O que Franchising

Na essência, o Franchising consiste em replicar, ou, como se tornou moda dizer, em “clonar”, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio, ou seja: uma loja, uma clínica, um hotel, um restaurante, uma oficina mecânica, uma locadora de DVDs, uma escola, uma lavanderia ou ponto de coleta de encomendas expressas, etc.

Cada um dos “clones” do conceito de negócio é implantado, operado e gerido por um terceiro autônomo, o Franqueado, a quem a organização Franqueadora autoriza, através de contrato, a comercialização de determinados produtos e/ou a prestação de certos serviços, em combinação com o uso de uma ou mais de uma marca e dos métodos, sistemas, políticas e padrões desenvolvidos e/ou estipulados por ela, a Franqueadora.

O Franqueado pode ser considerado um autônomo, já que é o proprietário da unidade que opera e administra e, como tal, goza de um certo grau de liberdade. Mas não é totalmente independente, pois deve, por princípio, observar as normas, políticas e padrões que lhe são ditados pela Franqueadora. E também deve agir sob a coordenação desta e acatar as sugestões e orientações que sejam formuladas pelos integrantes da equipe da mesma.

Evidentemente, o grau de autonomia do Franqueado costuma variar de uma organização para a outra, mas, em todos os casos, há a imposição pelo Franqueador a cada Franqueado, de certos padrões a serem observados por este, nem que seja apenas com relação à identidade visual do ponto de venda.

O mais comum, contudo, é que as imposições e restrições sejam relativamente amplas e abranjam todos, ou quase todos, os aspectos relacionados à Implantação, Operação e Gestão do negócio, incluindo Localização, Layout, Equipamentos e Instalações, Mix de Produtos e Serviços, Merchandising, Rotinas Operacionais, Fornecedores, Política Comercial, Plano de Contas, Software de Gestão, entre outros.

15 respostas
  1. Vinicios Ferreira
    Vinicios Ferreira says:

    Parabéns, ainda não consegui encontrar definição ou explicação melhor que essa para o conceito de franchise.

    Fico feliz que assim como eu existem grandes portais como o FRANCHISE STORE que são dedicados a produzir conteúdo que qualidade que ajuda as pessoas a entenderem esse mercado 🙂

    Responder
  2. Elavoko Gill
    Elavoko Gill says:

    Bastante agradecido pela rica matéria.
    minha duvida:
    Exemplificando, que eu seja um franqueado e tenho a minha dependência em angola, um país diferente ao do franqueador.
    existe alguma vantagem na importação dos produtos?
    gostaria que pudessem fazer alguns exercícios e simulações de vários casos ou situações.

    Responder
    • Franchise Store
      Franchise Store says:

      Elavoko, obrigado pelo comentário. Ao escolher a que franqueadora você quer se associar, você poderá tirar essa dúvida, pois as regras podem variar caso a caso. Por isso, o primeiro passo é selecionar alguns modelos de negócio que te interessam e contatar as empresas franqueadoras para saber exatamente como elas funcionam, ok? Esperamos ter ajudado. Atenciosamente!

      Responder
  3. Jacqueline
    Jacqueline says:

    Ola, gostaria de fazer uma pergunta…
    Porque o franchising figura entre os investimentos mais seguros? E quais os riscos e quais os aspectos que um novo empreendedor no franchising deve ficar atento?

    Responder
  4. erik costa
    erik costa says:

    neste caso, gostaria de saber, qual a diferença entre franquia e franchise, ou em essência, só e mais uma variação de uma proposta de franquia com mais privilégios.

    Responder
    • Thalita Felisardo
      Thalita Felisardo says:

      Franquia, franchising ou franchise é uma estratégia utilizada em administração que tem, como propósito, um sistema de venda de licença na qual o franqueador (o detentor da marca) cede, ao franqueado (o autorizado a explorar a marca), o direito de uso da sua marca, patente, infraestrutura, know-how e direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços. O franqueado, por sua vez, investe e trabalha na franquia e paga parte do faturamento ao franqueador sob a forma de royalties. Eventualmente, o franqueador também cede ao franqueado o direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistemas desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem ficar caracterizado vínculo empregatício.

      Responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] de negócio – estabelecimentos comerciais – é chamada de franchising, de acordo com a Franchise Store. Mas, replicar uma loja ou nicho não é tão simples quanto parece. Cria-se uma relação entre a […]

  2. […] Por exemplo, a Cacau Show é uma franquia de sucesso. E, assim como no offline, existem milhares de negócios na internet que são franqueáveis, como lojas online e etc. Esse é o e-franchising. […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *