Ilustração - Blog Franchise Store

Cinco ações de marketing que podem tornar a sua loja mais conhecida e mantê-la cheia

Depois de executar a difícil tarefa de escolher um bom ponto de venda, bem localizado e com custo razoável, cabe ao empreendedor trabalhar para fazer cada vez mais pessoas passarem, pararem, olharem, entrarem e comprarem em sua loja. São esses cinco passos que vão definir se a loja será conhecida por todo mundo e estará sempre cheia ou se viverá às moscas.

A primeira coisa a se fazer é definir o raio de atuação que as ações de marng keting deverão atingir para trazer mais gente para perto da loja. A pergunta de ouro, nesse caso, é: quanto tempo meus consumidores-alvo estão dispostos a gastar para se deslocar até a unidade franqueada? E mais: dentro desse raio (exemplo: locais que fiquem em até 10 minutos de distância do meu ponto-de-venda), em que lugares eu posso realizar uma ação de marketing que alcance especificamente os clientes que procuro?

Depois de responder a essas duas questões, é hora de botar a mão na massa e partir para a ação. Aqui vale a pena investir no marketing cooperado. A loja pode – e deve – formar parcerias com outras empresas da região para divulgar sua marca e seus produtos. É hora de o empreendedor usar sua rede de contatos.

Há exemplos de várias redes que fazem parcerias com comércio vizinho para ambos distribuírem panfletos na loja parceira. O envio de mala direta, a panfletagem nas ruas, o deslocamento de vendedores para outros ambientes e até mesmo o anúncio em mídias locais (como jornais de bairro) podem ser iniciativas simples e eficientes na atração desses futuros clientes.

Depois de fazer mais pessoas se dirigirem à loja, o segundo passo é fazer a loja ser notada. O consumidor não pode simplesmente passar e nem perceber que aquela empresa está ali. E para evitar que isso aconteça, é preciso trabalhar a fachada da loja.

O empreendedor deve checar se a fachada está em bom estado, se a frente da loja está limpa e desobstruída para passagem, se não há nenhuma lâmpada queimada. Vale a pena também percorrer, de carro e a pé, o caminho que um consumidor faria ao passar em frente a sua loja e tentar descobrir que ações poderiam facilitar o direcionamento do olhar dele para seu ponto-de-venda. Eventualmente, colocar a vitrine num ângulo de 45 graus pode ser uma estratégia interessante para fazer o consumidor parar em frente à loja.

Para concretizar o terceiro e quarto passos, que é fazer o consumidor olhar e entrar na loja, usar a criatividade e caprichar na vitrine são premissas importantes. Colocar campanhas e promoções na fachada também ajuda muito.

Disponha os materiais promocionais de forma clara e eficiente, para que os consumidores entendam, logo de cara, qual é o conceito da marca e que tipos de produtos e serviços a unidade comercializa.

Aqui, além da importância de ter uma fachada bem trabalhada, o desempenho da equipe também começa a fazer a diferença para o desenvolvimento das ações de marketing junto ao consumidor. Os vendedores podem abordar os consumidores gentilmente, falando sobre a marca, os produtos e as promoções.

A essa altura, se você e sua equipe conseguiram colocar o consumidor para dentro de sua loja, chegou finalmente a hora de trabalhar pesado nas ações de marketing para surpreender, encantar e conquistar o cliente.

*Filomena Garcia é sócia-diretora da Franchise Store, especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios, varejo e Franchising. Co-autora dos livros “Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e “Marketing para Franquias”