UNS Idiomas

Carlos Coelho, gerente de franquias, acredita que o estado tem potencial para ser um dos pilares do crescimento da rede de escolas de inglês e espera abrir pelo menos 15 unidades na região até o início de 2013

Investir em um negócio próprio requer pesquisa, capital suficiente para os primeiros meses de trabalho, identificação com a área de trabalho e uma boa dose de coragem. Além disso, deve haver preocupação considerável com a escolha do ponto onde o negócio será instalado, demanda de mão de obra qualificada para início das operações, carência da região pelo serviço ou produto oferecido e crescimento econômico local. Após avaliar justamente estes pontos, a UNS Idiomas, empresa do Grupo Werte e uma das cinco maiores redes de escolas de inglês do Brasil, aposta fortemente na instalação de novas unidades da rede no Rio de Janeiro e demais municípios do estado.

A rede comandada por Marcel Magalhães deve instalar 15 escolas na região até 2013, o que significa um investimento aproximado de R$2,7 milhões. As novas escolas fazem parte do projeto de expansão da rede, que tem como meta chegar às 100 unidades até 2013, ano em que a marca completa 10 anos de operações. A estratégia de crescimento contempla também o sistema de conversão de bandeira. O departamento de expansão da rede já comemora, inclusive, bons resultados com a estratégia principalmente em capitais.

A chegada da UNS Idiomas ao Rio de Janeiro representa uma oportunidade interessante para os empreendedores da região que buscam um negócio para investir. A área de educação é uma das que vem crescendo no Brasil e representam um negócio seguro para investimento, seja pelo aumento na busca por formação por conta da forte concorrência profissional, ou pela atratividade que o Brasil vem exercendo sobre os turistas, que buscam as cidades brasileiras, especialmente o Rio de Janeiro, para a temporada de férias, afirma Carlos Coelho, gerente de franquias da rede. A realização de eventos corporativos e esportivos, como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos, também amplia a necessidade de aprendizado da língua entre os profissionais que atuam principalmente em áreas como comércio e serviços, já que é de extrema importância para a recepção aos turistas e para o desenvolvimento econômico das cidades.

Grande parte da economia do estado do Rio de Janeiro se baseia na prestação de serviços, sendo que 62,1% de seu Produto Interno Bruto (PIB) referem-se à atuação em áreas como telecomunicações, audiovisual, tecnologia da informação, turismo, turismo de negócios, ecoturismo, seguros e comércio, o que significa que a região será uma das mais impactadas pela realização da Copa de 2014, além de ser um grande pólo turístico e importante espaço para a realização de eventos esportivos. Além disso, a cidade conta com mais de 15 milhões de habitantes e com um bom número de universidades públicas e particulares, um potencial interessante de pessoas que precisarão aprender uma nova língua, tanto pela possibilidade de ascensão profissional que o idioma representa, quanto para explorar ainda mais o potencial turístico local, que atrai estrangeiros de diversos países.

Desde o ano passado até o momento, o Rio de Janeiro tem recebido um grande volume de investimentos devido ao fato de ser uma das cidades sede da Copa do Mundo de 2014. Construção de estádios de futebol, adaptação da rede hoteleira, reforma no complexo ferroviário da cidade e construção de um aeroporto são fatores responsáveis pela geração de empregos na região. Além do Mundial, os Jogos Olímpicos de 2016 e outros eventos internacionais de peso que acontecerão nos próximos cinco anos no Rio de Janeiro, como a cúpula de desenvolvimento sustentável Rio+20 e a Copa das Confederações são grandes motivos para que os investidores locais se preparem para aproveitar as oportunidades. Pensando nisso, a UNS Idiomas desenvolveu, inclusive, um programa de ensino do inglês focado em cada uma das profissões que mais vão precisar da segunda língua em 2014, como taxistas, garçons, camareiras, etc. Com o curso, esses profissionais vão aprender toda a gramática e vocabulário necessários para atender bem ao turista.

A fim de firmar novas parcerias no estado, a UNS Idiomas programa também uma rodada de negócios para apresentar o modelo da rede de franquias a futuros investidores. O encontro exclusivo acontece no próximo dia 28 de junho, durante todo o dia, com horários agendados, na unidade Tijuca, da UNS Idiomas. Um estudo de mercado desenvolvido pela UNS revela que o Rio de Janeiro é carente com relação ao ensino de inglês em menor tempo. Por isso, a rede voltou todas as suas estratégias de expansão para o estado. “Sabemos que o mercado fluminense precisa de escolas de inglês com um modelo diferente do ensino tradicional devido à quantidade de empresas internacionais que se instalaram na região, além de ser um pólo turístico”, explica Coelho. “Temos convicção que o Rio de Janeiro possui um potencial muito grande para o ensino do inglês e que vamos atingir nossa meta”, completa. A rede de escolas de inglês prioriza o ensino em apenas 18 meses, fator de interesse principalmente aos jovens, que desejam crescimento profissional rápido.

Serviço

Road Show UNS – Rio de Janeiro

28 de Junho

Inscrições: eventos@unsidiomas.com.br

Vagas limitadas

 

Histórico

A UNS nasceu da necessidade de seu fundador, Marcel Magalhães, criar um negócio diferente do formato apresentado pelo mercado, que obriga os alunos a dedicarem anos de suas vidas ao aprendizado de um novo idioma sem muitas vezes alcançar seu principal objetivo: falar fluentemente uma segunda língua.

A primeira unidade UNS Idiomas foi inaugurada em 2003 no bairro dos Jardins, na capital paulista, com o grande objetivo de quebrar os antigos paradigmas de que aprender um segundo idioma é exaustivo e entediante, e oferecer um aprendizado rápido e eficiente, focado na prática e na vivência cotidiana dos alunos, sem encarecer o custo.

 

Metodologia

A metodologia aplicada na UNS Idiomas tem foco exclusivo na aprendizagem rápida e eficaz de seus alunos. Com material didático próprio e parcerias com entidades reconhecidas mundialmente, como a Southern States University of Califórnia, a rede garante a seus alunos a fluência no idioma inglês em apenas 18 meses. A abordagem comunicativa, adotada pela UNS Idiomas, permite aos professores contextualizar as aulas de acordo com os interesses reais de seus alunos. Atualmente, grande porcentagem do público das escolas, cerca de 70%, é composta por jovens com idade entre 18 e 40 anos, a maioria executivos ou pré-executivos, que buscam no aprendizado uma chance de recolocação e sucesso profissional. Ainda, as escolas trabalham com conceitos que excluem a classificação dos alunos em “níveis” de aprendizagem tradicionais com pré-intermediário e intermediário, por exemplo. Estes conceitos, subdivididos nos 18 meses do curso, contemplam as fases Survival, Independence e Competence. Em todos eles, e desde a primeira aula, o aluno já se comunica em inglês e, ao longo do curso, atinge estágios cada vez mais avançados da comunicação, até alcançar a fluência perfeita no idioma.

 

Dados de investimento em uma franquia UNS Idiomas

 

 

Franquia Padrão

Investimento total

R$ 100 mil a R$ 180 mil

Taxa de franquia

R$ 10 a R$ 50 mil

Média de faturamento bruto por mês

R$ 50 mil

Lucro líquido mensal

De 30% a 42%

Capital de giro

R$15.000

Royalties

Não tem. Os franqueados pagam uma mensalidade de acordo com a região que varia de 1 salário mínimo até 2 salários minimo e meio

Fundo Nacional de Marketing

15% (contempla todas as campanhas nacionais) da venda do material didático.

Retorno do Investimento

De 18 a 24 meses

Ano de fundação

2003

Início no sistema de franchising

2004

Site

 www.unsidiomas.com.br

 

Mais sobre www.unsidiomas.com.br

A UNS Idiomas é uma rede especializada no ensino da língua inglesa em 18 meses, com foco no público jovem que busca o sucesso profissional através da fluência no idioma. Atualmente a UNS está entre as seis melhores franquias de idiomas do Brasil, de acordo com o ranking da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios e recebeu o selo de cinco estrelas sobre os serviços prestados. A rede existe desde 2003 e já possui 49 unidades em dez estados brasileiros. 

Luciano Huck e o seu olhar empreendedor

 

Com sócios, Luciano Huck confere feira de franquias em SP

Preocupado quando o assunto é saúde e bem estar, Luciano Huck (40) foi conferir as últimas novidades da rede de academia da qual é sócio, a Fórmula, do grupo Bodytech, em feira de franquias, em SP. “Foi megabacana e cheio de oportunidades”, disse o apresentador global, ao lado de Mario Esses (49), diretor  executivo da rede, dos sócios João Paulo Diniz (48), Luiz Urquiza (48) e Alexandre Accioly (49), à direita, e de Andre Ibeas (49), diretor de operações e franquias da rede.

Fonte: Revista Caras

Para saber mais sobre a Fórmula Academia, clique aqui.

Star Point ganha prêmio e lança campanha cultural para celebrar seus 30 anos

Evolução da primeira loja Star Point , localizada no bairro de Moema

A rede multimarca de surf shop Star Point, ganhou o prêmio Lojista Alshop MasterCard, como a melhor loja do segmento de Surf, pelo segundo ano consecutivo.

Em junho a Star Point celebra 30 anos e para comemorar a data lança um concurso cultural em sua página no Facebook. O autor da estampa mais “curtida”, leva para casa um cheque no valor de R$ 1.000,00 em produtos da coleção de inverno 2012 da marca.

A rede de franquias, atualmente possui 29 lojas espalhadas por 5 estados brasileiros e apresenta em suas lojas mix de produtos de diversas marcas, além da própria marca lançada em 2011.

“A Star Point mantém há 30 anos seu foco no praticante do esporte, tanto no surf quanto no skate, que se materializa através das lojas físicas, imprimindo a cultura de varejo que possui neste segmento”, afirma o o sócio-fundador da marca Dimitrius Nassyrios, o Tucano.

Para participar da campanha acessehttp://www.facebook.com/StarPointOficial. O regulamento está disponível na página www.starpoint.com.br/site/estampa30anos

Fonte: Assessoria de Imprensa

Para mais informações sobre a Star Point, clique aqui.

Spoleto apresenta novo posicionamento da marca

 

O restaurante Spoleto, especializado em culinária italiana, adotou um novo posicionamento, com o objetivo de exaltar sentimentos presentes no DNA da marca, como alegria, criatividade e agilidade, mas sempre com foco na qualidade do produto. Nesse  projeto o Spoleto investe R$ 2 milhões, com o qual estima crescimento de 17% no faturamento, no período de junho a agosto.

O reposicionamento da marca é assinado pela Artplan. A campanha com a nova linguagem de comunicação é embasada no conceito “Crie bons momentos aqui” e já pode ser conferida pelo consumidor, pois desde a metade de junho, a marca apresenta o Festival do Gnocchi, primeira campanha já com o novo posicionamento.

O diretor de marketing e franquia do Spoleto, Antonio Moreira Leite, afirma que a nova fase de comunicação da marca pretende explorar a arte presente no DNA da marca desde a sua criação. “Em 2012 nosso investimento será o dobro de todos os budgets já realizados. Escolhemos o Festival para marcar a mudança de nossa linha de comunicação e o novo posicionamento da marca, por ser o gnocchi a massa fresca produzida em nossa fábrica de maior venda e que carrega em si um simbolismo de SORTE”, declara Leite.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Para saber mais sobre o Spoleto, clique aqui.

Ponto comercial interfere no sucesso do negócio; saiba como escolher

 

*Por Filomena Garcia

Na semana passada, de 13 a 16 de junho, aconteceu em São Paulo a 21ª edição da ABF Franchising Expo, que hoje é a maior feira de franquias do mundo.

Dentre os diversos cursos rápidos oferecidos aos visitantes, fui convidada pela organização do evento a abordar um assunto que se mostra cada vez mais crítico para o sucesso e o crescimento de qualquer tipo de negócio: a escolha e a negociação de pontos comerciais.

A escolha do lugar certo permite que todos os esforços aplicados na administração correta do negócio surtam efeito. Faz também com que o seu esforço para atrair clientes seja menor. Muitas vezes não basta apenas o “feeling” para encontrar o lugar ideal. Pesquisa e planejamento podem ser grandes aliados para uma expansão geográfica com êxito.

Veja os prós e contras do espaço escolhido

Há diversos modelos de ponto comercial e você deve optar por aquele que tenha sinergia com seu produto ou serviço.

Existem os pontos que estão localizados em áreas externas, como o modelo “stand – alone”, que é a loja de rua tradicional. Ela fica sozinha, mas com uma infraestrutura diferenciada. Há o “built to suit”, cuja arquitetura é idealizada pensando em servir; o “strip center”, que fica em pequenos centros comerciais a céu aberto; e o “in line”, que segue a fachada dos prédios.

Caso seu negócio atraia mais clientes se estiver em um espaço fechado, você pode optar por um ponto comercial localizado em uma galeria comercial, que funciona como shoppings de pequeno porte, já possui um número reduzido de lojas.

Os shoppings centers são uma opção para quem prefere ambientes localizados em áreas internas e com um maior número de lojas. Ao optar entre um ponto localizado em um shopping ou na rua, o empreendedor deve ter em mente que esses modelos de pontos comerciais oferecem seus prós e contras.

Por exemplo, em um shopping, a compra é principalmente planejada e o empreendimento oferece segurança e conforto para o consumidor, além de possuir capacidade de polarizar a demanda da região. Em contrapartida, seu custo de ocupação é mais alto comparado à maior parte dos aluguéis de lojas de rua.

Loja de rua tem área de influência menor, mas conta com a conveniência

Já no modelo de ponto comercial localizado em ruas, o consumidor compra principalmente por conveniência. A visibilidade fica mais restrita ao bairro, com uma área de influência menor. Por isso, o fluxo depende muito da habilidade e do relacionamento do lojista.

Em suma, a escolha certeira de um ponto comercial é uma somatória de fatores pré-estudados, como a demografia da região, a demanda do mercado, o público-alvo do seu negócio, a concorrência e fatores urbanos que possam impactar no seu volume de vendas.

Levando em consideração esses fatores, convido você a pensar. Qual o tipo de ponto comercial ideal para o seu negócio?

*Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios, varejo e Franchising. É co-autora dos livros “Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e “Marketing para Franquias”

 

Fonte: UOL

7 bobagens que as pessoas pensam sobre franquias

 

Conheça pensamentos equivocados sobre o que é uma franquia e os resultados que ela pode trazer para você que podem minar seu negócio

Qual empreendedor nunca ouviu que o sistema de franquias é uma fórmula milagrosa de sucesso ou que, ao adquirir a sua franquia, você não precisa mais trabalhar? Esses são mitos que estão enraizados neste universo, mas que não passam de pensamentos errados e que podem fazer com que os seus resultados não sejam tão bons quanto o esperado.

Entrar para uma franquia com uma dessas ideias em mente pode ser um risco ainda maior para o seu investimento. Por isso, pesquise sobre o setor, conheça o trabalho de um franqueado e pense bem antes de investir em uma nova franquia.

1. Toda franquia é igual

Esse é um dos erros mais comuns e que se tornou um grande mito. É claro que há semelhanças, mas nem todas as redes são iguais. Lembre-se de que o nome franquia se refere apenas ao contrato estabelecido entre franqueador e franqueado. Para que você perceba a diferença, pense nos diferentes mercados em que você pode encontrar uma franquia. Eles vão desde a alimentação até lavanderias. Então, como negócios tão diferentes podem ser colocados em uma mesma categoria?

2. Franquia é garantia de sucesso

Ser franqueado de fato diminui o risco do empresário. Mas isso não acaba definitivamente com os riscos, principalmente porque alguns deles não são controláveis, como a economia. Por isso, tome cuidado com esta ideia. Além disso, não pense que você vai ficar rico de uma hora para a outra.

3. Franqueado trabalha pouco

A lógica aqui, na realidade, é a inversa. É preciso, sim, muito trabalho e total envolvimento com a marca.

4. Não vou mais ter patrão

É verdade que você não terá mais um patrão que irá cuidar de todos os detalhes do seu trabalho. Essa agora é a sua função. Mas como você faz parte de uma rede de franquias, deve estar atento às “regrinhas” que precisa seguir, já que toda franquia segue um padrão para manter a unidade no mercado. O franqueador auxilia a mostrar como é e deve ser feito o trabalho de sua franquia, mas não toma as rédeas da empresa. Você precisará andar com as suas próprias pernas para que a sua franquia renda bons frutos.

5. Todo mundo tem perfil para ser um franqueado

Pode até parecer verdade, já que o franqueador vai dar o caminho das pedras para que você siga. Mas não são todos que têm gosto por esse tipo de negócio.

6. Franquia sempre começa de um negócio pequeno

Pensando em um caso de sucesso como o do Mc Donald’s parece até que está afirmação procede. A marca começou pequenina e foi crescendo com o passar do tempo. Mas nem sempre é assim.

7. Franquia atrai clientes sozinha

Não adianta pensar que só porque você abriu as portas, todas as pessoas passarão a frequentar o seu estabelecimento. Mesmo que ele já tenha um nome forte no mercado e seja conhecido do grande público, vai ser preciso, sim, ações de marketing e propaganda para que o seu negócio passe a fazer parte da rotina dos clientes. Comece por ações menores, apenas nas proximidades de sua franquia. Isso já é importante e faz com que percebam que você está ali. Para isso você pode, inclusive, usar o know how do seu franqueador.

Fonte: EXAME.com

 Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Sorridents inaugura mais uma clínica no Distrito Federal

 

Região é conhecida por sua potência no comércio, mas ainda necessita de serviços de qualidade com preço justo

A Sorridents Clínicas Odontológicas, rede de franquias referência em Odontologia no Brasil, comemora a abertura da segunda clínica no Distrito Federal. A chegada da nova unidade à região comprova o sucesso da Sorridents no atendimento à família. Com a abertura, a rede se consagra com a marca de 137 clínicas em funcionamento em doze estados brasileiros. A meta é chegar a 500 unidades em todo o Brasil até 2016.

A unidade, que possui aproximadamente 240 metros quadrados, está instalada em Paranoá, região administrativa do Distrito Federal, e possui equipamentos de alta tecnologia, além de uma equipe completa de dentistas parceiros. O investimento inicial foi de cerca de R$ 400 mil e a expectativa é de que a unidade fature R$ 100 mil por mês. A rede espera instalar outras 5 unidades no DF, totalizando um investimento de aproximadamente R$ 2 milhões até 2016.

A clínica oferece em um único local todas as especialidades da Odontologia, da pediatria à geriatria. Possui, ainda, espaço kids, destinado ao entretenimento de pacientes com idade até 10 anos. Os consultórios para atendimento ao público também contam com cores e decoração diferenciadas para garantir que o cuidado com a saúde bucal torne-se uma atividade rotineira e agradável.

Localizado na região centro-oeste do Brasil, o Distrito Federal tem 2 milhões de habitantes, sendo que em Paranoá, onde está localizada a nova clínica, vivem 45 mil deles. A região administrativa está a 20 minutos do centro da capital do país, Brasília, e é uma grande potência em relação à sua atuação no comércio, porém a disponibilidade e acesso aos serviços de saúde são poucos, principalmente quando se trata da prestação de serviços com boa qualidade e com preço justo. Por isso, a Sorridents chega com a proposta de levar à população um modelo de atendimento pouco conhecido na região.

O franqueado Luiz Felipe Escarlate, empresário desde os 18 anos, enxergou na oportunidade de gerir uma clínica Sorridents a possibilidade de suprir uma grande lacuna no ramo, pois seu conhecimento empresarial fornecerá importante diferencial em relação aos demais consultórios odontológicos da região, que muitas vezes são administrados pelos próprios dentistas. “O modelo de negócio da rede possibilita a prática de todo o meu know-how administrativo na área odontológica, pois poderei atuar como empresário aliado ao conhecimento de meu sócio, Dr. Roberto Pinheiro, que aplicará sua experiência de 20 anos como cirurgião dentista”, explica Escarlate.

A carência por serviços odontológicos de qualidade motivou a Sorridents a apostar no crescimento em regiões próximas àquelas onde já existem outras clínicas da rede. “Em 2012 continuamos seguindo a nossa estratégia de crescer em espiral, ocupando áreas onde o novo franqueado também encontra outras clínicas de sucesso, da própria rede, como referência para tocar seu negócio. A instalação de uma nova unidade no DF segue esses mesmos preceitos, uma vez que já temos uma unidade na região”, afirma Cleber Soares, vice-presidente da Sorridents.

A missão da rede é propiciar saúde bucal ao maior número de pessoas possível, por meio de um bom atendimento e com segurança, o que garantiu à rede a liderança no segmento de clínicas odontológicas na América Latina. O projeto arquitetônico das clínicas foi desenvolvido para proporcionar fácil acesso, conforto e comodidade a todos os pacientes, oferecendo sempre construções com acesso térreo para facilitar, inclusive, a locomoção de pessoas portadoras de necessidades especiais.

“Quando pensamos o modelo de negócios da Sorridents tínhamos o objetivo de concentrar em uma única clínica todas as especialidades da Odontologia exatamente para que fossemos reconhecidos como a clínica da família. Queremos que a mãe tenha o conforto de ir ao dentista e aproveitar para consultar o seu filho em uma única visita, diz Soares.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Para saber mais sobre a Sorridents, clique aqui.

Marketing para redes de franquias é tema da palestra de Denis Santini durante a FRANCAL

 

A feira internacional da moda em calçados e acessórios acontecerá entre 26 e 29 de junho na capital paulista

Denis Santini, sócio-fundador da MD Comunicação, ministrará no próximo dia 27 de junho, palestra sobre “Marketing para redes de franquias”.  A apresentação faz parte do talk shoe que acontecerá durante a mais importante feira do setor calçadista, a FRANCAL, organizada pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). A palestra será apresentada em dois horários, às 14h30 e 16h.

Os visitantes da feira interessados em conhecer ou aprofundar seus conhecimentos sobre o tema poderão reservar seu lugar comparecendo ao estande da Abicalçados (passarela 1, rua B).

A palestra abordará as principais diferenças do marketing tradicional para o marketing das franquias, que incluem: estruturação e implantação do fundo de marketing, ações integradas de comunicação efetiva no ponto de venda, entre outros.

Denis Santini é graduado em Comunicação pela Faap, MBA em Marketing de Serviços pela ESPM e formado pela Franchising University, além de ter atuado como franqueado. O sócio-fundador da MD Comunicação, também é coautor do livro Marketing para franquias, ex-diretor e fundador da Afras – Associação Franquia Solidária, Prof. do curso de MBA para franquias da FIA/Provar e  Prof. do núcleo de varejo da ESPM.

Serviço

44ª Feira internacional da moda em calçados e acessórios – FRANCAL

Data: 26 a 29 de Junho

Horário: das 10h às 20h e no dia 29 de Junho das 10h às 17h

Local: Parque de Exposições Anhembi

Endereço: Av. Olavo Fontoura, 1209 – Santana – CEP: 02012-021
São Paulo – SP – Brasil

Site: www.feirafrancal.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa

Franchise Store tem alta de 25%

Franchise Store registrou aumento de 25%, em relação ao ano passado, do número de interessados em suas marcas durante a 21ª ABF Franchising Expo. A empresa calcula fechar 40 contratos no segundo semestre a partir dos contatos na maior feira de franquias do mundo, encerrada no último sábado, dia 16. Os setores de alimentação e serviços foram os destaques.

Fonte: DCI

Para saber mais informações sobre a Franchise Store, clique aqui.

Brasil é apontado como o segundo maior mercado de franquias

 

 

Pesquisa aponta Goiânia e Anápolis como as duas cidades mais promissoras para o setor no estado

O Brasil é o segundo país em número de franqueadores, com 2.226 marcas. O mercado nacional de franquias é maior que o dos Estados Unidos, que tem 1,5 mil marcas.

Com relação ao número de empresas franqueadas, o Brasil cai para a quarta posição, com 160.272 registros, atrás da China (200.000), Japão (235.000) e Estados Unidos (784.802).

Segundo a Associação Brasileira de Franchising, ABF, O Boticário é a maior rede do setor, com 3.337 lojas, seguida da Colchões Ortobom, que tem mais de 1,7 mil unidades e do Kumon Instituto de Educação, com mais de 1,5 mil escolas. O Sudeste é a região que mais concentra franquias, com 70,5% das marcas. Em seguida, aparece o Sul (17,3%) e o Nordeste (7,7%). O Centro-Oeste tem apenas 3,6% das marcas e o Norte 0,8%. São Paulo (51,1%), Rio de Janeiro (12,7%) e Paraná (8,2%) são os três estados com maior número de sedes de franquias.

O levantamento aponta Goiânia e Anápolis como as melhores cidades de Goiás para se investir em uma franquia. Em Goiânia, indica a pesquisa, os melhores setores são, pela ordem, Automotivo, Hotelaria e Turismo, Educação e Treinamento, Saúde e Beleza, Construção, Vestuário e Acessórios, Livrarias, Alimentação, e Infantil. Já em Anápolis são citados Educação e Treinamento, Automotivo, Construção e Mobiliário, Infantil, Alimentação, Saúde e Beleza, Hotelaria e Turismo, Vestuário e Acessórios, e Livrarias.

Fonte: Portal Administradores

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Para saber mais informações sobre franquias, clique aqui.

Aposta nos sapatos

 

O grupo Di Santinni lançou, na ABF Franchising Expo, a entrada no mercado de franquias da marca Di  Santinni Design, loja de sapatos e acessórios femininos para o público B e C. A aposta é no potencial de crescimento do mercado – os brasileiros compram, por ano, três a quatro pares de sapato, enquanto os americanos compram oito. Para montar o negócio, o investimento é a partir de R$ 255 mil.

Fonte: O Globo – Caderno Boa Chance  (17/06/2012)

Para saber mais sobre a Di Santinni Design, clique aqui.

Ortodontic Center completa 10 anos no mercado

 

Com 10 anos de existência marca pretende chegar a 100 unidades até 2014

A Ortodontic Center, rede especializada em clínicas odontológicas comemora 10 anos no mercado. “Desde a criação da marca trabalhamos com muito empenho, dedicação e criatividade para poder oferecer um tratamento diferenciado, econômico e de qualidade ao nosso público. Estamos certos de que existe muito trabalho e desafio pela frente, mas estamos no caminho”, afirma Fernando Massi, sócio-fundador da rede.

De 2009 ate hoje a consolidação da Ortodontic Center cresceu mais de 100% e a cada ano gera novas conquistas para se destacar no seguimento. Atualmente a rede conta com 37 lojas espalhadas pelo Brasil e com um novo modelo de negócio que consiste em converter clínicas a bandeira da marca.

O foco da rede é trabalhar com planos diferenciados e oferecer atendimento eficiente e serviços de qualidade. “Os ambientes são maiores, mais estruturados e mais agradáveis, além de já estarem atreladas a uma marca, hoje, podemos dizer, com toda a segurança, que o dentista é um empresário e o que oferece aos seus clientes são produtos, que primam pela qualidade e satisfação de quem os adquire”, diz Massi.

“O mercado é dinâmico e exige que o empreendimento acompanhe as mudanças, mas é preciso estabelecer limites às adaptações. Afinal, uma empresa que muda, por exemplo, o público-alvo, não muda apenas o plano de negócios, mas toda sua estratégia mercadológica”, conta o franqueador.

A história da Ortodontic Center começou com o Fernando Massi e alguns colegas de faculdade resolveram montar uma clínica de ortodontia em Londrina (PR). Com o sucesso do empreendimento, a sala de 60 m² onde havia somente dois funcionários tornou-se pequena para atender a todos os clientes e, com a falta de organização, o bom negócio começou a virar um caos.

Porém, a carteira de clientes continuava crescendo e o negócio se expandindo. A partir da estruturação, a Ortodontic Center pôde aderir ao sistema de franquia e expandir o negócio.

O plano da rede Ortodontic Center é chegar a 100 lojas até 2014, mostrando a todos os clientes atuais e futuros, que a marca já conta com a experiência e credibilidade de 10 anos no mercado.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Para saber mais sobre a Ortodontic Center, clique aqui.

Franquias de cosméticos e perfumaria rendem faturamento mensal de até R$ 70 mil

 

Interessado deve passar uma série de fatores antes de adquirir uma franquia. Afinidade com o mercado é fundamental

Um dos setores mais promissores de franquias no País é aquele que envolve marcas de cosméticos e perfumaria. A boa notícia é que além de promissor, o segmento pode render um faturamento médio mensal de até R$ 70 mil, como é o caso da marca Contém 1G Make Up.

Se você está pensando em adquirir uma franquia, esta pode ser uma boa opção. De qualquer maneira, antes de tomar qualquer decisão, é preciso avaliar se você tem afinidade com o segmento. Trata-se de um mercado bastante específico e, portanto, o desempenho do empresário será proporcional ao conhecimento que ele detém do ramo.

Além disso, é preciso investigar o local onde o investidor pretende abrir a franquia. A localização é fundamental para atingir a meta de faturamento estabelecida pelas redes. Segue abaixo informações sobre a rede da Contém 1G.

Contém 1G Make Up

Unidades franqueadas: 163

Faturamento médio mensal: R$ 70 mil

Retorno: entre 24 e 36 meses

Investimento total: a partir de R$ 335 mil

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui Estadão PME.

Para saber mais sobre a Contém 1G, clique aqui.

Star Point conquista pelo prêmio Lojista Alshop Mastercard

 

 

A Star Point, maior e mais premiada rede de lojas de moda praia, surf e skate do país, conquista pelo segundo ano consecutivo o Prêmio Lojista Alshop MasterCard, a mais importante premiação que reconhece há 14 anos o desempenho das grandes redes varejistas de shoppings do Brasil.

A rede de lojas que comemora 30 anos neste mês, foi eleita como a melhor loja de moda surf, na categoria escolha do consumidor, onde mais de 3 milhões de pessoas votaram através do site da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping).

Para o sócio-fundador da marca, Dimitrius Nassyrios, o Tucano, conquistar esse importante prêmio é sinônimo de reconhecimento junto aos consumidores, resultado de anos de trabalho, da contínua busca por inovações e tendências, acompanhadas de um atendimento com excelência, que fazem da Star Point uma referencia em seu segmento.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Para saber mais sobre a Star Point, clique aqui.

Aprenda a usar a verba de marketing de sua empresa

*Por Filomena Garcia

Semana passada, ministrei o curso “Marketing para Franquias” pela Cherto Consultoria. Na sala, executivos de diversas franqueadoras buscavam aperfeiçoar seus conhecimentos de marketing para redes, trocar experiências e entender melhor conceitos como o fundo de propaganda, considerado por alguns como assunto polêmico e difícil.

Esse fundo, formado por uma contribuição mensal de todas as unidades da rede, tem a finalidade de custear ações de propaganda nacionais e regionais. É um importante recurso para a franqueadora potencializar suas ações, atingindo veículos que as lojas, sozinhas, não teriam aporte para utilizar.

À franqueadora cabe administrar esse fundo e investi-lo de maneira a fortalecer a sua marca e beneficiar toda a rede.

Grande parte das redes de franquias bem-sucedidas já desenvolveram o seu fundo de propaganda e buscam melhorar sua gestão a cada dia. Essa prática, porém, também tem muito a ensinar a empreendedores cujos negócios não são franquias.

Provisione sua verba de propaganda

Inspirado nas redes de franquias, você também pode provisionar a verba de marketing do seu negócio separando para esse fim, desde o início, uma parte do faturamento. Dessa maneira, sua verba de marketing será ampliada proporcionalmente ao crescimento do seu negócio.

Ao abrir mais unidades, essa verba se multiplicará e assim por diante. Com disciplina e boas ações, esse reinvestimento gradativo em marketing facilitará o seu planejamento e lhe permitirá alcançar resultados cada vez melhores.

Planeje no macro. Aja no micro

Antes de lançar uma campanha, uma franqueadora procura se certificar de que ela funcionará em todas as suas unidades, independentemente da região e das características dos mercados locais em que elas se encontram.

Embora o planejamento seja feito pensando nas premissas e objetivos da marca e da rede como um todo, o sucesso de uma campanha é construído, dia após dia, pela sua execução em cada unidade.

Publicidade em mídia de massa não é, por si, garantia de sucesso para o seu negócio. Faça como as franqueadoras que, apesar de investirem em campanhas e ações de abrangência nacional, reservam uma parte da verba do fundo de propaganda para apoiar ações locais.

Faça com que sua equipe “compre” a ideia

As franqueadoras de sucesso sabem que, para que uma campanha alcance o máximo de sua eficiência, é preciso que seus franqueados “comprem” a ideia e se convençam de que a campanha funcionará e trará bons resultados. Por isso, investem tempo e recursos para “vender” suas campanhas à rede e capacitá-la para a execução.

Da mesma forma, o sucesso das ações de marketing do seu negócio depende de sua equipe. Garanta que todos os colaboradores envolvidos na execução compreendam as ações e estejam preparados para lidar com as situações que possam ocorrer no caminho.

E você, como lida com a sua verba de marketing?

*Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios, varejo e Franchising. É co-autora dos livros “Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e “Marketing para Franquias”

 

Fonte: UOL

BTG Pactual compra corretora colombiana

 

André Esteves, do BTG Pactual: banco de investimento anunciou compra

da corretora colombiana Bolsa Y Renta

 

Banco de investimentos comprou 100% das ações da Bolsa y Renta

Conforme antecipado em abril pelo blog Blue chips, de EXAME.com, o BTG Pactual fechou a compra da corretora colombiana Bolsa y Renta por 51,9 milhões de dólares. 

Com a transação, os atuais acionistas da Bolsa Y Renta subscreverão 0,25% do capital social do BTG. A instituição é a maior corretora em volume de ações negociadas na Colômbia e tem 2,7 bilhões de dólares em ativos administrados. Incentivados por um plano de retenção, seus principais executivos e acionistas deverão permanecer à frente das operações por no mínimo quatro anos. 

“A incorporação da Bolsa y Renta agregará ainda mais capilaridade e credibilidade à nossa operação na Colômbia, que se destaca pelo aumento do consumo interno e pelo grande número de empresas que buscam capital para se expandir", disse André Esteves, CEO do BTG Pactual, em comunicado à imprensa. 

Líder regional

A aquisição faz parte do plano do BTG de expandir suas atividades na América Latina e tornar-se um líder regional. Em fevereiro deste ano, o banco anunciou a compra da corretora chilena Celfin, em um negócio avaliado em 600 milhões de reais. 

No fim de abril, foi a vez do banco abrir capital na bolsa de valores, levantando 3,6 bilhões de reais na operação, soma que lhe garantiu o sétimo lugar no ranking dos maiores IPO da história da Bovespa. Desde então, o BTG anunciou a compra da varejista Leader e de parte das academias Bodytech e Fórmula, do técnico de vôlei Bernardinho. 

 

Fonte: EXAME.com

Para saber mais sobre a Fórmula, clique aqui.

Griletto chega a 100 lojas

 

Alves: de olho na classe C, a rede deve faturar R$ 112 milhões em 2012

 

Empresário desde os 18 anos, fundador da rede de restaurantes foca expansão no Nordeste

O começo da década de 1990 foi difícil para quem tinha um negócio no Brasil. Inflação recorde, poupança confiscada, cena política instável. No bairro do Marmeleiro, em Mairinque (SP), um adolescente chamado Ricardo José Alves, que não entendia nada de carnes, trocou uma moto Honda CB 400 por um açougue. "Era uma época louca, eu vendia pelo preço de custo, para colocar logo o dinheiro no overnight [aplicação com liquidez diária, popular na época] e lucrar mais", lembra o fundador da franquia de restaurantes Griletto, que deve abrir a centésima loja em 2012.

Entre 1990 e 1997, ele chegou a comandar seis açougues no interior paulista. Mas, dali para frente, muitos consumidores começaram a comprar carne em supermercados. Até que, em 2003, uma tarde ruim fez o empresário ter uma ideia. "Era um dia de chuva e eu não vendi nada, não entrou uma alma viva para comprar meio quilo de carne moída", diz.

Alves queria continuar vendendo carne, já pensava em abrir um restaurante. Teve um pensamento simples, baseado na observação elementar. "Se a chuva atrapalhava os clientes, seria melhor abrir num shopping."

Naquele ano, montou o primeiro restaurante Griletto, num shopping de Itu (até hoje, todas as unidades ficam em shoppings). "Era muito parecido com o que é atualmente, mas eu nem imaginava franquear, fiz para ter uma fonte de renda", lembra. A fórmula de pratos básicos e preços bons, porém, se saiu melhor que o esperado. O Griletto começou a se espalhar pelo interior – São Carlos, Campinas, Ribeirão Preto, Piracicaba. 

Em 2008, Alves já tinha 12 lojas. Foi quando vendeu a primeira franquia, aberta no shopping Jaraguá, em Araraquara. "Até então, tocava as coisas do meu jeito, a oportunidade fazia a ocasião", diz. "Mas, quando comecei a franquear, contratei uma consultoria [a Cherto] e passei a planejar tudo."

Hoje, o empresário tem 21 unidades próprias e 51 franqueadas. Somados os contratos já assinados, a Griletto termina o ano com 100 lojas e faturamento de R$ 112 milhões, após registrar vendas de R$ 89 milhões no ano passado. A marca se espalhou pelo país, de Curitiba a Brasília, de Belo Horizonte a Salvador. A revista "Pequenas Empresas & Grandes Negócios" acaba de eleger a rede "melhor franquia de alimentação do Brasil". 

O foco, agora, é a nova classe média e a região nordeste. "A frase é batida, mas a classe C é a bola da vez, porque quem começa a ganhar algum dinheiro quer ir pro shopping consumir", afirma Alves, que falou ao iG na ABF Expo Franchising, maior evento de franquias do País, realizada na semana passada em São Paulo. 

O desafio atual do empresário é, também, uma frase batida na nova economia brasileira: está difícil encontrar mão de obra. "[Com mais emprego no País] ninguém quer trabalhar em restaurante de shopping, o pessoal considera subemprego. Em Ribeirão Preto [cidade com altos índices de desenvolvimento], a gente chega a ir na igreja, pedir pro padre anunciar a vaga na missa", conta Alves. "Não posso reclamar: se está todo mundo empregado, em contrapartida esse pessoal está consumindo também."

Fonte: IG

Para saber mais sobre a Griletto, clique aqui.

Trigo comemora resultado na ABF Franchising 2012

 

 

O grupo TRIGO Spoleto, Domino’s Pizza e Koni Store – encerrou sua participação na ABF Franchising Expo 2012 e celebra o resultado parcial de negócios com novos e antigos parceiros. A holding destaca assinatura de 11 possíveis unidades para as três marcas nas próximas semanas. Dos 360 cadastros (pré-selecionados) preenchidos ao longo da feira, 27% tendem aquecer negócios ao longo do ano com possibilidade de 14% resultarem em fechamento. Presente pela segunda vez na Feira, a rede de pizzarias Domino’s destacou-se entre as marcas do Grupo com 35% dos interessados.

Segundo a diretora de expansão do Trigo Renata Rouchou, o Grupo recebeu muitos interessados de outros estados, principalmente de capitais nordestinas. A rede de comida japonesa rápida Koni Store acredita ampliar sua atuação no Nordeste, devido às fichas preenchidas com foco na região, assim como em São Paulo. O mesmo aconteceu com o Spoleto, já presente em 25 estados e no Distrito Federal, que ainda costuma receber propostas para cidades do interior. A marca apresenta capilaridade nacional e está assinando contratos para seu modelo sustentável Spoleto 21. O modelo Store in Store também ganhou espaço, conquistando possível assinatura.

Para Renata Rouchou, o resultado positivo é a prova concreta das mudanças apresentadas pela holding durante a ABF Franchising.

“A feira foi um bom termômetro para o Grupo Trigo. Considerando os 11 negócios citados acima e os 14% de cadastros que caminham para fechamento nos próximos anos, podemos chegar a mais de 61 novos negócios como resultado da ABF 2012”, afirma Rouchou.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Para saber mais informações sobre o Grupo Trigo, clique aqui.

Sorridents ganha premiação idealizada pela Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

 

 

Rede é eleita a melhor franquia do Brasil, na categoria Saúde e Bem-estar

A Sorridents Clínicas Odontológicas, maior rede de franquias de clínicas de odontologia da América Latina, conquistou o prêmio de melhor franquia, categoria Saúde e Bem-Estar, segundo a premiação “As melhores franquias do Brasil”, realizada pela Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, em uma grande cerimônia realizada na Casa Fasano dia 12 de junho.

O prêmio foi concedido à rede pela brilhante atuação no mercado de franchising durante o ano de 2011, a partir da avaliação de critérios como desempenho, seriedade, sucesso e idoneidade dos serviços prestados. Desta maneira, a premiação estimula a melhora da qualidade da atuação das empresas franqueadoras e valoriza as práticas e profissionalismo no sistema de franquia.

“2012 está sendo um ano excepcional para a Sorridents. Esta premiação é sinônimo do reconhecimento das ações e importância da marca para a sociedade e para a economia. Além disso, nossos concorrentes são bem fortes, referências em suas áreas, o que nos mostra o quanto estamos no caminho certo”, ressalta Cleber Soares, vice-presidente da rede.

Hoje, a Sorridents já está consolidada como a maior rede de clínicas odontológicas da América Latina, com 43 clínicas comercializadas além das 138 em funcionamento, totalizando uma operação com 181 unidades. Outra expectativa da rede é se tornar referência em odontologia até 2013, com reconhecimento pela excelência de atendimento e recomendada pela satisfação dos franqueados como negócio de sucesso.

Além do prêmio concedido pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, a marca também foi destaque, neste ano, com o prêmio Jovens Lideranças, concedido pelo jornal O Estado de S. Paulo em parceria com a XYZ Live. A empresa foi eleita a melhor empresa no segmento de Serviços. A Sorridents também foi reconhecida como destaque no Prêmio ABF-AFRAS e recebeu pela segunda vez o selo de Excelência da ABF.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Para saber mais informações sobre a Sorridents, clique aqui.

 

 

Rede Fórmula tem investimento de R$ 950 mil

 

Fundada em 2011 pelo Grupo Bodytech, a Rede Fórmula de academias tem entre os sócios nomes como Alexandre Accioly, João Paulo Diniz e Luciano Huck. Ao todo, a marca tem oito unidades próprias e 16 unidades franqueadas no Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Santa Catarina.

O espaço necessário para a instalação de uma franquia da academia é a partir de 400 metros quadrados. O franqueado não precisa comprar equipamentos, já que são alugados da franqueadora. Para cada unidade é preciso, no mínimo, de 15 funcionários. O faturamento médio mensal de uma franquia de 400 metros quadrados é de 120 mil reais.

Investimento inicial: 950 mil reais
Prazo de retorno do capital: a partir de 36 meses

Fonte: EXAME.com

Para saber mais sobre a Fórmula, clique aqui.