre a Zarkha, clique aqui.

Fonte: Portal No Varejo

Malhação do Guga

Mário Esses, Ricardo Accioly, José Netto, Guga Kuerten, Wilfredo Gomes e Rafael Kuerten

 

A rede de academias Fórmula vai desembarcar em Santa Catarina nos próximos dias. O grupo Bodytech, dono da Fórmula, fechou uma parceria com a catarinense Multione Fitness, que tem entre seus sócios o tenista Guga Kuerten (por meio da Guga Kuerten Participações) e os empresários Wilfredo Gomes e José Netto (conhecidos como donos da agência de publicidade ONEWG). A intenção da Multione é tornar a Fórmula a principal rede de academias em solo catarinense. Hoje, o mais comum em Santa Catarina são academias de pequeno porte, com uma ou duas unidades em uma cidade, não existindo uma rede estadual. Para Wilfredo Gomes, foi verificada aí uma oportunidade boa para o novo negócio, aliada ao crescimento da classe média. O investimento inicial em Santa Catarina será de R$ 10 milhões. Quatro unidades abrem ainda neste ano: em Florianópolis, no shopping Iguatemi; em São José, no shopping Continente Park; em Joinville, no Garten shopping; e outra em Blumenau, no shopping Neumarkt. Outras duas estão previstas para 2013: uma em Balneário Camboriú e outra em Criciúma. Gomes diz que a opção especialmente por localização em shopping centers leva em conta a questão de facilidade no estacionamento. "Já é famosa a frase: 'no parking, no business'. Hoje, o problema de mobilidade urbana é mundial." Além disso, ainda não há muitas academias em shopping em Santa Catarina, com algumas exceções, como a Academia Fernando Scherer (do nadador Xuxa), localizada no Beiramar Shopping, em Florianópolis. O Bodytech é conhecido por ter à sua frente Alexandre Accioly, Luiz Urquiza, João Paulo Diniz e Luciano Huck, e contar com  Mario Esses como CEO da Fórmula.

Malhação do Guga I

A Fórmula deve aproveitar Guga como garoto-propaganda, ao lado do apresentador Luciano Huck, para conquistar 10 mil alunos em quatro anos. A fatia da Guga Kuerten Participações no novo negócio não foi revelada. Guga deverá ser um dos frequentadores da academia, mais para exercícios e não para a prática do tênis, pois não haverá quadras deste tipo na Fórmula. A meta é faturar no primeiro ano R$ 5 milhões.

Para saber mais informações sobre a Rede Fórmula, clique aqui.

Fonte: Valor

 

Spoleto rebate crítica com ação de marketing bem humorada

ator Fábio Porchat, à esquerda, em cena do vídeo "Spoleto 2 – O retorno"

O Spoleto, especializado em culinária italiana, se aproveitou de uma situação inusitada para ativar um canal direto com o consumidor final. Ao identificar que um vídeo de humor sobre a empresa estava fazendo sucesso na internet, a marca procurou os responsáveis e propôs uma parceria. A resposta da marca foi batizada como "Spoleto 2 – O retorno" e está disponível no canal da Franchise Store.

A estratégia é valer-se da oportunidade para ativar o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) da empresa e tornar a experiência uma eficiente ferramenta de treinamento para a equipe. O novo filme apresenta o ator Fábio Porchat em diferentes situações de atendimento, em que demonstra impaciência, e em treinamento no restaurante, onde tenta melhorar sua postura com uma cliente muito indecisa.  

“A agilidade faz parte de nosso modelo de negócio. Nossa proposta é baseada na premissa de levarmos uma experiência de restaurante para o ambiente de culinária rápida. Entretanto, nos esforçamos diariamente para oferecer um bom atendimento nesse ambiente de conveniência e rapidez e não queremos que os clientes se sintam tão pressionados como mostra de forma bem humorada o filme”, explica o diretor de marketing e franquia do Spoleto Antonio Moreira Leite.

Saiba mais sobre o Spoleto e como se tornar um franqueado clicando aqui.

Para ver o vídeo na íntegra, clique no canal da Franchise Store.

Franchise Store participa de evento no Shopping Cidade Sorocaba

 

A Franchise Store, primeira loja de franquias do Brasil, participa do evento no Shopping Cidade Sorocaba, na Grande São Paulo, nos dias 29 e 30 de agosto. Os empreendedores da região terão a chance de conhecer as oportunidades de negócios que poderão ser comercializadas no novo polo comercial da cidade.

O empreendimento está em construção na Avenida Itavuvu, Zona Norte da cidade, com inauguração prevista para 2013. No dia 29, das 13h às 18h e, no dia 30, das 9h às 18h, no próprio estande de vendas do novo Shopping Cidade Sorocaba, a Franchise Store apresentará seu portfólio de mais de 50 marcas, que contemplam diversos segmentos, como alimentação, vestuário,  serviços, cafeteria, livraria, negócio, entre outros.

Referência no mercado para candidatos que buscam começar a atuar com franquias, a empresa participa constantemente de eventos organizados por administradoras de shoppings em todo o Brasil.

Entre na nossa página no Facebook e saiba como foi nosso último evento, na cidade de Arapiraca, em Alagoas.

 

Dá para franquias economizarem espaço (e dinheiro)

 

Luis Renato Bischof, da Tostare Café: ele criou unidades móveis para fugir dos aluguéis

 

O valor dos aluguéis comerciais dobrou nos últimos quatro anos. O que as redes de franquias podem fazer para se adaptar ao aumento dos custos sem prejudicar a expansão?

O carioca Michel Jager, de 30 anos, vem gastando um bocado de tempo para lidar com problemas de espaço. Ele é sócio da rede de temakerias Koni Store, do Rio de Janeiro. No ano passado, suas 33 lojas faturaram 47 milhões de reais, 19% mais que em 2010. Quando o preço dos aluguéis começou a aumentar, há três anos, Jager se viu obrigado a diminuir quase à metade o tamanho das unidades, que tinham entre 40 e 60 metros quadrados. "Manter lojas grandes estava corroendo os resultados dos meus franqueados", diz ele. Recentemente, foi preciso repensar mais uma vez o modelo de expansão. "O mercado imobiliário continuou aquecido e ficou cada vez mais difícil encontrar imóveis pequenos", afirma.    

Jager agora voltou a buscar imóveis maiores, com até 150 metros quadrados, que possam ser compartilhados com outras duas franqueadoras — as redes de restaurantes Spoleto e de pizzarias Domino’s, ambas controladas pelo Grupo Trigo, para quem ele vendeu 80% do capital da Koni Store em 2008.

Nesse modelo, os custos fixos, como aluguel e investimento em equipamentos de uso comum, são divididos entre as lojas. "Como os pontos comerciais pequenos estão cada vez mais disputados, ficou mais fácil encontrar lugares maiores e dividir o espaço com outras marcas", diz Jager. "Com esse novo formato, podemos acelerar o nosso crescimento." Até o fim deste ano, ele pretende abrir 12 lojas, algumas das quais em praças de alimentação de shopping centers.

Adaptar-se à alta do preço dos imóveis tornou-se uma necessidade para as redes de franquias. Desde janeiro de 2008, os preços dos imóveis mais que dobraram no Brasil – no Rio de Janeiro, cidade com o metro quadrado mais caro do país, os aluguéis aumentaram 107%, segundo levantamento da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, de São Paulo.

"O custo com o ponto está comprometendo a rentabilidade das redes", diz Filomena Garcia, sócia da consultoria especializada em franquias Franchise Store, de São Paulo. "Muitas empresas estão diminuindo o tamanho ou investindo em formatos alternativos." É o caso dos quiosques, lojas de 6 a 20 metros quadrados, cujo valor do aluguel é, em média, 40% menor que o de uma unidade convencional. 

Além de mais caros, os pontos também ficaram mais escassos. De acordo com uma pesquisa feita pela Colliers, consultoria americana que monitora o mercado imobiliário, 2,9% dos imóveis comerciais estão vagos em São Paulo, menos da metade dos pontos disponíveis em 2010, quando o levantamento começou a ser realizado. Nos shopping centers, onde o espaço é mais disputado pelas redes de franquias, há ainda menos vagas — estima-se que, hoje, apenas 2% das lojas estejam disponíveis.

Nos últimos quatro anos, as redes de franquias inauguraram em torno de 28.000 unidades, totalizando 93.000 lojas franqueadas em todo o país, a maioria delas em shoppings, pressionando os aluguéis para cima. "O tempo de espera por um ponto comercial num shopping, que há um ano era de, no máximo, 90 dias, agora pode chegar a quatro meses", afirma Filomena, da Franchise Store. "Hoje, dificilmente um ponto fica vago mais do que uma semana."

Segundo estimativas do grupo setorial de fast-food da Associação Brasileira de Franchising, o valor médio dos aluguéis num shopping chega hoje a 250 reais por metro quadrado, o dobro de quatro anos atrás. O custo médio das luvas, como é conhecido o valor que os proprietários cobram para passar um ponto adiante, também dobrou no mesmo período, chegando a 10.000 reais por metro quadrado no ano passado. Por isso, o prazo médio para o retorno do investimento numa franquia instalada num shopping, que girava entre 30 e 36 meses, hoje chega a 40 meses. Para muitos franqueadores, este é, literalmente, o preço a pagar.

Com a inauguração de 72 novos shoppings no Brasil até o final de 2013, a expectativa é que o valor dos aluguéis pelo menos pare de aumentar. "Os novos centros comerciais devem ajudar a equilibrar o mercado, ajustando os preços", diz Luiz Fernando Veiga, presidente da Associação Brasileira de Shopping Centers. 

Para fugir da briga por espaço, o gaúcho Luis Renato Bischof, de 46 anos, dono de três redes de franquias — os restaurantes de comida japonesa Click Sushi, as cafeterias Tostare Café e as escolas de culinária para crianças Mini Chefs —, mudou recentemente o modelo de expansão. Em vez de disputar a tapa os pontos comerciais disponíveis, ele criou um modelo de franquia móvel, que funciona em um furgão. 

Cada veículo da Tostare é equipado com uma máquina de café e uma geladeira para armazenar doces e salgados. Os franqueados podem levar a loja a locais como os estacionamentos de grandes edifícios comerciais ou de grande circulação de pessoas. Já os carros da Click Sushi, que também trazem os equipamentos para refrigerar a comida, podem ficar parados em frente a academias e outros lugares em que haja uma demanda por comida saudável. 

O caso do Mini Chefs é um pouco diferente. Nesse modelo, o veículo funciona só como transporte para o professor e para o aparato necessário às aulas de culinária — a ideia é que o franqueado visite os edifícios residenciais, venda o curso previamente e rea­lize as aulas para as crianças no salão de festas do prédio. "Queremos oferecer conveniência aos clientes, levando os produtos e serviços até eles", afirma Bischof.

O investimento para se tornar franqueado das unidades móveis das redes de Bischof gira em torno de 55 000 reais, menos de 15% do valor de uma loja tradicional, que chega a custar 400 000 reais. "A rentabilidade, no entanto, é maior nos furgões", diz ele. As redes comandadas por Bischof faturaram 12 milhões de reais no ano passado, cerca de 30% mais que em 2010. Com as franquias móveis, ele espera que as vendas cheguem a 14 milhões de reais em 2012.

Leia a matéria na íntegra aqui.

Fonte: EXAME.com

Empreender pelos motivos certos ajuda a chegar ao sucesso

*Por Filomena Garcia

Muitas pessoas têm curiosidade em saber como um negócio de sucesso começou, ainda mais se a história for contada pelo próprio empreendedor ao vivo e a cores. O que de fato está por trás desse interesse é muito mais do que mera curiosidade. É a busca, através de exemplos, da inspiração para começar o seu próprio negócio e da coragem para dar de fato o primeiro passo e poder mudar sua realidade. 

Isso tudo é valido, e com toda certeza ajuda o empreendedor a aprender algumas lições baseadas nas experiências de terceiros e evitar alguns erros comuns ao longo do caminho. Mas você já viu alguma criança responder “empreendedor” quando alguém pergunta o que ela quer ser quando crescer?

O que mais chama atenção na história da maioria dos empresários de sucesso é que eles não começaram com o objetivo específico de serem “empreendedores” e de terem seu próprio negócio.

Eles acreditaram que poderiam fazer diferente, que poderiam trazer algum novo valor agregado a algo que já existia ou incluir um de seus próprios valores pessoais no negócio, conseguindo resultados diferentes. E não por serem gênios, mas por terem uma crença e atuarem de acordo com ela.

Ou seja, sucesso, status e dinheiro não deveriam ser os principais motivos para se abrir um negócio. Eles são a consequência e a recompensa daqueles empreendedores que, antes de tudo, buscaram o prazer de construir um negócio no qual eles realmente acreditavam. Um negócio em que eles pudessem fazer melhor, diferente ou com maior relevância.

Existem infinitas razões para se empreender, mas o que importa é compreender se a “essência” da sua motivação faz parte dos motivos certos. Você já fez uma reflexão sobre os reais motivos que o estão levando a abrir seu próprio negócio? Talvez eles não estejam errados, apenas na ordem invertida.

 

*Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios, varejo e Franchising. É co-autora dos livros "Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e "Marketing para Franquias"

 

Fonte: UOL

O município de Palmeira no Paraná recebe a primeira unidade da franquia Ortodontic Center

 

Atualmente rede conta com 40 lojas em todo o Brasil

Com 10 anos de mercado, a Ortodontic Center, rede de franquias especializada em clínicas odontológicas, inaugurou mais uma unidade, agora em Palmeira, município brasileiro do estado do Paraná, próximo á cidade de Ponta Grossa. O objetivo da marca é chegar a 100 lojas até 2014

“Nós estamos com planos bem audaciosos para a marca e cada unidade inaugurada é uma grande conquista”, diz Fernando Massi, sócio-fundador da rede Ortodontic Center.

O franqueado Rafael Toporoski, também está bastante otimista: “Acreditamos no potencial e credibilidade da rede devido ao suporte oferecido e também pela capacidade e competência que a marca oferece”. Segundo o novo franqueado a escolha de investir na franquia veio em encontro aos seus objetivos que é a oportunidade de crescer com a marca e de contribuir para a saúde bucal e o bem-estar da população por meio de várias atividades, projetos e campanhas. “Afinal, estamos falando de uma marca referência em qualidade de tratamentos odontológicos”, completa.

Ainda, segundo Toporoski, os planos de negócios da marca são baseados em estratégias, experiência e suporte da rede, possibilitando a troca de experiências. Outros pontos ressaltados pelo franqueado foram a assessoria online, consultoria de campo, assessoria de marketing, gestão, Rh, entre outros.

Para saber mais sobre a Ortodontic Center, clique aqui.

Franquear pode ser alternativa para a expansão da sua marca

*Por Filomena Garcia

Muitos empreendedores, após a abertura de um negócio bem-sucedido, se deparam com o desafio de crescer: vender mais e para mais pessoas, conquistando mais espaço ou até mesmo novos mercados.

Considerar as alternativas possíveis costuma levantar muitas dúvidas para o empresário. Aumentar a linha de produtos ou intensificar a divulgação deles na mídia? Ampliar a loja ou abrir uma nova unidade em outra praça? Utilizar recursos próprios e crescer devagar, ou procurar parceiros para expandir com mais velocidade?

Existem diversos caminhos possíveis para o crescimento, dependendo de como o empreendedor responde a cada uma dessas perguntas. Pode ser, inclusive, que exista mais do que um caminho que o leve ao sucesso. O fato é que cada vez mais empresários optam pelo modelo de franquias para expandir sua atuação no mercado e estar a frente da concorrência.

Setor está amadurecido

O atual momento econômico do país se mostra bastante favorável a isso, graças ao amadurecimento do setor, a ampliação no número de shoppings, ao aumento de investidores estrangeiros e à abertura de novos mercados fora do eixo Rio – São Paulo.

Ao adotar esse modelo de negócio, o empreendedor permite que o DNA da sua marca seja utilizado por outra pessoa, o franqueado, e levado para outros lugares onde, talvez sozinho, ele não conseguisse chegar.

Do planejamento do modelo à seleção de candidatos

Para uma expansão de sucesso, o empresário precisa planejar cautelosamente e definir em detalhes o modelo de franquia que viabilize um crescimento ágil e estruturado do seu negócio. Feito isso, ele deve se ater ao processo de seleção dos candidatos, com o perfil ideal que ele deseja.

É recomendável então que o empresário defina os processos e metodologias que serão adotados para a expansão, estruturar a franqueadora, criar ferramentas e materiais de apoio e só então partir em busca de candidatos. Apenas após essas definições ele conseguirá que futuros franqueados enxerguem que sua marca é segura e pode oferecer diferenciais.

O modelo de franquias, tem sido cada vez mais utilizado como uma das estratégias de expansão de um negócio e, se bem planejado e implantado, pode ser uma alternativa para que sua marca ocupe uma  fatia cada vez maior de mercado.

Você já pensou que franquia pode ser uma opção para expandir a atuação da sua marca?

 

*Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios, varejo e Franchising. É co-autora dos livros "Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e "Marketing para Franquias"

 

Fonte: UOL

Agenda 2013

Acompanhe aqui os cursos e eventos sobre franquias  programados para 2015:

MARÇO

26- Workshop gratuito sobre setor de Acessórios, Calçados e Vestuário

Horário: das 8h30 às 10h

Local: Franchise Store – Avenida Paulista, 1337 – 11º andar

Para confirmar sua presença, basta ligar para (11) 3729-2093 ou mandar um e-mail para atendimento@franchisestore.com.br

ABRIL

14 – Workshop gratuito sobre setor de Beleza, Saúde e Produtos Naturais

Horário: das 18h às 19h30

Local: Franchise Store – Avenida Paulista, 1337 – 11º andar

Para confirmar sua presença, basta ligar para (11) 3729-2093 ou mandar um e-mail para atendimento@franchisestore.com.br

MAIO

13 – Workshop gratuito sobre setor de Serviços, Casa & Decoração

Horário: das 18h às 19h30

Local: Franchise Store – Avenida Paulista, 1337 – 11º andar

Para confirmar sua presença, basta ligar para (11) 3729-2093 ou mandar um e-mail para atendimento@franchisestore.com.br

JULHO

15 – Workshop gratuito sobre setor de Alimentação

Horário: das 18h às 19h30

Local: Franchise Store – Avenida Paulista, 1337 – 11º andar

Para confirmar sua presença, basta ligar para (11) 3729-2093 ou mandar um e-mail para atendimento@franchisestore.com.br

 

AGOSTO

11 – Workshop gratuito sobre setor de Educação e Treinamento

Horário: das 18h às 19h30

Local: Franchise Store – Avenida Paulista, 1337 – 11º andar

Para confirmar sua presença, basta ligar para (11) 3729-2093 ou mandar um e-mail para atendimento@franchisestore.com.br

 

SETEMBRO

15 – Workshop gratuito sobre setor de Alimentação

Horário: das 18h às 19h30

Local: Franchise Store – Avenida Paulista, 1337 – 11º andar

Para confirmar sua presença, basta ligar para (11) 3729-2093 ou mandar um e-mail para atendimento@franchisestore.com.br

OUTUBRO

7 – Workshop gratuito sobre setor de Beleza, Saúde e Produtos Naturais

Horário: das 18h às 19h30

Local: Franchise Store – Avenida Paulista, 1337 – 11º andar

Para confirmar sua presença, basta ligar para (11) 3729-2093 ou mandar um e-mail para atendimento@franchisestore.com.br

NOVEMBRO

10 – Workshop gratuito sobre setor de Serviços, Casa & Decoração

Horário: das 18h às 19h30

Local: Franchise Store – Avenida Paulista, 1337 – 11º andar

Para confirmar sua presença, basta ligar para (11) 3729-2093 ou mandar um e-mail para atendimento@franchisestore.com.br

Griletto inaugura mais uma unidade no Centro-Oeste

 

Rede espera abrir mais 10 unidades na região até 2013

O Griletto, rede de franquias especializada em grelhados e parmegianas, continua sua expansão pelo país. A unidade acaba de ser inaugurada no Outlet Premium Brasília, localizada em Alexânia, cidade que integra a microrregião do Distrito Federal, na região Centro – Oeste.

 “No próximo ano devemos abrir mais 10 unidades no Centro-Oeste. Com o crescimento da região, muitos shoppings novos estão previstos para lá”, diz Ricardo José Alves, sócio-fundador do Griletto.

O empresário Mario Vinícius Gomes Coelho comandará a unidade com sua esposa Giuliana Melo Rodrigues Coelho. O franqueado conta que já conhecia o Griletto do Outlet Premium, em São Paulo e com a chegada do empreendimento em Brasília buscou oportunidades de franquias na área de alimentação. “Pesquisei muitas redes até escolher o Griletto. O cardápio variado, mas com foco no grelhado que tem bastante saída, foi um dos pontos que nos chamou atenção”, diz Coelho.

Atualmente o Griletto atende 5 milhões de pessoas por ano, oferecendo mais de 60 opções de pratos principais, além de acompanhamentos, bebidas e sobremesas, com preços a partir de R$ 8,90.

A rede foi destaque na categoria Pleno do Selo de Excelência em Franchising 2012, concedido tradicionalmente pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), às redes que mais se destacaram no setor ao longo de cada ano. A chancela é resultado de um trabalho intenso com seus franqueados. O reconhecimento não termina por ai, o Griletto acaba de ser homenageado e recebeu o Prêmio como melhor franquia para investir no setor de alimentação, em pesquisa realizada pela Serasa Experian e Pequenas Empresas e Grandes Negócios.

Hoje são mais de 100 lojas nos principais shoppings de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Bahia, Brasília, Alagoas e Piauí. A rede foca agora sua expansão para as regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Dando sequência a seu programa de expansão no País, a rede pretende chegar a 120 lojas até o final de 2012 e fechar com faturamento de R$ 112 milhões. Em 2011 a marca registrou faturamento de 89 milhões e cresceu 40% em número de unidades em relação a 2010, terminando o ano com 72 lojas.

Serviço:

Unidade Griletto no Outlet Premium Brasília

Endereço: Rodovia BR 060, KM 21 – Alexânia/ GO

Para saber mais sobre a Griletto, clique aqui.

Di Santinni inaugura loja em Taboão da Serra

 

Nova loja faz parte do projeto de expansão da marca para 2012

A partir de agosto, as consumidoras de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, podem conferir os produtos exclusivos da Di Santinni Design. A marca focada no segmento de calçados e acessórios femininos, chega à cidade com objetivo de oferecer um conceito de lojafast fashion e ser uma nova opção de compra para o público feminino das classes B e C, oferecendo um portfólio de calçados, bolsas e acessórios pensados e desenvolvidos para agradar diferentes estilos e gostos.

Atualmente o Grupo Di Santinni conta com 112 lojas em 12 estados e planeja a abertura de novos espaços. A entrada da empresa no mercado de franquia, com a marca Di Santinni Design, acompanha o crescimento desse estilo de negócio que aumentou 16,9% em 2011, segundo a Associação Brasileira de Franchising.

O faturamento das franquias do setor de acessórios pessoais e calçados obteve em 2011 um crescimento de 13% em comparação com 2010, sendo o quinto segmento em faturamento no país. O crescimento do setor é um atrativo para empreendedores interessados em investir no mercado de franchising. Nesse cenário, o Grupo Di Santinni busca aumentar sua presença em diversas regiões do Brasil, com o intuito de se tornar referência nacional na venda de sapatos. A marca de calçados e acessórios femininos já conta com a abertura de mais duas lojas na grande São Paulo, prevista para o segundo semestre de 2012.

As regiões com potencial de consumo e crescimento são o principal foco do plano de expansão das franquias da Di Santinni Design. Taboão da Serra, localizado na região metropolitana de São Paulo, é considerado um polo de atração de cidades vizinhas e bairros próximos para compras e serviços. Além disso, Taboão está entre as 30 cidades que mais consomem no estado de São Paulo e é a 87º das regiões com o maior potencial de consumo do país, de acordo com estudo do IPC Maps de 2012.

Serviço

Di Santinni Design em Taboão da Serra

Shopping Taboão da Serra

Rodovia Régis Bittencourt, km 271,5 – Loja 225

Taboão da Serra – São Paulo

Para saber mais sobre a Di Santinni Design, clique aqui.

Franquias buscam empreendedores para expandir redes

Franquia do O Boticário: marca é a que mais explora o negócio de franchising, com 3.337 lojas no país

 

Menos arriscado, grupos têm mirado no sistema de franchising para aumentar faturamento. Expectativa em 2012 é que o crescimento seja de 15%, com 913 mil empregos

O desejo das marcas de ampliar os negócios e aumentar o faturamento encontrou no sistema de franchising o casamento perfeito. Com um crescimento de 16,9% em 2011, as franquias estão em expansão no Brasil e, de olho no mercado, os grupos buscam cada vez mais perfis empreendedores para se tornarem uma extensão dos valores das companhias. Para os franqueadores, não basta ter dinheiro para investir, é essencial saber gerir a empresa.

Caminho menos arriscado na hora de abrir um ponto de venda ou oferecer um serviço, o franchising encontra segurança: de cada 10 empresas próprias que abrem sete fecham as portas, já no modelo de franquia, para cada 10 inaugurações apenas três se encerram. A economia estável e o acesso ao crédito são os principais fatores para que o setor esteja tão aquecido.

As facilidades e oportunidades, no entanto, não podem ser vistas de forma generalizada. Boa parte das marcas tem critérios bem definidos na hora de selecionarem um futuro sócio e a maioria acaba negando pedidos.

“As marcas mais consolidadas falam mais não do que sim. É preciso estudar a região que um possível franqueado quer atuar e se tem realmente capacidade financeira. Na ansiedade de querer abrir algo, a franquia pode quebrar por não ter fôlego para enfrentar uma crise. Sem dúvida, avaliações criteriosas são fundamentais. Sem planejamento, até banco fecha”, exemplifica Denis Santini, sócio-fundador da MD Comunicação.

No ranking das 25 marcas mais franqueadas elaborado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), as escolas de idioma estão em seis posições. A expansão do negócio pode ser compreendida em uma pesquisa realizada pela Marplan, que indica um índice de 3% de brasileiros frequentando alguma instituição.

Evolução do setor

A expectativa é que o franchising cresça 15% em 2012, segundo a ABF. Em 2011, o Brasil alcançou um índice de 16,9%, o que gerou 60,5 mil novos postos de trabalho. Para este ano, as franquias devem ser responsáveis por 913 mil empregos. Hoje, o país possui 2.031 redes operando nesse tipo de sistema, o que significa 93.098 unidades em 12 segmentos diferentes.

O acesso ao crédito aumento da renda da população e ingresso definitivo das mulheres no mercado de trabalho é o reflexo dos cinco segmentos que mais faturaram no ano passado. Hotelaria e Turismo está em primeiro lugar, com 85,9%, seguido por Móveis, Decoração e Presentes (35%); Esportes, Saúde, Beleza e Lazer (24,3%); Negócios, Serviços e Outros Varejos (14,9%), Alimentação (14,5%) e Acessórios Pessoais e Calçados (13,15%).

Entre as marcas que mais expandiram negócio, O Boticário é disparado o primeiro lugar, com 3.337 lojas, 1.575 a mais que o segundo lugar, ocupado pela Colchões Ortobom, com 1.762 pontos de venda. Presente em 1.650 municípios brasileiros, a marca de perfumaria e cosmética inaugurou em 2011 240 franquias e, para 2012, espera chegar a 250 novas lojas no país.

Com um faturamento de R$ 5,5 bilhões no ano passado, o que representa um crescimento de 19% em relação a 2010, o plano de expansão da marca é feito em cima de estudos detalhados. Fora os grandes centros, O Boticário prioriza cidades com mais de 30 mil habitantes, onde está em quase 100% deles. O padrão, no entanto, não é único e localidades menores, mas que tiveram o poder aquisitivo aumentado, não são descartadas.

Perfil certo

Mesmo que ocupe o quinto lugar em faturamento, a alimentação ainda é o destaque entre os segmentos mais seguros na hora de investir em um novo negócio. Sem ousadia, o Griletto pretende passar das 104 lojas atuais para 120 até o fim do ano e 150 até 2013. “Quem quer mais segurança acaba indo para a alimentação, o que não significa facilidade. Não adianta o franqueado achar que irá uma vez por semana na loja e ficará de longe, administrando o negócio. Cobramos um perfil pró-ativo e escolhemos alguém que vá entender e vivenciar isso diariamente”, avalia Ricardo José, fundador da marca.

Além do empreendedorismo nato, outra característica fundamental do possível sócio é afinidade. “Vivemos um ótimo momento no Turismo, por exemplo, mas isso não significa que é nesse setor que todo mundo deve investir. Não adianta abrir uma franquia voltada para culinária, se não há a mínima vocação para isso. Há pessoas com perfil extremamente comercial que não conseguirão gerir um negócio que precisa de habilidades técnicas. Buscar informação e unir as habilidades pessoais é um passo para ter sucesso. Obviamente sempre alinhado ao crescimento e tendências do mercado”, afirma a economista Christiane Monteiro, da Mais Money.

Franquias, Melissa, Griletto, Hope, O Boticário, a segurança da marca na hora de expandir o negócio também é fundamental na relação com o futuro franqueado. Com 30 anos de mercado, a Melissa deve se lançar ao varejo em mais de 150 lojas nos próximos cinco anos, com o nome homônimo ou ainda como a já conhecida Jelly, que está em 42 pontos de venda.

Marca mais rentável da Grendene, o grupo não aponta dificuldades para o plano ousado. “A marca tem personalidade e credibilidade. É apoiada por uma grande empresa com excelente situação financeira, a Grendene. Também tem uma comprovada capacidade de criar produtos de vanguarda. Atrai pessoas competentes e dedicadas. O resto é detalhe, só não expande se os clientes não quiserem”, indica Francisco Schmitt, diretor da companhia.

O calcanhar de Aquiles

Ainda que haja adaptação e definição do perfil do investidor, o grande vilão que pode impedir o crescimento pleno do sistema de franchising é o mercado imobiliário. Citado como o maior empecilho por todos os grupos de diferentes segmentos, segundo a Associação Brasileira de Franchising, o alto custo dos imóveis, incluindo luvas e aluguéis, inibiu a abertura de novos pontos de venda.

Diversas marcas não têm conseguido repassar o custo do aluguel para o preço do produto ou serviço oferecido. No último ano, o valor aumentou entre 2% e 4%, principalmente no primeiro semestre. “O mercado de franquia cresce acima do PIB há mais de 10 anos. São números exponenciais, mas os pontos comerciais têm levado a uma migração, o que acaba alavancando o comércio em outras regiões”, avalia o especialista Denis Santini.

Fonte: EXAME.com – Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Para saber mais sobre o assunto, leia o artigo de Filomena Garcia, sócia – diretora da Franchise Store, no UOL.

 

Franquia em Call Center

 

Clarice Kobayashi, vice – presidente da Net Call Center Orbium, é a entrevistada de Kendi Sakamoto no programa “TV Call Center” da ClicTV/TV UOL.

Na entrevista, a executiva destaca os serviços oferecidos pelas empresas Orbium, responsável por fornecer softawares e soluções de atendimento, e a NetCallCenter, que oferece gestão de atendimento ao cliente.

Clarice também fala sobre o projeto inédito da NetCallCenter, ao ser a primeira empresa de call center a franquiar seu modelo de negócio. Para viabilizá-lo foram necessários três anos de estudo das características dos empreendedores que atendem o perfil da marca, entrevistas com clientes e especialistas, criação de manuais e análise dos processos, para que a empresa oferecesse ao franqueado a possibilidade de replicar um bom serviço de atendimento.

Atualmente a NetCallCenter conta com 4 unidades, sendo três na região sudeste (São Paulo, Rio de Janeiro e Santo André) e uma na região nordeste (Fortaleza).

Para ver a entrevista na íntegra, clique aqui.

Para saber mais sobre a NetCallCenter, clique aqui.

Saiba como reduzir os riscos na abertura da sua empresa

*Por Filomena Garcia

O empreendedor, em sua essência, é um sonhador que busca tornar real uma ideia transformadora, visando quebrar conceitos pré-estabelecidos e oferecer novos ares a um ambiente carente de inovação. A curiosidade, a obstinação, a criatividade, a proatividade e o otimismo são características que precisam fazer parte da vida de executivos com esse perfil.

Apesar de tudo isso, ao decidir levar qualquer projeto adiante, um bom empreendedor deve partir do pressuposto que empreender é correr riscos, independentemente da área em que irá atuar. Não existe negócio que seja cem por cento seguro. O grande desafio do empreendedor é conhecer os riscos ligados a cada modelo de negócio e procurar minimizá-los. Veja algumas dicas.

Descubra e entenda os riscos ligados ao seu negócio

Seu empreendimento é algo que já existe no mercado? Então vá a campo reunir informações sobre ele. Converse com quem atua ou já atuou na área e procure obter dados concretos sobre o mercado e o potencial do negócio. Conhecendo previamente os desafios você pode se preparar melhor para enfrentá-los.

Nesses casos, investir em uma franquia pode se tornar uma boa opção, pois ela oferece ao empreendedor um modelo de negócio já formatado e testado. Por esse motivo, é possível trabalhar com margens de risco que reflitam a realidade do mercado.

O seu negócio é uma novidade? Essa pode ser uma ótima oportunidade de abocanhar uma fatia inexplorada do mercado. Por outro lado, a falta de dados reais para balizar o desenvolvimento do negócio aumenta o risco do empreendimento.

Para reduzir a sua margem de erro, você pode procurar em outros segmentos do mercado modelos de negócios que tenham características semelhantes ao seu, ou ao menos mais afinidades, para utilizar como base.

Assumir riscos independente da sua magnitude, é uma parte obrigatória do percurso entre a sua ideia e a materialização do seu negócio. Procure identificar o seu perfil de investidor, considerando friamente o quanto está disposto a arriscar e avaliando o quanto isso pode impactar na sua vida a longo prazo.

Se você consegue identificar os riscos ligados ao seu negócio e está pronto para assumi-los, muito provavelmente, você estará maduro para transformar em realidade seu empreendimento.

 

*Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios, varejo e Franchising. É co-autora dos livros "Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios” e "Marketing para Franquias"

 

Fonte: UOL

Acerte na reforma: 4 dicas para montar um quiosque no shopping

 

O ideal é que as pessoas não se sintam incomodadas com o movimento do shopping

Um ponto comercial dentro de um shopping pode ser um lugar ideal para as pessoas se reunirem para um café bem tirado. Para montar uma cafeteria, uma opção de modelo de negócio é o quiosque. Entretanto, se a disposição das mesas não for feita de maneira correta, o fluxo de pessoas do shopping center pode atrapalhar quem quer tomar um café calmamente. E, sem um ambiente agradável, de nada adianta ter no cardápio opções de bebidas feitas do melhor grão.

Victor Oliveira Castro, arquiteto dos escritórios ODVO Arquitetura e Urbanismo e Mínima Arquitetura e Urbanismo, é o responsável pelo projeto dos quiosques do Suplicy Cafés Especiais. Ele explica que o mais importante em um quiosque localizado dentro de um shopping center é evitar que o fluxo de pessoas atrapalhe os clientes do estabelecimento. A solução é simples: “as divisórias fecham o ambiente do quiosque e proporcionam um ambiente mais confortável”, afirma.

Ao montar um quiosque, outro aspecto que precisa de atenção é alocar os produtos do balcão interno de maneira que os funcionários consigam manusear sem interferir na tarefa do outro colega. O caixa também precisa estar próximo ao local de retirada dos produtos, isso facilita quando o cliente for pagar.

1. Analise o espaço disponível para as mesas. O ideal é que elas possam ser dispostas de maneira que os clientes consigam conversar sem serem interrompidos pelo fluxo de pessoas do shopping;

2.Reserve um local no balcão para uma estufa para expor os produtos. Ao lado do caixa, o cliente pode escolher enquanto paga, o que facilita a retirada do pedido;

3.As mesas devem ser dispostas de maneira que as pessoas se sintam acolhidas. Com a utilização das divisórias, a circulação de outras pessoas do shopping fica limitada;

4.O balcão interno tem que ser organizado de forma que os funcionários consigam realizar tarefas diferentes ao mesmo tempo. Enquanto um tira café, a geladeira também pode ser utilizada.

Fonte: EXAME.com

Para saber mais sobre Suplicy Cafés Especiais, clique aqui.

4 cuidados antes de investir em uma franquia famosa

 

Especialistas em franquias afirmam que é importante saber qual o potencial de crescimento da marca e o apoio oferecido para o franqueado

Ser dono de uma franquia do McDonald’s, Habib’s ou de outras marcas famosas é o sonho de algumas pessoas. A principal vantagem de se investir em franquias como essas é que o risco para o empreendedor é menor se comparado com uma marca pouco conhecida. Mas, nem por isso você deve deixar de fazer seu dever de casa.

E, como qualquer outro tipo de negócio, o empreendedor precisa estar atento a todos os detalhes que envolvem a empresa. Afinal, não é porque você é consumidor assíduo de determinado produto ou serviço que o trabalho de ser dono de uma franquia será mais fácil.

Além do investimento inicial, prazo de retorno, valores das taxas e outras informações básicas, é preciso conhecer bem sobre como funciona a gestão dessa marca. Confira abaixo quatro dicas de especialistas para interessados em investir em uma franquia famosa.

1- Pergunte sobre o potencial de crescimento

Alinhe a sua expectativa com o que acontece na prática. No caso de marcas famosas, nem sempre é possível investir em quatro ou cinco franquias. Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store, explica que é importante que o empreendedor pergunte sobre o plano de expansão e quanto ainda há de espaço para crescer.

O empresário também deve questionar sobre qual é o seu território de atuação e quais são os critérios para a abertura de novas unidades para aqueles que já operam.

2- Descubra quanto capital você realmente precisa

Os dados sobre investimento divulgados pela franquia normalmente são uma média do que os franqueados costumam gastar. Por isso, é importante que você calcule o quanto de capital de giro realmente é necessário para o negócio.

Os especialistas recomendam que o empreendedor faça uma pesquisa de campo com os franqueados e procure principalmente aqueles que tenham o perfil semelhante a ele ou que trabalhe em uma região com características parecidas com o local que deseja abrir um franquia.

3- Pesquise sobre o apoio do franqueador

É essencial entender os bastidores do negócio que você tem interesse em investir. Qual é o suporte do franqueador para o investidor iniciante? Como é o treinamento inicial? Filomena alerta que, ao entrar na rede, é preciso seguir o mesmo caminho que outros franqueados.

No caso de uma franquia famosa, a vantagem é que, normalmente, esses programas são mais estruturados.

4- Questione sobre o plano de marketing

Redes grandes normalmente têm campanhas de marketing institucionais, por isso, é importante que o empreendedor entenda que, às vezes, o marketing local terá que sair de seu próprio bolso. De acordo com os especialistas, é recomendável que o empreendedor tenha claro que parte desses gastos com marketing é paga pelo franqueado.

Leia a matéria na íntegra aqui.

Fonte: EXAME.com

Samello apresenta seu verão tropical

 

 

A Samello (Franca/SP) foi buscar no espírito tropicalista do final dos anos 60 a inspiração para desenvolver sua coleção primavera-verão 2012/13. Dentro da gama variada de opções, além dos modelos mais clássicos e sofisticados e das linhas de conforto e com gel, novidades como o estilo countryside – de solados tratorados – e os deckshoes (foto) em lonas coloridas e sisal, são apresentadas.

Mocassins em couros estonados, sapatênis e sandálias também transferem o alto-astral do verão para os pés masculinos.

Fonte: Exclusivo On Line

Para saber mais sobre a Samello, clique aqui.

Suplicy Cafés promove ação para o Dia dos Pais

 

Rede de cafeterias de São Paulo celebra a data a partir do início de agosto

A Suplicy Cafés Especiais, rede de cafeterias, promove no mês de agosto duas campanhas, uma na loja e outra no site da marcar, para comemorar o Dia dos Pais. O objetivo das ações é aproximar pais e filhos, permitindo que desfrutem juntos desse dia especial enquanto tomam um café.

Para participar da promoção pelo site, o internauta precisa entrar no hotsite da campanha (www.suplicycafes.com.br/diadospais/) até o dia 09 de agosto e responder a seguinte pergunta: Porque você deveria passar o dia 12/08 com seu pai no Suplicy Cafés? As três melhores repostas poderão consumir bebidas de cafés à vontade no dia dos pais. Os produtos que fazem parte da promoção são: Espresso, Macchiato, Lácrima, Cappuccino, Caffe Latte, Mocha, Americano, Shakeratto, Extração Francesa, Coador, Chocolate, Caramelo, Irish Coffe e Dry Irish Coffee. O resultado será divulgado dia 10 de agosto e todas as lojas serão comunicadas com o nome dos ganhadores.

Já para participar da campanha nas lojas, o cliente que comparecer acompanhado de seu pai e comprar um espresso, ganha o segundo gratuitamente.

Para saber mais sobre Suplicy Cafés, clique aqui.